Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011
AUSTERIDADE , I

AS ESCOLHAS DA CONDESSA DO KIPEIO T.R.

“ Uma coisa perigosa – 1ª Parte”

MARCK BLYTH

O que significa isso de AUSTERIDADE? - É uma coisa que confunde a virtude com o vício. Isto teve início à dois anos atrás quando o sistema financeiro explodiu; a crise abriu um buraco de dois triliões de dólares no universo financeiro e ao todo, os governos mais ricos do Mundo, gastaram, emprestaram ou financiaram entre 5% a 20 % do PIB dos seus países para salvarem os bancos. Um período de austeridade para alguns provocados pelos fazedores de catástrofes; parece ser uma boa ideia para depois tirarem daí dividendos mas, para a maioria esmagadora dos trabalhadores do Mundo, não é assim. Seguindo o raciocínio lógico de que existe um activo, um passivo e um balanço patrimonial antes da crise de 2008, toda a gente acumulou dívidas; nesse então, fazia sentido endividarmo-nos. Temos por exemplo que os 40% mais pobres da sociedade Americana não tiveram aumento do salário real desde 1979. Estes dados não andarão muito distanciados dos países europeus e principalmente para os povos do Sul, ditos mediterrâneos.

As empresas, sobretudo os bancos fizeram o mesmo mas, os bancos, fizeram engenharia financeira para ganhar dinheiro; ao invés de pagarem as contas “alavancaram” as dívidas ou seja, perspectivaram-nas duma forma diferente. Alavancar, é um pouco como jogar ”o dobro ou nada” no blackjack; se ficou endividado com uma hipoteca, ficará à espera que a sua casa aumente, se achar que há uma grande hipótese do seu valor subir, pode apostar num “tudo ou nada” e arriscar uma hipoteca maior só que, tal como no blackjack, há sempre o risco de perder. Desta forma os bancos criaram montanhas de dívidas, alavancaram o seu valor umas vinte ou trinta vezes mais; é como se tivessem apostado todas as fichas no blackjack, cada ficha era apenas uma promessa de pagamento, então quando as coisas correram mal os governos acharam que tinham de intervir porque os bancos tinham-se tornado demasiado grandes para falirem e, foi aqui que os problemas do balanço começaram. Esta é a razão pela qual esta ideia de austeridade teve dificuldade em ser explicada e, em realidade reconhecer isto não é assim tão simples.

Se você está a alavancar uma divida e os seus rendimentos perdem valor, como a sua casa ou o seu portfólio de derivados do crédito à habitação ou mesmo se for o banco, o conjunto do seu balanço patrimonial vai afundar. Quando isso acontece, quer você seja o financeiro da empresa ou uma mulher-a-dias, caso tenha rendimento, vai querer diminuir a dívida para ver o seu plano financeiro emergir, em vez de gastar esse dinheiro. Isto nesta fase, significa que ninguém está a gastar e, é aqui que o governo é obrigado a entrar em cena. Se todo o sector privado está a tentar saldar as suas dívidas, então o governo eleva-as para compensar. A receita fiscal cai, logo o défice aumenta, os subsídios de desemprego disparam e o consumo público assume o lugar de consumo privado.

(Continua – 2ª Parte)

O Soba T´chingange




PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:18
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds