Sábado, 27 de Fevereiro de 2010
TUNDAMUNGILA -IV

FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

O SAPO CURURU

Presto com esta crónica uma homenagem ao Cubano Orlando Zapata, que depois de 42 dias em greve de fome na prisão política de Havana, morreu encarquilhado de revolta. Não viu a liberdade que pretendia. Merece um justo lugar no nosso coração.             

Denuncian en Cuba maltratos ...  Orlando Zapata

Tenho de escrever isto agora porque nos momentos em que me esqueço faço intervalos. A cadeia misteriosa que vai unindo uma coisa à outra leva a que de pequenos nadas da vida se formem num caso, uma estória dum tempo coincidente onde nada acontece por acaso.

Matei uma mosca e não demorou muito tempo, quase nada, apareceu uma pequena formiga andando feita tonta, como perdida num deserto até que se encontrou com aquela mosca ainda mechendo, debelitando-se nos esgares da morte. Serà que têm sentimentos? Não importa, a formiguinha iniciou a ardua tarefa de deslocar a mosca mais de dez vezes superior a ela, em tamanho e peso, e deu-me que pensar.

Quando em tempos passei por uma aldeia nos Açores e vi aqueles putos moncosos de rostos rosados ensaibrados, ranhosos até aos tornozelos, crianças semi sem nada, pulando descalços por entre paredes despintadas, esfolando penúria alguém próximo disse: O pobre é igual à minhoca, quando sai da merda, morre. Fiquei chocado com aquele Chiste, mas o passeio  das hortenses não podia ser estragadas por uma tão reles boca.

 

A pobreza, ali em Rabo de Peixe vestia-se de verdade, retrespassava a derme da sensibilidade, clamando justiça social; o “verdelho” afugentava o dever de cumprir as voluntariosos obrigações aos seus progenitores.

Dei-me conta  com o tempo, sizudo de que os pobres têm poucas oportunidades para se manifestarem; quando falam, ninguém os escuta; quando alguém escuta, a resposta é a de que nada pode ser feito, e quando lhes dizem que algo pode ser feito, isso nunca acontece.

A importância de enfrentar a desigualdade e a pobreza espelham-se nas diferênças de opinião sobre suas origens. De um modo geral quem se preocupa com a desigualdade pensa que em boa parte dela está na origem da sorte. Aqueles que menos se preocupam, acham que a riqueza é uma recompensa ao trabalho.

Neste conflito de ideias, conceitos e preconceitos aparece no quintal o já habitual sapo cururu, quase do tamanho de um palmo, acastanhado com pintas amarelas nas costas.

Com mais medo que respeito pergunto ao sapo o que achava desta barafunda de pensamento e eis que, imaginem,... o sapo fala-me numa lingua estranha. Verdade!

 

Animal Piranha Sapo cururu

Num tom grave parecia querer comunicar qualquer coisa só que gargarejava uma fala estranha mais parecendo árabe. Deu-me vontade de espremer o bicho grosseiro mas lembrei-me num repente que em suas costas, possui umas glândolas que secregam uma substância leitosa, uma composição de muitas tóxinas e por via disto contive os meus ânimos.

Fiquei por aqui, interposto entre verrugas sociais, na contingência de perder as estribeiras e eliminar um ser necessário na natureza, que come minhocas que também são necessárias ao arejamento das terras, do meu quintal.

Voltei ao início. - Um pobre  é igual à minhoca, quando sai da merda, morre.

Cedi à natureza as entrelinhas indecifráveis da indiferênça, comendo açorda de poejo com queijo de cualho e salada de beldruegas, consoante com a misera aposentação.

Com cepticismo seguindo indicações do sapo, ajoelhei-me ao seu lado. Ambos, virados para Meca, à maneira de cada qual rogamos a toda a gente, e a todos os bichos a conjugar o  seu verbo  com humildade.

( Continua....)

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 01:14
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds