Sábado, 2 de Novembro de 2019
MALAMBAS . CCXLI

UM CACTO CHAMADO XHOBA . XXI – 19.10.2019

TEMPOS DE DIPANDA NO OKAVANGO - Boligrafando estórias com a Kianda Januário Pieter e missossos - Na Dipanda*, nossas vidas têm muitos kitukus, AI.IÚ.É - TAMBULAKONTA – Isto é África! O futuro está a ficar doente!

Por

soba15.jpgT´Chingange - No Algarve do M´Puto

chibia.jpg::::: 188

Os conceitos do mundo actual, valores, crenças e as histórias da avozinha, não são mais as mesmas, dizia eu aos meus companheiros no D´Jango do Mukwé, lugar do fim do mundo e aonde o mwadié Miranda Khoisan, meio carcamano bóher, bivacou nas margens do okavango com toda a sua família depois de perseguido pela UNITA e espirros desclassificados que o apontaram como um informador da PIDE/DGS no já longínquo ano de 1975; ele que sobrevivia como podia em seu mato do Calai, vendendo fuba e peixe frito com carne seca fornecida pelo Fernandes Teles da Chibia, um caçador, recolector de estórias ainda não contadas e, com quem vivi na nossa odisseia da diáspora na Cidade de Bolivar, em terras de Venezuela.

:::::189

Minha vida é mesmo um rosário de encontros e desencontros, dizia isto à kianda Januário Pieter que sem se espantar ria só átoa de meu espontânea grito de liberdade sempre condicionada aos desaires da política para onde quer que fosse ou aonde estivesse. Lá na Cidade de Bolivar, as baratas e ratos eram os nossos mais próximos vizinhos. Pázadas de cucarachas eram varridas para o barranco próximo que dava para as traseiras muito cheias de restos despejados a eito… elas voavam e entravam por tudo quanto era canto e recanto, frincha e afins mal caiados. E, o Rio Orinoco ali tão perto.

luis15.jpg:::::190

No M´Puto, na Venezuela, no Brasil, em Namíbia ou África do Sul e até no escambau aonde judas chorou desesperado com todos nós, mortais filhos da peste que nunca o deixam em descanso. E também em África aonde o ontem fica cada vez mais distante e, o que então era proibido, hoje já o não é. Lugares aonde agora predomina a gasosa e fundamentalmente a postura governamental de BLACK EMPOWERMENT; Isto quer dizer uma política substituição do negro em detrimento do branco.

:::::191

Vou vos contar, mas isto não tem por onde se pegar! O branco tem de investir e, quando da necessidade de contratar gente tem por lei de dar trabalho em primeiro lugar ao negro em detrimento de um outro e de outra cor bem melhor preparado para exercer uma qualquer função. Se isto não é racismo selectivo digam-me então o que é? João Miranda disse estar já habituado a este relacionamento; Em tudo há um equilíbrio disse: – Nós, comerciantes, sempre temos de coabitar e ceder benesses às autoridades, um dia é um pneu, em um outro é uma bateria ou umas grades de cerveja de gasosa a troco de tranquilidade.

:::::192

No final sempre será o povo a pagar por eles, os que mandam; Os tempos mudam rapidamente e para alguns é de consequências pessoais e psicológicas dramáticas. Na administração Sul-africana os brancos funcionários foram substituídos pelos negros, mandados para casa sem a necessária subsistência aos anos vindouros. Pois! Agora os funcionários bóheres que não acautelaram suas economias, andam a jogar bolas nos robotes, semáforos como os palhaços do circo, para subsistir ao abandono social do novo estado de Pretória.

boer carro1.jpg :::::193

Vá-se lá entender a pedagogia de produzir surpresas em novas experiências sociais como esta tão desagradável. A Kianda Pieter mantinha-se ausente neste nosso bate-papo. Olhava de soslaio no ar rarefeito de sua áurea de sabedoria vendo os bois a pastar do lado de Angola, a outra margem que dava para o Dírico. E, num repentinamente fala: - Essa concepção de racionalismo opõe-se à filosofia que professa que as ideias se deterioram quando aplicadas às coisas e procedimentos, depois vem a ineficácia com sequente deterioração na coisa pública e privada.

:::::194

Pópilas! Januário falou certo como nem meus amigos sociólogos costumam dissertar. Na contraluz da sorte como se estivesse no “Empera´s Palace” de Johannesburg ouvi o grito de “bingo” quando só me faltavam três números dos nove escolhidos. Era a pizza margarita, ainda fumegando que chegava da cozinha da Dona Elisabette; Meu estômago já titubeava uns gargarejos que subiam ao esófago - esta gente aqui em Sud’África não almoça!?

:::::195

O conhecimento da realidade moldada pelas teorias modificam-se assim como numa paisagem vista num nascer ou em um pôr-do-sol, uma kúkia que se confunde pela ordem das razões e nem sempre na teoria adequada. Um bingo! A ordem das razões, valorizam a ordem dos factos em detrimento do bem social. Não há maior religião do que a verdade! Com este pensar de Dalai Lama na cabeça e passeando por África, vi gente branca, (também negros) a pedir nos semáforos, nos parques de estacionamento, um pouco por todo o lado. Trazia na minha mochila palavras de apreço mas, jamais as poderei usar aqui no bom sentido!

okakau1.jpg:::::196

Passeio por terras idílicas que contrastam suas belezas, doirados e arredondados montes com seu verde, flores de Augrabies, penedias com secura e ainda o azul do mar; dos sargaços bailados em meus sonhos como ondas aonde se pode ver o redondo do horizonte nublado por ideias e ideais torpes de governantes perpétuos. Mas estando eu num planalto africano e a mais de 1600 metros de altitude pude em conversa saber que a áfrica fica a cada dia que passa, mais longínqua para os brancos. A estas apreciações Januário Pieter nada diz; na sua qualidade de super-star kianda, não entra nesses detalhes minoritários.

::::: 197

Levei a cabo a travessia desde Cape Town até à Cidade de Maputo, antigo Lourenço Marques. Passando por Windhoek, Walvis Bay, Victória Falls, Lago Kariba no Zambeze, Tete, Beira, Chimoio, Macia-Bilene e por fim Maputo no ano de 1999. Mas, foi aqui na região da Ovambolândia que atravessei ilegalmente o Cubango numa tosca jangada construída sobre seis tambores. Só queria mesmo pisar o outro lado do sonho e foi quando me encontrei com um velho bosquímano do lado de Angola que fiquei a saber que meu sonho se tornaria lenda. Em uma casa de taipa, um kota costureiro, curtia com serena quietude sem portas nem janelas em chão de areia e, num ar que ziguezagueava frescura entre panos garridos. Não sei como aqueles panos chegavam ali e, saídos do Kongo, talvez um estoque antigo dum Tuga! Na rua de terra, os galináceos picavam reflexos de lama em gaiolas de pau entrelaçado à sombra de velhas acácias. Homens pesarosos, refilavam merdas, só por refilar, descarregavam um velho camião bedford. África, andava por aqui agarrado ao medo da sua sombra. Por vezes, era assim com coisas banais que ocupávamos as vírgulas do nosso tempo no lugar do Mukwé…

:::::

Nota: *Dipanda é o somatório das coisas positivas e negativas que ocorreram antes, durante os longos anos da crise Angolana, e após o Acordo de Paz e Reconciliação Nacional. Corresponde à diáspora de angolanos e afins espalhados por esse mundo.

mlibize kariba1.jpg GLOSSÁRIO: Boligrafando – escrevendo com esferográfica; Januário Pieter – Uma assombração, kianda assistente, calunga das águas; Mwadié – Branco; Cucaracha- barata; Kúkia – Sol, pôr do Sol; Mujimbo – boato, diz-que diz; Khoisan - bosquímano, homem do mato;  Missosso – Conto breve de cariz popular em Angola; Tambulakonta – Toma nota, fica atento; Kituku - mistério; D´jango – Casa de reunião, lugar de assembleias do povo;

(Continua...)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 06:50
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds