Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010
RECIFE – A SAGA DO AÇUCAR . XIV

FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

A emigração Açoreana

 Tribuna das Ilhas - Em que ...  AÇORES . 9 ILHAS

S. Miguel - Terceira - Sta Maria - Graciosa - Pico - S. Jorge - Flores - Faial - Corvo - (Florianópolis, a 10ª Ilha)

Recorde-se que ontem dia 25 de Janeiro, São Paulo,  fez 456 anos após sua fundação

 

VI – AÇOREANOS NO POVOAMENTO DE SANTA CATARINA . SÉCULO XVIII


Alexandre de Gusmão  e Rafael Pires Pardinho, agigantaram-se na tarefa de repovoar o Sul do Brasil, mais própriamente Santa Catarina; estava em causa produzir os efeitos de posse de terra entre 1748 e 1756 tendo em conta o novo tratado de Madrid que veio a ser lavrado a 13 de Janeiro de 1750.

São mandados afixar editais nas Ilhas dos Açors e da Madeira. Com um total de 400 editais em ambos os Arquipélagos deu-se início o alistamento para as pessoas que querendo emigrar para o Brasil, especificamente para a Ilha de Santa Catarina e a terra da costa fronteira a esta, o fizessem tendo em conta as vantagens apontadas na provisão de 1747 de transoporte gratúito por conta da Fazenda Real com a doação de “um quarto de légua em quadrado”, sementes, alfaias agrícolas e animais.

Pelo Natal de 1747, chegaram à Ilha de Santa Catarina as duas primeiras galeras com açoreanos, tendo nos anos seguintes e até 1753, tendo chegado um total estimado em 7.000 pessoas com mais de três anos de idade. As ajudas de custo para tal viagem eram nesse então de 16.000 Reais por pessoa a expensas da Fazenda Real.

António José de Freitas Noronha em 1803 e a mando do Governador da Capitãnia de Santa Catarina, Coronel Joaquim Xavier Curado, organiza um catálogo de árvores e frutas do qual se relembram alguns nomes: “ – Anga cabeludo, banana angá, bacupari, banana imbé, camarinha branca, camarinha preta, coucp de indiá, couco de butiá, couco de gerivá, couco de toucum, cardo figos-de-urubeba, fruta do conde, frutas do galo, fruta da macaca, gabiroba, goiaba, guapé guassú, garvatá, jabuticava, jaracatiá, jambo, maracujá grande e pequeno, mamão, oraprorobi (gimboa), pitanga e timbo peba, entre tantas outras.

 

VII – COLONIZAÇÃO NO SUL-MERIDIONAL . O TROPEIRISMO

 

Em continuação à ocupação do Brasil seguindo a doutrina do tratado de Madrid de 1750 negociado por Alexandre de Gusmão, havia que efectivar a ocupação desse tratado garantindo a ocupação por “Uti-Possidetis” desse meridiano estipulado, daqui chamar-se a zona Sul-meridional .

Jerónimo de Ornellas, que nasceu na vila de Santa Cruz, num ano próximo ao de 1690, lá pelo ano de 1721, já andava por Guaratinguetá aonde veio a casar em 1723 com Dona Lucrécia Leme Barbosa, natural da freguesia de Santo António de Pádua na Vila de Guarantinguetá.

Jerónimo de Ornellas com mais uns quantos patrícios seus, atraídos pelo negócio do gado, fixaram-se nas novas terras do Sul, formando suas estâncias e campos de procriação; entenda-se, de gente e de gado.

Estes pioneiros deram início àquilo a que se veio a chamar de tropeirismo, gente que com sua tropa, levavam os muares até ao centro do país, negociando-os e outros que com sua gente faziam caravanas de burros carrregando mercadoria a troco de soldo.  Um burro sempre levava mais peso do que um escravo ou de um indígena dolente; os muares não reclamavam nem estavam tão sugeitos a doenças, independentemente de resistirem muito mais às agruras do terreno, tempo e alimentação. Eles faziam viagens que duravam meses; toma-se por exemplo a viagem entre Sacramento no Uruguai até Sorocava , um povoado em ascenção situado perto de São Paulo.

 

Em 1732 foram concedidos os primeiros títulos de “sesmarias”. Por esta época Jerónimo de Ornellas apropriou-se primeiro de terras  às margens da Lagoa dos Patos, a seu belprazer, tendo mais tarde  levado para aí sua família sediada em Laguna a uns duzentos quilometros a sul da Ilha de Santa Catarina. Nesse então, radica-se em Viamão reinvindicando toda aquela área para si, seus agregados e demais gente de sua “tropa”. A 5 de Novembro de 1740 é-lhe conferido o direito de posse de três léguas de comprido por uma de largura. Era a sesmaria melhor situada, abrangendo além do promontório, o lugar aonde hoje é o centro da cidade, os Bairros de Caminho do Meio, Petópolis, Bom Jesus, São João, Passo da Areia, Navegantes, Independência e Monte Serrat.

O porto da Viamão de então, agora o porto  D´Ornellas em sua homenagem, é em esse tempo, procurado para objectivos militares  e, destino do Comissariado dos Reinos de Portugal e Castela para dar início aos trabalhos demarcatórios de fronteiras segundo o Tratado de Madrid de 1750

 

( Continua... As heranças... XV )

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 11:23
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds