Terça-feira, 12 de Julho de 2022
PARACUCA . XLII

MULOLAS DO TEMPO . 1325.01.2022 - No Nordeste do Brasil

RECORDANDO: Do 22º ao 24º dia. Nós, bazungus no Hotel SUKUMA-IN na cidade de Karonga, bem ao Norte do lago Niassa a que também chamam de MALAWI

Crónica 3231::: Republicada a 12.07.2022 no AlGharb do M´Puto

Por t´chingange 0.jpg T´Chingange (Ot´Chingandji)

kasane01.jpg  Passados que são três anos e meio, vou tentar relembrar os episódios mais marcantes da odisseia em África “Haja Paciência” depois da nossa passagem da Tanzânia para o Malawi. A sequência dos dias já se me vai ficando diluída na recordação mas, recorrendo ao caderno nº 11, revejo a data de 12 de Outubro do ano de 2018; interrogava-me neste então como seria o nosso práfrente coexistindo-me à distância de um “Haja Paciência” com “El Comandante - o melhor condutor de África” …

O Malawi é um país interior da África. Limita-se ao norte e a nordeste com a Tanzânia, ao sul, este e sudoeste com Moçambique e ao oeste com a Zâmbia. O traço mais marcante da sua geografia é o lago Malawi ou Niassa, terceiro mais extenso de África, que ocupa cerca de um quarto do país, com aproximadamente 31000 km², dividindo-o com Moçambique e fazendo a fronteira com a Tanzânia. O relevo varia entre as planícies do rio Shire, que origina-se no Lago Niassa que desagua no rio Zambeze já em território moçambicano. É para aí que “El Comandante V” aponta seu azimute. Em realidade eu já deveria ter voltado para trás apanhando um avião em Kasane (perto de victória Falls) no Botswana

kasane1.jpg Há uma cadeia montanhosa que se estende de Norte ao centro-oeste do país, com elevações entre 1000 e 2000 metros, que correspondem as montanhas que seguem o Vale do Rift da África Oriental. Na porção sudeste do país, a leste do vale do rio Shire, ergue-se o maciço de Mulanje (também pertencente às cadeias marginais do Vale do Rift) com o pico Sapitwa que, com 3002 m de altitude, é o ponto mais elevado do país. Andamos por aqui quase perdidos para ver uma reserva que poucos animais tinha. Havia sim muita árvore marula da qual se faz um dos melhores licores do mundo.

O clima é tropical na região central até ao Norte, com uma temperatura média anual de 30°C, e mais ameno (clima temperado) ao Sul, sob influência das correntes de ar frio (no inverno) do Sul do continente africano, com estações do ano mais bem definidas que o centro-norte do país. As gentes são bem amáveis, conservando valores católicos e pelo observado mais honestos no relacionamento com os turistas…

kasane2.jpg No Hotel SUMUKA-IN, viemos ocupar dois espaços de quartos de executivo ao preço de 40.000 Kwsm, algo como 50 €; as instalações são antigas, grandes espaços, bons moveis mas, dos seis pontos de luz, só um tem lâmpada. Não tem cafeteira eléctrica, nem chá, café e açúcar como foi habitual encontrar em África do Sul, Botswana, Namíbia, Zimbabwé, Zâmbia e Tanzânia. Há uma vela em lugar bem visível, indício de que a electricidade falta com frequência.

Há dois ares condicionados, um não trabalha e o outo só ventila. São duas horas da manhã e não consigo dormir pelo calor que faz; virando as patilhas do FAN para a cabeceira lá conseguimos dormir com os pés na cabeceira. Só desse modo conseguimos apanhar algum ar em movimento do estropiado aparelho. As estradas do Malawi apresentam-se melhores conservadas mas, o jeito da cidade é bem típica de áfrica, muito cheia de casas abarracadas a que chamo de cubatas chimbecos, muita coisa improvisada e muitas bicicletas. Algumas são bike-táxis. Por aqui, felizmente, nossos cartões de banco funcionaram e podemos assim, encher nossos baús com muitas notas Kwachas.  

busq6.jpg Nzuzu – 14.10.2018 – Vigésimo quarto dia da odisseia “Photoles”. Este foi o dia em que comi o bife mais duro do planeta à modica quantia de 4.500 Kwachas Malawianos. Turista sofre! Seguindo viagem neste ambiente de resiliência recordo as Vidas Secas de Graciliano Ramos. Algures no trajecto da fronteira de Songwe Border e, já no Malawi até Karonga atravessamos uma floresta de árvores seringueiras. Parámos e compramos bolas feitas de cauchu natural, rolos de muito fio de latex seco envolto e formando um globo saltitante. A bola por obra e graça do espirito santo desapareceu misteriosamente. Deve ter saltado do carro algures em uma das posteriores paragens. 

Com colares massai de contas azuis e bagos de feijão maluco de Angola penduradas ao pescoço, escrevo no imaginário, coisas loucas a condizer com o não menos chanfrado Ernest Emingway, salvo as proporções, claro! Sou um homem do mundo. Já viajei e vi muitas coisas; os anos e meses que passei noutros lugares assim como missangas, conto-os enfiados em um fio de náilon a fazer de pai-de-santo. Formando frases curtas e sinceras tento rematar-me nas voltas certas para driblar de outro jeito meu passado. Sim! De outro qualquer modo ele, o passado pode reconhecer-me. Aiué! Aprendo com as formigas grandes, kissondes que em andamento seguro, arrastam pelo pó do chão seus ventres escuros sem discutir com Deus por assim andarem, sempre se arrastando.

(Continua…)

O Soba T´Chingange      

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 09:23
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Setembro 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15


26
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub