Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012
MUGIMBO XXVIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DE STELLA

Sawabona / Shikoba - SOBRE ESTAR SÓ...

 Stella Pugliesi

As pessoas estão perdendo o pavor de ficar sozinhas, aprendendo a conviver melhor consigo mesmas. O companheiro/a, com o qual se estabelece um elo, não é príncipe ou salvador de coisa nenhuma; é apenas um companheiro de percurso – novos ventos.

 O que se busca hoje é uma relação na qual exista INDIVIDUALIDADE, RESPEITO, ALEGRIA e PRAZER DE ESTAR JUNTO, e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar... Gosto e desejo a companhia, MAS NÃO É FORÇOSO, o que é muito diferente... A solidão, o ficar sozinho não é vergonhoso. Não sendo o desejável, não torna a pessoa indigna. As boas relações afectivas são óptimas quando, ambos crescem sem ninguém exigir algo de alguém. Quanto mais o indivíduo for autónomo para viver sozinho, mais preparado estará para uma boa relação afectiva com alguém. Muitas vezes, pensa-se que o parceiro/a é nossa alma gémea quando na verdade, o que fizemos foi inventar um figurino ao nosso gosto.

 Não é mau de todo as pessoas ficarem sozinhas de vez em quando; estabelecem assim um diálogo interno ao descobrir a sua força pessoal, reorganizando-se no partilhar de sonhos ou realidades aprendendo a dar e a ceder; a compartilhar e dissipar egoísmos. Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz de espírito podem ser encontradas dentro de si mesmos, dando-se sem recriminações nefastas. Na solidão acalenta-se a harmonia, amaina-se a crítica e assume-se compreensivo às diferenças, o mútuo respeito. O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável. Nesse tipo de ligação, há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado. E, porque está curioso(a) em saber o significado das palavras do dialecto Xhosa aqui vai a explicação.

 Xhosa é uma das 11 línguas oficiais da África do Sul. É falada por aproximadamente 7,9 milhões de pessoas (cerca de 18% de sul-africanos), principalmente nas províncias do Cabo e sul do KwaZulu-Natal, mas também nos países vizinhos, Botswana e Lesoto.

SAWABONA - sendo um cumprimento, quer dizer: "EU TE RESPEITO, EU TE VALORIZO, VOCÊ É IMPORTANTE PRA MIM" -  SHIKOBA -  É a resposta a Sawabona:  "ENTÃO EU EXISTO PRA VOCÊ".

Homologado por

Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 01:39
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quinta-feira, 29 de Novembro de 2012
BRASIL EM 3 PENADAS . XL

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO*

Pré-sal...e o EXÚ de nove dedos!!!!BRASIL . de 2 Partes

  KIMBO                       

Opção de

Ireno Schulz  -  Novembro 18, 2012

(Vem da 1ª Parte) . Carta á Revista Veja

As metas da empresa foram revistas e, com isso, os contratos com empresas fornecedoras de equipamentos e serviços (as companhias dos barões do petróleo) minguaram. Os sinais de que os ventos mudaram vêm de longe. Há quase uma década a Petrobrás não cumpre suas metas de produção. No segundo trimestre de 2012, contabilizou um prejuízo de 1,3 bilhão de reais. Foi o pior resultado desde 1999. No semestre, a queda foi de 64% em relação ao mesmo período do ano passado”. Continua Veja: “Na opinião dos especialistas, o pré-sal foi usado como bandeira política pelo ex-presidente Lula.

 O discurso era que a nova descoberta resolveria os problemas do Brasil, e a Petrobrás prometeu o que não podia”. Ainda em seu primeiro mandato, o Exu de Nove Dedos anunciou a auto-suficiência do Brasil em Petróleo. Hoje, o Brasil importa gasolina, óleo diesel e até etanol de milho dos Estados Unidos. E ninguém cobra isto dele? O momento é oportuno, já que o ano é eleitoral. Mas o dado que mais chama a atenção é a desvalorização das acções da Petrobrás desde àquela manobra de capitalizá-la sem na verdade injectar nenhum dinheiro em seus cofres. De lá para cá a Petrobrás perdeu 208 bilhões de dólares em suas acções, ou seja, hoje a empresa vale menos 208 bilhões de dólares! E ninguém cobra nada de ninguém?

 Este é o resultado do estatismo. Entrega-se uma empresa que explora o melhor negócio do mundo a amadores apadrinhados por políticos, usa-se a empresa com fins eleitorais, actualmente está sendo usada como instrumento de política monetária, e o consumidor, que em última instância é quem paga a conta, fica a ver navios ”. A reportagem da Veja está primorosa. Pena que não tenha sido publicada há uns quatro anos atrás.

(Final)- Nota: Quem tiver interesse em se aprofundar na matéria, veja o site da Statoil: http://www.goodideas.statoil.com/deep-dive-pt#heavy-oil-container

Cordialmente, Otacílio M. Guimarães

Atentamente

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:39
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012
MOKANDA DA LUUA . IX

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO

ANGOLANOS - SÃO TÃO POBRES, QUE SÓ TÊM DINHEIRO... De Johannesburg

Por
Jose Matias Ramos Matias

Os ricos angolanos continuam pobres de tanto gastar dinheiro apenas para corrigir os desacertos criados pela desigualdade que suas riquezas provocam: insegurança e ineficiência. Realidade, triste... que não se adapta só a Angola - Adaptado de um texto de Cristóvam Buarque -- KALIFADO DE PALMELA

 Em nenhum outro país do mundo os ricos demonstram mais ostentação que em Angola. Apesar disso, os Angolanos ricos são pobres. São pobres porque compram sofisticados automóveis importados, com todos os exagerados equipamentos da modernidade, ficando horas engarrafados ao lado dos chapas candongueiros do subúrbio. Às vezes, são assaltados, sequestrados e violentados no trânsito. Presenteiam belos carros a seus filhos e não voltam a dormir tranquilos enquanto eles não chegam à casa. Pagam fortunas para construir modernas mansões, desenhadas por arquitectos de renome, sendo obrigados a escondê-las atrás de muralhas, como se vivessem nos tempos medievais, dependendo de guardas que se revezam por turnos. Sexta-feira, saem de noite para jantar em restaurantes tão caros que os ricos da Europa não conseguiriam frequentar. Ficam alheios à miséria existente ali por perto. E, isso não lhes tira o apetite. Os restaurantes são fechados, cercados e protegidos por policiais privados. Após a comezaina, escondidos, tomam o carro à porta, trazido por um manobrista. Não têm o prazer de caminhar pela rua, praceta ou ir a um cinema. Não é raro que o pobre rico seja assaltado antes de terminar o jantar, ou na estrada a caminho de casa; a viagem é um susto durante todo o caminho e, até dentro de casa.

 Os ricos Angolanos vivem apavorados. Vivem no susto permanente diante das incertezas em que os filhos crescem. Uma parte considerável do dinheiro que gastam, nada adquirem, pois é usado para evitar perdas. Quando viajam ao exterior, sabem que no hotel onde se hospedarão serão vistos como assassinos de crianças na Lunda, destruidores da floresta do Maiombe em Cabinda, usurpadores da maior concentração de renda do planeta, portadores de malária, de paludismo e de filaria. São ricos empobrecidos na vergonha que sentem aos olhos estrangeiros. Os ricos, na pobreza de visão, ficam sem discernimento de verem a riqueza que há num povo educado. Os novos-ricos mwangolés abandonaram a educação do seu povo, desviaram os recursos para criar a riqueza que só será deles; contratam trabalhadores de baixa formação, investem em modernos equipamentos sem gente capaz de as manejar; vivem rodeados de compatriotas que não sabem como mudar o mundo, porque simplesmente não se sabem construir.
 Para poderem usar os seus caros automóveis, os ricos construíram viadutos com o dinheiro que seria para levar água e esgoto ao bairro dos “sem nada”. Montam modernos hospitais, mas tem dificuldades em evitar infecções porque os pobres trazem de casa os germes que os contaminam. Com a pobreza de achar que poderiam ficar ricos sozinhos, construíram um país que vive no meio da doença. Há um grave quadro de pobreza entre os angolanos e, a maior parte deles não tem o recurso de perceber isso. A pobreza de espírito nos senhores do poder é confrangedoramente elitista. Ao invés de um modelo de desenvolvimento em direcção aos interesses das massas populares passeiam vicissitudes, vaidades, arbitrariedades desmesuradas.

Subscrito e homologado por

T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:40
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Terça-feira, 27 de Novembro de 2012
MUSSENDO DO PUTO . XIV

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS ROSA*

ANGOLA – Um caso curioso! . de 2 Partes

Opção de

ROSA LIMA

Continuação do desaforo torpe em editorial do "Jornal de Angola”:

As elites políticas portuguesas odeiam Angola e são a inveja em figura de gente. Vivem rodeadas de matilhas que atacam cegamente os políticos angolanos democraticamente eleitos, com maiorias qualificadas. Esse banditismo político tem banca em jornais que são referência apenas por fazerem manchetes de notícias falsas ou simplesmente inventadas. E Mário Soares, Pinto Balsemão, Belmiro de Azevedo e outros amplificam o palavreado criminoso de um qualquer Rafael Marques, herdeiro do estilo de Savimbi. Os angolanos estão em festa pela Independência Nacional. Em Portugal, a nova Procuradora-Geral da República foi a Belém onde deve ter explicado a Cavaco Silva as informações que no mesmo dia saíram na SIC Notícias e no Expresso, jornal oficial do PSD, que fizeram manchetes insultuosas e difamatórias visando o Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, que acaba de ser eleito com mais de 72 por cento dos votos dos angolanos.

 Militares angolanos com o estatuto de Heróis Nacionais e ministros democraticamente eleitos foram igualmente vítimas da inveja e do ódio do banditismo político que impera em Portugal, neste 11 de Novembro, o Dia da Independência Nacional. A PGR portuguesa é amplamente citada como a fonte da notícia. A campanha contra Angola partiu do poder ao mais alto nível. Mas como a PGR até agora ficou calada, consente o crime. As relações entre Angola e Portugal são prejudicadas quando se age com tamanha deslealdade. A cooperação é torpedeada quando um ramo mafioso da Maçonaria em Portugal, (…) acalenta o lixo político que existe entre nós, hoje determina publicamente o sentido das nossas relações, destilando ódio e inveja contra os angolanos de bem.

 Da boca para fora, são sempre amigos de Angola e dos angolanos, da Alemanha e dos alemães. Enchem os bornais de dinheiro, à custa de Angola, comem à custa da Alemanha. Sobrevivem à miséria, usando como último refúgio a antiga "jóia da coroa", feliz expressão do capitão de Abril Pezarat Correia. Mas na hora da verdade, conspiram e ofendem angolanos e alemães, usando a sua máquina mediática. "De sorte que Alexandre em nós se veja,/ sem à dita de Aquiles ter inveja." Estes são os dois últimos versos de Camões no seu poema épico. Os restos do império, que estrebucham na miséria moral, na corrupção e no embuste, deviam render-se à evidência. Angola não é um joguete! Nós somos Aquiles! Tão grandes e vulneráveis como ele. Mas não tenham Inveja do nosso êxito, porque fazemos tudo para merecê-lo."

Palavras-chave Angola, José Eduardo dos Santos, Rafael Marques, PGR, Expresso,

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/jornal-acusa-elite-portuguesa-de-invejar-e-odiar-angola=f766453#ixzz2CogYca7v

Ler a seguir: Mukanda da Luua IX . de Johannesburg - ANGOLANOS - SÃO TÃO POBRES, QUE SÓ TÊM DINHEIRO... (Em jeito de resposta)

Mussendo: Conto de raiz popular, missiva em forma de mukanda (carta) do Kimbundo de Angola (N´gola), Comunicado.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:14
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Segunda-feira, 26 de Novembro de 2012
BRASIL EM 3 PENADAS . XXXIX

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO*

Pré-sal...e o EXÚ de nove dedos!!!!BRASIL . de 2 Partes

KIMBO          

Opção de

 Ireno Schulz  -  Novembro 18, 2012

Pré-sal...e o EXÚ de nove dedos....!!!! Será mesmo assim? Antes de afirmar que é calunia, repare que o sujeito dá um crédito claro a M. Foster e, por tabela, à senhora Dilma. O autor é autoridade no assunto. Carta á Revista Veja: "Caro Director de Redacção Revista Veja - São Paulo Me surpreende que somente agora, depois do estrago feito, a Veja venha revelar aos incautos o engodo que foi o pré-sal, uma fantasia eleitoreira gerada na cabeça do Exu de Nove Dedos com o intuito de enganar trouxas e ganhar eleições, como de fato enganou e ganhou.

 

A única coisa que eu entendo de petróleo é que se trata da mais importante fonte de matérias-primas, a principal fonte de energia do planeta. Isto me bastou para nunca ter acreditado nas mentiras de Lula a respeito do pré-sal, que não é uma novidade brasileira, pois existe em várias partes do planeta. A diferença é que nas diversas partes do planeta onde o pré-sal também existe, inexistem governantes sem nenhum carácter dispostos a enganar empresários trouxas e eleitores idiotas com tal balela. Quem se der ao trabalho de correr os olhos pelas páginas do site da Statoil, empresa norueguesa que detém a melhor e mais avançada tecnologia de prospecção e extracção de petróleo em águas profundas, vai verificar que extrair petróleo do pré-sal é como retirar diamantes de Marte, ou seja, é inviável por diversos motivos: a) falta de tecnologia adequada; b) falta de segurança numa operação de tal envergadura e, c) falta de viabilidade económica:

 “mesmo que fosse possível extrair petróleo do pré-sal actualmente, seu preço seria cinco vezes mais alto que o do petróleo extraído em águas profundas da Bacia de Campos.” Agora a Veja, com esta reportagem, informa que os barões do petróleo estão em maus lençóis por terem acreditado nas mentiras do Exu de Nove Dedos. Bem feito! Inteligência não é coisa para qualquer um. Relata a reportagem: “Desde a posse da nova presidente da Petrobrás, Maria das Graças Silva Foster, em Fevereiro deste ano, o sector passa por um choque de realidade.

(Continua…)- Nota: Quem tiver interesse em se aprofundar na matéria, veja o site da Statoil: http://www.goodideas.statoil.com/deep-dive-pt#heavy-oil-container

Cordialmente, Otacílio M. Guimarães

Atentamente

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 15:21
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Domingo, 25 de Novembro de 2012
PUTO . XXV

AS ESCOLHAS DO SOBA*

Generais = gorduras do Estado . ISTO SERÁ VERDADE!!!???.

As escolhas

  de T´Chingange

O Povo português está com o MFA!!!  No seguimento duma informação dum polícia amigo, fiz pesquisa no Google: quantos generais há ...? 

 O MFA ou “Movimento das Forças Armadas” foi responsável pela revolução que terminou com o Estado Novo em Portugal, em 25 de Abril de 1974. A principal motivação deste grupo de militares era a oposição ao regime e o descontentamento pela política seguida pelo governo em relação à Guerra Colonial. As tropas foram comandadas no terreno por diversos capitães, de entre os quais o que mais se destacou e mais é recordado e associado à revolução foi Salgueiro Maia, que comandou tropas vindas da Escola Prática de Cavalaria de Santarém. No quartel da Pontinha, as operações eram dirigidas pelo então major Otelo Saraiva de Carvalho (na Sequência da Revolução este seria graduado General, tendo sido desgraduado e retomado a categoria de Major a seguir ao Golpe de 25 de Novembro, que acabou com o período de governos provisórios).

 Em Angola foram comandados por traidores que ajudaram a roubar os próprios patrícios de que tinham o dever de proteger. Houve companhias que se entregaram incondicionalmente aos ditos turras e estes apossando-se de suas armas, suas roupas, foram obrigados a desfilar despidos de tudo. O maior traidor, nunca reconhecido como tal pelo governo português foi Rosa Coutinho, o Almirante Vermelho, genro de Agostinho Neto que deveria ter sido fuzilado. Aos regressados ao Puto chamaram de retornados a quem deram grátis uma viagem sem bilhete de regresso; dos roubos da descolonização nunca foram ressarcidos do seu património deixado ao descaso. Ao chegarem ao aeroporto da Portela foi-lhes dado 500 Escudos por adulto e uma mão cheia de angustia recheada de nadas. As ossadas de Nuno Álvares Pereira deram um salto na tumba tendo-se recolhido às de Luís Vaz de Camões também vilipendiado por seus irmãos. Dos generais de aviário, ainda restam muitos. 

Queiram conferir em: generais/ wikipedia:
Alemanha: 189 generais
Brasil: 100 generais
Espanha. 28 generais
EUA: 31 generais
França: 55 generais
Inglaterra: 3 generais
Noruega: 1 general
Portugal: 238 generais
Suécia: 1 general
Não encontrei dados para Grécia, Itália ou Austrália. Cada qual tire daqui conclusões.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:55
LINK DO POST | COMENTAR | VER COMENTÁRIOS (1) | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sábado, 24 de Novembro de 2012
MUSSENDO DO PUTO . XIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO SOBA*

ANGOLA – É um caso curioso! . 1ª de 2 Partes

Opção de

 ROSA LIMA
1. O jornal angolano não deixa de dizer algumas verdades. Mas uma coisa é certa, andamos sempre a pedinchar no estrangeiro, e o resultado é a nossa moral e o nosso orgulho esvaírem-se. A nossa Classe Política meteu-nos numa alhada, com esta miséria franciscana. Qualquer dia até os cães nos urinam nos pés...

2. Toda a gente sabe que Angola tem sido esmifrada por essa cáfila de bandidos, que o presidente Zeca tem chalés na França, no Mónaco, que a filha compra bancos como quem compra sapatos, que aqueles generais de opereta, cheios de medalhas, pelos fuzilamentos ordenados, estão podres de ricos, com casarões no Algarve e que as lojas de luxo lisboetas se governam com as madames desses camaradas. Conjugar isso com uma aparência de justiça e estado democrático, é um exercício de corda bamba.

 Veja aqui, o editorial do "Jornal de Angola”:

Jogos perigosos

"Camões, faminto de tudo, até de pão, na hora da partida desta vida, descontente, ainda foi capaz de um último grito de amor. Morreu sem nada, mas com a sua ditosa e amada pátria no coração. Ele que sofreu as agruras do exílio e foi emigrante nas sete partidas, escorraçado pelos que se enfeitavam com a glória de mandar e a vã cobiça, morreu no seu país.

O mais universal dos poetas de língua portuguesa deixou-nos uma obra que é o orgulho de todos os que falam a doce e bem-fadada língua de Camões. Mas também deixou, seguramente por querer, a marca das elites nacionais que o desprezaram e atiraram para a mais humilhante pobreza. O seu poema épico acaba com a palavra Inveja. Desde então, mais do que uma palavra, esse é o estado de espírito das elites portuguesas que não são capazes de compreender a grandeza do seu povo e muito menos a dimensão da sua História. Nós em Angola aprendemos, desde sempre, o que quer dizer a palavra que fecha o poema épico, com chave de chumbo sobre a masmorra que guarda ciosamente a baixeza humana.

A inveja moveu os primeiros portugueses que chegaram à foz do Rio Zaire e encontraram gente feliz, em comunhão com a natureza. Seres humanos que apenas se moviam para honrar a sua dimensão humana e nunca atrás de riquezas e honrarias. A inveja fez mover os invasores estrangeiros nesta imensa terra angolana. Inveja foi o combustível que alimentou os beneficiários da guerra colonial. Inveja foi o estado de alma de Mário Soares quando entrou na reunião do Conselho da Revolução, que discutia o reconhecimento do novo país chamado Angola, na madrugada de 10 para 11 de Novembro de 1975. Roído de inveja e de cabeça perdida porque a CIA não conseguiu fazer com êxito o seu trabalho sujo contra Angola, disse aos conselheiros, Capitães de Abril: não vale a pena reconhecerem o regime de Agostinho Neto porque Holden Roberto e as suas tropas já entraram em Luanda. Uma mentira ditada pela inveja e a vã cobiça. A inveja alimentou em Portugal o ódio contra Angola todos estes anos de Independência Nacional. E já lá vão 37! Os invejosos e ingratos para com quem os quer ajudar estão gastos de tanto odiar. Que o diga a chanceler Ângela Merkel, que ajudou a salvar Portugal da bancarrota, mas é todos os dias insultada. Recusam aceitar que foram derrotados depois de alimentarem décadas de rebelião em Angola, de braço dado com as forças do apartheid de uma África do Sul zelosa guardiã da humilhação de África.

(Continua… 2ª Parte…)

Mussendo: Conto de raiz popular, missiva em forma de mukanda (carta) do Kimbundo de Angola (N´gola), Comunicado.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:31
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012
BRASIL EM 3 PENADAS . XXXVIII

AS ESCOLHAS DO KIMBO*

“UM SONHO SONHADO”BRASIL . STF

KIMBO

Joaquim Barbosa assume a presidência do STF - 1(©Wilson Pedrosa AE) O Presidente do STF - Joaquim Barbosa

SONHEI QUE ESTAVA SONHANDO UM SONHO SONHADO . Martinho da Vila

BRASÍLIA - No discurso de posse, o novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Joaquim Barbosa, afirmou que há "um grande déficit de Justiça" entre os brasileiros e que nem todos são tratados da mesma forma quando procuram os serviços do Poder Judiciário. "É preciso ter honestidade intelectual para dizer que há um grande déficit de justiça entre nós. Nem todos os brasileiros são tratados com igual consideração quando busca o serviço público da Justiça. O que se vê aqui e acolá, nem sempre, é claro, é o tratamento privilegiado, o "by-pass", a preferência desprovida sem qualquer fundamentação racional", disse.

 Joaquim Barbosa afirmou que aspira a um Judiciário "sem firulas, floreios e rapapés". "Buscamos um Judiciário célere e justo", destacou. Para o novo presidente do STF e do CNJ, de nada adianta um sistema sofisticado de Justiça informatizado ou prédios suntuosos se a Justiça não presta os seus serviços em prazo razoável. Caso isso não ocorra, destacou Barbosa, o Brasil pode "afugentar" investimentos essenciais para a economia.O presidente do STF disse que, nos últimos 60 anos, o Brasil foi ungido da condição de "de quase pária" das nações para frequentar o seleto grupo das nações que podem servir de modelo para outras, com instituições sólidas.

 O ministro ressaltou que, nesse contexto de uma economia moderna e uma sociedade dinâmica, o juiz não se pode manter "distante" e "indiferente", alheio aos valores e anseios sociais. "O juiz é um produto do seu meio e do seu tempo. Nada mais indesejado e ultrapassado o juiz que está isolado e encerrado, como se estivesse numa torre de marfim", afirmou. Joaquim Barbosa fez questão de ressaltar a necessidade de que se mantenha a independência dos juízes, "figuras tão esquecidas às vezes". E pediu para os magistrados de primeira instância que não recorram aos laços políticos para subir na carreira. "Nada justifica, a meu sentir, a pouco edificante busca de apoio para uma singela promoção de um juiz do primeiro para ao segundo grau de jurisdição", disse.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:16
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2012
CAFUFUTILA . XXXIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

QUE MUNDO HIPÓCRITA !!! -  Escândalo na EU . 2ª de 2 Partes

Fotografia de perfil de (Sem nome)* Helder Neves – Kimbanda, Ninja Guarda-Mor da torre do Zombo – kimbo

Foi aprovada reforma aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da UE. Noruegueses, Finlandeses, Suecos, Franceses,....Portugueses!, todos a exigir HONESTIDADE. Já reparou? Os políticos estão  loucos para entrar na administração da UE! E por quê? Leia o que se segue:

Para eles, é o jackpot. No cargo desde meados dos anos 1990, têm a certeza de validar uma carreira completa e, portanto, de obter o máximo: 70% do último salário. É difícil de acreditar... Não só as suas pensões atingem os limites, mas basta-lhes apenas 15 anos e meio para validar uma carreira completa, enquanto para você, como para mim, é preciso matar-se com trabalho durante 40 anos, e em breve 41 anos. Confrontados com o colapso dos nossos sistemas de pensões, os tecnocratas de Bruxelas recomendam o alongamento das carreiras: 37,5 anos, 40 anos, 41 anos (em 2012), 42 anos (em 2020), etc. Mas para eles, não há problema, a taxa plena é 15,5 anos... De quem estamos falando? Originalmente, estas reformas de nababos eram reservadas para os membros da Comissão Europeia e, ao longo dos anos, têm também sido concedidas a outros funcionários. Agora eles já são um exército inteiro a beneficiar delas: juízes, magistrados, secretários, supervisores, mediadores, etc.

 Mas o pior ainda, neste caso, é que eles nem sequer descontam para a sua grande reforma. Nem um cêntimo de euro, tudo é à custa do contribuinte... Nós, contribuímos toda a nossa vida e, ao menor atraso no pagamento, é a sanção: avisos, multas, etc. Sem a mínima piedade. Eles, isentaram-se totalmente disso. Parece que se está a delirar! Esteja ciente, que até mesmo os juízes do Tribunal de Contas Europeu que, portanto, é suposto «verificarem se as despesas da UE são legais, feitas pelo menor custo e para o fim a que são destinadas», beneficiam do sistema e não pagam as quotas. E que dizer de todos os tecnocratas que não perdem nenhuma oportunidade de armarem em «gendarmes de Bruxelas» e continuam a dar lições de ortodoxia fiscal, quando têm ambas as mãos, até os cotovelos, no pote da compota?

 Numa altura em que o futuro das nossas pensões está seriamente comprometido pela violência da crise económica e da brutalidade do choque demográfico, os funcionários europeus beneficiam, à nossa custa, da pensão de 12 500 a 14 000 € / mês após somente 15 anos de carreira, mesmo sem pagarem quotizações... É uma pura provocação! O objectivo é alertar todos os cidadãos dos Estados-Membros da União Europeia criando uma verdadeira onda de pressão. Nós temos que levá-los a colocar os pés na terra. Quantos mais souberem deste descaramento melhor!!!...

Ilustrações de Costa Araújo Araújo

Subscrito e homologado por T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 15:17
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quarta-feira, 21 de Novembro de 2012
FRATERNIDADES . XXXIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DE STELLA*

Lição de vida - A Felicidade é só um destino não é uma viagem!!!!

Opção de

Stella PugliesiStella Pugliesi

Texto de Martha Medeiros
No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos. O cartaz dava o endereço do bazar-rifa e o horário de atendimento. Uma outra mãe, ao meu lado, comentou: - Que coisa triste ter que vender tudo que se tem. - Não é não, respondi! Já passei por isso e é uma lição de vida. Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes. O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa. Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar-rifa no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi. Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante.
 Eu convidava para subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas. Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais despido. No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a TV. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros. Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material. Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afectivo. Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar. Hoje me desfaço com facilidade de objectos, enquanto que se torna cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida.
 Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile. Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa. Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde. Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza: "só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir"; É melhor reflectir e começar JÁ a trabalhar o DESAPEGO! Não são as coisas que possuímos ou compramos que representam riqueza e plena felicidade. São os momentos especiais que não tem preço, as pessoas que estão próximas da gente e que nos amam, a saúde, os amigos que escolhemos, a paz de espírito.

Subscrito e homologado por O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 17:22
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Terça-feira, 20 de Novembro de 2012
PUTO . XXIV

AS ESCOLHAS DO SOBA*

Comentários de um chinês  (10 Itens de Ficção) -  A crise da Europa

As escolhas

 de T´Chingange

Opinião de um professor chinês de economia, sobre a Europa - O Prof. Kuing Yamang, que viveu em França . Tudo isto é falso! O au­tor da fraude criou este nome em re­fe­rên­cia a um bolo fran­cês, o Kouign Amann.  O hi­po­té­tico pro­fes­sor podia até ser o Ali-Há-Latas ou um Ká-Te-Kero. O texto que cir­cula na NET que re­sulta da trans­cri­ção das le­gen­das de uma en­tre­vista para a te­le­vi­são chinesa, afirma no entanto uma nova “pólvora” que hi­po­te­ca o fu­turo a quem recorre ao cré­dito fá­cil e da men­ta­li­dade in­di­gente de al­guns fun­ci­o­ná­rios, lançando uma ame­aça nada sub­til: «Os europeus tornar-se-ão os nos­sos po­bres. Dar-lhes-emos sa­cas de ar­roz…»

  Vamos então ler e re­flec­tir:

1. A sociedade europeia está em vias de se autodestruir. O seu modelo social é muito exigente em meios financeiros. Mas, ao mesmo tempo, os europeus não querem trabalhar. Só três coisas lhes interessam: lazer/entretenimento, ecologia e futebol na TV! Vivem, portanto, bem acima dos seus meios, porque é preciso pagar estes sonhos...

2. Os seus industriais deslocalizam-se porque não estão disponíveis para suportar o custo de trabalho na Europa, os seu impostos e taxas para financiar a sua assistência generalizada.

3. Portanto endividam-se, vivem a crédito. Mas os seus filhos não poderão pagar “a conta”.

4. Os europeus destruíram, assim, a sua qualidade de vida empobrecendo. Votam orçamentos sempre deficitários. Estão asfixiados pela dívida e não poderão honrá-la.

5. Mas, para além de se endividar, têm outro vício: os seus governos “sangram” os contribuintes. A Europa detém o recorde mundial da pressão fiscal. É um verdadeiro “inferno fiscal” para aqueles que criam riqueza.

 Do mural de Costa Araujo

6. Não compreendem que não se produz riqueza dividindo e partilhando, mas sim trabalhando. Porque quanto mais se reparte esta riqueza limitada menos há para cada um. Aqueles que produzem e criam empregos são punidos por impostos e taxas e aqueles que não trabalham são encorajados por ajudas. É uma inversão de valores.

7. Portanto o seu sistema é perverso e vai implodir por esgotamento e sufocação. A deslocalização da sua capacidade produtiva provoca o abaixamento do seu nível de vida e o aumento do... da China!

8. Dentro de uma ou duas gerações, “nós” (chineses) iremos ultrapassá-los. Eles tornar-se-ão os nossos pobres. Dar-lhes-emos sacos de arroz...

9. Existe um outro cancro na Europa: existem funcionários a mais, um emprego em cada cinco. Estes funcionários são sedentos de dinheiro público, são de uma grande ineficácia, querem trabalhar o menos possível e apesar das inúmeras vantagens e direitos sociais, estão muitas vezes em greve. Mas os decisores acham que vale mais um funcionário ineficaz do que um desempregado...

10. (Os europeus) vão directos ao precipício.

Esta pólvora em 10 itens, já são do nosso conhecimento. O que temos mesmo, é de criar riqueza ao invés de criar uns quantos ricos e demasiados pobres.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:51
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2012
CAFUFUTILA . XXXIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

QUE MUNDO HIPÓCRITA !!! -  Escândalo na EU . 1ª de 2 Partes

Escolha de

Fotografia de perfil de (Sem nome)Helder Neves - Kimbanda HN, Guarda Mor Ninja da torre do Zombo . kimbo

Foi aprovada reforma aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da UE  Noruegueses, Finlandeses, Suecos, Franceses,....Portugueses!, todos a exigir HONESTIDADE. Já reparou? Os políticos europeus estão a lutar como loucos para entrar na administração da UE! E por quê? Leia o que se segue:

 Este ano, 340 agentes partem para a reforma antecipada aos 50 anos com uma pensão de 9.000 euros por mês. Sim, leu correctamente! Para facilitar a integração de novos funcionários dos novos Estados-Membros da UE (Polónia, Malta, países da Europa Oriental...), os funcionários dos países membros antigos (Bélgica, França, Alemanha), receberão da Europa uma prenda de ouro para se aposentar. Porquê e quem paga isto? Você e eu estamos a trabalhar ou trabalhámos para uma pensão de miséria, enquanto que aqueles que votam as leis se atribuem presentes de ouro. A diferença, tornou-se muito grande entre o povo e os "Deuses do Olimpo!" É uma verdadeira Máfia a destes Altos Funcionários da União Europeia… Mesmo os deputados nacionais que, no entanto, beneficiam do "Rolls" dos regimes especiais, não recebem um terço daquilo que eles embolsam.
Vejamos!   Giovanni Buttarelli, que ocupa o cargo de Supervisor Adjunto da Protecção de Dados, adquire depois de apenas 1 ano e 11 meses de serviço (em Novembro 2010), uma reforma de 1 515 € / mês. O equivalente daquilo que recebe em média, um assalariado francês do sector privado após uma carreira completa (40 anos) …

O seu colega, Peter Hustinx acaba de ver o seu contrato de cinco anos renovado. Após 10 anos, ele terá direito a cerca de 9 000 € de pensão por mês. É simples, ninguém lhes pede contas e eles decidiram aproveitar ao máximo. É como se para a sua reforma, lhes fosse passado um cheque em branco. Além disso, muitos outros tecnocratas gozam desse privilégio: 1. Roger Grass, Secretário do Tribunal Europeu de Justiça, receberá  12 500 € por mês de pensão. 2. Pernilla Lindh, o juiz do Tribunal de Primeira Instância, 12 900 € por mês. 3. Damaso Ruiz-Jarabo Colomer, advogado-geral, 14 000 € / mês.

Subscrito por

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 23:13
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Domingo, 18 de Novembro de 2012
XICULULU . XXVIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO

"DUARTE LIMA " . O Amigo do alheio

Por

  * Elvira Maria Monteiro Gaspar - Professora e Investigadora - Universidade Nova de Lisboa                       

O País em que um (ex)-líder parlamentar pode burlar e continuar a usufruir do dinheiro da burla, permanecendo vigiado, pago por todos nós, para sua segurança e conforto, numa das casas compradas com o dinheiro das fraudes que fez...já que, quando se iniciou na política, tinha "uma mão atrás da outra". Como cereja em cima do seu bolinho, tem o facto de não poder sair do País, ou "vai dentro", pelo mandato internacional que tem...por, depois de sobreviver a uma leucemia, estar acusado de envolvimento na morte de uma Portuguesa...rica! Não podemos dizer que os nossos políticos, e seus "acompanhantes", não têm espírito empreendedor!? Não criam é riqueza nacional!    

 Entre 1999 e 2002 auferiu oficialmente 394 mil euros. Na sua declaração de património e rendimento de titulares de cargo político, não há referência a 5,2 milhões de euros que, em 2001, foram transferidos para as suas contas pela cliente Rosalina Ribeiro. Actualmente recebe do estado uma subvenção vitalícia mensal 2.200 euros. Duarte Lima foi o advogado de Rosalina Ribeiro, ex-companheira de Lúcio Tomé Feteira que mantinha um litígio com a filha do falecido multimilionário Feteira. Rosalina desviou milhões de euros da herança de Feteira, que foram depositados em contas de Duarte Lima na Suíça. Em Outubro de 2011, a imprensa anunciou que o Ministério Público do Brasil acusou Duarte Lima de ter assassinado Rosalina Ribeiro, companheira do falecido milionário português Lúcio Tomé Feteira, a 7 de Dezembro de 2009, num descampado no município de Saquarema do Rio de Janeiro. Em 1 de Novembro de 2011 foi decretada pelo juiz de Saquarema a prisão preventiva do advogado e ex-parlamentar português, que se encontrava em Portugal, país cuja constituição não permite a extradição de cidadãos nacionais.              

CASO BPN: Em 17 de Novembro de 2011, Duarte Lima e o seu filho foram detidos pela Polícia Judiciária, no âmbito de uma investigação relacionada com o caso Banco Português de Negócios, ficando em prisão preventiva. Duarte Lima já tinha sido constituído arguido neste inquérito, está indiciado por diversos crimes de fraude fiscal, falsificação de documentos, burla e tráfico de influências. É suspeito de ter usufruído directamente ou através de testas de ferro de vários créditos no valor de mais 40 milhões de euros, obtidos com garantias bancárias de baixo valor. A7 de Fevereiro de2012, o Tribunal da Relação de Lisboa confirma a prisão preventiva de Duarte Lima e o pagamento de uma caução de 500 mil euros para que o filho Pedro Lima se mantenha em liberdade até ao julgamento. Em 18 de Maio de 2012 continuou em prisão preventiva mas em sua casa com pulseira electrónica.

Homologado por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:32
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sábado, 17 de Novembro de 2012
REIKI . XI

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO SOBA*

“DIANE STEIN” **

 

O símbolo Dai-Ko-Myo, ajuda a entrar no caminho da iluminação; o respeito pela unidade de toda a vida e a compaixão pelo sofrimento alheio, dos animais e demais seres vegetais e minerais. São doações de moralidade, zelo, meditação e sabedoria. Ser iluminado ou “bodhisattava” é respeitar os maiores exemplos de perfeita união da sabedoria com a compaixão tendo entre os cristãos, Jesus e Maria, entre os chineses a deusa Kwan Shilr Yim e na tibetana, Tara. A atitude mais eficaz para se acabar totalmente com a ilusão do egoísmo, vem da compreensão directa da não existência do eu a partir da sabedoria e compaixão. Dai-Ko-Myo significa em verdade a cura da alma e ou espírito.

 O Raku, simboliza a paz total; a libertação da ilusão do mundo matérial; simboliza o absoluto, o éter, o espírito e o vazio; é um todo de libertação substituindo o “ego”. È um raio de luz, um diamante de sabedoria, irresistível, inquebrável que dissipa a ilusão. É a realidade máxima, o próprio caminho da iluminação. É a luz do conhecimento e da informação; um vajra ou vajrasattva. Jesus, num lapso da sua vida indocumentada por seus apóstolos é envolvido com o Budismo   e o caminho de Bodhisattava compreendendo os termos do processo de iluminação.

 O Reiki, existente há pelo menos 2500 anos, é um produto do misticismo repleto de tradição budista Vajrayana. Shiva, trouxe a energia da cura e, quer ser lembrado por isso; pode até ser mais antigo que o Budismo Mahayana e, sua origem pode estar nas estrelas. Cristo foi confundido com um homem extra terrestre pelas autoridades de então. Vivemos num tempo de mudanças aceleradas, de sofrimento individual e colectivo; pessoas estão desabrigadas ou sitiadas na política instável. Existem novas doenças incuráveis, câncer, derrames, problemas cardíacos e novas do foro psiquiátrico. O ar e o solo estão contaminados de poluentes, estrupos, assaltos, roubos com tiroteio, abusos de crianças e vasta violência tornando a vida diária cheia de predadores e crianças abandonadas; um salve-se quem puder

(Continua...)

 ** - DIANE STEIN: É, talvez, a maior divulgadora do Reiki no Ocidente. Autora do livro Reiki Essencial – manual completo sobre uma antiga arte de cura

 *- Soba – O compilador deste rascunho extraído do livro de Diane Stein, portador do 2º grau de Reiki pela Dra. Elza Horta de Almancil – Faro (Psicóloga, formada nos Estados Unidos da América)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 23:01
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012
MULUNGU . XXVIII

GESTORES COM 8 CARTÕES DE CRÉDITO .  2ª de 2 Partes

A corrupção em Portugal . C.M.Lisboa

As escolhas de

 O Soba T´Chingange

AO MINISTÉRIO PÚBLICO!

Os ex-administradores da GEBALIS (empresa municipal da CM Lisboa) Francisco Teixeira, Clara Costa e Mário Peças receberam, entre Fevereiro de 2006 e Outubro de 2007, oito cartões de crédito daquela empresa municipal. (…)

REFEIÇÕES EM RESTAURANTES DE LUXO

MÁRIO PEÇAS - RESTAURANTE DATA/HORA VALOR

(Continuação de lista…)

Gambrinus (Luxo) 01-12-2006 / 16h09 223.50 euros + 16,5 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 04-12-2006 / 15h58 142 euros + 18 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 14-12-2006 / 16h42 471.20 euros + 28,8 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 05-01-2007 / 15h27 206.50 euros +23,5 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 29-01-2007 / 16h52 262.50 euros + 27,5 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 01-03-2007 / 15h36 212.50 euros + 17,5 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 08-03-2007 / 15h42 225,00 euros + 25 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 10-03-2007 / 15h04 180.890 euros + 39,1 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 27-03-2007 / 21h50 147 euros + 15 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 28-03-2007 / 14h54 185.30 euros +14,7 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 18-04-2007 / 16h00 458.60 euros + 21,3 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 25-05-2007 / 14h59 318 euros +32 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 12-06-2007 / 22h52 206.90 euros + 13,1 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 25-07-2007 / 15h13 129.40 euros + 15 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 01-08-2007 / 16h06 209.40 euros + 10,6 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 28-08-2007 / 15h25 167.60 euros + 15 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 29- 08- 2007 / 14h56 141 euros + 19 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 18-09-2007 / 15h56 217.30 euros + 22,7 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 17-10-2007 / 15h38 151 euros

 Costa Araújo

Varanda da União s/ data 106 euros + 9 euros gratificação

Varanda da União 20-02-2006 137.75 euros + 12,25 euros gratificação

Varanda da União 16-03-2006 212 euros + 18 euros gratificação

Varanda da União 29-05-2006 141.50 euros + 13,5 euros gratificação

Varanda da União 26-06-2006 90 euros + 10 euros gratificação

Varanda da União 30-10-2006 817 euros + 53 euros gratificação

Varanda da União 29-11-2006 112 euros + 13 euros gratificação

Varanda da União 18-12-2006 223.25 euros + 21.75 euros gratificação

Varanda da União 10-04-2007 204 euros + 16 euros gratificação

Varanda da União 17-04-2007 110 euros + 10 euros gratificação

Varanda da União 10-08-2007 153.25 euros + 16.75 euros gratificação

António do Barrote 03-08-2006 125.95 euros + 14.05 euros gratificação

António do Barrote 17-08-2006 208.95 euros + 11.05 euros gratificação

António do Barrote 18-01-2007 144.50 euros + 15.5 euros gratificação

António do Barrote 13-03-2007 188.85 euros + 21.15 euros gratificação

António do Barrote 29-05-2007 160.85 euros + 14. 15 euros gratificação

Sabores, Artes, Imagens (Parque das Nações) 01-09-2006 - 96.10 euros + 8,9 euros gratificação

Sabores, Artes, Imagens (Parque das Nações) 07-09-2006 65 euros + 5 euros gratificação

Restaurante o Terreiro do Paço 31-10-2006 213.30 euros + 11,7 euros gratificação

O Nobre 02-11-2006 190 euros + 9,12 euros gratificação

O Nobre 13-11-2006 149.30 euros + 10.7 euros gratificação

Jardim Visconde da Luz (Cascais) 05-11-2006 198.90 euros + 11,1 euros gratificação

Restaurante A Gondola 15-11-2006 105.30euros + 24.7 euros gratificação

Atanvá 30-11-2006 89.70 euros + 5,3 euros gratificação

Atanvá 29-03-2007 194.70 euros + 25.3 euros gratificação

Atanvá 30-07-2007 62.20 euros + 17,8 euros gratificação

Atanvá 16-08-2007 62.30 euros + 7,7 euros gratificação

Atanvá 27-08-2007 72.55 euros + 7,45 euros gratificação

Atanvá 28-08-2007 114.50 euros + 10.5 euros gratificação

Atanvá 13-09-2007 152.90 euros + 17,1 euros gratificação

Atanvá 11-10-2007 56.80 euros + 8,2 euros gratificação

Antavá 23-10-2007 73.55 euros + 6.45 euros gartificação

 Costa Araújo

Restaurante Paberesbares 12-12-2006 131.50 euros + 13.5 euros gratificação

Restaurante Paberesbares 03-10-2007 113 euros + 17 euros gratificação

Restaurante O Cortador 13-12-2006 152.20 euros + 17,8 euros gratificação

O Jacinto 15-12-2006 125 euros + 15 euros gratificação

O Jacinto 17-12-2006 98.95 euros + 10.05 euros gratificação

O Jacinto 11-04-2007 158.65 euros + 11.35 euros gratificação

Tico Tico 11-03-2007 97.95 euros + 12.05 euros gratificação

A Laurentina 13-04-2007 61.20 euros + 13.8 euros gratificação

Taberna Ibérica 04-06-2007 199.60 euros + 20.4 euros gratificação

O Mercado do Peixe 14-06-2007 160.68 euros + 17.32 euros gratificação

Le Petit 26-07-2007 68.20 euros + 6.8 euros gratificação

O Polícia 22-08-2007 152.20 euros + 17,8 euros gratificação

Casa Gallega 16-08-2007 227.90 euros + 7.1 euros gratificação

Marisqueira Cais Sodré 19-09-2007 89.10 euros + 10.9 euros gratificação

Belcanto 27-09-2007 102 euros + 13 euros gratificação

Belcanto 24-10-2007 77 euros + 8 euros gratificação

1º Direito 04-10-2007 57 euros + 6 euros gratificação

O Galito 29-10-2007 57.55 euros + 7.45 euros gratificação

Ritz Four Seasons (Lisboa) 20-07-2006 321.75 euros + 28.25 euros gratificação

Ritz Four Seasons (Lisboa) 25-01-2007 110 euros

Sete Mares 16-04-2007 510.45 euros + 39.55 euros gratificação

Sete Mares 25-07-2007 251.25 euros + 18.75 euros gratificação

Vela Latina 31-03-2006 99.60 euros + 11,4 euros gratificação

Tertúlia do Paço 20-03-2006 112.20 euros + 7.8 euros gratificação

Restaurante XL 27-03-2006 106.05 euros + 8.95 euros gratificação

Gambrinus (Luxo) 08-05-2007 / 15h43 170.10 euros + 14,9 euros gratificação

Restaurante Paberesbares s/ data 130.50 euros +9.5 euros gratificação

Varanda da União 06-09-2006 102.25 euros + 7.75 euros

Este jovem come caro. E muito, não vos parece??????

  Costa Araújo

:::::::::FRANCISCO RIBEIRO - mais frugal!- Efectuou pagamentos de refeições, utilizando cartões de crédito do BES (...) a partir de 31-05-2007 (...), do BPI (...) a partir de Setembro de 2007 (...) e Millenium (...) a partir de Março de 2007, num valor mensal aproximado e distribuídos pelos seguintes números de dias: Mês Nº dias Valor/Mês

Março 06: 13 794,00 euros -  Abril 06: 13 415,28 euros - Maio 06: 10 321,35 euros - Junho 06:  14 675,43 euros - Julho 06: 13 302,19 euros - Agosto 06 : 8 629,29 euros - Setembro 06:14 729,27 euros - Outubro 06: 9 297,98 euros - Novembro 06: 8 163,41 euros -  Dezembro 06: 4 295,00 euros - Janeiro 07: 4 158,00 euros - Fevereiro 07: 6 245,00 euros Março 07 7 508,00 euros  - Abril 07: 10 839,00 euros - Maio 07: 13 1100,00 euros - Junho 07: 13 610,00 euros -  Julho 07 8 770,00 euros

Estão a perceber porque motivo há necessidade de roubar as PENSÕES aos Reformados?

Ilustrações de Costa Araújo Araújo

Homologado por

O Soba T´Chingange




PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:02
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quinta-feira, 15 de Novembro de 2012
KAPIKUA . XVI

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO EMBAIXADOR*

 Porque é que eles não são presos” ... Manual da Maçonaria

Carlos Ferreira *Carlos Ferreira (Embaixador Itinerante do Kimbo - Puto).

É sempre bom saber  - A SEITA DO AVENTAL QUE (SE) GOVERNA (DE) PORTUGAL - Manual de Maçonaria de Edmund Ronayne e Wisconsin-multiple-letter cipher, 113:
 
Maçonaria, é uma sociedade discreta, reservada  exclusivamente àqueles que dela participam. Os membros cultivam supostamente o aclassismo, humanidade, os princípios da liberdade, democracia, igualdade, fraternidade e aperfeiçoamento intelectual, sendo assim uma associação iniciática e filosófica. É, portanto, uma sociedade fraternal, que admite todo homem livre e de bons costumes, sem distinção de raça ou religião.

“Um Mestre deve conservar os segredos de um Mestre maçom inviolados. Deves esconder todos os crimes de um irmão maçom…se fores arrogado para testemunhar contra um irmão maçom, assegura-te de o protegeres…pode ser perjúrio é certo, mas estarás a cumprir as tuas obrigações”.

Salazar combateu e proibiu a Maçonaria porque a via como uma instituição perversa e corrupta. Após o 25 de Abril a Maçonaria foi reconhecida e entregue os seus imóveis, bem como avultada soma de dinheiro, a título de indemnização.

 

 Hoje a Maçonaria, como um cancro, está espalhada pelas várias instituições do Estado. Temos juízes maçons, praticamente todos os dos tribunais superiores, generais maçons, políticos maçons, sobretudo no PS e PSD, comandantes da PSP, jornalistas, sobretudo os quadros superiores, como os directores e outros jornalistas destacados, apresentadores de televisão, actores, e, pasme-se, também bispos e padres.

  Por isso, é perfeitamente notório a razão porque ninguém é condenado. Eles estão obrigados a defender e a esconder os crimes dos irmãos, sejam juízes, sejas outro maçom qualquer. A atitude do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha de Nascimento, um maçom destacado, de mandar cortar no processo provas que incriminavam José Sócrates insere-se no dever que eles têm de esconder todos os crimes de um irmão maçom. Da mesma forma a razão porque os processos onde se encontram gente “grande” nunca são resolvidos e prescrevem.

Subscrito e homologado por

 O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:25
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2012
CAZUMBI . XXII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

AONDE  ESTÁ O PODER EM PORTUGAL?3ª de 3 partes

“Em Política, nada acontece por acaso. Cada vez que um acontecimento surge podemos estar certos de que foi previsto para ser levado a cabo dessa maneira”. Franklin D. Roosevelt

 João J. Brandão Ferreira T.Cor. Piloto Aviador. (Reformado)

A maioria dos políticos não tem preparação alguma para os cargos que ocupam e apenas tentam melhorar a sua performance de actores bem-parecidos e bem-falantes, para terem boa imagem à frente das câmaras da TV. O Estado Português assumiu, logo a seguir ao 25/Abril, que só se fez asneiras nos últimos 500 anos e por isso voltou as costas ao mar (e passou a ensinar isto nas escolas); que a partir daquela data, nós seriamos amigos de todos e que haveria reciprocidade, logo não teríamos ameaças e portanto não precisávamos de diplomacia nem tropas: se por acaso houvesse algum problema, lá estaria a NATO para nos defender, e quanto às questões económicas o novo “El dourado” da CEE responderia às nossas necessidades, dando-nos de comer e boa vida. O Estado Português passou a comportar-se como se Portugal não tivesse interesses e portanto ignorou a Geopolítica e menorizou a Estratégia. Não tendo um pensamento político e estratégico a escorá-las a esmagadora maioria das decisões, resumem-se à conquista dos votos para alcançar o Poder (não é por acaso que o calendário das inaugurações estão intimamente ligadas aos ciclos eleitorais, o que requer dinheiro, cada vez mais dinheiro…), e em arregimentar negócios para si e os amigos ou correligionários.

O resultado, apesar de escamoteado durante anos e anos, está agora à vista de todos e já não pode ser escondido. Mas a população está longe, muito longe, de se aperceber da dimensão do desastre. Vai-se limitando a sobreviver… Acresce a tudo isto, que o Estado Português depois de ter aderido à CEE, sem qualquer consulta à Nação – palavra cirurgicamente extirpada de qualquer documento oficial ou discurso público - se tem vindo a auto destruir. A razão é simples: a UE apenas se pode construir com o desaparecimento dos Estados nacionais que vão, sucessivamente, passando competências e soberania para aquela organização jurídica e politicamente mal definida. Ora a passagem de uma realidade a outra exige uma transição. É nisso que estamos e ninguém sabe como o fazer, nem se entendem. E pensar que há filantropia nas relações internacionais é uma ingenuidade que mata. Acontece que, aparentemente, o sistema financeiro internacional se descontrolou. Julgo que é apenas “aparentemente”, dado que os objectivos se  prendem com ganância; concentração (ainda maior), de riqueza em poucas mãos; guerra entre o dólar e o euro; aumento de poder para forçar a decisões políticas e preparação psicológica da opinião pública para aceitar imposições desmedidas. A nível da UE, podemos estar a assistir a um “esticar de corda”de modo a que se crie uma verdadeira crise donde só se “poderia” sair com o avançar do federalismo, a começar na integração das economias, obviamente orientado pelo eixo franco-alemão. Quando os franceses já não conseguirem aguentar a Sr.ª Meckel, irão voltar-se para os ingleses. Pode dar guerra! Se isto não for travado, Portugal desaparece…

 Numa palavra: nas últimas duas décadas assistimos ao Estado Português a desconstruir-se a si próprio e a subverter (e a deixar subverter), a Nação dos portugueses. Uma das datas chaves deste último processo foi a liberalização das televisões. Por falar em televisões, envolvendo tudo o que acabámos de dizer, existe a “ditadura” da comunicação social, o dito “quarto poder” de que se auto arrogam, mas que ninguém elegeu e os políticos tardam em regulamentar com critério. O verdadeiro dilúvio noticioso (e programação “Pimba”), cuja liberdade de informar corre paredes-meias com a liberdade de manipular, provoca na maioria das pessoas a impossibilidade de estar informado… Mas consegue influenciar através de numerosas mensagens subliminares, que constantemente são emitidas. Destrinçar entre o Bem e o Mal numa sociedade mediática onde impera o relativismo moral, é apenas alcançável por muito poucos. Ora o sistema democrático não está baseado na qualidade, mas sim na quantidade, dos votos… Em síntese, a “aparência” do Poder está atomizado e disperso, resultando que nada de útil se produz para os povos (que supostamente deviam servir), sendo que a única capacidade real existente é a de cobrar impostos – enquanto a polícia funcionar e a população não se revoltar. Mas é uma situação muito conveniente para quem, com poder “de facto”, conseguir manobrar e mandar por “debaixo da mesa”. Esta situação é nova na História de Portugal – com os contornos actuais – e muito perigosa, sobretudo porque o Poder Nacional desceu a um patamar crítico. Tomar consciência disto é o primeiro dever de todos os bons portugueses. Colocar verdadeiros portugueses aos comandos da Pátria, é o segundo.

Fotografia de perfil de (Sem nome)* Escolha de Helder Neves - Kimbanda HN, Guarda Mor Ninja da torre do Zombo . kimbo

Pinturas do pintor brasileiro LIMA JUNIOR

Subscrito por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 22:26
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Terça-feira, 13 de Novembro de 2012
BRASIL EM 3 PENADAS . XXXVII

AS ESCOLHAS DO KIMBO*

“O MENSALÃO”BRASIL . 3ª Parte - Julgamentos

KIMBO

 O ministro Joaquim Barbosa

O neologismo mensalão, é uma variante da palavra "mensalidade" usada para se referir a uma "mesada" paga a deputados para votarem a favor de projectos de interesse do Poder Executivo, uma prática ilegal tendo como mentor do esquema o então Ministro da Casa Civil José Dirceu. Dirceu foi surpreendido, nesta segunda-feira, com seu julgamento. Estava na casa de Vinhedo (SP), com a família, quando soube que o STF definiu a sanção. Ele estava certo de que a Corte aplicaria a dosimetria daqui a algumas semanas. Quando soube da pena revelou inconformismo. O que o angustia mais é o futuro - com 66 anos, relatam amigos, ele tem consciência de que mesmo que obtenha progressão rápida de regime prisional será difícil recuperar o rumo. A condençõ foi firmada em 10 anos e 10 meses; por ser advogado, Dirceu terá sala especial sem grades.  O inciso V do dispositivo de lei, impõe que enquanto o decreto de prisão for provisório o advogado terá direito a sala, "com instalações e comodidades condignas". Se na cidade onde o réu mora não existe esse ambiente, o juiz da Comarca pode transformar a prisão em regime domiciliar até que o STF baixe o trânsito em julgado - aí será transferido inapelavelmente para prisão em regime fechado. Com a sentença em definitivo, mesmo advogado, Dirceu não mais terá direito àquela sala especial.

 O operador do esquema, o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza recebeu penas cuja soma é de 40 anos, 1 mês e 6 dias de prisão. Para o sócio dele Ramon Hollerbach o Supremo estabeleceu por enquanto penas num total de 14 anos, 3 meses e 20 dias. O desejo do procurador-geral da República - Br, Roberto Gurgel, é que os réus condenados sejam presos imediatamente após a proclamação do resultado do julgamento do mensalão, que não tem previsão para acabar. No entanto, o procurador-geral reconhece que dificilmente o tribunal determinará as prisões imediatas. A praxe da Corte é esgotar todos os recursos para, só então, expedir os mandados de prisão.

::::::::::::::::

Dirceu terá de iniciar o cumprimento de pena em regime fechado, o que ocorre quando a punição é superior a 8 anos. Dirceu foi condenado a 2 anos e 11 meses por formação de quadrilha e de 7 anos e 11 meses por corrupção ativa por ter atuado na compra de apoio político no Congresso Nacional. Também foi aplicada a sanção de 260 dias-multa, o que supera os R$ 600 mil. O relator, ministro Joaquim Barbosa afirmou que o ex-ministro se valeu do cargo para praticar os crimes e que sua atuação foi contrária a princípios democráticos. "Foi um crime de lesão gravíssima à democracia, que se caracteriza pelo diálogo e opiniões divergentes dos representantes eleitos pelo povo. Foi esse diálogo que o réu quis suprimir pelo pagamento de vultosas quantias em espécie a líderes e presidentes de partidos". Barbosa afirmou que a ação de Dirceu "colocou em risco a independência dos poderes". "Restaram diminuídos e enxovalhados pilares importantíssimos de nossa sociedade", afirmou o relator. No crime de quadrilha, todos os seis ministros que condenaram apoiaram a pena sugerida por Barbosa. No caso da corrupção ativa foram oito os ministros que comendaram e apenas dois, Cármen Lúcia e Marco Aurélio Mello, sugeriram punições mais baixas.

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:23
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012
MULUNGU . XXVII

GESTORES COM 8 CARTÕES DE CRÉDITO1ª de 2 Partes

A corrupção em Portugal . C.M.Lisboa

As escolhas de

  O Soba T´Chingange

AO MINISTÉRIO PÚBLICO!

Os ex-administradores da GEBALIS (empresa municipal da CM Lisboa) Francisco Teixeira, Clara Costa e Mário Peças receberam, entre Fevereiro de 2006 e Outubro de 2007, oito cartões de crédito daquela empresa municipal. O limite de crédito atribuído àqueles ex-gestores oscilou entre cinco mil euros e dez mil euros por mês. O despacho de acusação do Ministério Público, a que o CM teve acesso, diz que, 'no início do mandato, a cada um dos arguidos foram fornecidos cartões de crédito', apesar de haver 'uma omissão legal e dos próprios Estatutos da Gebalis [sobre essa regalia] ‘, segundo o relatório da Polícia Judiciária. A Francisco Ribeiro, ex-presidente da Gebalis, foram dados, segundo o despacho de acusação, três cartões de crédito: um do BES com limite de 7500 euros, um do BPI com dez mil euros e um do Millennium bcp com cinco mil euros. Mário Peças, ex-vogal da empresa, teve também três cartões de crédito: um do BES com 7500 euros, um do BPI com dez mil euros e um do Millennium bcp com cinco mil euros. Já Clara Costa contou com um cartão de crédito do BES com um limite de crédito de 7500 euros e outro do Millennium bcp com cinco mil euros. À excepção do cartão de crédito do BPI atribuído a Mário Peças, todos os cartões tiveram vários números e diferentes datas. 'Com os respectivos cartões de crédito em seu poder, cada um dos arguidos decidiu que os utilizaria para pagamento das despesas relativas a refeições suas e com amigos e outras pessoas de cujo convívio poderiam beneficiar no seu percurso profissional, político ou financeiro, quer nos dias de trabalho, quer em férias ou fins-de-semana, quer, ainda, no decurso de viagens ao estrangeiro', precisa o despacho de acusação do Ministério Público. Ontem, Clara Costa manifestou a sua 'total inocência'.

 REFEIÇÕES

Clara Costa gastou 11 530 euros em refeições com o cartão de crédito de Março de 2006 a Outubro de 2007. Mário Peças 40 145 euros foi a despesa de em refeições, de Março de 2006 a Outubro de 2007, com cartões de crédito. 12 738 euros foi o gasto de Francisco Ribeiro em refeições, de Março de 2006 a Outubro de 2007, com cartões de crédito.

 REFEIÇÕES EM RESTAURANTES DE LUXO

MÁRIO PEÇAS  - RESTAURANTE DATA/HORA VALOR

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 11-02-006 / 17h12 134,50 euros +10,5 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 05-03-2006 / 17h09 304,40 euros + 25,6 euros gratific.ação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 29-04-2006 / 15h10 233.55 euros + 16,45 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 21-05-2006 / 16h05 237.75 euros + 12,25 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 10-06-2006 / 15h20 217.60euros + 12,4 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 13-06-2006 / 15h32 261.70 euros + 18,3 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 09-07-2006 / 15h37 253.20 euros + 16,8 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 27-08-2006 / 15h23 247.85 euros + 22, 55 euros de gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 11-11-2006 / 16h56 372.35 euros + 27,65 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 25-11-2006 / 16h25 305.40 euros + 24,6 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 14-01-2007 / 16h35 281.20 euros + 38,8 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 05-05-2007 / 16h25 325,00euros + 25 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 13-06-2007 / 16h01 287.30 euros + 22,7 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 29-09-2007 / 14h43 251.45 euros + 28,55 euros gratificação

Porto Sta Maria (Estrada do Guincho) 20-10-2007 / 16h11 310.85 euros + 29,15 euros gratificação

(Continua 2ª parte… lista de restaurantes…)

Ilustrações de Georgy Kurasov no mural de Costa Araújo Araújo

Homologado por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 23:09
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Domingo, 11 de Novembro de 2012
MOKANDA DA LUUA . VIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO

ANGOLA - Kuando Kubango de 2 Partes

Por

KIMBOLAGOA

De forma efectiva a partir de 11 de Novembro de 1975 o Alto Comissário e Governador-Geral de Angola, almirante Leonel Cardoso, proclama a independência de Angola, transferindo a soberania de Portugal, para o “Povo Angolano”. Depois de quase 500 anos de caldeada cultura lusa, Portugal parte deixando o território em tumulto. Já lá vão 37 anos. O Secretário-geral da UNITA tendo visitado recentemente a Província do K. Kubango para radiografar o nível de vida da população relata:

 Vertente Social

Dirico

A situação social da Província do K. Kubango é idêntica a das demais parcelas do pais. No entanto, existem casos delicados que apontam para um liberalismo consciente, virado para a violação de um dos direitos que o angolano tem: o direito ao ensino, Cultura e desporto tal como consagra o artigo 79º da CRA ”-1. O Estado promove o acesso de todos à alfabetização, ao ensino, à cultura e ao desporto, estimulando a participação dos diversos agentes particulares na sua efectivação, nos termos da lei”. A respeitabilidade da lei, no Capítulo dos direitos da pessoa humana, está longe de acontecer. Na maior extensão da Província do K. Kubango o ensino abarca apenas as sedes municipais e comunais. Nos Municípios do Dirico e Calai, não há uma única escola de ensino senão nas suas sedes, apesar de Angola reunir recursos para o efeito. No tempo de resistência à invasão Russo-Cubana, as aldeias todas beneficiaram de escolas; hoje o conceito de “o saber liberta o homem” está esquecido.

 Vertente Económica

Calai

As políticas ligadas à economia das populações rurais, tem um grande impacto na sua condição social. Temo-lo dito, amiúde, que Angola caracteriza-se pela existência de uma fraca produtividade não só em termos de mão-de-obra como ainda em terra, capital, baixos rendimentos por habitante, níveis de investimento e de consumo baixos, elevadas taxas de natalidade e mortalidade, grau de analfabetismo elevado, entre outros. Que saída perante estas características? A resposta é: produção interna no capítulo agrário. As condições para o sucesso do Sector tanto para os pequenos agricultores que são a maioria, quanto aos médios, como aos grandes agricultores, dependem de 4 factores: Solos, Clima, bens de produção e o homem. Só que no Kwando Kubango ao invés da armonia, reina um clima de segregação tribal.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 20:57
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sábado, 10 de Novembro de 2012
CAZUMBI . XXI

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

AONDE  ESTÁ O PODER EM PORTUGAL?2ª de 3 partes

“Em Política, nada acontece por acaso. Cada vez que um acontecimento surge podemos estar certos de que foi previsto para ser levado a cabo dessa maneira”. Franklin D. Roosevelt

João J. Brandão Ferreira T.Cor. Piloto Aviador. (Reformado)

Desde 1974, que a sociedade portuguesa foi invadida por outro tipo de “maçonaria”, de fundo financeiro, uma teia financeira com poder sobre numerosas personalidades e governos a quem emprestam dinheiro. Para se entender esta engenharia financeira teremos de recuar ao tempo da influência dos alunos de Oxford (“membros da classe privilegiada dos dirigentes”). O mais famoso, e influente dos seus discípulos foi o magnate Cecil Rhodes (1853-1902), nosso figadal inimigo e cuja acção está na origem do “Ultimatum”. Com sólidos apoios em Inglaterra procurou financiamento para o seu projecto. Deste modo obteve o apoio de Lord Rothschild e de Alfred Belt e com ele consegue o monopólio da exploração de diamantes, com a companhia “De Beers" e, ainda criar a “Gold Fields”para a exploração das minas de ouro. Em 1890 Rhodes tinha já um rendimento anual superior a um milhão de libras… Este dinheiro permitiu-lhe fazer um pouco de tudo, tendo fundado, em 5 de Fevereiro de 1891, uma sociedade secreta, juntamente com Milner Stead (importante jornalista) e Lord Esher, que se destinava a ligar todos aqueles já comprometidos com as ideias de Ruskin. Chamaram-lhe inicialmente “Association of Helpers”, que deu origem aos “Round Table Organizations”.

 Cecil Rhodes

A pouco e pouco a organização foi-se desenvolvendo e alargando a outros países, nomeadamente aos EUA. Dada a importância crescente deste país, a liderança da “organização” passou para lá, tendo o apoio dos principais magnatas da finança e da indústria, como os Rockefeller, J.P.Morgan, Carnegie, Whitney, Lazard Brothers, etc. Convém ainda apontar que o Federal Reserve System, conhecido na gíria como “Fed”, foi fundado, em 23/12/1913, após forte oposição de políticos e instituições americanas. O Fed funciona como um banco central, mas não é controlado pelo governo americano, mas sim pelas financeiros privados que o formaram… Toda esta organização (que ninguém elegeu) foi crescendo desmesuradamente, criando e dominando variadíssimas estruturas, desde o Banco Mundial à ONU, do FMI à Trilateral, etc., estabelecendo-se fortemente, na Europa, EUA e Japão. Não deve ser só por coincidência que quase todos os primeiros-ministros, em Portugal, só o foram depois de terem sido convidados para uma reunião do “Grupo de Bildelberg”, cuja agenda nunca é dada a conhecer…

 O sistema financeiro foi-se desenvolvendo baseado no juro e nas comissões e daí partiu para emprestar dinheiro que não tinha (e não estava coberto por ouro, divisas, ou não tinha correspondência na economia); desenvolveu esquemas para emprestar fundos que pura e simplesmente não existiam, até que a ganância levou à especulação desenfreada e à invenção de produtos “tóxicos” e “lixo financeiro”, o que desembocou na crise de 2008, que está a arrastar todo o mundo. Tem sido esta gente que nos tem emprestado dinheiro, depois de nos terem posto de joelhos (e nós termos deixado e colaborado). Ao Professor Salazar devemos essa boa acção extraordinária, de ter mantido a influência maligna desta gente, afastados da nossa fronteira e das nossas vidas, durante 40 anos… No centro de tudo isto temos o Estado Português, absolutamente impreparado e incapaz de lidar com a realidade. E, em muitos casos conivente com o que se passa. O sistema político está viciado e bloqueado. Para piorar as coisas é semi-presidencialista, ou seja, não é carne nem é peixe…

Fotografia de perfil de (Sem nome) * Escolha de Helder Neves - Kimbanda HN, Guarda Mor Ninja da torre do Zombo . kimbo

Artista Plástico Clayton Silva no mural de Costa araujo Araujo

Subscrito por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 21:05
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012
PUTO . XXIII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO SOBA*

COISAS  REAIS DO PUTO - TRANSPARÊNCIA

As escolhas

 do Soba T´Chingange

Note-se como a transparência na governação da coisa pública paulatinamente se tornou em trás-parente. Tudo muito sério, muito correcto, falar bonito. A 5ª maior Câmara do país é gerida por uma empresa familiar - Câmara Municipal de Loures

Mensagem do seu presidente Carlos Teixeira

Caros Munícipes, ao contrário de outros, não vos escrevo como pai e como cidadão. Podia fazê-lo, mas penso que neste momento de emergência nacional os portugueses precisam, acima de tudo, de políticos que estejam à altura das suas responsabilidades. É pois enquanto titular de órgão público – eleito democraticamente pelo meu povo – que a vós me dirijo. Como sabem, sou um homem que desde sempre pautou a sua vida política pela proximidade aos cidadãos do seu concelho. Por isso, melhor do que ninguém, sinto diariamente o pulsar das minhas gentes e sei que o povo de Loures, à semelhança de todos os nossos compatriotas, atravessa um momento difícil. Muito difícil! As recentes medidas de austeridade apresentadas pelos nossos governantes vieram, na minha opinião, destruir o já periclitante equilíbrio social em que vivíamos. Pelas reacções que nos chegam através dos órgãos de comunicação, redes sociais, nas ruas, cafés e esquinas do nosso concelho, sei que atingimos o limite.(…) Enquanto autarca de um concelho com mais de 200 mil cidadãos, quero apenas dizer-vos que, no que estiver ao meu alcance, tudo farei para tentar proteger o meu povo. Este não é o País que quero. Os que me conhecem sabem que tenho muita dificuldade em dizer “não”, especialmente quando, do outro lado, está alguém que nada tem. Lutarei, até ao fim das minhas forças, para que os dramas dos próximos tempos sejam minimizados. Enquanto puder, a Câmara Municipal de Loures estará de portas abertas a todos para ajudar a dar uma resposta, apontar um caminho, fazer parte da solução. Perante este cenário, resta-me apelar à vossa coragem. Apesar de tudo, continuo a acreditar em Loures. Continuo a acreditar em Portugal e nos Portugueses. Continuo a acreditar que seremos capazes de passar além das adversidades e reconquistar o lugar que merecemos por direito: o de cidadãos que estão prontos a sacrificar-se pelos seus filhos e pelo seu país, mas que jamais se deixarão esmagar pela ignomínia dos que se servem em vez de servir! 

Carlos Teixeira

 A NOTICIA ADMIRÁVEL

Carlos Teixeira já vai no terceiro mandato na Câmara de Loures, empregou a mulher, a filha, dois cunhados e a nora. A notícia está no semanário "Expresso", que diz que a quinta maior Câmara do país é gerida como uma empresa familiar. Carlos Teixeira fez em Março de 2012 a quinta contratação de um membro da família: a namorada do filho foi nomeada adjunta do gabinete da presidência. "Admito que possa parecer mal mas não me pesa na consciência”, diz o autarca ao jornal. Os familiares referenciados pelo Jornal, são os seguintes:

- Graça Teixeira (mulher) ---------------------Directora Delegada do SMAS

- Joana Calçada (filha) -------------------------Adjunta da Vereadora Sónia Paixão

- Maria Montserrat (namorada do filho) ----Adjunta do Presidente da Câmara

- Constantino Teixeira (irmão) ---------------Era assessor de um Vereador, mas saiu para a Valor Sul, empresa participada pela Câmara

- António Baldo (cunhado) --------------------Chefe de gabinete do Presidente

Pela transparência

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 21:37
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012
MOKANDA DA LUUA . VII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBO

ANGOLA - Kuando Kubango de 2 Partes

Por

KIMBOLAGOA

  Vitorino Nhany Secretário Geral da UNITA considerou importante a reparação das vias secundárias e terciária da província do Kuando Kubango, a exemplo do que acontece com as principais estradas, para facilitar a circulação de pessoas e bens no seu interior. A delegação que visitou a Província do K. Kubango para radiografar a e constatar o nível de vida das populações, de entre as várias preocupações que afectam as populações, destacam-se três: vertente politica, vertente social e vertente económica.

Na vertente Politica

- Após 1975 a sociedade angolana oscilou entre os critérios do monopartidarismo e o multipartidarismo. Passados16 anos de sacrifício, fome, nudez e sangue, chega-se à conclusão de ser o regime multipartidário o mais acertado. Porém, o multipartidarismo requer o respeito pela diferença, tal como advogam as regras democráticas. O calar das armas ainda não traduzem na prática o verdadeiro espírito de reconciliação nacional o que se deve às debilidades quanto à educação politica e patriótica! No K. Kubango, tais debilidades são nítidas se tivermos em conta alguns factos constatados:

1 - Ausência de uma implantação física dos órgãos do Partido nos Municípios do Kuito Kuanavale e Nancova por imperativos de intolerância politica perpetrada por dirigentes no poder (MPLA) que têm dificuldades em viver na diferença tal como mandam as regras democráticas. 2 - No Município do Rivungo reina um clima de segregação tribal. Todos os Angolanos identificados como Kiocos e Umbundos, estão sendo expulsos da área, alegando-se que teriam definido a vitória da UNITA sobre o MPLA naquela localidade. 3 - A acção tem como autor moral o Senhor António Simão - Administrador e como autor material o Regedor Raul N´gangula. Presume-se, com essa postura, que o factor “autarquias” esteja no quadro das tácticas para a perenidade no poder daqueles que se acham mais angolanos que os outros. 4 - Um aspecto não menos importante prende-se com o facto de certos Sobas, em localidades onde o MPLA perdeu, terem visto os seus subsídios cortados. 5 - Um outro pormenor atentatório à interferência político-partidária no poder consuetudinário é o envolvimento de sobas como agentes eleitorais. Como contra factos não deve haver argumentos, o soba Domingos Mateus da Comuna do Longa, Município do Kuito Kuanavale com o nº de Credencial 028001077, funcionou como Policia Eleitoral nas eleições de 2008 e nas eleições de 2012 funcionou na Assembleia cc.cui.13.03.048, Tenda (Vitanga) Mesa nº 1 como Escrutinador. Como sabemos, a acta – síntese das operações das Mesas duma determinada AV, é feita na mesa Nº 1. 6 - No quadro da vertente politica nunca é demais evocar a problemática da corrupção eleitoral. E como a Lei limita a acção do homem, vejamos o que diz o artigo 193º da Lei nº 36/ 11 (LOEG):

 “ Aquele que, para persuadir alguém a votar ou deixar de votar em determinada candidatura, oferecer ou prometer emprego público ou privado ou qualquer vantagem patrimonial a um ou mais eleitores, ainda que por interposta pessoa, mesmo que as coisas oferecidas ou prometidas sejam dissimuladas a título de ajuda pecuniária para custear despesa de qualquer natureza, é punido com pena de prisão de dois a oito anos e multa de250.000 a1.500.000.00 kz”. Vejam, num Pais de direito, onde estariam alguns dirigentes do Partido dito vencedor!

 7 - A Casa Militar expulsou 37 desmobilizados das ex – FALA por suspeita de pulsarem com a UNITA o que, a ser verdade, viola o artigo 41º da CRA no seu ponto nº 2 que diz: “Ninguém pode ser privado dos seus direitos, perseguido ou isento de obrigações por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou politica”. Por outro lado, o artigo 23º da CRA no seu ponto 1, consagra: “ Todos são iguais perante a Constituição e a Lei. Se assim é, como é que o Senhor General Kopelipa, no activo, exibe camisola de propaganda de um Partido e fica incólume e os 37, só por suspeita, são expulsos”? 8 - Para terminar este capítulo, no quadro dos acordos, não foi disponibilizada residência ao Secretário Provincial, mas ao rendido foi prontamente disponibilizada uma casa, tão logo aceitou o humilhante aliciamento.

(Segue-se: Vertentes Social e Económica…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 21:24
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012
CAZUMBI . XX

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

AONDE  ESTÁ O PODER EM PORTUGAL?1ª de 3 partes

“Em Política, nada acontece por acaso. Cada vez que um acontecimento surge podemos estar certos de que foi previsto para ser levado a cabo dessa maneira”. Franklin D. Roosevelt

Por

 João J. Brandão Ferreira T.Cor. Piloto Aviador. (Reformado) - "A Maçonaria infiltrou-se em tudo o que era instituição nacional e está sentada à direita de tudo o que mexe".

Eis uma pergunta que não tem ocorrido a ninguém, fazer. Naturalmente, o poder em Portugal encontra-se no PR, no Governo e na AR, eleitos por todos nós! E, também supostamente, nos Tribunais, que nós não elegemos mas que velariam pelo castigo de quem violasse as leis da comunidade. A célebre trilogia dos “poderes executivo, legislativo e judicial". Este sistema assenta em vários mitos amplamente arreigados e difundidos. O primeiro sendo, de que os três poderes, pudessem ser independentes uns dos outros e se equilibrassem. Na prática, porém, as coisas nunca se passam assim, havendo sempre proeminência de um sobre os outros. O segundo mito é que o povo manda. Mas, o voto que passou a legitimar politicamente os governantes, pouco manda; por acção demagógica e partidária, o cidadão é levado a votar no seu partido. Finalmente, o terceiro mito é o de que os governos governam, isto é, tentam fazer o que escrevem nos seus programas.

 De facto tomar uma decisão e fazê-la cumprir, tornou-se uma acção de tal modo complexa pela legislação a atender e aos interesses e agentes envolvidos, ou a envolver que, no mais das vezes, tentar fazer algo se torna numa experiência frustrante. Vamos tentar ilustrar o que queremos dizer com um exemplo prático. Neste momento existem três forças com Poder real, em Portugal, independentemente das forças políticas representadas no Parlamento: a Igreja Católica, o PCP e a Maçonaria. Estas “forças” são auto - exclusivas entre si, e cada uma tenta não se deixar infiltrar pelas outras. As Forças Armadas que foram sempre um poder “de facto” a ter em conta, estão perfeitamente neutralizadas, pois ainda não recuperaram do 25 de Abril, em que foram protagonistas, não conseguindo controlar os acontecimentos; de todo modo, o espectro político uniu-se tacitamente para as anular. A Igreja, está diminuída, sofrendo ataques demolidores de vários lados, enquanto a hierarquia, padres e leigos, demonstram falta de coesão e combatividade.

 O PCP tem vindo a emagrecer em número de militantes tornando-se um partido de velhos. Possui no entanto uma percentagem eleitoral considerável com uma capacidade de mobilização e de intervenção muito superior a essa expressão eleitoral. O PCP é o único partido a sério, na sociedade portuguesa, pois só ele tem uma doutrina sólida, servida por uma hierarquia, organização e disciplina capaz. É uma espécie de mistura religiosa e estrutura militar… Seguramente, habilitado a passar à clandestinidade, em 48H. A Maçonaria infiltrou-se em tudo o que era instituição nacional, a partir da revolução vitoriosa de 1820 e, basicamente, comandou o país até 1926. É ela que está no cerne de todas as desgraças porque passámos desde então. Não descansou enquanto não acabou com o Trono e predispôs-se a acabar, também, com a Igreja o que, até agora, não conseguiu. Proibida, em 1931, ao tempo do Estado Novo, ficou tolerada, até porque muitos da sua filiação se predispuseram a colaborar na reconstrução do País. Renasceu em força após 1974 e está sentada à direita de tudo o que mexe. Mantém o secular hábito de não se identificarem (as excepções existem para confirmar a regra), nem darem a conhecer o que fazem, mantendo um secretismo anacrónico (ou talvez não), numa sociedade que se diz democrática.

Fotografia de perfil de (Sem nome)* Escolha de Helder Neves - Kimbanda HN, Guarda Mor Ninja da torre do Zombo . kimbo

Ilustrações de Georgy Kurasov no mural de Costa Araújo Araújo

Homologado por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:34
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Terça-feira, 6 de Novembro de 2012
MULUNGU . XXVI

“O FUTURO DO PUTO” . PORTUGL VERSUS URSS

As escolhas 

  do Soba T´Chingange

Vale a pena pensar nisto…! Testemunho de um Cidadão do Mundo…! Titulo: EU JÁ VIVI O VOSSO FUTURO Declarações do escritor e dissidente soviético, Vladimir Bukovsky, sobre o Tratado de Lisboa:

 Vladimir Bukovsky - É surpreendente que, após se ter enterrado um monstro, a URSS, se tenha construído outro semelhante: a União Europeia (UE). O que é, exactamente a União Europeia? Talvez fiquemos a sabe-lo examinando a sua versão soviética. A URSS era governada por quinze pessoas não eleitas que se cooptavam mutuamente e não tinham que responder perante ninguém. A UE é governada por duas dúzias de pessoas que se reúnem à porta fechada e, também não têm que responder perante ninguém, sendo politicamente impunes. Poderá dizer-se que a UE tem um Parlamento. A URSS também tinha uma espécie de Parlamento, o Soviete Supremo. Nós, (na URSS) aprovámos, sem discussão, as decisões do Politburo, como na prática acontece no Parlamento Europeu, em que o uso da palavra concedido a cada grupo está limitado, frequentemente, a um minuto por cada interveniente. Na UE há centenas de milhares de eurocratas com vencimentos muito elevados, com prémios e privilégios enormes e, com imunidade judicial vitalícia, sendo apenas transferidos de um posto para outro, façam bem ou façam mal. Não é a URSS escarrada?

 A URSS foi criada sob coacção, muitas vezes pela via da ocupação militar. No caso da Europa está a criar-se uma UE, não sob a força das armas, mas pelo constrangimento e pelo terror económicos. Para poder continuar a existir, a URSS expandiu-se de forma crescente. Desde que deixou de crescer, começou a desabar. Suspeito que venha a acontecer o mesmo com a UE. Proclamou-se que o objectivo da URSS era criar uma nova entidade histórica: o Povo Soviético. Era necessário esquecer as nacionalidades, as tradições e os costumes. O mesmo acontece com a UE parece. A UE não quer que sejais ingleses ou franceses, pretende dar-vos uma nova identidade: ser «europeus», reprimindo os vosso sentimentos nacionais e, forçar-vos a viver numa comunidade multinacional. Setenta e três anos deste sistema na URSS acabaram em mais conflitos étnicos, como não aconteceu em nenhuma outra parte do mundo. Um dos objectivos «grandiosos» da URSS era destruir os estados-nação. É exactamente isso que vemos na Europa, hoje. Bruxelas tem a intenção de fagocitar os estados-nação para que deixem de existir.

O sistema soviético era corrupto de alto a baixo. Acontece a mesma coisa na UE. Os procedimentos antidemocráticos que víamos na URSS florescem na UE. Os que se lhe opõem ou os denunciam são amordaçados ou punidos. Nada mudou. Na URSS tínhamos o «goulag». Creio que ele também existe na UE. Um goulag intelectual, designado por «politicamente correcto». Experimentai dizer o que pensais sobre questões como a raça e a sexualidade. Se as vossas opiniões não forem «boas», «politicamente correctas», sereis ostracizados. É o começo do «goulag». É o princípio da perda da vossa liberdade. Na URSS pensava-se que só um estado federal evitaria a guerra. Dizem-nos exactamente a mesma coisa na UE. Em resumo, é a mesma ideologia em ambos os sistemas. A UE é o velho modelo soviético vestido à moda ocidental. Mas, como a URSS, a UE traz consigo os germes da sua própria destruição. Desgraçadamente, quando ela desabar, deixará atrás de si um imenso descalabro e enormes problemas económicos e étnicos. O antigo sistema soviético era irreformável. Do mesmo modo, a UE também o é. (...) Eu já vivi o vosso «futuro»..."

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 15:46
LINK DO POST | COMENTAR | VER COMENTÁRIOS (1) | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Segunda-feira, 5 de Novembro de 2012
O CLÃ DE ZUMBI - IX

FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

OS QUILOMBOS DO BRASIL . 11ª parte

Por

Kimbo

Ensaio de

 Arnon Afonso de Farias Melo- Nasceu em Rio Largo, 19 de setembro de 1911 e faleceu em Maceió, 29 de setembro de 1983 - foi um jornalista, advogado, político, empresário brasileiro, pai de Fernando Collor de Mello, ex-presidente do Brasil.

O curioso é que não existe ciúme entre os negros, e não se conhece crime cometido por amor. O sexo desabrocha muito cedo entre os africanos; essa ardente sexualidade que nas mulheres se anuncia pelos doze anos, nos homens que também surge cedo, também cedo os abandona. Em Luanda, olhando casas que parecem ter sido transladadas do Brasil, com fisionomias iguais aos nossos nordestinos, anoto com emoção costumes nitidamente brasileiros, uma capacidade quase única de se perpetuarem a outros povos: Portugal estendeu os limites do Brasil muito além do Prata e do Oyapoc revendo-nos em vários continentes com afinidades psicológicas, sociais e culturais, uma forte peculiaridade da forma de colonizador distinta de todos os outros. O fenómeno, por qualquer parte por onde se ande, no espaço lusófono, é o mesmo que se observa no Brasil: A cultura lusa a se rejuvenescer ampliando-se, constituindo de formas diversas a continuação de um novo feito de vida e de uma nova civilização

 De todas as colónias visitadas, Cabo Verde é a que mais se aproxima do Brasil nos diversos aspectos da sua formação. É verdade que o negro para lá transplantado não encontrou o índio americano mas teve o branco com os mesmos métodos de colonização. Assim se fundiram raças e culturas, gerando essa quase absoluta unidade de emoções e sentimentos que ligam o mundo lusófono. Em Cabo Verde encontrei brancas casadas com pretos e pretos retintos em situações de relevo, ocupando cargos de destaque na administração do território. A democracia social existente nas colónias africanas sob administração portuguesa é distinta do que se observa na África do Sul, onde os direitos dos homens de cor, se reduzem a nada. Pode-se atacar a colonização portuguesa mas não se pode deixar de reconhecer a extraordinária contribuição que trouxe à humanidade, o seu formidável poder criador rompendo com audácia e inteligência fronteiras raciais e promovendo uma experiência étnica e biológica das mais interessantes para o futuro do mundo. 

 Quando Salvador Correia de Sá e Benevides libertou a colónia de Angola fê-lo como lembra Oliveira de Cadornega “ em unidade de todas as praças “ referindo-se a Portugal, Brasil e Cabo Verde. Seria o branco luso nos novos continentes, um elemento civilizador e criador, na mistura de sangues reduzindo na prática distancias sociais através das suas qualidades de aclimatabilidade, miscibilidade, mobilidade, indiferentes a preconceitos raciais fazendo somente restrições em matéria religiosa. Para a África teriam ido os mesmos brancos lusos, levados por estímulos totalmente diversos dos que os impeliam para o Brasil. Aqui chegaram eles, quase como turistas. Vinham para escravizar os pretos, exportá-los e vendê-los mas o tempo e prática, fez entendê-los da importância na igualdade dos cidadãos.

FIM

Referência Bibliográfica: A África Revelada , ensaio de Arnon de Melo.

O Soba T´Chigange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:31
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Domingo, 4 de Novembro de 2012
CAFUFUTILA . XXXI

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO EMBAIXADOR*

       Diz-me onde moras...  Curiosidades do Puto

Por

 Miguel Esteves Cardoso

"Um dos grandes problemas da nossa sociedade é o trauma da morada. Por exemplo, há uns anos, um meu grande amigo, que morava em Sete Rios, comprou um andar em Carnaxide. Fica pertíssimo de Lisboa, é agradável, tem árvores e cafés. Só tinha um problema. Era em Carnaxide. Nunca mais ninguém o viu. Para quem vive em Lisboa, tinha emigrado para a Mauritânia! Acontece o mesmo com todos os sítios acabados em -ide, como Carnide e Moscavide. Rimam com Tide e com Pide e as pessoas não lhes ligam pevide. Um palácio com sessenta quartos em Carnide é sempre mais traumático do que umas águas-furtadas em Cascais. É a injustiça do endereço. Está-se numa festa e as pessoas perguntam, por boa educação ou por curiosidade, onde é que vivemos. O tamanho e a arquitectura da casa não interessam. Mas morre imediatamente quem disser que mora em Massamá, Brandoa, Cumeada, Agualva-Cacém, Abuxarda, Alformelos, Murtosa, Angeja, ou em qualquer outro sítio que soe à toponímia de Angola. Para não falar na Cova da Piedade, na Coina, no Fogueteiro e na Cruz de Pau. (...) Ao ler os nomes de alguns sítios - Penedo, Magoito, Porrais, Venda das Raparigas, compreende-se porque é que Portugal está mal preparado para ficar na União Europeia. De facto, com sítios chamados Finca Joelhos (concelho de Avis) e Deixa o Resto (Santiago do Cacém), como é que a Europa nos vai querer integrar em pleno?

 Compreende-se logo que o trauma de viver na Damaia ou na Reboleira não é nada comparado com certos nomes portugueses. Imagine-se o impacto de dizer "Eu sou da Margalha" (Gavião) no meio de um jantar. Veja-se a cena num chá dançante em que um rapaz pergunta delicadamente "E a menina de onde é?", e a menina diz: "Eu sou da Fonte da Rata" (Espinho). E suponhamos que, para aliviar, o senhor prossiga, perguntando "E onde mora, presentemente?", Só para ouvir dizer que a senhora habita na Herdade da Chouriça (Estremoz). É terrível. O que não será o choque psicológico da criança que acorda, logo depois do parto, para verificar que acaba de nascer na localidade de Vergão Fundeiro? Vergão Fundeiro, que fica no concelho de Proença-a-Nova, parece o nome de uma versão transmontana do Garganta Funda. Aliás, que se pode dizer de um país que conta não com uma Vergadela (em Braga), mas com duas, contando com a Vergadela de Santo Tirso? Será ou não exagerado relatar a existência, no concelho de Arouca, de uma Vergadelas?

 É evidente, na nossa cultura, que existe o trauma da "terra". Ninguém é do Porto ou de Lisboa. Toda a gente é de outra terra qualquer. Geralmente, como veremos, a nossa terra tem um nome profundamente embaraçante, daqueles que fazem apetecer mentir. Qualquer bilhete de identidade fica comprometido pela indicação de naturalidade que reze Fonte do Bebe e Vai-te (Oliveira do Bairro). É absolutamente impossível explicar este acidente da natureza a amigos estrangeiros ("I am from the Fountain of Drink and Go Away..."). Apresente-se no aeroporto com o cartão de desembarque a denunciá-lo como sendo originário de Filha Boa. Verá que não é bem atendido. (...) Não há limites. Há até um lugar chamado Cabrão, no concelho de Ponte de Lima!!! Urge proceder à renomeação de todos estes apeadeiros. Há que dar-lhes nomes civilizados e europeus, ou então parecidos com os nomes dos restaurantes giraços, tipo: Não Sei, A Mousse é Caseira, Vai Mais um Rissol. (...) Também deve ser difícil arranjar outro país onde se possa fazer um percurso que vá da Fome Aguda à Carne Assada (Sintra) passando pelo Corte Pão e Água (Mértola), sem passar por Poriço (Vila Verde), e acabando a comprar rebuçados em Bombom do Bogadouro (Amarante), depois de ter parado para fazer um chichi em Alçaperna (Lousã).

PS. Só faltou referir o Triângulo Erótico da Bairrada (Ancas, Bustos, Mamarrosa)!

Carlos Ferreira *Carlos Ferreira (Embaixador Itinerante do Kimbo - Puto).

Ilustrações Do álbum de Costa Araújo Araújo

::::::::::::::::::::

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:27
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sábado, 3 de Novembro de 2012
CAZUMBI . XIX

{#emotions_dlg.meeting} AS ESCOLHAS DO KIMBANDA NINJA*

BPN – A Maior Burla de Sempre em Portugal . 3ª de 3 Partes

Por

 João Marcelino

O Estado português queria inicialmente 180 milhões de euros pelo BPN, mas o BIC acaba por pagar 40 milhões (menos que a cláusula de rescisão de qualquer craque da bola) e os contribuintes portugueses vão meter ainda mais 550 milhões de euros no banco, além dos 2,4 mil milhões que já lá foram enterrados. O governo suportará também os encargos dos despedimentos de mais de metade dos actuais 1.580 trabalhadores (20 milhões de euros). As relações de Cavaco Silva com antigos dirigentes do BPN foram muito criticadas pelos seus oponentes durante a última campanha das eleições presidenciais. Cavaco Silva defendeu-se dizendo que apenas tinha sido primeiro-ministro de um governo de que faziam parte alguns dos envolvidos neste escândalo. Mas os responsáveis pela maior fraude de sempre em Portugal não foram apenas colaboradores políticos do presidente, tiveram também negócios com ele. Cavaco Silva também beneficiou da especulativa e usurária burla que levou o BPN à falência. Em 2001, ele e a filha compraram (a 1 euro por acção, preço feito por Oliveira e Costa) 255.018 acções da SLN, o grupo detentor do BPN e, em 2003, venderam as acções com um lucro de 140%, mais de 350 mil euros. Por outro lado, Cavaco Silva possui uma casa de férias na Aldeia da Coelha, Albufeira, onde é vizinho de Oliveira e Costa e alguns dos administradores que afundaram o BPN. O valor patrimonial da vivenda é de apenas 199.469,69 euros e resultou de uma permuta efectuada em 1999 com uma empresa de construção civil de Fernando Fantasia, accionista do BPN e também seu vizinho no aldeamento.

 Para alguns portugueses são muitas coincidências e alguns mais divertidos consideram que Oliveira e Costa deve ser mesmo bom economista (!!!): Num ano fez as acções de Cavaco e da filha quase triplicarem de valor e, como tal, poderá ser o ministro das Finanças (!!??) certo para salvar Portugal na actual crise económica. Quem sabe, talvez Oliveira e Costa ainda venha a ser condecorado em vez de ir parar à prisão....ah,ah,ah. O julgamento do caso BPN já começou, mas os jornais pouco têm falado nisso. Há 15 arguidos, acusados dos crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e fraude fiscal, mas nem sequer se sentam no banco dos réus. Os acusados pediram dispensa de estarem presentes em tribunal e o Ministério Público deferiu os pedidos. Se tivessem roubado 900 euros, o mais certo era estarem atrás das grades, deram descaminho a nove biliões e é um problema político.

 Nos EUA, Bernard Madoff, autor de uma fraude de 65 biliões de dólares, já está a cumprir 150 anos de prisão, mas os 15 responsáveis pela falência do BPN estão a ser julgados por juízes "condescendentes", vão apanhar talvez pena suspensa e ficam com o produto do roubo, já que puseram todos os bens em nome dos filhos e netos ou pertencentes a empresas sediadas em paraísos fiscais. Oliveira e Costa colocou as suas propriedades e contas bancárias em nome da mulher, de quem entretanto se divorciou após 42 anos de casamento. Se estivéssemos nos EUA, provavelmente a senhora teria de devolver o dinheiro que o marido ganhou em operações ilegais, mas no Portugal dos brandos costumes talvez isso não aconteça. Dias Loureiro também não têm bens em seu nome. Tem uma fortuna de 400 milhões de euros e o valor máximo das suas contas bancárias são apenas cinco mil euros. Não há dúvida que os protagonistas da fraude do BPN foram meticulosos, preveniram eventuais consequências e seguiram a regra de Brecht: “Melhor do que roubar um banco é fundar um”.

Em nome da Cidadania estes pessoas  têm que ser responsabilizadas.

Fotografia de perfil de (Sem nome)* Helder Neves – Kimbanda, Komando Ninja,  Guarda-Mor da torre do Zombo - kimbo

Subscrito e homologado por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:07
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2012
MOKANDA DO SOBA . XXI

”Medo! Medo de tocar em grandes interesses instaladosPuto

Por

   T´Chingange

Com a persistência de uma formiga diligente salalé, dou-me apreciando a apagada vida de voluntário cronista avulso criticando políticos, académicos teóricos que não sabendo dirigir uma grande empresa na vida real, dirigem um país. Até podia admirar um silêncio austero no recolhimento das letras, sem buscar dados à revelia, omissões de gente acomodada com as molas da alma pasmadas, gente de medo; até podia! Mas, a consciência não me deixa! Mas, é malhar em ferro frio, com gente de alma bamba, sem vontade para grandes feitos ou grandes riscos. Mas, que raiva! Mas, não basta haver boas razões para se rejeitar um conjunto de governantes; precisamos ver se não haverá outros melhores para se recusar os presentes. E, parece não haver! Mas, o medo tolhe! Sempre o medo. Medo de tocar em grandes interesses instalados, atrás dos quais estão as famílias de sempre e outros grandes grupos financeiros. Mas, e mais mas, para entorpecer o admirável homem inexistente.

 Se a saída do Euro, como dizem, se traduzir numa desvalorização da moeda em 40-50%, quer dizer que a dívida aumenta na mesma proporção e nós teremos também menor poder de compra. Cada vez é tarde de mais, mas se com a política actual chegarmos a níveis de empobrecimento dessa grandeza, estamos exactamente como se tivéssemos saído da moeda única. Mal por mal seria preferível estar então fora dela, emitir moeda para consumo interno, fechar as fronteiras aos produtos asiáticos, "obrigar" de novo a produzir desde pratos a máquinas agrícolas. Tudo o que viesse do exterior seria mais caro, mas não faltaria trabalho nem dinheiro e parte da emissão estaria avaliada pelas reservas que ainda temos em ouro.

 É verdade que quando pensamos nisto nos deparamos com uma grave problema e que nos diferencia da Islândia e do Portugal de 77 ou 83: desde a entrada na UE alguém se encarregou de desmantelar tudo o que pudesse ser produtivo em Portugal a troco de subsídios, porque tinha a visão que este país viveria dos que nos frequentariam para jogar golfe e comprar lembranças. Esse autêntico criminoso da nossa economia tem um nome e um rosto e ainda por cima é hoje Presidente da República. Ainda assim, seriamos mais independentes e teríamos a possibilidade de acabar definitivamente com as pragas que corroem a nossa sociedade…. Daí o mal de consciências. É a crise do carácter e a constatação de que a política se resume ao balanço orçamental, para que os portugueses paguem os erros do passado com excepção de se manter um Estado gordo que serve sempre os mesmos (esses não são atacados, porque Passos cairia)! Uma consciência não pode ser accionada por quem não tem carácter e estava de má fé. Apenas não sabemos a forma como "esta história vai acabar".

Ilustrações Do álbum de Costa Araújo Araújo

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:06
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

Quinta-feira, 1 de Novembro de 2012
PUTO . XXII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO KIMBANDA*

POLÍTICOS DE PORTUGAL . Ninguém tirou o curso numa Pública ?

Escolha de

Fotografia de perfil de (Sem nome)* Helder Neves – Kimbanda, Komndo Ninja,  Guarda-Mor da torre do Zombo - kimbo

Uma constatação interessante que alguém teve a pachorra de compilar. Mas, por que motivo não aparecem ministros portugueses das Universidades Públicas? Pela NET diz-se muita coisa que nem sempre é verdadeira mas, se alguém teve o trabalho de fazer pesquisa, terei de e com ressalvas dar conhecimento ao mundo de amigos virtuais; Se nada disto for correcto repliquem, e chamem-me nomes.

 De Costa Araujo

De facto, parece que, deste Governo, ninguém tirou o curso na Pública! Incluindo o inevitável Relvas, claro! A Católica é muito boa, nalgumas áreas, e a Lusíada, escapa... Eis algumas das Universidades Privadas mais representativas:

- Universidade Moderna - Encerrada pelas Autoridades por ser Centro de Crime Organizado.

- Universidade Independente - Encerrada pelas Autoridades por ser Centro de Crime Organizado.

- Universidade Internacional - Encerrada pelas Autoridades por ser Centro de Crime Organizado.

- Universidade Lusófona - Os processos de equivalência provam que há licenciaturas fraudulentas.

- Universidade Livre que (passou a Universidade Lusíada) - Nada leva a crer que seja melhor que as outras.

MINISTROS:
1 - MINISTRA DA JUSTIÇA – Paula Teixeira da Cruz – Licenciada pela Universidade Livre.

2 - PRIMEIRO MINISTRO – Pedro Passos Coelho – Licenciado pela Universidade Lusíada (ex-Livre)
3 - MINISTRO DA SEGURANÇA SOCIAL – Pedro Mota Soares – Licenciado pela Universidade Internacional.
4 - MINISTRO - ADJUNTO – Miguel Relvas – Licenciado ??? Pela Universidade Lusófona.
5 - MINISTRO DAS FINANÇAS – Vitor Gaspar – Licenciado pela Universidade Católica.
6 - MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS – Paulo Portas – Licenciado pela Universidade Católica.

 De Costa Araujo

SECRETÁRIOS DE ESTADO:

1 - Secretária de Estado do Tesouro e das Finanças - Maria Luís Albuquerque – Universidade Lusíada.
2 - Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais - Paulo Núncio – Licenciado pela Universidade Católica.
3 - Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Europeus - Miguel Morais Leitão – Licenciado pela    Universidade Católica.
4 - Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional - Paulo Braga Lino – Universidade Portucalense.
5 - Secretário de Estado da Administração Interna - Filipe Lobo D'ávila – Universidade Católica.
6 - Secretário de Estado Adjunto do Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares - Feliciano Barreiras Duarte – Universidade Lusófona.
7 - Secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar - João Casanova de Almeida – Universidade Lusófona.
8 - Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas - José Cesário – Universidade Lusófona.
9 - Secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social – Marco António Costa – Universidade Católica.
10 - Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território – Pedro Afonso de Paulo – Não diz.
11 - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros – Luís Marques Guedes – Não diz.
12 - Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional – Não tem curso.
13 - Secretário de Estado da Energia - Artur Trindade – Não se sabe.

E esta ? Quem diria!

PS : a “Não se sabe” ainda foi das que mais diplomas deu!!!

Subscrito por

Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:27
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds