Quinta-feira, 31 de Março de 2016
MOKANDA DO SOBA . LXXXIX

TEMPO COM FRINCHAS - Em terras de Vera CruzNas entranhas de São Paulo na avenida Paulista…Com Ridlav, Eniale e Arik…

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

paulo11.jpg Nesta grande metrópole que é São Paulo do Brasil, lá fui viver o mundo subterrâneo desta grande urbe; subindo no trem da Vila Clarice de Pirituba até Barra Funda e depois Luz e, pude verificar os arrabaldes até nos transbordarmos para o metrô. Como toupeiras embarcamos na linha amarela mudando para a verde, outra azul e mais uma vermelha até chegarmos ao centro nevrálgico da avenida Paulista, no MASP aonde recentemente se manifestaram dois milhões e meio de cidadãos, em 24 quarteirões, reclamando contra seu governo desgovernado.

paulo10.jpg E, tirando fotos, o pato do povo teve de ficar enquadrado, um simbolismo sem participação directa de qualquer órgão instituído porque somos turistas e pequenas partículas deste enorme silo com caldo a entornar-se. Costas com costas e já no aperto de fim de dia, saímos em aperto no cais ascendente de Pirituba admirando entra as frestas dos prédios o Pico do Jaraguá.

paulo13.jpg O progresso das sociedades, caminham sempre no sentido de um dilúvio ou um desastre que repetidamente lançam a raça humana ao princípio de um ciclo ou uma nova civilização. Assim considerando e perante tantas antimonias, mesmo contradições, poderemos basear-nos na presunção de que o tempo continuará indefinidamente para trás. O tempo não existia antes de Deus criar o Universo. Ele, o tempo, pertence à metafisica ou à teologia e, porque não há necessidade física de um início, pode imaginar-se que o Universo surgiu quando Deus o criou no preciso momento do Big Bang!

pi0.jpgPois! O Big Bang baseia-se em que o Universo era uma bola de Terra, Ar, Fogo e Água no dizer de Aristóteles e depois, seguiram-se as teorias de Newton gravitacionais mas, pelo que se pode analisar, qualquer teoria física é sempre provisória, porque não passa de uma simples hipótese que nunca se pode provar e, porque sempre surge uma nova contradição de uma qualquer observação que levam ao abandono as anteriores teorias.

paulo16.jpgpaulo14.jpg

Até prova em contrário, as teorias de Newton serão as mais válidas. Mas, tem sempre um mas na busca de uma nova teoria de gravitação quântica, podendo-se já admitir o conhecimento de muitas propriedades que tornam incompatíveis a mecânica quântica com a teoria da relatividade. Sem dúvida já conhecemos muitas teorias mas, por enquanto teremos de nos espremer no incógnito reconhecimento de que Deus, o Omnipotente e Omnipresente, criou o Universo e que ele, o Universo, se está expandindo.

paulo15.jpg Por enquanto teremos de acreditar que o Big Bang surgiu com Deus e, que o tempo anda para trás, sim! O início e o fim de nós e do Mundo, não é assim tão relevante… Aqui em plena Avenida Paulista do Brasil, pelo que se pode analisar, parece que qualquer análise política de governo  e de quem governa, parece sempre ser provisória, porque, e sempre, surge como simples hipótese que parece nunca se poder provar e, porque sempre parece haver uma ciência de direito e da legislação renovada! Uma tal de jurisprudência complicadississima!

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:00
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 26 de Março de 2016
MAIANGA . XVI

BRASIL - Conversa fiada - O caldo de feijão, a coxinha de galinha e o ananás recheado de velho barreiro com muito frio…

Maianga é um bairro de Luanda, Angola da Luua, meu berço tropical.

Por

soba 01.jpgT´Chingange

paju1.jpg Aqui na praia da Pajuçara, sentado em minha cadeira cilhada na areia, vendo o mar verde, diviso um pouco longe o rebentar das ondas nos baixos recifes das chamadas “piscinas naturais”; são assim chamadas, porque quando desce a maré fica-se com o pé raso em plataformas de rochas esburacadas com muitos corais e fendas formando pequenas piscinas vendo-se a areia clara e fina dos fundos. Tudo muito transparente, os peixinhos coloridos beliscando-nos nos pés como que, roendo as peles envelhecidas. Os recifes aqui, vistos de cima, parecem pequenos buracos nas rochas como queijo suíço de cor castanha.

paju3.jpg Posso ver quase no horizonta ondas empinando-se num tom mais azul e logo a seguir uma linha branca de ondas rebentando-se em espuma ao longo da suave curvatura terrena. Quase de lado posso apreciar os peritos em futbolei que com arte e muito malabarismo fazem passar a bola ao terceiro toque para o outro lado da rede, aí com uns 2,20 metros de altura Os ginastas habilidosos, dois de cada lado, até parecem ser profissionais no assunto e, de espaço em seu tempo vão cantando a pontuação do jogo, diga-se bem interessante e empolgante.

paju6.jpg Ao terceiro toque feito de cabeça, tronco ou pé a bola é enviada para o outro lado da rede, quando se perde o ponto o pontapé muda para o outro lado do campo; a bola é batida com efeito do topo de um morro de areia feito no momento por modo a dificultar a recepção. A quadra é definida com um fio previamente dimensionado e, na forma de um rectângulo é ajustado com uns ferros, cantos enterrados na areia. Durante o encontro vão dizendo um chorrilho de asneiras com merdas a fazer de vírgulas na gozação com enfeites de carago e desabafos por via das falhas e inabilidades casuais.

paju2.jpg As nuvens que correm por vezes deitam borrifos de água do ceu, como pancadas de arrefecimento ao calor tropical de mais de 30 graus. São já quase oito horas da manhã e as jangadas com velas triangulares desfraldam ao vento suas variadas cores saindo da praia e, a meio do arco da baía da Pajuçara. Em ziguezague por via do vento sul fazem uma bonita composição dando vida colorida à baia, bem no meio do verde-esmeralda das águas tépidas.

paju9.jpg A faixa de areia funciona como uma moldura amarela enquadrando o verde dos coqueiros, das amendoeiras, e lá mais atrás os prédios reluzindo vidros na altura, coisas esquadriadas em paralelos ao alto e deitados, uma tela de cores com redondos e formas com sombras de alegres pinceladas. E lá estão as barracas, com jeito ou sem jeito e zingarelhos com chapéus vistosos, cadeiras aos milhares e mesas, mesinhas e caixas mais caixinhas, isopor, esferovite, coisas rebocadas de bairros suburbanos dos arrabaldes, Jacintinho, Feitosa e cortiços pendurados nas encostas escorregadiças, cortiços despintados, tijolo esfarelando, favela desnivelada.

paju4.jpg O gelado caicó surge em carro repetindo sua fita à mistura com música sertaneja e anedotas de repentistas e outros carros puxados à mão, inventos e zingarelhos desassombrados como churrasqueiras ambulantes; geringonças de todo o tipo e feitio vendendo panos e esteiras e até sinos reluzindo como ouro; sinos de bronze! Haja imaginação quanto baste, um mundo de sobrevivência engatilhando a vida com cautelas por premiar. Um povo sofrido que merecia ter melhores governantes, melhor ensino, melhor condição de vida, menos ladroagem, um deixa para lá no jeitinho brasileiro… tudo que acontece de ruim é pra melhorar!

paju8.jpg E, lá vem o caldo de feijão, a coxinha de galinha e o ananás recheados de velho barreiro, caipirinha, branquinha com misturas de ipê-roxo anticancerígeno, mais a ostra no gelo com limão, o camarão vermelhinho a pedir cerveja mais o acarajé da nega Fulô. Cada dia é um novo ai-Jesus, abre e fecha e torna a pôr. E é o Nosso Senhor que está com todos, e todos com Deus, que é fiel, mesmo quando vem com espada. Tanta fidelidade para curtir com gente necessitada, gente mansa, gente brava, gente que luta e que labuta, que rouba, que cheira para se inflamar de esperança. Vidas encomendadas aonde é perigoso ter inimigos porque há balas que matam, de cobre, de ferro, de ouro e até de prego enferrujado.

O Soba T´Chingange  



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:57
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quinta-feira, 24 de Março de 2016
MALAMBAS. CXXV

TEMPOS DE USUCAPIÃOA malandragem prolifera e, em nossa casa  chove como na rua…

Malamba é a palavra

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

malandro1.jpg Preocupa-me saber que na Europa e, em pleno século XXI indivíduos vulgares, sejam capazes de fazer trabalhar sua mente sob influência ideológica assassina! São, creio, resquícios do comportamento de juízes na meia metade recente do século passado que chegaram ao cúmulo de declarar que matar judeus não era em si um crime; uma aberração monstruosa saída de vários fazedores de leis que banalizam a consciência de um qualquer cidadão imbuído de bom senso. Li recentemente em um livro que a dada altura, colégios de juízes alemães do tempo nazi disseram: “Os judeus têm de ser exterminados e nenhum dos que foram mortos (e, foram milhões) representa alguma grande perda”.

malandro2.jpg Para entendermos as regras com as leis que nos regem nos dias de hoje, teremos de e infelizmente, ir lá atrás no tempo a recordar que os agentes de Rosemberg das SS nazis, pilharam o equivalente a 674 vagões carregados de bens  pertencentes a casas de Judeus instalados na Europa Ocidental. Que setenta e dois vagões cheios de ouro dos dentes das vítimas de Auschwitz foram enviados para Berlim.

malandro3.jpgmalandro7.jpg

Se grande parte destes despojos foram parar a casa de alemães e a cofres Suíços, decerto, um soma considerável encheu os bolsos de colaboradores sem escrúpulos, informadores e agentes de todas as nacionalidades ali estacionados e outros, no exterior. Como vamos então estranhar hoje comportamentos de usurpação do bem público a acontecerem em países de língua oficial portuguesa.

 malandro6.jpg Que coisas serão estas manobras com falências de bancos em Portugal, a operação Marquês, a operação Lavajato no Brasil e todos os enriquecimentos ilícitos em Angola, levando tudo à ruina. Quantos tentáculos em três continentes fazendo ruir as estruturas ditas ordeiras, tirando-nos os dentes doirados em vida, assim a frio e duma forma descarada.

malandro5.jpgmalandro4.jpg

No meio de toda este fogo lento, haver tanta gente não querendo saber os horrores sociais, retirando-se mudos para um canto de consciência lodosa, um mundo privado ignorando tudo o que não lhe diga directamente respeito; como se a avalanche nunca os vá alcançar! Com o efectivo desaparecimento de normas morais, tradicionais e desaforo excepcional, não pode escapar-nos no horizonte aqueles procedimentos passados com alemães. Efectivamente é um alarme geral ou generalizado se não houver muito protesto público! Isto pode acontecer, sim! A maior parte de nós frouxamente aceita que os malandros façam parte da nossa comunidade e, o lugar deles é na prisão. E, cada qual continua olhando seu umbigo…

O Soba T´Chingange 

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:38
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Segunda-feira, 21 de Março de 2016
MULUNGU . LI

NAS FRINCHAS DO TEMPO . Nas margens da lagoa Manguaba comi sarapatel... No Alentejo do M´Puto chama-se moleja…

Por

soba 01.jpgT´Chingange

sarapatel1.jpg No Baixo Alentejo, ligado à tradição da matança do porco, com o sangue e a cachola (fígado) faz-se um prato muito apreciado chamado de moleja. Aqui na lagoa Manguaba, a maior do estado de Alagoas no Brasil, tem o nome de sarapatel. Foi exactamente aqui que fui em Domingo de Ramos a recordar tal momento, quebrando meu raminho de árvore, o dedinho de Deus que calhou ser uma piteira. Pendurei-o por ali junto de meu boné de Maceió, naquele sítio humilde aonde havia galináceas à solta, granisés juntos com jumento e cria logo depois da cerca e, um pássaro chilreando a todo o momento, na sacada da tia Lucena, um cantar bonito de espantar, corrido e trinado.

sarapatel3.jpg Mas, quanto ao sarapatel da tia Lucena estava divinal! Sarapatel é uma designação comum de diversas iguarias preparadas com vísceras de porco, cabrito ou borrego. Nascido no Alto Alentejo de Portugal, o sarapatel foi adaptado ao Brasil vindo da culinária indo-portuguesa de Goa, Damão e Diu, outrora pertencentes ao Estado Português da Índia. É um alimento típico da culinária de Alagoas, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. Normalmente o seu teor de gordura é bastante acentuado por causa da presença de pedaços de toucinho e da tripa mas, este que comi, quase nem tinha gordura.

sarapatel2.jpg Convém usar uma ou duas pimentas-de-cheiro inteiras e, no final acrescentar-lhe hortelã. Serve-se o prato acompanhado de farinha farofa ou arroz. Em substituição da hortelã pode usar-se folha de louro e no prato já servido, espremer uma rodela de limão. No Piauí, é preparado a partir da chamada "fressura" (conjunto de traqueia, pulmão, rins e fígado) de carneiro ou bode. Em verdade pode fazer-se isto tudo segundo o gosto apurado na experiência.

araujo19.jpgDiz alguma estória, que o sarapatel foi concebido pelos escravos que se serviam dos  restos das carnes menos nobres, desprezadas pelos senhores do engenho no período colonial mas, desta fantasia, não vem mal ao mundo!. Mergulhando-nos na raiz do passado no que concerne aos hábitos alimentares dos colonizadores, sabe-se que aquela versão não prevalece. Os portugueses mestres do forno e fogão são uma draga, comem de tudo; têm o talento de transformar tudo em algo bom para se comer. Aleluia!

valdir5.jpg Em verdade todo o brasileiro se apressa a se apossar das guloseimas dos colonizadores lusitanos mas, qualquer cristão jurará de joelhos que o sarapatel vem da moleja do Alentejo. Prato de resistência, de sustentação, hoje ele é património culinário do Nordeste. Por cá se diz, de peito feito, que homem que é homem, valente, não dispensa uma buchada, uma panelada de um bom sarapatel.

poconé3.jpgSem exageros: É comida rica, generosa, altamente nutritiva e calórica, pois é um guisado completo. Em Portugal, o sarapatel é preparado com as vísceras do cabrito ou do carneiro (borrego) que depois de limpas e fervidas, são fritas em banha e cozinhadas com quase todos os ingredientes e temperos. Além dos pulmões, fígado, coração ou outras vísceras, sangue cozido, banha, azeite, cebola, alho, tomate e temperado com louro, colorau, cravinho e cominhos. Este, também é o sarapatel nordestino!

kafu10.jpg Convém dizer neste correr de pena, o que é a fressura ou pacuera: um conjunto de entranhas (língua, traqueia, pulmão, fígado, coração e rins) de um animal, geralmente o porco, carneiro ou cabrito. Pois não é um material que, para muitas mestres de cozinha dê prazer em manipular sem repulsa ou enjoo. Também haverá que referir que na confecção do sarapatel, entra o sangue do animal abatido que é colocado no final da feitura. O sangue pode ser substituído por chouriço picadinho em cubos.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:03
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Domingo, 20 de Março de 2016
MUXIMA . LIX

MULOLAS DO TEMPO - Domingo de Ramos - Colham um do vosso agrado à semelhança do que se passou em Jerusalém...

Mulola só é rio quando chove a montante…

Por

t´chingange.jpegT´Chingange

ramos0.jpg Costuma ser assim: A celebração do Domingo de Ramos começa em uma capela ou igreja afastada de onde será rezada a Missa; os ramos que os fiéis levam consigo são abençoados pelo sacerdote. Este proclama o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém iniciando-se a procissão com algumas orações próprias da festa, rumo à igreja principal ou matriz. Nesta procissão, canta-se o solene canto chamado "Hino ao Cristo Redentor".

araujo27.jpg Esta festa móvel cristã celebrada no domingo antes da Páscoa, comemora a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, um evento da vida de Jesus mencionado nos quatro evangelhos canónicos de Marcos, Mateus, Lucas e João.

ramos03.jpg O sentido da festa do Domingo de Ramos trata tanto da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém recordando sua Paixão, pois que essas duas datas estão unidas. A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como rei pela multidão no domingo, é crucificado sob o pedido da mesma multidão na sexta. Assim, o Domingo de Ramos é um resumo dos acontecimentos da Semana Santa e também sua solene abertura.

ramos04.jpg Na Igreja Ortodoxa, o Domingo de Ramos é geralmente chamado de "Entrada do Senhor em Jerusalém" sendo uma das Doze Grandes Festas do ano litúrgico, marcando também o início da Semana Santa. O dia anterior é conhecido como Sábado de Lázaro e comemora a ressurreição de Lázaro. Ao contrário do ocidente, o Domingo de Ramos não é considerado como parte da Quaresma, com a chamada Grande Quaresma ortodoxa terminando na sexta anterior. O Sábado de Lázaro, Domingo de Ramos e a Semana Santa são considerados como um período separado de jejuns.

ramos1.jpg Não há nenhum requisito canónico sobre que tipo de ramo deve ser usado e, por isso, alguns ortodoxos utilizam ramos de oliveiras ou de salgueiros. Seja qual for o tipo, estes ramos são abençoados e distribuídos com velas seja durante a Vigília da Noite Inteira na véspera da festa (sábado à noite) ou antes da Divina Liturgia no domingo de manhã.

ramos3.jpg A grande abertura da Divina Liturgia comemora a "Entrada do Senhor em Jerusalém" e, assim, a significação do momento é sublinhada no Domingo de Ramos pela multidão de pé, segurando os ramos e as velas acesas. Os fiéis levam depois os ramos e velas para casa após o serviço religioso e os preservam como "bênçãos".

Por tudo isto hoje quero ir ao campo, cheirar Deus e colher um dedinho seu, feito ramo de quaresmeira, palmeira ou mesmo de jaqueira

O Soba T´Chingange 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 10:45
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 19 de Março de 2016
MUXIMA . LVIII

ONGWEVA  -  DIA DO PAIA EDUCAÇÃO QUE O MEU PAI ME DEU

Ongweva em Angola é saudade

Por

maga1.jpgLuis Magalhães

O meu Pai dentro daquela sua maneira muito própria de ser, dizia que somos todos iguais mas que havia horas e alturas em que tínhamos que ser mais iguais do que os outros. Isto veio a propósito de uma altura em que andei á pancada na escola Primária e como a minha Mãe, galinha que era veio logo acudir ao menino, o meu Pai resolveu o assunto ao dizer-me: Se me voltas a chegar a casa com queixinhas, tornas a levar mais outras tantas. Homem que se preze resolve os assuntos na Hora e no local.!!....... E eu assim fiz !.....

PAI1.jpg Eu já aqui contei que a minha primeira paixão Angolana foi na escola Primária por uma menina negra que se chamava Graciete.Andei com ela desde a primeira classe até á quarta classe e ambos na mesma carteira. Isto num tempo ( 1962/65) em que os ânimos andavam exacerbados e como tal os miúdos aplicavam na rua o que ouviam em casa.Até aqui tudo normal, só que em minha casa a minha Mãe dizia que somos todos iguais e tanto assim era que uma vez levei a Graciete a minha casa e não demorou muito a minha Mãe vestiu-lhe um dos vestidos da minha irmã mais velha e mais umas sandálias e no final olhou para ela e chamou-lhe; Princesa!

PAI2.jpg Naquele tempo a minha Mãe punha-me sempre na pasta dois pães,um com manteiga e outro com queijo. Ora num belo dia estava eu no intervalo e ía começar a comer o meu pão quando a Graciete se vira para mim e pergunta: Luis,o que é isso? Eu respondi: É um pão com queijo. E pergunta-me ela: Pão com queijo é bom? Eu olhei para ela e dei-lhe o meu pão e ela na troca deu-me o dela que era doce de goiaba que eu nunca tinha comido e perante isto dei-lhe um beijo,arrebatador porque eu bem no fundo gostava da Graciete.Até aqui tudo normal não fosse o Margarinas me ter visto dar o beijo e como tal começou a chacota porque foi dizer a toda a gente que eu tinha dado um beijo na preta mandinga.

PAI3.png O Margarinas tinha esta alcunha porque mamava duma só vez três pães com manteiga e era um menino gordo a que hoje se dá o nome pomposo de obeso.Ora estávamos na aula e o Margarinas passou a aula toda a chamar-me besugo e Cafuso,e Preto da Guiné,talvez a pensar que como tinha mais fisico do que eu o podia fazer, mas ele não sabia o que estava a desenterrar. No final da aula viemos para o recreio e o Margarinas continuou corrosivo e de tal maneira que eu furioso disse: Ouve lá ó Margarinas, tu és pior do que o Quissonde!

PAI4.jpg Eu disse isto mas já em guarda e pronto para fugir, só que escorreguei e caí e o Margarinas ao ver tal atirou-se para cima de mim com aquelas banhas de tal maneira que eu fiquei por debaixo dele sem me poder mexer e sempre com ele a dar-me murros. Eu estrebuchei,esperneei e nada de me safar até que já aflito dei-lhe uma dentada de tal modo nas mamas que ele guinchou e largou-me.

PAI6.jpg Perante isto fiquei de castigo na aula de joelhos na carteira a olhar para o Margarinas todo choroso, que tinha uma mama com o desenho das minha dentolas para minha alegria e o olhar de reprovação da inocente da minha professora porque me castigou sem querer saber a verdade.Quando cheguei a casa com as beiças todas rebentadas e a minha Mãe ( sempre ela) me perguntou o que tinha acontecido eu respondi que tinha caído.?!

Luis Magalhães in Kizomba com Historias da vida

As escolhas de T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:05
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sexta-feira, 18 de Março de 2016
FRATERNIDADES . CV

EM ANGOLA ONGWEVA É SAUDADE - Feito olhos e orelhas fingia ser um erudito nas psicologias ainda não desbravadas ouvindo a saudade dum kota amigo, ongweva.

Por

Torres0.jpgEduardo TorresUm Xicoronho de 3ª geração - Tenho um orgulho enorme da minha ascendência. Sempre ouvi a minha avó Vitorina contar a verdadeira história da sua vida e dos seus familiares, quando o Lubango não era mais do que um lugar aprazível no planalto enorme, aconchegados pela envolvência da cadeia montanhosa da Chela

lub1.jpg Quando o Lubango era Sá da Bandeira, em outros tempos meu pai construiu um edifício de dois pisos, no primeiro piso estava a Casa Americana, com o Sr. Batalha como gerente e o Figueiredo como empregado; também ali funcionava a sapataria, no interior, com as respectivas áreas de apoio, e mais afastado, o terreno onde mais tarde foi construído o cinema Odeon, andava eu no 1º Ano do Liceu. Pela manhã, à saída para as aulas, era costume esperar pelos meus colegas, o Avelino Pichel Marques, algumas vezes pelo Aníbal Guedes Pinto, mais velho do que eu, pelo Aristides e o Rodrigues Costa.

lub9.jpgPelo caminho juntavam-se mais alguns, como o Honorato Vieira de Almeida, meu amigo dessas andanças, assim como o Pedro Rodrigues Garcez, e lá íamos em grupo até ao Liceu Nacional Diogo Cão. Que me lembre, frequentei sempre turmas de rapazes, até ao quarto ano; no quinto, as turmas já eram mistas. Nessa época não havia ainda campo de futebol, e os jogos, especialmente aos sábados de manhã, dia da Mocidade Portuguesa, eram disputados num terreno baldio, frente ao Grande Hotel da Huila. Mais abaixo dos bambus havia um campo de basquete, com as respectivas tabelas, para jogos entre turmas dos ciclos mais adiantados. No ginásio disputavam-se jogos de voleibol, além da ginástica bissemanal, sob a direcção do Dr. Arnaldo Correia, mais conhecido pelo lagarto.

lub3.jpg As aulas de canto coral eram dadas pelo professor Pitta Simões. Aos sábados de manhã, nós fardados com camisa verde, calção de caqui, bivaque, meias altas e sapatos, marchávamos sob o comando dos chefes de quina e os comandantes de castelo  do comando geral;  após o destroçar, realizavam-se jogos para entretimento. Recordo-me do Veraneo Jorge e do Calos Vitória Pereira serem as vozes de comando. Depois, com o passar do tempo, essa organização deixou de funcionar, julgo eu, pois a partir de determinada idade, a instrução militar começava a ser no quartel.

lub5.jpg Não posso deixar passar em claro, as marchas dos archotes e a estudantada, com os casacos vestidos do avesso, caminhando em fila na antiga Rotunda e, até ao largo da estação do C.F.M. Dar a volta de regresso, sempre cantando o hino viva a malta do liceu… quando alguma figura governativa se deslocava àquela cidade. Tal hóspede, figura pública, ficava no Palácio do Governador do Distrito e, como anfitriões lá estavam os estudantes apresentando cumprimentos de boas vindas ao Vª Exª e claro, o mais importante pedir uma "borla" para o dia seguinte.

lub7.jpg Estas borlas eram sempre concedidas como tolerância de ponto. Todo este festival era acompanhado por grande parte da população, pois sempre tinham umas atitudes teatrais que se tornaram praxes no decorrer do tempo. Havia bombos e concertinas com apitos e pandeiretas com saltos acrobáticos; e, vinham as desgarradas com palmas e cantorias de picardia à luz de faróis de carros Dodge, Chevrolet, Bedford. Sá da Bandeira era nesse então uma pequena cidade, mas uma cidade de tradição académica; por tal motivo conhecida como a " Coimbra de Angola". Outros tempos, outras gentes...

As escolhas do Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:59
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quinta-feira, 17 de Março de 2016
A CHUVA E O BOM TEMPO . LXV

CINZAS NO BORRALHO . O medo devora a alma - Surgiu um novo conceito “o mentirismo”… Nem sempre é necessária a verdade para se ficar verdadeiro…

Por

t´chingange 0.jpg T´Chingange

lul1.jpg Em tempos recentes, talvez 1987, Margaret Thatcher disse que “a sociedade é coisa que não existe” e, eu que sou desse tempo fiquei confuso sem entender o alcance do dito e, em verdade, a sociedade anda confusa; não sou só eu! Posso dizer que se naquele tempo não se sabia para onde o tempo corria, hoje e, estando eu aqui no Brasil, posso analisar que não consigo distinguir os poderes de quem manda, porque o que agora está em cima ou em baixo, em seguida e muito rapidamente, avança e retrocede.

lul2.jpg Num só dia a reformulação da democracia é levada ao rubro por formas e práticas politicas não vistas antes num parlamentarismo acomodado, junto com a Câmara Alta, Senado e o escambau, tudo completado por novas artimanhas de tapear as gentes. Num momento renasceu como bolhas poluídas novos interesses escarafunchados na constituição e, de acordo com uma cega política de se manter a qualquer preço no mando com benesses imerecidas, “esterilizando espiritualmente um povo” e dando-se a si próprios incestuosos ares de Deuses, com garantias de impunidade.

lul3.jpg Esta desregularização política da democracia, que vivo e revivo, que vejo e revejo, é uma clara Ptização (vem de PT, Partido dos Trabalhadores) que implica uma generalizada política de negação cultural! Mas que valor se dará aqui nesta terra de promissão, a essa lei divina que rege alguém ser honesto, trabalhador e bom, em coisa banal! Teremos de aprender outras doutrinas onde o enriquecimento não permite singrar e ser-se partilhado por todos se, não se for desonesto?

brasil2.jpg Será isto uma “pós-modernidade” ao instituir o roubo como prática comum, vulgar, natural!? Neste mosaico de usurpação, o Brasil está a ser desmembrado, despojado da sua identidade nacional. Felizmente e que se saiba, na lei divina não existe impunidade! De acordo com os últimos acontecimentos políticos dando a posse a Lula como ministro da Casa Civil, ou lá o que seja, terá de se cunhar novos modelos para fenómenos bizarros ou bizarrocos; a “Lulaflação e a Dilmaflação” a fim de se legalizar a desregularização do corporativismo e a ética democrática mais um sem fim de suposições, amálgamas de pseudo-leis. Instituir como verdadeiro o desconceito de “mentirismo”. O que eles políticos não inventam! Se assim é, eu também posso inventar…

O soba T´Chingange

 

 

 

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 23:27
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quarta-feira, 16 de Março de 2016
PARACUCA . XVIII

TEMPOS DORMIDOSAs aranhas do mando - Entre o entender e o poder do crer, no estágio imaturo do raciocínio… Coisas no discurso indefinido …

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

Entre o entender e o poder do crer, no estágio imaturo do raciocínio, orei para louvar e agradecer, rogando ajuda ou orientação, sem verdadeiramente me esforçar nesse empenho. Amiudadamente pede-se a Nosso Senhor ajuda sem nada se fazer para que isso se concretize; num repente surge um raio de luz, uma faísca e, é neste meio tempo que algo nos importuna tirando do sério. Tentando compreender o momento das crises vividas nos países da lusofonia, discuto-me em temas esfarrapados misturados com reflexões públicas sobre direitos adquiridos e transviados, política de cidadania e loisas de pé-de-chinelo.

4 DE JUNHO.jpg Entre a cachaça do lava-jato, a operação marquês e a prisão do Beirão revejo a maldade do mundo, o desrespeito das regras e as traquinices dos advogados que com convincentes razões debatem se ao São Policarpo, excomungado, lhe é permitido de novo entrar no Céu, assim nas condições de ali ficar por uns tempos, a fim de se livrar das eléctricas tempestades terrenas.

açaí1.jpg O grande problema agora é que o porteiro do Céu, recentemente empossado, muito cheio de briosa vaidade, não permite que este volte a sentar-se entre os santos! Mas, aonde já se viu um porteiro impedir um ex-santo sem ter as competências certas de analisar a fundo se, aquele dito cujo, pintou e bordou nas calendas do inferno.

ÁFRICA1.jpg Vem o São Pedro com paninhos de flanela: – Dá um jeito só desta vez! Caramba o São Pedro na primeiríssima pessoa a meter cunha ao porteiro? Isto, eu não podia conceber! Nem em sonho! O senhor dos anéis solicitando ao guardião do templo!? Caramba! Um porteiro… que fechasse os olhos só desta vez. - Anda, Felisberto; Felisberto era o nome do porteiro; uma contradição entre tantas outras, mas repete pela undécima vez o São Pedro: -deixa-o entrar imediatamente, antes que o peguem, pois prefiro tê-lo perto de mim a vê-lo junto à porta a fungar perjúrios…

ceu1.jpg - Como assim? Disse Felisberto, o portador das chaves…Então não vedes, grande ingénuo, que qualquer dia, Deus, meu patrão, pode ter a ideia de te destituir, sem mais nem menos… Olha que nem o zelo com que vens desempenhando teu cargo, te poderá fazer valer teus direitos? Felisberto pensou e matutou, meteu a mão na algibeira e, por fim São Policarpo entrou! Não há consciência nem consistência neste sonho mas, se assim foi, não vou assim à última da hora, inventar um outro mais plausível…

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 10:08
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Terça-feira, 15 de Março de 2016
MUXIMA . LVII

MULOLAS DO TEMPO - Qualquer um tem de ter a oportunidade de cruzar a mulola... Mulola só é rio quando chove a montante…

Por

t´chingange.jpegT´Chingange

jatiu0.jpg Andando na orla da praia por uns bons cinco quilómetros e, já quase ao chegar à Lagoa das Antas depois da Jatiúca de Maceió, deparo com uma velha senhora falando sozinha suas agruras; descalça e fumando um cigarro tipo mata-ratos arrastava seu carro ofuscado numa área comercial. Não é difícil depreender que era uma moradora de rua e ali junto à praia, debaixo do coqueiral ou um qualquer alpendre e aproveitando a brisa de Deus vinda do mar, pois por ali dormia em cima de uns quantos cartões avulso, seus parcos trastes.

jatiu1.jpg Imagino que assim será por via dum desamor familiar, uma tontura muito cheia de cachaça ou fruto de muito fumo marado. Cada um de nós poderá imaginar lombas e catalombas  mas das cavandelas que deu só ela saberá! O mundo é assim muito egoísta e ninguém perderá um minuto sequer a dar ouvidos às mazelas que um qualquer tem para contar. E esta mulher de nome Perpétua Idailda, passou a ser uma tal de Perpétua Rezinga. Mas, não é só ela não! São algumas dezenas a dormir ao relento usando a natureza como amparo, arrumando carros, alugando cartões conspurcados a tapar o sol aos doutores e outros muitos senhores. 

jatiu3.jpg Mudando de rumo fui até ao jardim dos poetas e pude ficar encantado com uma árvore toda florida com lindas flores. Perguntei o nome e fiquei assim cismado por ser Quaresmeira-roxa. Cismado porque é na quaresma que estamos e é dela que passo a falar porque já muito falei de tristezas e mazelas sociais. Pois fiquei a saber que esta linda árvore tem o nome latim de Tibouchina granulosa e é originária desta América do Sul, Brasil. Tal como a Idailda, é de folhas perenes; uma árvore que encanta por sua elegância e exuberante floração. De pequeno porte pode no entanto atingir de 8 a 12 metros de altura com um diâmetro de 30 a 40 cm.

jatiu4.jpg A floração ocorre duas vezes por ano, no outono e na primavera, despontando abundantes estames longos com cor arroxeada. Mesmo não estando em flor, a quaresmeira é ornamental. Sua copa é de cor verde escura, com formato arredondado. É uma das árvores mais utilizadas na arborização nas praças, calçadas, avenidas, parques e jardins em geral, os largos do Brasil. O único inconveniente é a relativa fragilidade dos ramos que quebram facilmente com ventos fortes. Com podas, pode-se estimular seu adensamento, mantendo-a com porte arbustivo.

jatiu5.jpg A quaresmeira é uma árvore pioneira, rústica e simples de cultivar, vegetando mesmo em solos pobres. Originária da mata atlântica, esta espécie aprecia o clima tropical e subtropical, tolerando bem o frio moderado. Multiplica-se por sementes, com baixa taxa de germinação, e por estaca de ramos meio-lenhosos. Também eu, não fui capaz de continuar a descrever sobre os trastes que Perpétua Idailda transportava mudando o discurso para as belezas que a natureza nos dá. Uma coisa é certa, há gente, muita gente, que não se sabe governar nem é governada. Drogas maradas...

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:00
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Segunda-feira, 14 de Março de 2016
MUXOXO . XXVIII

TEMPOS MARAFADOSUm descuida e, posso ir para o espaço…Ficar uma estátua de sol, de sal. Uma coisa assim, só pode funcionar se houver maldade…

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

sodoma1.jpg A Bíblia está cheia de mistérios e até contradições em sua génese pois que de forma não muito persuasiva nos fala em aqueles homens possantes da antiguidade (Géneses,VI,4). Narrando o que foi escrito ”começando a raiar a aurora, os anjos apressaram Ló, dizendo-lhe: Anda, toma depressa tua mulher e tuas duas filhas, não suceda que também tu pereças nas ruinas da cidade.”

007.png Já fora da cidade o anjo falou: “Salva tua vida, não olhes para trás e não pares nos arredores! Esconde-te nas montanhas para que não sejas destruído! Anda rápido, salva-te, vai para lá pois nada eu posso fazer antes de tu lá chegares”. Afinal quem eram esses anjos? A destruição de Sodoma e Gomorra foi prefixada para suceder naquele preciso minuto?

olho.jpg À contagem regressiva daquela explosão os “anjos”, nada poderiam alterar? Por que razão não deveriam olhar nem uma vez ao menos, para trás? Tudo leva em crer ter sido uma explosão nuclear tal como aquelas bombas despejadas no Japão em Nagasáqui e Hiroxima. É sabido que os seres vivos expostos ao efeito directo das radiações morreram no imediato ou adoeceram incuravelmente!

Avillez2.jpg Foi um plano urdido por vontade de quem? Será o que nos tentam dizer?  Não foi por vontade de quem simplesmente quis aniquilar um inimigo! Naquele tempo antigo de Sodoma as pedras rochosas absorveram naturalmente os perigosos raios atómicos. A mulher de Ló virou-se e olhando aquilo sucumbiu. Foi o Nosso Senhor que mandou chover enxofre e fogo?  

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:19
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Domingo, 13 de Março de 2016
MALAMBAS. CXXIV

TEMPOS DE USUCAPIÃO“ Vamos botar Dilma pra correr!”… Eu só estou aqui de passagem senhor, respondi! … Cristo também; respondeu! Ele seguiu seu rumo e eu taciturno na areia ali fiquei matutando…

Malamba é a palavra

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

bra4.jpgHoje é domingo. Saio do edifício situado na Pajuçara às cinco horas e vinte minutos com destino à praia a duzentos metros de distância. O Sol estava prestes a nascer e nas ruas ainda meio desertas vejo um senhor junto ao jardim do hotel Ritz passeando seu pequeno cachorro caniche; era gordo, sua flanela dizia passeio e olhando para mim do outro lado da rua abrindo-se em sorriso amplo diz-me: “ – Vamos botar Dilma pra correr?! “ Nada disse, levantei a mão esquerda ao jeito de saudação “heil Hitler” que quer dizer salve a victória seguindo meu caminho da praia.

carn1.jpg Estando eu quase em frente da barraca Kanoa, lugar dos sete coqueiros na orla da Pajuçara, ajusto minha cadeira bem no desaguar da maré alta; acto contínuo meto-me na água a fazer a habitual hidroginástica de talassoterapia por uma hora. A água estava morna, talvez com 26 graus de temperatura; costuma estar mais quente mas posso reparar como habitualmente nas pequenas manchas de espuma com bolhas a formarem-se a superfície, água verde turva, indícios de poluição.

brasil2.jpg O saneamento nas grandes cidades é deficiente mas, isto não parece ser prioritário aos senhores que administram o território; é obra enterrada, que não se vê, que não dá votos. Nadando neste caldo vou concertando ideias recordando a frase “Vamos botar Dilma pra correr” e vem-me à ideia de nos últimos dias e ao longo da orla de Maceió em meus passeios matinais ter visto muitas bandeiras coladas nas janelas dos prédios frontais; terá isto algo a ver com o movimento que acabo de ver em directo na televisão ” dia 13 de Março – Todos à rua”…

brasil5.jpg Este é o tal jeitinho brasileiro a tomar partido no descontrolo geral, na corrupção, nos muitos bilhões gastos em obras faraónicas e que são agora elefantes brancos; a força da bola deu nisto e o Brasil teve de acordar! Estou aqui de passagem e posso ver de vez em quando os muitos elefantes brancos que por aí se vêem, fruto de muitas e incompetentes medidas de governo. Estou aqui de passagem mas, até que gostaria de ter nascido brasileiro!

amilcar4.jpg Nesta mistura de raças com muitas crenças e superstições trazidas pelos escravos, a esperteza dos europeus com a moleza dos índios pode ser assim analisada a frio e surgir algo que parece ser e não o é! Isto porque já Charles de Gaulle dizia que o Brasil não é país para ser tomado a sério.

dia20.jpg Vou dizer então mais o quê! Aqui na praia uma senhora de meia-idade, parda, vem desde os Jangadeiros e vai até à Ponta Verde às arrecuas, assim de marcha-à-ré que me põe confuso. Penso não ser o desfazer de uma promessa mal cumprida. Terras de Vera Cruz, de lava-jato e agora de lava-rato. Será isto o princípio do fim! Um dia de cada vez; o que tiver de acontecer, acontece! Tudo o que acontece de ruim na vida da gente, é para melhorar…

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 20:41
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 12 de Março de 2016
MUXOXO . XXVII

TEMPOS MARAFADOSAfinal, Kadhafi ... Era tudo isto!....

kimbo 0.jpgAs escolhas do KIMBO

libia0.jpg Afinal, Kadhafi... Era o tal maluco que conseguiu transformar a Líbia no Estado mais progressista de toda a África! Seria interessante compararmos com os actuais indicadores económicos e sociais da Líbia do "pós-revolução". Se não fosse tão grave o que o imperialismo ali fez (com o apoio do Estado português e de muitos "democratas" do PS, PSD, CDS e BE) até era para rir! Agora choram lágrimas de crocodilo com a migração dos povos do Magrebe e do Médio Oriente.

libia1.jpg Ninguém se pergunta o porquê de agora, neste momento e não antes, tantos milhões de seres humanos fugirem da Síria, do Iraque, do Afeganistão, do norte de África? Nunca antes como hoje a luta pela paz foi tão necessária e exigente. Não nos satisfaz pensar que a vida que temos nem por nada é perturbada, pensando que assim é e, assim continuará a ser!" Não!

libia2.jpg A História está repleta de exemplos de retrocessos civilizacionais (Europa dos anos 30, Portugal, Espanha, Itália, etc...). Se antes a ameaça eram os comunistas a leste, depois os judeus, entretanto novamente os comunistas, e agora as dívidas soberanas e os défices das contas públicas, a verdade é que haverá sempre qualquer justificação para retirar direitos, liberdades e garantias.... 

libia3.jpg A bem conceituada revista suíça "Schweizmagazin" publicou um artigo enumerando as "crueldades" de Muamar Kadhafi para com o seu povo. Mas, Kadafi foi assim tão cruel? Eis alguns dos "sofrimentos" que o tirano (segundo os media ocidentais) provocou durante 4 décadas:

  1. Não havia conta de luz na Líbia, porque a electricidade era gratuita para todos.
  2. Créditos bancários, dos bancos estatais, eram sem juros (para todos, por lei expressa).
  3. Casa própria era considerada direito humano, universal, e o governo fornecia uma casa ou apartamento para cada família.
  4. Recém-casados recebiam US$ 50.000,00 para comprar casa e iniciar sua vida familiar.

libia4.jpg

  1. Educação e saúde eram gratuitas, da pré-escola à universidade. Antes de Kadhafi: 25% dos líbios eram alfabetizados. Até o ano de 2010, 83% eram alfabetizados.
  2. Agricultores iniciantes recebiam terra, casa, equipamentos, sementes e gado gratuitamente.
  3. Quem não encontrou formação ou tratamento desejados recebia financiamento para ir ao exterior, adicionalmente US$ 2.300,00 mensais para moradia e carro.
  4. Na compra de automóvel, o estado subvencionava 50%.

libia5.jpg

  1. O preço de gasolina, o litro: 0,10 Euro = R$ 0,23.
  2. Faltando emprego após a formação profissional, o estado pagava salário médio da classe até conseguir a vaga desejada.
  3. A Líbia não tinha dívida externa - as reservas de U$ 150 bilhões. Após a ocupação os valores foram retidos ou desviados pelos bancos estrangeiros, incluindo investimentos em bancos estrangeiros e reservas em ouro.
  4. Parte de toda venda de petróleo era directamente creditada na conta de cada cidadão.

libia6.jpg

  1. Mãe que dava a luz recebia US$ 5.000,00.
  2. 25 % da população líbia tem curso superior.
  3. Kadhafi construiu o projecto GMMR (O Grande Rio Artificial), transportando água dos lençóis subterrâneos do Rio Nilo para as cidades e agricultura, irrigando as principais cidades do país e parte do deserto. A Líbia sofrerá um atraso de muitas décadas mas, os desinteressados governos dos EUA, da França e Inglaterra agora vendem mais armas e vão passar a sugar o petróleo e o gás natural da Líbia por mais algumas décadas.

Tudo boa gente!

As escolhas de T´Chingange

 

  



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:11
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sexta-feira, 11 de Março de 2016
CAFUFUTILA . CV

O CHOQUE DO PRESENTENo M´Puto, é mesmo bom não se fazer contas ao tempo porque podemos sem o querer, ficar sem vontade de recomeçar…

Por

soba0.jpegT´Chingange

alema4.jpg Torna-se cada vez mais claro que a principal função económica da Europa é fazer engrandecer a Alemanha. Ela engorda à custa dos pobres do Sul! Já os Americanos nos fizeram, fazem e continuarão a fazer com sua diplomacia de “Big Stick”, do jeito de se não vais a bem irás a mal, usada no tempo de Theodore Roosevelt e renovada nos hodiernos tempos. Tudo indicava ou parecia provável que os benefícios económicos na EU fossem mais partilhados mas, o que se verifica é uma economia tendo no centro e, cada vez mais, a nossa “amiga Alemanha”.

alemanha0.jpg Já em finais de 1940, setenta e seis anos atrás e quase-quase no início da guerra que me viu nascer, um tal de Hermann Neubacher confidenciava a um jornalista americano que o futuro brilhante que se esperava na Europa do após guerra, seria o primeiro passo tornando como certa a organização económica cultivada a partir dos Balcãs, um ensaio para transformar todo o continente europeu em um único “Glossraum” (uma área dominada por um poder que representa uma ideia política distinta) e que em vez dos países individuais, se formaria a unidade económica do futuro. Esse futuro é hoje.

alema2.jpg Glossraum europeu! Não será porventura esta visão, um prolongamento daquela estratégia política e comercial do após guerra? Estes, sempre discutiram a Europa como coisa sua, afastando do poder os países da periferia, uma mistura de latinos de Gregos e todos os povos do mediterrâneo para além dos Judeus, Polacos, a diáspora de Ciganos e Ucranianos. Porque será que recentemente até tentaram envenenar o meu cão só porque não ladra em alemão?

bangasumo2.jpg Foi esta a estratégia de uma tal de Blitzkrieg (doutrina militar em nível operacional que consistia em utilizar forças móveis em ataques rápidos e de surpresa, com o intuito de evitar que as forças inimigas tivessem tempo de organizar a defesa) ditada pelos métodos usados nos países então ocupados durante a segunda guerra mundial!  Eles sabem de todas as cartilhas de como fazer um “roubo legalizado” à sociedade latina a fim de se manterem no topo e com qualidade de vida para eles!

anabeja1.jpgA postura desta questão surge como prelúdio ou uma necessidade diplomática, pois que com o seu racismo biológico, nos farão assimilar gradualmente sua germanização cultural. Não será verdadeiramente um genocídio como em esses tempos de guerra fundindo os dentes de ouro dos não arianos mas, quase se pode afirmar vir a ser um holocausto usando claro, uma dialéctica moderada e untosa usando estadistas nossos que se acomodam no seu ego, corrompendo-se, sem verem os horizontes mais vastos. Debilidades nossas? Não tenho dúvidas.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:48
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quarta-feira, 9 de Março de 2016
MALAMBAS. CXXIII

TEMPOS DE USUCAPIÃO –  Uma receita gourmet, Alemã …com carambola...

Malamba é a palavra

Por

t´chingange.jpeg T´Chingange

carambola6.jpg Embalado pelo destino, os dias consomem-me como larvas de escaravelho escarrapachando-se-me no cocuruto das ideias. Levantei-me com vontade de tragar algo e, desta feita fui ao frigorífico, retirei uma carambola e esborrachei-a entre os dentes. Este fruto veio do Mar Vermelho mas são amarelos e suculentos; eu que nem gostava disto, vim das terras altas da Suíça Alagoana a degluti-las de uma só vez. Ela produz-se em quintais, sítios com granjas e fazendas, sua fruta parece uma estrela quando cortada e tem cinco gomos. Dizem os livros que é da família da Oxalidaceae. Originária da Índia, possui flores brancas e purpúreas e tem sabor agridoce, com coloração variando do verde ao amarelo, dependendo do grau de maturação.

carambola1.jpg A carambola é considerada uma fruta febrífuga (que serve para combater a febre), antiescorbútica e, devido à grande quantidade de ácido oxálico, estimula o apetite coisa que felizmente nem me falta. Em verdade aquele escaravelho buliu-me o sótão remexendo em coisas mais transcendentes. Um país chamado de Portugal e, em cujo escaravelho labuta todos os santos dias! Pois! Portugal é um país pequeno, todos o sabemos! Talvez por isso, pela sua pequenez se tornou presa no decurso da história; um inexorável destino que nos leva a pensar se valeu a pena esta adesão à Europa dos ricos.

carambola 2.jpg Os Alemães vão dizendo que todos os estados são soberanos e juridicamente iguais; mas é aqui que sobressai um porém: Eles, os ricos, vão declarando ao mundo que na modernidade é necessária um alto nível de organização e disciplina voluntária de seus concidadãos! Falta dizer claramente que Portugal e demais países periféricos nada disso se verificam, parecendo até coisa urdida no propósito de compensar em desaires sociais estes países de menor coturno!

carambola5.jpg Assim, os senhores dos anéis, os Alemães, referirão com a frequência que lhes aprouver que a época de “ independência absoluta” acabou! É uma utopia! Ela, a Alemanha perdeu a guerra sim mas, sua tenacidade e ordem, dão-lhe a primazia e quase o direito de fazer do resto da comunidade seus escravos. Dominar a Europa é sua principal meta! Talvez um próximo referendo na Grã-Bretanha sobre se ficar ou sair da comunidade EU despertem  os sinais que aqui e ali aparecem tremidos.

carambola3.jpg Os Alemães sempre tiveram essa “imperial ideia europeia” com o direito de a dominar, subjugar pela astúcia e regras económicas que lhe são tão queridas. Nas entrelinhas já vão dizendo com frequência que não se admitirá que um pequeno estado obstrua a paz Europeia por especiais exigências! Estarei errado? Que me desdigam os estadistas ou aqueles que se dizem ser! Se tudo continuar como parece continuar, nem daqui a um século sairemos desta crise! Não tenho mesmo apetência para ser escravo de ninguém! Talvez tenhamos de refazer nossos sonhos e dar a volta à febre, por isso tenho mesmo de comer muita carambola…

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 22:30
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Terça-feira, 8 de Março de 2016
FRATERNIDADES . CIV

EM ANGOLA ONGWEVA É SAUDADE - A história foi uma epopeia feita a caminhar, ou andar em tipóia

Por

Torres0.jpg Eduardo TorresUm Xicoronho de 3ª geração - Deus quando nos permitiu a faculdade de pensar garantiu-nos também o uso dessa liberdade … Por vezes também poetizo…

afon6.jpg Todos nós temos liberdade de pensamento e, temo-la porque ela é secreta. O pensamento é a maior força que temos porque é realmente livre, porque podemos pensar sem divulgarmos o que pensamos e, mesmo que isso aconteça, assim fugiremos às amarras que os poderosos criam para nos impedir o uso dessa liberdade. Eu penso segundo uma determinada lógica para encontrar uma qualquer solução, ou tenho de seguir uma lógica que me leva o pensamento a encontrar a forma adequada!

ÁFRICA1.jpg É a lógica que controla o pensamento, ou este que determina a lógica!? Eu penso com lógica ou uso-a para pensar bem? Não me resta a menor dúvida que são complementos não dissociáveis na ordem da sua importância. Acho que o pensamento é mais relevante, porque posso pensar sem necessidade de lógica, o que não a torna numa necessidade absoluta. Por ser livre, o pensamento não pode estar preso à lógica! Era um contra-senso se isso acontecesse...

ÁFRICA3.jpg Quando olho o mar, nunca consigo definir a cor, ou cores que ele tem. Aquela imensidão de água, sempre em movimento, na formação de ondas que se espraiam no imenso areal, desfazendo-se em espuma branca, tão depressa surge azul como repentinamente se torna num verde, numa mistura de cores que lembra uma aguarela pintada em completa liberdade. As cambiantes de cor, vão até ao horizonte, onde a distância e a ilusão óptica o faz confundir com o céu; essa linha de junção só é possível distinguir-se, por um ser azul e o outro apresentar uma cor indefinidamente azulada.

ÁFRICA2.jpg Gosto de olhar o mar a perder-se no longínquo horizonte, não interessado na cor que tem, porque qualquer que ela seja, transmite tranquilidade, acalma o espírito e reforça a alma. Só poderei agradecer à ENTIDADE DIVINA o privilégio de tal visão... A possibilidade de divulgar o pensamento, ou torná-lo pessoal! É um direito que me assiste, porque só quem o deu o pode tirar! Há quem pense em voz alta, mas eu não me refiro às excepções, mas sim à regra que nos é geral.

As escolhas do Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 19:16
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Segunda-feira, 7 de Março de 2016
XICULULU . LXIX

TEMPO COM FRINCHASÉ um erro acreditar-se que a vida não pode existir sem água e sem oxigénio…

XICULULU : - Olhar de esguelha, mau-olhado, olho gordo.

Por

t´chingange 0.jpg T´Chingange

cactos5.jpg É um erro acreditar-se que vida não pode existir sem água nem oxigénio! As bactérias anaeróbicas são formas viventes que não necessitam de oxigénio. São formas viventes que não necessitam de oxigénio. A ideia de que vida só pode florescer sob condições terrenas está plenamente demonstrada não ser verdadeira. Tenho á minha frente um minúsculo cacto que por acaso estava vetado ao abandono; fazia meses que não levava pingo de agua, somente era um ornamento encaixado num buraco da estrutura de mesa decorativa de centro.

cactos4.jpg Umas pequenas flores salientavam-se pelo bonito vermelho que me levaram ao engano. Acabei por verificar que eram de plástico e seguras à palma do cacto por alfinetes espetados nele. Bom! Até aqui tudo dentro do aceitável mas, eis que olhando de novo para o cacto dias depois de o ter regado, verifico em uma nova palma com seu tufos de pelos amarelos saindo da palma superior. E, claro que fiquei estupefeito! E, já com uns bons 12 milímetros. 

cactos3.jpg Foi o máximo! Um milagre da natureza que me fez ver o belo que é dirigido pela mão de Deus! Refiro-me amplamente aos fenómenos que não sei, nem tenho capacidade para explorar em pleno. Só pode ser obra de Deus! Não me venham os eruditos e donos da palavra filosófica e agnóstica ver nisto que digo uma torpe submissão às crenças que os homens apregoam, cada qual do seu jeito. Nos fenómenos da natureza não há em mim nada de séptico!

cacto1.jpgCacto - Orelha de Coelho com espinhos

A Opuntia que também é conhecida por Orelha-de-Coelho é um tipo de cacto encontrado em mais de 250 espécies com variados tamanhos, desde os menores de 8 a 10 cm de altura até outras espécies gigantes mais parecidas com árvores. A maioria das espécies é cultivada em jardins ao ar livre, mas também tem aquelas que se adaptam muito bem em vasos dentro de casa em local onde o sol possa chegar com frequência.

cactos2.jpg Entre as muitas espécies podemos citar a Opuntia Microdasys que apesar de ter um aspecto bem delicado precisamos ter muito cuidado no momento de manuseá-la, pois ela contém uma camada de espinhos amarelos muito finos e quase imperceptíveis, que em contacto com a pele são bem doloridos e difíceis de ser removidos.

fig3.jpg Esta espécie de cacto forma flores amarelas que aparecem nos meses de verão, e por ser uma espécie de pequeno porte, poderá ser plantado em vasos pequeníssimos dentro de casa. Este cacto ou Orelha de Coelho é muito fácil de multiplicar, pois basta retirar um gomo do pé e plantar no solo, em poucos dias ele já começará a se desenvolver.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 11:14
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Domingo, 6 de Março de 2016
MULUNGU . L

NAS FRINCHAS DO TEMPO . Ainda no Mar Vermelho... Encontrei no lugar de Ferreiros, resquício de gente que foi tropa de lampião… 2ª Parte

Mulungu: É uma árvore de grande porte com flores vermelhas.

Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

vermelo0.jpg Um outro dia no Mar vermelho! Saí bem cedo lá pelas 5 horas e 25 minutos com o sol quase a raiar por detrás do Mar vermelho. Caía uma garoa, chuva miudinha e, quando já de regresso ao sítio do Senhor Afrânio, subindo a ladeira, também esta de chão vermelho, reparei com mais detalhe nas estacas de pés de mulungu aramadas na base. Tinham sido ali postas como pau de cerca mas, com o tempo acabaram por rebentar ficando com imponente porte. Pude reparar bem no início de uma mata verde compacta com várias espécimes que estavam carregadas de parasitas bromélias, bem vistosas e, outras que me pareceram orquídeas com flores bem vistosas.

lampi5.jpg Reparei em muitas destas árvores existirem tufos no topo com outra coloração de verde; também aqui havia ramagens de plantas com bagas que por ali germinaram fruto do trabalho dos pássaros da região; sementes por ali deixadas, lá no topo, dando lugar às suas fontes de abastecimento, a tal natureza equilibrada que se perpetua de modo próprio sem a intervenção humana. Posso pensar que ao redor destas orquídeas, plantas com bagas, e flores de cores garridas, proliferavam também os escaravelhos, as minhocas, as borboletas e as abelhas em sua tarefa de polinização.

MULUNGU2.jpg Também a natureza tem parcerias entre o mundo animal e vegetal comple-mentando-se em simbioses no sentido de se perpetuarem com vida. Mais pela tarde e em uma saída à Cidade capital do mar Vermelho, contactamos vários familiares de Jú e Afrânio e, surpresa das surpresas, a irmã do ex-prefeito Afrânio confirmou que a família Lucena teve homens nas tropas irregulares do bando de lampião, o tal cangaceiro matador dos cinco costados do Nordeste, Virgulino da Silva Ferreira que nunca vingou seu pai.

lampi1.jpg O mundo é pequeno! E, eu a pensar que já tinha todos os conhecimentos e andanças do famoso bandido do sertão e, eis que surge na estória já acabada esta notícia ainda que vaga do lugar-tenente Lucena saído desta serra e, do lugar de Ferreiros; estava muito longe de prever depois de minha peugada ao Lampião ainda vir aqui encontrar e por acaso, sítios da saga-senda sertaneja depois de visitar Piranhas, Paulo Afonso, Canindé, Águas Belas, Viçosa, Quadrângulo e muitas mais.

lampi3.jpg Também aqui deparei com a santidade do padre Cícero ora metido em redoma de vidro, encaixilhado, ora em peanhas colocadas nos lugares mais nobres dos lugarejos e tendo ao seu redor jardins bonitos e cuidados fruto de veneração. Já vai longe no tempo em que no sítio de Angico, via a chamada grota em que eliminaram este tão temido e querido cangaceiro; lugar aonde morreu com mais uns dez capangas, seus oficiais-tenentes, às mãos dos homens volantes conduzidos pelo Tenente Bezerra!

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:07
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 5 de Março de 2016
MUXOXO . XXVI

TEMPOS MARAFADOSUm descuida e, posso ir para o espaço… Uma ordem económica só pode funcionar se houver ordem política…

Por

t´chingange.jpeg T´Chingange

pal01.jpg Uma nova ordem económica só pode funcionar se houver ordem política; não basta prometer-se trabalho, menos horas de laboração ou subida de salário a um qualquer zelador empregado ou competente funcionário. É forçoso incrementar-lhe o sentido de servir a comunidade, a cooperativa, a associação ou a nação do qual é parte integrante criando-lhe afinidade à vontade de fazer querer. Fazer querer, redescobrir as virtudes da democracia, repudiando esses exemplos de se tornar um manobrador usurpando-se reptíciamente do que não lhe é devido, porque a todos pertence.

pal1.jpg As recuperações económicas nunca surgem espontâneas a menos que o estado nação as ajude a criar. Foram raros os partidos Socialistas que tentaram repensar a teoria e a prática à luz do desemprego e da crise com auspícios visíveis, com notórias melhorias para o povo! Foram sempre os Sociais-Democratas que dispuseram a administração preparada para utilizar a política orçamental e, com vista a criar uma retoma. Expresso-me aqui para os povos de língua oficial portuguesa, os tais PALOPS de quem se tem uma visão insipiente por serem correligionários dos mesmos governos que representam.

pal4.jpg Haverá crescimento económico quando o estado se ajudar a crescer! Em termos de liberdade de pensamento e de expressão, pela experiência do dia-a-dia, a indiferença à democracia passou a significar ter-se maior liberdade para roubar para os que mandam e liberdade para se morrer à fome para os demais e, isto não é bom! Isto vê-se pela televisão todos os santos dias em três continentes. Já é tempo de um chega para lá. Basta!

pal2.jpg A opinião pública no Brasil, em Portugal ou em Angola, não sabe lidar nem virá a saber entender do porquê alguns afirmarem haver alívio palpável vendo-se mesmo que, sem se poder controlar a contento a “raiva antidemocrática”, não se anteverá daqui prosperidade palpável ao país e, a tão desejada reforma. Necessita-se de mais atitude e menos conflitualidade; não basta querer, é necessário fazer querer!

quem01.jpg Os Sociais-Democratas arrumam a casa, estabelecem regras disciplinadoras e, em seguida vêem os Socialistas ou uma outra coisa parecida com isto do tipo “governo de Três mais Um“ e, desarrumam tudo de novo. Assim e pela certa não vamos lá! É uma brincadeira desinteressante de arrumar cadeiras, ajustar as leis e os amigos e dizer-se sempre mal do antecedente. Por ventura não estaremos todos fartos disto?

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 08:57
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quinta-feira, 3 de Março de 2016
MULUNGU . XLIX

TEMPO COM FRINHAS . Muitas das coisas que acontecem neste nosso mundo, vêem de opiniões que se dizem acertadas! … Fui ver o mar vermelho!...
Mulungu: É uma árvore de grande porte com flores vermelhas.
Por

t´chingange 0.jpgT´Chingange

MULUNGU2.jpg Uma semana atrás fui ao Mar Vermelho, uma terra que fica no interior de Alagoas e para lá de Viçosa. Creio que os primeiros pioneiros do lugar ao chegar ali, viram ondas na forma de serras e porque as terras eram vermelhas, assim ficou conhecida de mar vermelho. Estas conjecturas indo ao encontro do que guardam os anais das gentes não diz isto e fiquei a saber assim que a sua origem está ligada à história de um tal de Coutinho, um viajante que chegou à região por volta de 1800. Este sertanejo construiu ali uma casa iniciando-se na criação de gado e no amanho da terra. Com a chegada de novas gentes, novas casas foram surgindo próximas a uma lagoa, que tinha em suas margens, muitos pés de gravatás.

::::
Ora sucede que as folhas de gravatá que são vermelhas caíam e formavam um “mar vermelho” na lagoa, dando assim origem ao nome do município. A propriedade do tal Coutinho foi transferida para o alferes Cazuza e mais tarde, para o major Joaquim Canuto de Albuquerque Maranhão. Este último proprietário, em 1900, instalou o primeiro vapor de algodão. Mar Vermelho transformou-se em um núcleo comercial pelo que surgiu sua primeira feira em 1910 e, que teve um bom movimento até 1947. Com a construção da estrada de ferro que passava por Viçosa, Mar Vermelho perdeu interesse vindo assim a ser desmembrado de Anadia a 3 de fevereiro de 1962 e, passando à categoria de município através da Lei 2431.

vermelo0.jpg Localizado na zona da mata de Alagoas com clima de serra e inúmeras fontes de águas minerais é conhecida como a “Suíça Alagoana” exactamente por ter características semelhantes àquela região européia. Digamos que é um agreste suave aonde chove razoavelmente no tempo quente e de sequeiro nos meses de maior frio. Nada aqui se parece com o tal de Crescente Fértil aonde Moisés com um bordão abriu as águas do mar para que os cristãos israelitas fugissem à ira do Faraó após a décima praga de Deus sobre os egípcios. Consta que atravessaram o mar uns 600 mil homens com suas famílias, seus rebanhos, suas ovelhas, seus cabritos e seu gado. 

:::::
Dizem os escritos que Jeová disse a Moisés que estendesse a sua vara sobre o mar Vermelho originando assim um grande vento oriental. As águas do mar foram divididas e retidas em ambos os lados impedindo que o exército do Faraó os atingisse. O inchaço da descrição bíblica terá de aqui, ser dimensionada a uma escala bem menor porque só vi pequenas lagoas do tipo açudes e foi num destes que passamos uma bela manhã nadando e pescando traíra, minúsculos peixes que nos mordiam a pele retirando talvez farpas de pele apodrecida.

vermelho02.jpg Pensava eu que pudesse ali encontrar peixes com duzentos milhões de anos, por influência do nome; peixe do Jurássico como o “Triops Vicentinus” mas, nada disto sucedeu! A cabeça da gente por vezes inflama as coisas tornando mentiras em verdades originando assim as tais lendas que nos regem. Encontrei sim gente simpática com quem compartilhei amizade. Isto sucedeu na casa de seu Afrânio, primo de Jú situada num lugar alto de onde se podia desfrisar a paisagem na forma de largas vistas.

::::
Afrânio foi por duas vezes prefeito do município de mar Vermelho; acomodou-nos em sua casa estilo colonial, varandas ao redor com redes de jiboiar no lado nascente e circundada de muitas árvores de fruta tais como ciriguela, manga, pitanga, limão galego, acerola, mamão e outras. E, lá estavam as caixas, depósitos de água que abasteciam aquela com água potável. Ao redor havia montículos de macaxeira plantada, batata-doce e quiabos.

vermelho 03.jpg Daqui podia ver-se as fechadas matas nas encostas de sabiás, madeira usada nas cercas e rija como pau-ferro, araguaneis e acácias rubras e, muitas fiadas de mulungus delimitando as propriedades, todas esta dando coloração diversa ao horizonte cercano e longínquo. E havia cajueiros e mangais divisando-se nos intervalos destas e lá longe nas chapadas as pedras vidradas pela escorrência das águas, quando chove. A mais baixa temperatura aqui registrada foi de 10ºC, em 10 de julho de 2010. A principal atracção deste município é o clima serrano, e, por ser frio e seco, é aconselhado pelos especialistas para auxiliar no tratamento das doenças do aparelho respiratório.

:::::
O Festival de Inverno, em Agosto, é o grande evento que no correr dos anos ficou marcado em sua história inserindo-o no roteiro cultural alagoano. Ninguém me encomendou esta descritiva narração dum Mar Vermelho que nada tem a ver com aquele outro mas, a curiosidade alimenta o sonho e o sonho faz das suas. Estas terras são medidas em tarefas e é por aqui que se fazem as contas, os preços e custos. A Tarefa - medida agrária foi constituída originalmente por terras destinadas à cana-de-açúcar e que no Ceará equivale a 3.630m², em Alagoas e Sergipe a 3.025 m² e, na Bahia a 4.356 m². É em realidade o trabalho que um homem leva a limpar o mato rasteiro (cana da açúcar).

vermelho 04.jpg O mundo é pequeno e poder-se-ia dizer que os escravos do Egipto fugiram para aqui! As coisas mudaram e desde então os escravos libertaram-se do Faraó mas tiveram de se submeter ao senhor coronel, ao major, ao alferes e um conjunto de gente que estabeleceu ordens militares para se regerem. Não há muito tempo que as coisas por aqui se faziam porque um qualquer Faraó o queria. Ficaram resquícios e muitos, que é até um manancial para quem como eu, quer entender a evolução de uma sociedade. Leva tempo para tudo se compor e lá teremos de dar tempo ao tempo para que tudo fique na paz do senhor. O Brasil tem esta característica de onde se juntam a ponta com o rabo, o rio com o esgoto chamado de salgadinho. 

:::
Em um qualquer outro dia as águas do Mar Vermelho voltarão a cobrir o Faraó, seus carros de guerra do Egipto com todo o povo de Deus que ficou feliz com a salvação! Miriã, irmã de Moisés, tomará seu pandeiro, Moisés soprará a sanfona e dançando com alegria, glorificarão um ETE vindo do ar sem cavalos nem cavaleiros, das longínquas galáxias. E trarão flores de mulungu, da árvore pertence à família das Fabáceas e suas espécies mais conhecidas: Erythrina Velutina, Erythrina Crista-Galli, Erythrina Verna, Erythrina Speciosa, Erythrina Falcata, Erythrina mulungu. Todas estas são chamadas de mulungu. Uma delas pode ser encontrada no Calahári porque fui eu que a lá pus.

vermelho1.jpg Sabem que mais, no Brasil o mulungu é usado há muito como sedativo natural. Diz-se que a erva consegue estabilizar o sistema nervoso central. Em tempos de stresse é usada para equilibrar e acalmar os nervos. É também usada como antioxidante para tonificar, equilibrar e fortalecer o fígado. Seus frutos são em forma de vagem, com cerca de 6 cm de comprimento. A sua raiz é usada como calmante e sedativo. Também é chamada de suinã, sananduva, crista-de-galo, corticeira. Como complicam estas coisas e, o quanto há a saber-se para sermos génios.

:::::
O Mulungu também pode ajudar a reduzir a tensão arterial. As substâncias químicas existentes no mulungu têm sido estudadas extensivamente; estas englobam grandes quantidades de flavonóides, triterpenos, e alcalóides. O principal remédio natural vendido no mundo inteiro hoje em dia contra o stresse e a ansiedade, e como sedativo em geral, é a kava-kava. Esta planta, todavia, tem sido sujeita a relatórios negativos nos últimos anos a respeito de possíveis contra efeitos no fígado.

vermelho01.jpg Como o mulungu tem os mesmos efeitos calmantes e reguladores do stresse (se não melhores), e tem um efeito positivo no fígado, é indicado como o novo substituto da kava-kava. Cerca de meia chávena de uma decocção normal da raiz (por dia) deve ser suficiente e seguro. Estudos clínicos com animais constataram efeitos hipotensivos. Recomenda-se, pois, para quem tomar medicamentos para reduzir a pressão arterial (ou se tiver a tensão baixa), o uso do mulungu com a devida precaução e a monotorização regular da tensão.

:::::
E, lá terei de voltar ao Mar Vermelho que durante muito tempo se dizia que a travessia teria sido num lago ao norte do Mar Vermelho chamado de Mar de Juncos ou Lagos Amargos onde veio a ser aberto o Canal de Suez. Mas acredita-se que se dava este nome ao Golfo de Ácaba, um dos braços do Mar Vermelho. Em 1988 o explorador americano Bob Cornuke defendeu a teoria de que a travessia teria sido no Estreito de Tiran, na entrada do Golfo de Ácaba, onde existe uma "ponte de terra" ("landbridge" em inglês) no nível do mar entre o Egipto e a Arábia Saudita.

MAR VERMELHO 0.jpg Para ele, Cornuke, a maré baixou e mais tarde subindo afogou os egípcios, ou seja, um evento natural. Porém, não foram encontradas evidências para comprovar sua teoria e o local é relativamente raso não sendo suficiente para afogar um exército de mais de 600 homens! Moisés foi claro em relatar o que viu: um vento oriental penetrou no mar formando "muros de água". É bem diferente de uma "ponte de terra"! Um evento sobrenatural provado pela arqueologia! Assim nasce uma lenda…

:::::
O mar Vermelho (árabe: Bahr el-Ahmar, hebraico Yam Suf ou Hayam Haadóm) é um golfo do oceano Índico entre a África e a Ásia. Ao sul, o mar Vermelho comunica com o oceano Índico pelo estreito de Bab el Mandeb e o golfo de Áden. A norte se encontram a península do Sinai, o golfo de Aqaba e o canal de Suez (que permite a comunicação com o mar Mediterrâneo). O mar Vermelho tem um comprimento de aproximadamente 1900 km, por uma largura máxima de 300 km e uma profundidade máxima de 2 500 metros na fossa central, com uma profundidade média de 500 m, sua água tem um percentual de salinidade de aproximadamente 4% (ou 40‰).

MAR VERMELHO 06.jpgOs países banhados pelo mar Vermelho são Arábia Saudita, Djibuti, Egipto, Eritreia, Iémen, Israel, Jordânia e Sudão. Segundo a Bíblia, o povo hebreu acabava de ter saído do Egipto, após serem escravizados por 400 anos. Moisés, um hebreu criado pela família real egípcia, recebeu uma ordem de Deus para libertar seu povo, que estava cativo no Egipto. Que se saiba nunca foi comprovado se a travessia realmente aconteceu e se o mar se abriu, mas a probabilidade é pouca, sendo que nunca acharam evidências arqueológicas. Zahi Hawass, um arqueólogo egípcio, disse: Realmente é um mito... Às vezes, como os arqueólogos, teremos que dizer que nunca aconteceu porque não há nenhuma evidência histórica.

:::::
Mas, estando nós em uma área rural pudemos apreciar as machas longínquas, grupos de vacas pintando as encostas sarapintando as largas vistas para lá das ondas verdes, depois dos rios, barrancos ou grotas cobertas de vegetação. Nestas terras do agreste acabamos por comprar um galo capão e seis galinhas velhas do Biafra. Entretanto íamos rindo com o linguajar da Carla a menina faxineira que ia e vinha de casa da mãe Lucienne.
E num repentemente ficamos a saber o preço de uma porção de terreno, uma tarefa e também de quem fazia o queijo de coalho. Apontaram no outro extremo, é lá na casa do Sebastião conhecido só por o Tião.

vermelh3.jpgLá acabamos por ir à lagoa aonde supostamente teria de haver o tal peixe do Jurássico mas só pescamos umas amostras de triara. O tal de “Triops vicentinus” não deu mostras de si. Nem o tal de cará e dum fidalgo que dizem ser uma delícia no forno! Depois de atravessarmos o açude como se fora o mar Vermelho, chafurdamos na água e massajamos a coluna na água que o tubo entornava nas nossas celulites. Por ali ficamos botando pilhérias, pescando e bebendo água de coco. Tem sempre um Brasil desconhecido que espera por si…

T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 15:14
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quarta-feira, 2 de Março de 2016
XICULULU . LXVIII

TEMPO COM FRINCHAS - A nossa sociedade é uma ilusão fugaz … Estamos muito cheios de hiatos desde os tempos antigos para o qual ainda não temos total explicação…

XICULULU : - Olhar de esguelha, mau-olhado, olho gordo.

t´chingange 0.jpgT´Chingange

xicu0.jpg A descoberta do passado da humanidade envolve mistérios que para os desvendar, será necessário uma certa audácia; ao fazê-lo iremos colidir com culturas e costumes impregnados de pragmatismo. Não podemos arrasar os redutos mentais e dizer simplesmente que há algo de errado no campo da religião, embora os arquivos das sociedades secretas estejam a ser lentamente revelados.

xicu3.jpg Tudo porque as incursões no espaço pelo homem já não comportam de forma plena, os segredos hodiernos da Terra. Estamos muito cheios de hiatos desde aqueles antigos tempos e, na qual se desenvolveram civilizações que nos legaram coisas admiráveis que não sabemos ao certo como é que isso foi possível.

xicu4.jpg Estamos assim em dúvidas se esse tal de “Homo Sapiens” não foi o fruto de inteligências externas à Terra. Não se admirem na possibilidade de procriação de uma raça humana inteligente nesses idos tempos de Ló, porque hoje não constitui assim uma tese tão absurda! Vem a propósito disto, falar-se de Tiahuanaco com inscrições na cumeeira nas Portas do Sol relatando ter ali desembarcado uma nave espacial, a mãe primitiva com a finalidade de darem filhos à Terra (os tais tão falados ETEs).

xicu5.png Porque também as escrituras sagradas não se cansam de referir que “Deus” criou o homem à sua semelhança. Há textos que afirmam terem sido necessárias para isso várias experiências até que finalmente o homem resultasse assim como “Deus” o queria. Supõe-se assim que neste conjunto de hipóteses da visita de seres inteligentes estranhos vindos do Cosmos, podermos supor que hoje, somos de espécie semelhante àqueles lendários seres.

xicu6.jpg

xicu6.jpg Tiahuanaco, é um importante sítio arqueológico pré-colombiano situado na Bolívia. Estudiosos das culturas andinas classificam esta civilização como os mais importantes precursores do império Inca e da humanidade. Sua capital administrativa e ritualística floresceram com um grande poder regional por mais de cinco séculos. As ruínas da cidade-estado ancestral localizam-se próximo à margem sudeste do lago Titicaca, no departamento La Paz. Não se sabe ainda ao certo a sua “sublimação” havendo muitos segredos por desvendar.

xicu2.png Wernher Von Braun, um pioneiro e visionário das viagens espaciais, mundialmente conhecido por sua liderança do projeto aerospacial americano durante a Corrida Espacial, disse em seu tempo julgar perfeitamente provável que não só a vida vegetal e animal, mas também seres inteligentes existirem no espaço imenso do Universo. Disse mais que se tornava problemática conseguir detectar tais formas de vida ou com elas entrar mesmo em contacto directo.

elvira4.jpg Von Brarun, projetista chefe do primeiro foguete de grande porte movido a combustível líquido, o Aggregat 4, liderou o desenvolvimento do foguete Saturno V, que levou os astronautas dos EUA à Lua. Eram os Deuses astronautas? São os enigmas indecifrados do passado que Erich Von Daniken teve a audácia de nos legar com seu livro bastante periclitante.

O soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:51
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Terça-feira, 1 de Março de 2016
KISANJI . XIX

NA COPA DO TEU MULUNGUAs falas de Zeca - No sertão de Lampião… Morre um capim, nasce outro. A vida sempre persegue a gente…

Por

zeca00.jpgJosé Santos Vulgo Zeca mamoeiro, professor Katedrático da Universidade do Rio-Seco da Mayanga da Luua. O maior caçador de sardões das barrocas do Catambor …Poeta das horas passadas 

MULUNGU1.jpgTonito k kamba de carteira, bué doutorado pela saudosa Universidade do Rio Seco da Maianga, te digo que jihenda é paka e os loando da kubata do meu muxima tem kissanje que toca nas lâminas de bambu as fala uaba para ti. Um mambo sério mesmomesmo voa para ti, e, num sei como a tua esperteza de afiador, cheirador, contador…, de terra vai peneirar, dinovo    despeneirar para encontrar minhas pepitas de ukamba, que tem junto um bocado de papel de embrulho da fuba da saudosa Mercearia Morais, da Rua da Maianga, que fazia fisga com a Travessa de João Seca.

zeca0.jpgMULUNGU2.jpg

 

De buelo em buelo ando neste M´puto que não tem cheiro de mato e onde tem doença do catato, que nos meu mambo de aprendiz de kimbanda só sai com o nosso “biológico” CARRO DO FUMO…do mu ukulu. Assim matutando bué, cheirando rapé de macanha…, neste tempo de goiaba podre, botei os meu fumo nas minhas fala de sociologias, filosofias…, e, também, depois de muito catembado, quase um barril nas condição de decifrador das falas.

MULUNGU5.jpg Digo como conclusão, buscando a solução com a ajuda do Piskunov que desconsegui e o meu gigler grande e abafador do carburador, pifou! Assim, lelu e também neste meu estado de bué katotolo onde o frio é azagaia de gelo e já panka o meu miolo, k kamba Tonito, famoso Soba T’Chingange te faço um pedido, mas num digas num dá, porque aí os meu feitiço entra na tua kubata, tu viras múmia dos Egipto, katé piranha desconsegue botar os dentes afiados, Tambula conta!

MULUNGU4.jpg Me manda nas asas de uma bela ARARA bilhete da EVA, para botar minhas férias de descanso na minha xipala, mutue, muxima…, tudotudo está num burilar que dá pena, que nos enguiço pode virar pena e voar como o Catete. Quero comer o meu funji com esse peixinho TRIARA e com a panela virada para mim, para ti, para a Bibi…e demais teus kamba desse Sertão de Lampião. Quero beber esse chazinho de KAVA-KAVA, apalpar o pernão da MOPANE, botar minhas chapas na margem da kalema, meus mergulhos nos fundo espelho nesse MAR VERMELHO, que as tuas fala me fez suar na esteira da Kisola.

MULUNGU3.jpg Tudotudo para envernizar o meu corpo kota de quase imbondeiro sékulu e cheio de salalé…, e, nesse estado de olhar parado para ti, para a tua barriga de ginguba e dizer: - Amami’ééé kamba uaba missosso “MULUNGU…FUI AO MAR VERMELHO” kisola kiavuluvulu ami…”  

Num delíriode avilo desse RIO, tudo teu leio, penteio no papel,

guardo na minha estante de pele de bambu desse uaba mu ukulu. 

Minha kubataestá forrada com folhascheias de tuas falas… 

Minha mulembaé encosto

zeca e eu.jpgParaíso,onde meu feliz riso chama Catete para piar poesia,

                                  chamo o povo para ter prenda 

                                  para ouvir o Zeca, o “grande” nas fala do  T’Chingange

 NGASAKIDILÁ O MUXIMA KAMBA AMI - ZECA 2016022912H33 TSENHOR

As escolhas do soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 08:25
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds