Sexta-feira, 23 de Julho de 2010
MULEMBA . III

  AS ESCOLHAS DA CONDESSA DO QUIPEIO - (TR)

A MULEMBA DA MALDIÇÃO

DE SEBASTIÃO COELHO – 3ª PARTE

...quando a mulemba secar, o Huambo vai desapa-recer,destruido pelos seus próprios filhos. E as riquezas do solo não serão para ninguém...”

 IGREJA DA CAÁLA 

Tamanha perspectiva de espaço era demasiada para a mesquinhez dos homens sem horizonte que, mais tarde, tornaram mesquinhas essas dimensões, adulterando planos e inventando bairros de ruas estreitas e tortuosas como as suas mentes. O pior crime foi cometido na praça do Jardim da Alta. Desenhada no terreno com a forma de jarrão chinês, era incomensuravel. Foi amputada em três quartos da sua dimensão original, os três quartos de amplitude que, sobravam, ao que parece, em toda a parte. Do recorte escapou o jardim e o pequeno largo fronteiro ao palácio do governo.

No resto do espaço edificaram-se repartições públicas. A monumental “Praça Maior” foi reclassificada como terreno baldio, onde se construiu o famigerado palácio do governo. A idéia de Norton era debruçar a cidade sobre o anfiteatro natural do vale do Kussava. As improvisações posteriores, voltaram tudo de pernas para o ar e o casarão colonial foi erguido ao contrario, de frente para o Jardim da Alta. Deste modo, as trazeiras do prédio ocuparam o lugar de previlégio em relação ao belo panorama dos vales da bacia do rio Kussava, mas sem janelas para disfrutar da vista. O melhor ponto de observação para este horizonte sem limites, era o vértice da velha mina de diamantes, lugar que, com as transformações, ficou localizado, irracionalmente, atrás do palácio.

Desse miradouro privilegiado apenas sobrou, como ponto de referência, uma mulemba 8, isolada, à beira da falésia, quando desapareceram os vestígios das ruinas de paredes de adobe que, alguma vez, foram as paredes brancas da casita de um tal Albano, português de origem misteriosa, culto e mítico, de carácter obstinado e ambicioso, ao que parece.

SAPE-SAPE (GRAVIOLA) . A FRUTA DO SOBA 

Pela fala das gentes, repetindo o contado pelos “Mais Velhos” 9 de larga memória, ele teria sido o primeiro homem branco a instalar-se na zona. Amigado com uma filha de soba, o tal Albano, cujo apelido era Canto Dos Santos, gozava de excelentes relações, que lhe facilita-vam obter mão de obra para os diamantes, de cuja existência falavam os antigos. Com os anos, as paredes da mina abandonada, foram suavizadas pela intempérie e nelas cresceu o capim e mais tarde, também as árvores de fruto que o gordo Cochat plantou, aproveitando o terreno vazio.

Fascinado pelas tradições nativas, fascínio que o convívio de anos reforçou, Dos Santos ouvia conselhos de sekulos 10 e utilizava feitiços e sabedoria de kimbandas 11, para apressar a descoberta de gemas. Na previsão do futuro e em alusão directa à origem da esposa, plantou com as suas próprias mãos, ao lado da casa, um símbolo de poder, a estaca de mulemba que em poucos anos se transformou numa árvore pujante. E dizia, para quem quizesse ouvi-lo: – “Esta mulemba de soba, é para quando o meu filho for soba”...

Entretanto, com os anos e as tragédias que sucederam por ali, os sonhos esfumaram-se e nas trazeiras do palácio que a guerra partiu, perdida no matorral sobranceiro à linha do comboio e ao lado da casa do capataz, vicejou durante anos a que foi a árvore da esperança. Não sei se ainda existe, mas gostaria de saber.

Conta a lenda que, desiludido, foi sobre essa mulemba, que o português Albano rogou pragas à cidade e seus habitantes actuais e futuros. Ninguém se perturbou, então, com as imprecações e todos se riram da profecia e olvidaram o pobre lunático. E a cidade continuou a sua estória de pequeno burgo em crescimento.

 

  8 - Mulemba – Arvore que se encontra, tradicionalmente, perto da casa do soba ou chefe, à sombra da

      qual se fazem reuniões.

  9 - Mais Velho – Forma respeitosa de tratar as pessoas mais idosas e sábias.

10 - Sékulo – Nao confundir com século - Designação de autoridade tradicional. Maisvelho. Régulo.

11 - Kimbanda – Figura típica de adivinho. Feiticeiro. Sábio. Médico tradicional.

 

Nota: Contributo para a história do Huambo- Angola por SEBASTIÃO COELHO

Subscrito por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 19:36
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds