Sábado, 9 de Janeiro de 2010
RECIFE – A SAGA DO AÇUCAR . X

 FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

              A reconquista de Angola,

             ... O povoamento com os mouros de Mazagão

                                                    MAZAGÃO

 

Guararapes decorria em Recife enquanto se repercutiam noticias sobre a tomada de Angola pela frota de Salvador Correia de Sá e Benevides em 1648.

D. João IV correndo o risco de ser denunciado ao Papa pelos inquisidores da Santa Inquisição, por colaborar com os judeus capitalistas, em Março de 1664 por alvará, cria a Companhia de Comércio para o estado do Brasil, um pouco há semelhança das companhias Holandêsas. Foi de muita visão D. João IV ter optado por esta via de entendimento com os judeus pois que estes detinham o controlo dos circuitos de comercialização desse tempo.

 

A semente da nacionalidade nasceu no após Guararapos; os filhos de pais portugueses nascidos no Brasil chamados de Mazombos formavam o gentílico brasileiro. Foi à custa destes, seu sangue e suas fazendas que se fermentou o brasileiro de hoje; e tudo começou nesta chamada “ Nobreza de Olinda”.

O grito da emancipação após Guararapos surgiu porque com o sacrifício solidário e contrariando ordens do rei de Portugal D. João IV, manietado pelo Papa e acordos do foro europeu, a tetrarquia do “Panteão Restaurador” ou a “Nobreza de Olinda” representada por João Fernandes, o reinol mulato madeirense, por Vidal Negreiros o mazombo brasileiro, filho de pais Portosantenses, por Filipe Camarâo  o matuto filho de branco e índio e por Henriques Dias o negro mameluco filho de negro e índio, deu azo ao ideário do futuro  movimento emancipalista de 1710, quando, pela primeira vez a “nobreza da terra” propôs um contrato social entre os habitantes de Pernambuco e a coroa Portuguêsa, um caso de sublevação de que não havia memória na nação Portuguêsa.

O quadro “A saga do açucar”, ficaria incompleto se, se não referisse o intenso tráfico negreiro do circuito de intereses  triangulado na qual, os madeirenses criaram a sua própria rede de negócios com familiares ou conterrâneos residindo em Angola, Brasil, Guiné, ilhas do Caribe de Aruba e Curaçau ou Venezuela na América e, África do Sul.

 

Há um facto de relevante honra na pessoa do madeirense João Fernandes Vieira que convêm salientar; os Holandeses mafulos, fizeram a Vieira a oferta tentadora de 200.000 ducados para abandonar a causa de inssurreição a Pernambuco, na condição de se retirar para um outro local escolhido por si. Tendo Vieira menosprezado o edital dos mafulos, estes, põem sua cabeça a prémio em forma de retaliação  conjuntamente com os componentes do Conselho da rebelião de Pernambuco oferecendo 12.000 Florins por cada um.

João Fernandes Vieira recebeu da corte inumeras mercês entre as quais a nomeação de Governador e Capitão General de Angola a 18 de Abril de 1658 cargo que ocupou por três anos; em 1661 foi substituido por André Vidal de Negreiros, um homem de destaque na história de então, um herói mazombo, de Pernambuco

  

II - O POVOAMENTO

 

O Tratado de Madrid foi elaborado com o sentido de garantir a viabilidade do “Utis Possidetis” que veio a substitui o Tratado de Tordesillhas  em função das novas realidades. Foi lavrado a 13 de Janeiro de 1750 exigindo gente para definir a demarcação de limites das fronteiras dos territórios colonizados.

Alexandre de Gusmão, braço direito de D. João V, foi o articulador do Tratado de Madrid. Conhecedor das realidades do Brasil por contacto com o Ouvidor Geral do Reino da Capitânia de S. Paulo, Rafael Pires Pardinho, que na qualidade de membro do Conselho Ultramarino na grande onda de imigração entre 1748 e 1756, contribuiram diligentemente à chamada da razão “Utis Possidetis”, a legal posse de terras, um momento alto da diplomacia na saga de pioneirismo povoador, novos métodos de colonização.

Estes dois personagens a não esquecer foram os ideologos que motivaram mais tarde Norton de Matos e as sequentes colonizações do sul de Angola e a parte central da Cela, com terrenos ricos para a agricultura.

 

( Continua... O Povoamento... XI )

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 01:14
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds