Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2016
MAIANGA . XIX

UM MISSOSSO: A minha neta e eu, um contador de estórias avulso…

Maianga é um bairro de Luanda - Luua

Por

soba15.jpg T´Chingange 

Andei na Escola Industrial de Luanda por uns nove anos desde o Ciclo Preparatório passando pelo Curso de Montador Electricista, Secção Preparatória aos Institutos e também o curso de Mestrança de Construção Civil. Qualquer um destes cursos, nada tem de formação no sentido das Letras, nem tampouco era bom à disciplina de Português com a professora Maria Amélia. Na escala de zero a vinte eu andaria sempre ao redor dos dez.

araujo13.jpg Na Secção Preparatória e em regime nocturno tive um professor à disciplina de História à Antologia Portuguesa do qual não me lembro o nome mas, sempre o alinhavei como sendo de Vergílio que era excepcional em nos fazer despertar do sono lá pelas dez horas da noite. Sempre que notava a turma desinteressada ele ia buscar matéria de nos fazer regalar o olho.

:::::

Muitas vezes referia os cintos de castidade usados na idade média para salvaguardar ausências dos maridos militares que iam para guerras distantes deixando suas damas à solta. Tinha mais recursos pedagógicos como este astucioso recurso, o que levou a que sempre o lembrasse. Um dia manda-nos fazer um trabalho do tipo conto, mussendo, em que o tema era o mar. Recordo-me bem que no dia aprazado entreguei minha estória cujo tema era “o mar” bem contornada de pormenores. Na entrega da avaliação teve a gentileza de dizer à turma que estava ali uma estória muito boa, afirmando que eu seria no futuro um bom contador de Histórias. Iremos ver!

tonito3.jpg Não dei a importância ao facto e, passaram-se muitos anos até que tivesse tempo, vontade e paciência de escrever estórias; Em verdade não havia tempo mas, sempre pela minha cabeça rolavam inventações que ficavam desperdiçadas no labirinto de meu templo. Após a guerra do tundamunjila em Angola oferecem-me uma viagem grátis para o M´Puto, em troca de nada e, sem data de retorno. Não gostei nada disto!

:::::

A minha cabeça era um mundo de revolução, sentia necessidade de me expandir, estravazar; através dos Adidos fui colocado como destacado na Câmara Municipal de Torres Novas, uma Câmara que nesse então tudo se resolvia de punho no ar! Uma chusma de comunistas desconvictos, diga-se Com gestão comunista e do MDP eu passava um senhor martírio a ouvir desaforos contra a minha gente “os retornados”.

tonito.jpg O PSD deu-nos um espaço para nos reunirmos e foi decisão minha darmos inicio a um jornal de folhetos tipo “em stencil” de modo a dar informações adicionais aos muitos desalojados, gente desenquadrada de tudo, da bagunça em que nos sentíamos e, chamamos a este esboço de jornal “o caixote”. Foi útil naqueles tempos conturbados e, estando nós em um meio adverso com as direitas a querer usar-nos como linha de frente. E, nós na merda, sem futuro nem cascas dele.

:::::

Comecei a escrever em uma coluna para o jornal “Almonda” tendo como Director o Padre Amílcar; era o “Aqui e agora” falando de coisas triviais sem entrar nos detalhes políticos, usando sempre uma forma sátira de abordar coisas desabridas e, sempre com um rolo no estomago. Descontente com tudo, inscrevi-me para emigrar pelo CIME (Comité Internacional de Imigrações Europeias) concorrendo para qualquer país do Mundo! Tal e qual!

tonito8.jpg Um dia chamaram-me a Lisboa e perguntaram-me se queria ir para a Venezuela como Topógrafo mas, havia um senão: Teríamos de ir de barco! Disse-lhes que ia sim senhor, nem que fosse em um barco à vela e, fui! Estive por lá seis anos. Regressei a Portugal para poder dar uma educação firme a meus dois filhos. Neste entretanto algumas coisas mudaram no M´Puto.

:::::

Regressado ao Algarve comecei a escrever no jornal Semanário “A Gazeta de Lagoa” com a coluna “Sanzala”. Este era pertença de Artur Lignhe, um já conhecido jornalista de Angola. Agora vou à conversa mais interessante e que me levou a descrever parte do meu percurso anterior. Os anos passaram e, eis que viro avô de uma linda neta com o nome de Lara; filha de meu filho Marco António umbigado com Isabel bibliotecária.

tonito7.jpg Os anos passam-se e Lara é educada da forma correcta com leitura de uma estória ao iniciar sua hora de ir para a caminha. As histórias a ela oferecidas eram muitas e variadas; seu quarto era uma biblioteca de livros aos quadradinhos desde o João Ratão aos sete anões e da Carochinha, do lobo e da Avozinha. Fosse em Coimbra ou no Algarve, a avó ou sua mãe Isabel levavam um tempo a ler estórias que ela já sabia de cor e salteado mas, era  esta a rotina certa.

:::::

Um dia sou solicitado a ler uma estória a Lara, teria talvez uns cinco a seis anos e assim foi! Vai daí, deito-me a seu lado e começo a ler a estória escolhida por ela, previamente! Recordo ser uma estória descabelada, mal engendrada e eu lá pela terceira folha começo a fingir ler algo que eu ia inventando na hora! Nada daquilo, a dado momento, tinha a ver com o escrito!

toledo18.jpg Aquilo não tinha graça, não tinha jeito nenhum e desenvolvendo a minha versão fingindo ler o que não estava escrito. Eu só fingia! Criava personagens novos, outra envolvência. Num impulso interrompido por Lara, era o maior rebuliço. Não é assim avó! Dizia ela, a estória não é essa!

 :::::

 Pegava no livro e via que efectivamente o que eu dizia não estava ali escrito. Ficava tudo desarranjado. Sempre ficava alvoroçada e desinquieta nunca iniciava sua dormida com a minha leitura. Acabei por ser despedido desta tarefa no correr do tempo. Aquelas estórias eram tão brejeiras que me via obrigado a ler a versão que minha inventação produzia na hora.

volk.jpg Minha função de avô ficou assim votada ao fracasso. Gente próxima diz-me para escrever um livro mas este trauma sempre me diz que sou um embuste! E, como o Mundo já está tão cheio de mentirosos fico na minha, chorando na cama que é lugar quente e, porque águas passadas não movem moinhos.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 20:13
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS
|

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds