Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010
MULEMBA . VII

AS ESCOLHAS DA CONDESSA DO QUIPEIO - (TR)

A MULEMBA DA MALDIÇÃO  DE SEBASTIÃO COELHO – 7ª PARTE

“...quando a mulemba secar, o Huambo vai desaparecer,destruido pelos seus próprios filhos. E as riquezas do solo não serão para ninguém..."

   SEBASTIÃO COELHO   MULEMBEIRA

Saiu gritando que ninguém baixasse ao lugar e foi, directo, à farmácia do Martins, seu velho amigo e confidente. Em segredo mostrou-lhe a colheita. Martins, profissional atento, verteu alguns liquidos em vários recipientes e jogou lá dentro as pedras do Albano. E a reacção foi positiva. – “São diamantes !”, prognosticou.- “Diamantes de primeira água !”.

Eufórico, Dos Santos não cabia em si, de contente. Nesse dia a mina permaneceu fechada, com guarda à vista. A notícia correu célere pela cidade. À noite houve festa de arromba, paga pelo novo rico. No final do ágape, condoído com tanta ingenuidade e generosidade, alguém lhe contou a verdade. Os diamantes eram vidros que os amigos, combinados com o farmaceutico, tinham espalhado no lugar, para o gozarem. Albano envelheceu de repente. No dia seguinte a mina continuou fechada e assim aconteceu por vários dias mais.

Dos Santos mandou a mulher embora, fechou-se em casa e não respondeu aos amigos que o visitaram. Em pouco tempo estava completamente louco. Subia à mulemba, sentava-se nos ramos mais altos e ficava a olhar a mina. Deixou de comer e, uma noite enforcou-se.

Na carta, delirante e profética, que escreveu e que teria sido encontrada junto ao tronco da árvore, pedia para ser enterrado ali, ao lado da mulemba, pois, se assim não acontecesse, a sua alma, inquieta, voltaria para vingar-se: “... e quero o meu corpo a alimentar as raizes da árvore que eu plantei, quero que os meus sumos penetrem nesta terra e se juntem, lá embaixo, com as riquezas que não encontrei, mas que existem. Com elas sonhei transformar este país rico e de gente pobre, num rico país para toda a gente. Sonhei ver o meu filho mulato Pedro Evango, feito soba do Huambo, sentado à sombra deste pau 21 sagrado, criar uma nação próspera e feliz, mistura de várias raças. Fui atraiçoado pela pior traição, a traição dos amigos e da confiança. Se me atraiçoarem de novo, saibam que esta mulemba vai secar e quando a mulemba secar, o Huambo vai desaparecer, destruido pelos seus próprios filhos. E as riquezas do solo não serão para ninguém... tudo será ruina e desolação !”

 

 O DEPOIS DA GUERRA

Há vinte e cinco anos que não consigo viajar ao Huambo para verificar o que aconteceu com a mulemba da maldição, à sombra da qual me sentei muitas vezes, a contemplar a paisagem que ninguem quiz resguardar. Temo ser o último sobrevivente desta estoria onde mito e realidade se confundem e estar, também, abrangido pela maldição. Um filho da terra ordenou o holocausto. A cidade está destruida.

Não sei, não vi, não creio em bruxas, “pero, que las hay, las hay”.

21- Pau – Árvore. Pau é a forma comum dos camponeses nativos designarem uma árvore em português.

 

(…Final)

Nota: Contributo para a história do Huambo- Angola por SEBASTIÃO COELHO

Conto escrito em Buenos Aires – Abr.2000 – aonde faleceu em Novembro de 2002, saudoso do seu Huambo.

Subscrito por

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 07:55
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds