Sábado, 30 de Janeiro de 2010
POVO IMBINDA . I

FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

 

O Kimbo, de forma sumária dá a conhecer a obra de Adulcino Silva  intercalando os seus escritos “POVO IMBINDA” com as crónicas de Mayombe do Soba T´Chingange. De quando em vez, o Soba acrescenta como relator pequenos pormenores aos ítens de “A verdade Oculta” por ser conhecedor do território de Cabinda..

 

CABINDA - A VERDADE OCULTA  

De Adulcino Silva

O problema de Cabinda não é militar, nem político. E uma questão jurídica. 

 

O autor de Cabinda - A Verdade Oculta mostra o esbulho, libertinagem e traição que envolveu genéricamente as descolonizações do após 25 de Abril de 1975.

Além de  jornalista,  Adulcino Silva  foi  operador  de  imagem de  TV, tendo sido produtor radiofônico em Luanda.

Possui, também, colaboração dispersa em vários jornais de  Língua  portuguesa  espalhados  pelo  mundo,  e  pronunciou  algumas  palestras em      Luanda, Lobito, Aveiro, Lisboa e Toronto no Canadá. 

 ... Buco Zau, a norte da Buco Zau

 

Sumula abreviada do livro

Os descolonizadores portugueses, não tiveram em conta aspectos de ordem histórica, social, cultural e jurídica em Cabinda

Os resultados dessas imprudências e desses erros podem ser trágicos para os Cabindas, e poderão no futuro vir a levantar a tese da restauração do antigo Reino do Congo

O tratado de Simulambuco não foi respeitado pelos responsáveis morais e materiais da descolonização. 0 espírito independentista dos Cabindas foi ignorado, o mesmo acontecendo às ligações existentes entre Cabinda e Portugal (antes mesmo de 1 de Fevereiro de 1885), bem como a Constituição da República Portuguesa de 1933, no parágrafo 2º da 1ª parte das garantias fundamentais da Constituição da Nação portuguesa.

Os Imbindas ou Cabindas, somente uma vez, foram livres de escolher quem queriam como governador, amigos ou aliados (1/2/1885). E essa vontade expressa democráticamente em documento jurídico, não foi respeitado pelos descolonizadores, nem mesmo, pela própria ONU.

 

Cabinda tem a superfície de aproximadamente, dez mil quilômetros quadrados, correspondente a cerca de quinze vezes a superfície da ilha da Madeira. Para além de petróleo, o subsolo de Cabinda possui urânio, ouro, diamante, fosfato, manganês, ferro, entre outros minérios. Produz café, cacau, banana, mamão, papaia, milho, mandioca, cítricos, feijão, batata, entre muitos outros produtos agrícolas. É, também, produtora de madeiras, algumas de espécies raras, e reúne todas as condições para várias espécies de pecuária.

A um de Fevereiro de 1885 tomou-se protetorado de Portugal por vontade expressa dos legítimos representantes dos seus povos, o que revela, na «opinião júris» internacional, um princípio de um «certo direito dos povos de disporem de si próprios».

 

(Continua)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 02:25
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds