Terça-feira, 20 de Maio de 2008
O REINO DE MACONGE

 

              
 
                   

 

 
                       O REINO DE MACONGE
                       Sonho, lenda e fantasia
Em terras Ultramarinas da Europa no dia 22 de Março do ano de dois mil e três tornei-me súbdito do reino de Maconge.
Em ceia realizada em Zoomarine, Albufeira, por decisão magna, onze novos Plebeus passaram a pertencer àquele reino. Estava ali reunida a nobreza e clero da real república de Maconge.
 Sua Majestade o Segundo Vice Rei de Maconge e Grão Duque do Huambo, D. Olavo I, abriu as cerimónias descrevendo as emoções que viveu em recente visita a Angola e que, culminou com a inauguração do edifício dos reais paços do Lubango. O Soba do Algarve, D. José António Freire de cognome o Cabeças expôs com lata, lábia e linha, assuntos de transcendência, remetendo responso às figuras do Rei D. Caio e Vice Rei D. Mário.
Após o grito de Ginga Malaia seguido ao toque do chocalho, uma grande ovação com salva de palmas que pôs toda a gente de pé.
Do berço do reino em Lubango foi lida uma mensagem de D. Sérgio Teixeira da Silva, Conde da Leba; nessa mensagem falava do fraterno encontro com gente Ultramarina e dizia estar de braços abertos a todo aquele que ali ultimasse destino a reviver o passado e constatar o presente. Terminava em abraço e um ”metam-se a caminho” de incitamento.
   Seguiu–se o Hino cantado em coro:
 

Viva a malta do liceu
Viva a malta sempre fixe,
Quem não pensa como eu (bis)
Que se mate ou que se lixe, lixe, lixe (bis)
 
A malta ganhou a taça
Sem ter nada que fazer
Quem quiser ganhar à malta (bis)
Tem um osso p`ra roer, roer, roer; (bis)
 
Ei avante companheiros
À estroinice com afã
Que os pequenos desordeiros (bis)
São os homens de amanhã, manhã, manhã (bis)
 
Todos nós somos lixados
Para a alegre reinação
Quem nos quer ver contentados (bis)
Não nos fale na lição, lição, lição (bis)
 
Viva a malta do liceu
Viva a malta sempre fixe
Quem não pensa como eu (bis)
Que se mate ou que se lixe, lixe, lixe (bis)

 
Sua Eminência o Cardeal D. Adrega I antes do repasto deu a benção do vinho:
1 . Vinde divino Baco, enchei a pança dos vossos fiéis e alegrai-vos com o fogo do vosso bom vinho. Enviai o vosso tinto e todos serão felizes.
2 . Tu, Baco que nasceste puríssima cana, desce à terra para purificar este teu suco que, em breve, a todos alegrará, transmitindo-lhes todas as tuas vontades e todos os teus desejos.
3 . Uvé vinha, cheia de sumo, o álcool é convosco, bendita pois entre todas as frutas, bendito é o suco do vosso ventre, ó bom vinho.
4 . Santa uvinha, mãe do álcool, rogai por nós bebedores, agora e na hora da nossa rosca. À MÃE.
5 . Por Baco Dominus e Vinho Tinto. Pai, Filho e Sobrinho Santo.
6 . Que Baco esteja convosco;
     Dominus Vobiscum.
7 . Ut Bencion quod oculis Magestatis indignus;
Obuli tibi cit aceptabilis
Ouviu-se na sala um toque forte e grave de chocalho e sineta de tom agudo!
A cerimónia de cidadão Plebeu terminou com o SIM dos onze baptizados, tendo cada um destes engolido uma taça de bom vinho na sequência do exemplo dado por sua Eminência o Cardeal D. Adrega I, logo após o cântico do Viró, Vira.
Esta posse de Plebeus só foi possível após conceituado Veterinário presente, ter verificado dentadura e cascos de cada um.
 A cada um de nós coube dois centímetros quadrados das vestes Reais de Sua Magestade, D. Olavo I, como selo vincular; seguu-se o bater de mão direita na dita cuja do Soberano, Vice Rei.
Não resisto a transcrever aqui parte do Decreto real de Sua Excelência O Vice Rei e Grão Duque do Lubango, D. Mário Saraiva de Oliveira I, numa anterior ceia Macongiada ; e, é assim:
- Que estremeçam de emoção incontida os mutiatis das anharas; que vibrem, os chingufos, nas sanzalas e sobados, comunicando a boa nova que vos trago! Que cantem em melódicas sonatas os quissanges dos muílas! Que os Muhumbes venham, à arvore grande do Viriambundo, festejar com puítas e batuques. E que os Mungambos se reúnam nesta proclamação de A FESTA-GRANDE que o Vice Rei anuncia no exílio, para valer em todo o território da TERRA-MÃE... E aqui no Ultramar, também!...
1º- Que o Soba de Aveiro , o Chibia V, seja integrado na minha corte como DUQUE DE CHAUNGO, com direito a usar armas, as ditas cujas serão: - Um boi castanho de cabeça levantada implantado numa mulola verde, ostentando no corno direito um garrafão e no esquerdo um porrinho, sob olhar displicente... A fazer escudo rodeado a cena com bordadura a ouro... e, um potente boticão.
2º - Que este Decreto seja selado, festejado e aclamado com o mais vibrante VIRÓ, VIRA....
 
 
 
Costa Monteiro ( SOBA)                 
 


PUBLICADO POR kimbolagoa às 16:45
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

2 comentários:
De zé kahango a 14 de Julho de 2008 às 20:45
Viva Maconge!

José Frade


De kimbolagoa a 16 de Julho de 2008 às 13:05
Dei um grande passeio por Angola no blog de Zé Cahango e Bimbe (divino). Gostei muito e recomendo aos meus amigos do Kimbo, Vamos juntos viver a Kizomba . Parabens!
O soba T´chingange


COMENTAR POST

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds