Sábado, 29 de Junho de 2024
VIAGENS . 179

NAS FRINCHAS DO TEMPO

DOS TEMPOS DE DIPANDA* - ONGWEVA É SAUDADE EM DIALETO AMBUNDO

- Crónica 3590 – 29.06.2024

- Escritos boligrafados, aleatoriamente após 1975 e, ou entre os anos de 1999 a 2018 - Missão Xirikwata” em interlúdio

Por: T´Chingange (Otchingandji)** – O NIASSALÊS em Lagoa do M´Puto

araujo65.jpg Assim só mesmo sou uma árvore cheia de música que caminha e assobia todos os pássaros de sua folhagem – Assim, assobiando aos passarinhos vi fora da vigia, janela do Boing A.340 fazendo raviangas ao redor das luzes da grande Luua, um cavalo branco no alvorecer dum dia coberto de nuvens brancas. Será? Foi? Disse assim, só no pensamento.

Em saber explicar como é o cheiro do peixe podre, da fuba azeda e até azeite de palma feito por um branco cangundo, mesmomesmo de ordinário sem educação. Assim muxoxando feito mabuba, com o indutor a queimar o induzido, afagando minha onça faço um interlúdio, ilibambo minhas jimbumbas de guerra pra libertar meu ilundo com musica de marimbas. Como é então? Pergunto-me!

araujo69.jpg N´Gola aiueé… A lei da gasosa, sim! Obrigado/a no retirar migalhas ao salário sem sempre conseguir garantir as vitais necessidades – um fenómeno unipartidário de quasequase cinquenta anos. Dos ganhos, sessenta por cento, vão direitinhos para pagar a máquina estatal que se subsidia, fundações, observatórios, kazucuteiros e tantos outros afins de e, a bem da nação, N´Gola da lusofonia… Balelas dos PALOPS! Uma guerra de impostos taxas e sobretaxas; incestuosas atribuições suportadas por sapatos JL caros, feitos de pele de jacaré do Lifune…

Hoje, muita gente desentendida a propósito, por cagufa ou prosápia, pergunta a este e aquele, porque estão saindo agora de Angola, do porquê, gente identificada com sua terra. Se a amam ou nela mamaram, porque fugiram? Do porquê de abandonarem a terra que tanto dizem querer? E, talvez com a leitura dum funil de lembranças, possamos reflectir das impossibilidades de ali permanecer,

araujo30.jpg As luzes do jeep viam-se ao longe e, o ruido rouco do motor com altos e baixos invadia a quieta mata do Kaprivi; Caputo, o marido umbigado com minha empregada Mary de Kampala, chegou chegando, batendo com o chapéu no joelho levantando o pó da picada. Com um gesto rasgado de amizade saudou-me enquanto lançava ordens ao cozinheiro para retirar as bikwátas trazidas de Catima Mulilo. Cheiravam a bosta de jamba (merda mesmo, de elefante)…

Lembrar-me hoje daquele Agosto de SETENTAECINCO. No aeroporto da Portela, recente Humberto Delgado, as senhoras prestimosas das Caritas e Cruz Vermelha (não todas, felizmente), iam despejando desaforos como muxoxos soprados subtilmente ou não: “Só nos faltavam estes ranhosos”. Eramos nós, dismilinguidos da vida, roubados e vilipendiados …

araujo51.jpg Eramos nós, sim! Retornados, Refugiados, Recambiados, assim mesmo murchinhos da silva, despidos de preceitos, ouvindo calados o desaforo de irmãos, de patrícios, de gente com nosso sangue! Gente do M´Puto - Isso doeu muito! Só não se lembra disto quem não quer lembrar! Num repente passamos a ser uns SEM-TUDO, uns sem-terra ou sem-nada,  manobrados daqui práli até se partir a canga, cangados sem relinchar (tratados como cavalgaduras…)

E, Portugal, o tal de M´Puto, acabaria por dar guarida a carrascos e fujões do MPLA, (desculpem-me a expressão) que de forma enrolada, misturada, se foi acomodando aqui e ali, salvando os hotéis e concebendo arranjinhos de safadeza, explorando os refugiados, ditos retornados – esquerdoidos a querer mudar-nos  através dum tal de PREC, Reformas Agrária de destelhar montes alentejanos e fazer comezainas com os bois do dono exilado no Brasil, ou no escambau (que nem sei aonde fica – coisas dum outro mundo…). Seguidamente e, antes da Grande Batalha do Cuíto,  vai recordar-se os Congressos da Unita…

:::::

Nota 1: *Dipanda é o somatório das coisas positivas e negativas que ocorreram antes e, durante os longos anos da crise Angolana e, na diáspora de angolanos  espalhados pelo mundo.

Nota 2: **Texto elaborado a partir das anotações do baú de T´Chingange e comunicados da Jamba - Agência Kwacha UNITA Press (KUP)

Ilustrações aleatórias de Costa Araújo

 (Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 20:49
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Julho 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Julho 2024

Junho 2024

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub