Sábado, 28 de Janeiro de 2023
A CHUVA E O BOM TEMPO . CXXVI
FALAR PELOS COTOVELOS – ENTRE A ESPADA E A PAREDE
Crónica 3348 de 28.01.2023 no AlGharb do M´Puto
Por ucrania2.jpgT´Chingange (Otchingandji)
:::::
Hoje a humanidade constitui uma única civilização, e os problemas como a guerra nuclear, colapso económico e a disrupção tecnológica só podem ser resolvidos a nível global. Estamos então presos entre a espada e a parede. A União Europeia criada com base na promessa de valores liberais universais, está a beira da desintegração devido entre outras menores causas, à dificuldade de integração e imigração. Posso ler o dito supra, no livro das 21 lições para o século XXI de Yuval Harari.
 
Hoje, as potências com aptidão de estarem no topo do mundo estudam meios sofisticados de matar na forma massiva. Muito antes dos EUA terem criado a bomba inteligente, numa altura em que a alemanha nazi estava a começar a usar misseis V-2 nada inteligentes, o Japão afundou dezenas de navios aliados com misseis de altíssima precisão. Esses misseis ficaram conhecidos como os kamikazes.

Ucrania9.jpg Hoje as munições de precisão são comandadas por computadores mas, os kamikazes eram aviões banais cheios de explosivos, comandados por pilotos dispostos a morrerem nessas missões suicidas. Era um espírito de sacrifício levado à morte pela crença Shinto; quem sabe se os russos nesta guerra actual com a Ucrânia não obrigarão prisioneiros a enveredar por esta versão de sacrifício humano. Tudo pode acontecer! Nas guerras nunca se sabe como vai ser seu fim.

Os kamikazes combinaram tecnologia de ponta com doutrinação de ponta espiritual; não estou a ver cristãos a alinharem nesta forma de se tornarem heróis mas, que há loucos, lá isso há! O destino da humanidade repousa irremediavelmente e, cada vez mais que nunca, sobre as forças morais do homem.

ucrania3.jpg Convém recordar que o Shinto estatal japonês deriva do cristianismo ortodoxo praticado na Rússia, pelo cristianismo da Polónia, pelo islão xiita do Irão e pelo judaísmo de Israel. Pela lei da vida ou obrigado a relembrar que o mesmo oxigénio que nos dá a vida, também nos leva à morte por oxidação; é uma questão de tempo. O mesmo oxigénio necessário para fazer o vinho, o torna ácido em contacto com o ar; o mesmo sucede com o ferro que em escassos anos se desfaz em ferrugem.

Os terroristas kamikazes e gente comum forçados por rapto em um grande avião, demoliram as torres gémeas nos EUA, no World Trade Center, foi uma prática terrorista com intenso efeito audiovisual. A actual guerra na Ucrânia por invasão russa, tem como função macabra mudar o equilíbrio do poder político através da destruição maciça de pontos de infraestruturas civis. É o medo levado ao extremo sacrificando o comum cidadão.

cabul1.jpg Centenas de organizações terroristas foram extintas nas últimas décadas mas, o mundo nunca se deparou com um estado terroristadestruindo aleatoriamente infraestruturas não militares, vitimando o povo a não poder fazer uma vida normal, não se aquecer, a sequente fome e todos os transtornos inimagináveis. O líder Putin, a todo o custo tem de ser abatido com um tiro certeiro. Esta besta tem-se revelado como um jogador de poker, que tem na mão um conjunto de cartas e que tenta a todo o momento convencer com bluff os rivais no embaralhar das cartas.

Para a Ucrânia, para o mundo civilizado, é difícil suportar estas provocações. A legitimidade de um estado moderno baseia-se na esfera política de liberdade com paz. A resposta mais eficiente a esta guerra terrorista talvez o sejam com bons serviços secretos e acções clandestinas contra as redes financeiras que dão sustento a esta guerra. Mas, isto não pode ser visionado pelos cidadãos pela televisão com comentadores “especialistas”, militares aposentados ou gente já gasta em diplomacias comezinhas. Há muito lixo nas informações que nos chegam. Por dinheiro, falam, falam e repetem sem conta o já visto. Falam pelos cotovelos.
O Soba T´Chingange


PUBLICADO POR kimbolagoa às 17:24
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 21 de Janeiro de 2023
KAZUMBI DE BORUNDANGA . X

O 0LEIRO Meu pai foi de tudo um pouco! Até vendeu volfrâmio a Hitler na 2ª  GUERRA para seguir em frente...

Crónica 3347 – a 21.01.2023, em um Sábado

Por burundanga1.jpg T'Chingange (Otchingandji) no AlGharb do M´Puto

vaso4.jpg Geralmente, as mais belas peças artísticas que arrebatam sentidos e dão asas à imaginação são moldadas a partir de algo que parecia desprovido de maior importância - um vaso. Mas, neste caso são vasos só em barro simples, que me dão gosto no sustento do confinamento - porque têm algo que me refaz na vontade... Esses outros vasos do antigamente, com rabiscos que são transformados em belíssimos quadros, formam notas a compor as mais impressionantes peças. Da matéria bruta, fundida em fogo ardente, o artesão cria a partir do barro, areia, delicadas figuras de cristal. Do barro, o oleiro fabrica objectos de cerâmica, vasos riquíssimos em todos os sentidos. Neles, coloco sementes que trazem cheiro à vida!

Tendo em mente o símbolo do vaso de barro, na vida o “conhecimento da glória na face de Cristo”, da Natureza. Trata-se de mais uma bênção resultante da graça; graça que só damos conta nos momentos de reflexão, ou num confinamento forçado pelo desconhecido. Quem somos nós para merecer esse prémio de podermos apreciar um simples “vaso de barro” com umas verduras que nos felicitam quando regadas! Tanto quanto podemos imaginar, o barro é, em si mesmo, desprovido de valor; é matéria-prima frágil que depende da intervenção do oleiro. Do nada na forma de bola, sai algo que se torna útil, assim seja para ver, guardar azeite ou doces de compota. Mas também uma orquídea ou uma ervilheira...

Assim, é ele, o oleiro, que determina a forma para a utilidade do vaso, e o resultado contém a assinatura do artista anónimo que o faz, para só ganhar sua tarefa. Essa é sua - nossa condição. No texto bíblico, os vasos de barro contêm justamente esta ideia: utensílios frágeis, sujeitos a se despedaçar com facilidade, de pouca duração e de pouco valor. Mas, nosso destino, estará sempre disposto a usar as pessoas como fragmentos de barro num qualquer momento! Somos pedaço de terra sim!

fifa3.jpg Existem pessoas que, com o olhar voltado para elas mesmas, não conseguem ver nada além do que consideram irrecuperável. De forma alguma aceitam serem fragmentos de vasos, de barro! Os corações despedaçados que carregam profundas feridas resultantes de tropeços e quedas sempre estarão mais preparados... Muitos achando serem um barro diferente, cobrem-se de porcelanas vidradas, coisas envernizadas! Outros, perdem  a esperança,  ficando nos sonhos evaporando  seu  sentimento de fracasso...

Aparentemente, a voz da consciência de uns quantos, lhes dirá que algo quebrado não pode ser consertado e, por isso mesmo, deve ser jogado fora. Contudo, o Oleiro pode tomar nas mãos o barro disforme, juntar os cacos, e formar a partir dele um vaso precioso e útil ou fazer uns gatos unindo as parte! Meu pai Manuel, jeitoso em tudo fazia isto! Ele, era um bom Oleiro! Juro que era! Mas, também de uma vareta de guardas chuva fazia sovela para consertar sapato! Agora é meu herói, nem sempre o foi assim...

vaso2.jpg Nesta estória teremos de chegar a Jeremias da Bíblia a lembrar o que  escreveu aos israelitas: “Como o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou na mão, tornou a fazer dele outro vaso, segundo bem lhe pareceu" isto deve estar escrito algures. Parte-se um vaso, outro se fará! Pensem, um dia vai acontecer... A Natureza pode criar vasos novos e recriar vasos estragados.

xique xique4.jpg Toda a pessoa que sofra nesta quadra de pandemia de valores e altercações na governação, um dia sim, outro dia não, um dia é e no outo deixa de o ser, pode sentir-se em Oleiro, mas também fazer um sovela e virar sapateiro embora a grande maioria curtam a mentira... Meu pai foi de tudo um pouco! Até vendeu volfrâmio a Hitler para seguir em frente... Era outra guerra! Nossa infinita graça, se transformará dia após dia, até um dia!

O Soba T'Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:17
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2023
MALAMBAS . CCLXXV

NAS FRINCHAS DO TEMPO

Crónica 334618.01.2023 em AlGharb do M´Puto

Por soba002.jpgT´Chingange (Otchingandji)

barata1.jpg  Se não tivermos cuidado acabaremos desactualizados usando mal os computadores avançados por provocação, provocando o caos com a ajuda dos algoritmos, originando ditaduras digitais que nos impingirão liberdade desprovida de realidade. Posso constatar que muitas notícias são truncadas a contento dos DDT - Donos Disto Tudo, abraçados a políticos com Maioria Absoluta. No presente século XXI podemos ser divididos em “castas biológicas” e elites monopolizadoras de riqueza, que nós gente comum, passaremos a aceitar como algo natural.

Malucos e políticos incompetentes ficarão no topo da hierarquia prometendo algo que nunca farão. Da forma como tudo vai ficando, só pode piorar. Hoje, os 0.9 por cento mais ricos do mundo, detêm metade da riqueza mundial. Alguns destes, tal como Cristiano Ronaldo, para além de ricos, ficam símbolos de estatuto social.

Assim sendo, o futuro do povo “massa”, dependerá da boa vontade de uma pequena elite. Tambulakonta!? (vamos ficar atentos). Como uma catástrofe será muito tentador e fácil, mandar as pessoas supérfluas borda fora da Nau-Nação; a eutanásia em rigor, irá servir de justificativa como se o fora coisa comum.

DIA76.jpg É claro que o mundo está sempre em mudança; na década de 1970 os teólogos da América Latina inventariaram a Teologia da Libertação apresentando Jesus Cristo como um Che Guevara. E, afinal Jesus pode também ser recrutado para analisar o aquecimento global pois os princípios religiosos sempre surgirão eternos e usados em novas posturas políticas.

Enquanto o Papa Francisco lidera a luta contra o “aquecimento global” em nome de Cristo, sermões exaltados de pastores evangélicos, resistem à regulação ambiental com sermões exaltados. Ao invés de outros tempos, no século XXI as religiões não farão chover com procissões.

As mesmas, não curarão doenças com mezinhas, benzeduras e rezas com oxalá nem construirão bombas de matar mas, ainda serão elas, as religiões que determinarão quem faz parte de “Nós” e quem fará parte de “Eles”; quem devemos curar e quem devemos bombardear.

jindungo0.jpg Seja a Arábia Saudita, o Irão, o Congo, Israel ou os USA, todas as Nações seguirão políticas mais ou menos capitalistas, todas vacinarão crianças contra o tétano ou sarampo, todas recorrerão a químicas e físicas e todos fabricarão bombas. Os Russos continuarão a fabricar misseis inteligentes, para delinearem fronteiras a seu gosto, matando gente e destruindo infraestruturas civis.

E, todas as sextas-feiras à noite as famílias judias sentar-se-ão à mesa para em família partilharem uma refeição especial vivida em alegria, gratidão e união. Na história, na política, na religião de cada qual, as pequenas diferenças podem originar grandes efeitos. O Mundo, ainda anda a reconstruir-se…

O Soba T´Chingange   



PUBLICADO POR kimbolagoa às 15:59
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Domingo, 15 de Janeiro de 2023
KAZUMBI DE BORUNDANGA . IX

A CAMINHA DA RECESSÃO – De cada 100 euros de PIB, 39% vão para o estado

Crónica 3345 – a 15.01.2023, em um Domingo

Portonito 20.jpgT'Chingange (Otchingandji) no AlGharb do M´Puto

:::::1

Winston Churchill afirmou que a democracia é o pior Sistema político, à excepção de todos os outros. Nesta e em muitas outras situações, as emoções humanas sobressaem às teorias filosóficas. Quantos cristãos, judeus ou budistas estarão imunes às singularidades do ego amando em realidade o próximo como a si mesmos!?

:::::2

Seres humanos, zangados, raivosos ou anciosos matam milhões de outras pessoas em desavenças, guerras ou acidentes rodoviários. Recentemente morreu um pensador nascido Joseph Aloisius Ratzinger e tornado Papa com o nome de Bento XVI; teremos de reflectir de vez em quando, pelo menos, em como depurar nossos programas de vida para nos livrarmos dos muitos e variados preconceitos humanos.

:::::3

Ao longo da estória, a dificuldade em fazer cumprir as leis foi uma boa protecção contra os preconceitos e erros dos legisladores. Se assim não acontecer, deve o estado intervir regulando o código de ética?

:::::4 -

karoo1.jpg Sim! Pois queremos um sistema em que as decisões de políticos falíveis, se tornem inexoráveis! Que não cedam a rogos nem a lágrimas se tiverem curriculum de FICHA LIMPA! Caso contrário será melhor ficarem no seu canto gerindo seu galinheiro. Que o seja como prescreve a Lei de Peter ou como o é a lei da gravidade de Murphy. Pude ler isto de outro jeito no livro de Ywal Harari em seu livro das 21 lições para o século XXI.

:::::5

E, também li algures que não estamos a fazer grande coisa para investigar e desenvolver as capacidades humanas, segundo as necessidades do sistema económico e político em detrimento de favores e benesses indevidas…

:::6 

dia122.jpg Pode aperceber-se assim, que será possível que toda a riqueza de uma Nação e todo o poder fiquem concentrados nas mãos de uma elite ínfima, um Governo de Maioria Absoluta, famílias e afins, enquanto a maioria das pessoas, os cidadãos, sofrem não de exploração mas, algo muito pior: -De Irrelevância…  

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 12:12
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sábado, 14 de Janeiro de 2023
MALAMBAS . CCLXXIV

A TEORIA DA MENTIRA

Crónica 3344 14.01.2023 em AlGharb do M´Puto

Por CACHORRO FELIZ.jpg T´Chingange (Otchingandji)

dia20.jpg Pesquisando vários pensadores acerca do tema da mentira, facilmente cheguei ao cerne da pesquisa: Mentir é dizer algo que não é certo, ou algo que é parcialmente certo de acordo com uma parcela muito pequena da realidade que a pessoa escolhe para discutir. Quando a estratégia de comunicação deliberada é baseada neste tipo de argumento para construir relacionamentos, constitui-se uma mentira através de manipulação, o que constitui uma grave violação à ética no trabalho (Pedace, 2011, p.109).

O mentiroso, antes de tudo, omite a verdade e, em seguida, elabora uma declaração alternativa plausível para o ouvinte, ao mesmo tempo em que oculta os sinais do nervosismo. Tal processo implica em um maior uso dos recursos cognitivos do que quando se diz a verdade (Williams, Bott, Patrick, & Lewis, 2013). Para filtrar as inverdades os novos candidatos a fazer parte do governo português, estes, ficarão sujeitos a um escrutínio por formulário composto de 37 perguntas ao qual responderão com um sim ou não. Isto não vai aquecer nem arrefecer e será simplesmente um mecanismo interno para poder ilibar o Primeiro-ministro nas responsabilidades de escolha co-responsabilizando de certa forma o Presidente Marcelo.

costao.jpg A proposta do tal formulário foi discutida na reunião semanal do Governo, em Conselho de Ministros, aprovada pelo Partido da Maioria Absoluta sem avançar detalhes sobre este mecanismo de escrutínio, dos nomes escolhidos para o elenco governativo com muitos edecéteras e por forma a “tapear” a opinião pública já tão saturada de inverdades, arranjos e práticas incestuosas no uso da palavra. O PM Costa socorreu-se da interpretação do "constitucionalista" Marcelo Rebelo de Sousa para clarificar os poderes dos órgãos de soberania.

"Devemos ser muito rigorosos nas competências próprias de cada órgão de soberania, a Constituição é muito clara", lembrando que os "membros do Governo são nomeados pelo Presidente da República sob proposta do Primeiro-ministro". E recorreu à interpretação de Marcelo Rebelo de Sousa sobre o facto de o Presidente da República ter nisto "um poder substancial". Tudo indica que as futuras comissões parlamentares deverão, anunciar quais os géneros de mentiras que aceitam por parte dos convocados e quais os géneros de mentiras que, por parte dos convocados, não aceitam.

costa13.jpg Tudo indica que aqui, vai funcionar um ardil para que o PM se iliba das escolhas sob o risco de serem elas, as comissões parlamentares, responsáveis por falta de adequada sinalização, e de o serem por elas convocados vítimas de um logro. Mas, lendo a teoria da mentira segundo Marcelo Rebelo de Sousa: As mentiras são substanciais e insubstanciais. Dividindo-se, porventura, as mentiras substanciais em mentiras muito substanciais, mentiras medianamente substanciais e mentiras pouco substanciais. E, porventura, dividindo-se as mentiras insubstanciais em mentiras muitíssimo insubstanciais, mentiras medianamente insubstanciais e mentiras quase substanciais. Pelo que as comissões parlamentares não deverão exorbitar. Será justo colocar todas as mentiras ao mesmo nível? Por exemplo, dizer que as mentiras muito substanciais valem o mesmo que as mentiras medianamente substanciais e as mentiras pouco substâncias?

Relendo o artigo de Artur Portela, escritor e jornalista chega-se à dúvida: “Não é justo. E será justo, por exemplo, dizer que as mentiras insubstanciais valem o mesmo que as mentiras muitíssimo insubstanciais e que as mentiras quase, mas só quase, substanciais? Que Eu (Artur Portela) permito antecipar-me ao meu querido e velho amigo desde os anos 70 e poucos, arriscando que, para ele, são aceitáveis, em sede de comissão parlamentar, quase todas as mentiras insubstanciais. Vamos, todas. E arriscando que são inaceitáveis, para ele, boa parte das mentiras excessivamente substanciais. Embora, porventura, não todas. Deixando passar as mentiras medianamente substanciais. E as mentiras pouco substanciais. Há que ser generoso. O Povo é sereno. E importa que a verdade não exagere”.

costa02.jpg Metido neste molho de brócolos mais me certifico que a Mentira reina sobre o Mundo, digamos que é a frase que paira neste espectáculo encenado por António Costa, o dono do pedaço chamado de PMM - Partido da Maioria Absoluta. Hoje a mentira tem vários nomes, utiliza o utilitarismo, ordem social, senso prático. Ela, a mentira, como ordem social, pode praticar impunemente, todos os assassinatos; é preciso estar alertaOnde estão então os limites entre a verdade e a mentira? Não são só factos que as caracterizam, mas a maneira como são vistos ou apreendidos, neste espectáculo que vivenciamos.

RESUMO: No contexto da interacção interpessoal, no qual são utilizados recursos comportamentais como gestos, expressões faciais, postura corporal e modulação de voz, destaca-se o fenómeno da mentira, que é caracterizada pela dissimulação de ideias, sentimentos e emoções. Mentir é um processo psicológico pelo qual um indivíduo deliberadamente tenta convencer outra pessoa a aceitar aquilo que o próprio indivíduo sabe que é falso, em benefício próprio ou de outros, para maximizar um ganho ou evitar uma perda (…). A mentira é um acto instintivo e funciona como uma arma de preservação social, no entanto, do ponto de vista jurídico, ela é avaliada por seu dolo, ou seja, pela intenção e pelo prejuízo moral ou material que causa (Castilho, 2011). Um indivíduo pode mentir por ocultação, quando omite informações verdadeiras, mas não apresenta informações falsas, e também por dissimulação, quando apresenta falsas informações como se fossem verdadeiras, retendo aquilo que sabe que é verdade… Fui!

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 21:55
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2023
KAZUMBI DE BORUNDANGA . VIII

A GRAÇA - A CAMINHA DA RECESSÃO

Crónica 3343 – a 13.01.2023, em uma Sexta-feira - Ando a interpretar a Bíblia; só alguns trechos...

Porcosta01.jpgT'Chingange no AlGharb do M´Puto

costa araujo4.jpeg Verifico que tal como Pedro, sou Impulsivo, irreflectido por vezes e, nem sempre vou na diapasão dos demais - penso por mim; não vou em cartilhas, em posturas mal desenhadas ou leis descabidas como este recente escrutínio formulado com trinta e tal perguntas para averiguar se, se tem Ficha Limpa em seu curriculum e, daí poder a vir a ter um lugar no Governo. Sou cada vez mais desconfiado porque nem sempre o que parece, transparece! O homem, não me infunde confiança...juro!

Pedro em sua sinceridade também friccionava sua mente com novos parâmetros e análise de paradigmas. Até segundo se diz e, porque se lê, parecia difícil vê-lo com alguém equilibrado, coisa diferente em mim que sempre ando com gente desclassificada dos carretos! E, ando por isso, muito descrente! Como ele Pedro, ora estou em um lado, ora estou num outro distante mas, agora tenho de ficar agarrado ao sofá ouvindo coisas repetidas na exaustão para preencher o tempo! Mas, vale a pena estar informado, sim! Em meus altos e baixos, nós os dois, em épocas longínquas falamos quando teria sido melhor permanecermos calados, curtir o NADISMO em sua plenitude, pois!

cos3.jpg Ou também fazendo afirmações inspiradas, à semelhança da que vimos ontem e antes de anteontem, ou quando Jesus quis saber o que todos pensavam a Seu respeito: “Tu és o Cristo?!”. Ao ouvir o Mestre Messias falar da própria morte e do abandono de que seria vítima, Pedro falou: “Ainda que todos Te abandonem, eu nunca Te abandonarei!” - Esse, era seu problema: Queria mostrar-se forte, quando deveria expressar dependência; era rebelde! Foi quando então aconteceu o que Jesus, o Messias, previu: Pedro O negou. Tendo caído em si, arrependeu-se e por isso ganhou uma nova chance. Lembro esse meu tempo de fantasma que era noite, e a lua brilhava intensamente.

No entanto, recordo o ambiente pesado. O passado havia sido decepcionante, o presente parecia incerto, e o futuro, ameaçador. Pópilas! Agora acontece a mesma coisa, ando aqui metendo tudo na água sanitária, esfregar-me com gel, gargarejar com água salgada e usar muito sabão só para eliminar um invisível e extremamente perigoso diabinho... Também usar alho cru, que afasta as minudencias. Será? Pedro, naquele tempo, estava deprimido, moralmente caído. Se é verdade que a pescaria o ajudava a relaxar, talvez tenha sido essa a intenção dele quando disse: “Vou pescar”, no que foi acompanhado pelos outros parceiros. Isso, agora no 2022, não o poderia fazer sem ter uma especial licença retirada no caça niqueis estatal chamada de Caixa Multibanco. Naquela tentativa, Pedro fracassou. Todos temos um tempo, Noé!?

costao.jpg Aqueles pescadores profissionais tentaram pescar a noite inteira sem apanhar nenhum peixe. Eu pesquei no Auchan a troco dum crédito que o cartão cuspilhou! Dinheiro, hoje, assusta! Contudo, a noite de fracasso com Pedro, chegou ao fim, e os raios do Sol trouxeram-lhe mais do que um novo dia; veremos... Na casa de Caifás, um outro personagem, ele Pedro, pois então, havia negado conhecer Jesus, mas na praia, naquele alvorecer, o Mestre o esperava orientando o método correto para o êxito na pescaria. Naquele tempo não existia um Costa, um Primeiro-ministro auxiliado por um Merdina, cobrador de impostos; era tudo assim mesmo, governamentalizado na palavra…

Pedro teve azar, mesmo; porquê?! O Costa actual, explicou e bem tim-tim por timtim como pescar com máscara no Auxan, assim e assado e só depois frito ou cozido; de preferência português porque peixe chinês, está provado, trás vermes! Naquele tempo de há 2022 anos, mais coisa menos coisa, um tal de João O reconheceu, Pedro se apressou a encontrá-Lo. Porque precisava Dele naquele momento! Pedro sentiu que Jesus ainda o amava e se interessava por ele. Ficou taciturno... E, quando os demais chegaram, o desjejum já estava pronto.

costa13.jpg Foi naquele ambiente restaurador que Jesus fitou profundamente os olhos e o coração de Pedro e lhe perguntou três vezes: “Você Me ama?” E tantas vezes quantas O havia negado, o discípulo respondeu: “O Senhor sabe que eu O amo, Senhor!”. E recebeu a missão! Cuidar de nós vindouros... Pedro ainda estava nos planos do Mestre, apesar de suas fraquezas...

Bom dia de Sexta Feira 13 com uma feliz semana. Curioso ser aquele encontro animador para nós, porque nos identificamos com Pedro, digo eu. Eu explico: Somos trambiqueiros por natureza, dizemos hoje o que amanhã reclamamos; somos inconstantes e até outras coisas nada abonatórias mas... E, afinal Pedro também o era! Se em Jesus vemos nossas possibilidades, em Pedro vemos nossas fraquezas! E, foi ele Pedro o fiel depositário das chaves de nosso curral - este nosso Mundo, Noé?! Afinal, existe algo que a GRAÇA não possa superar?

 O Soba T'Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:25
LINK DO POST | COMENTAR | VER COMENTÁRIOS (1) | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2023
OT´CHIPULULU . 5

T’XIPALA DO M´PUTO - FÁBRICA DE LETRAS DA KIZOMBA

Candengue da Maianga - Mau-olhado – Xicululu – Crónica 334209.01.2023

Porxicululu8.jpgT´Chingange (Otchingandji) no AlGharb do M´Puto

Mu Ukulu11.jpg Desengrenando o meu disco a fim de dar arrumo a todas as mokandas, na rapidez, desconsegui acompanhar a velocidade do pensamento. No espaço de lembranças com odor de tamarindo e gajaja, o branco kandengue que era eu, teria os meus seis anos quando fui tirar a minha primeira fotografia no largo Serpa Pinto. Minha mãe Arminda da Maianga reparou que tinha um escuro de tição no rosto e, ali, entre as acácias da minha rua da Maianga, tirou um lenço de linho de sua bolsa, molhou na língua para amaciar e esfregou este no meu rosto como se eu fosse um gato

Uma gata a lamber seu filhote que era eu. Lembro-me de ter barafustado com coisa tão díspar e chorei de raiva até chegar ao fotógrafo que se situava no largo de Serpa Pinto. A fotografia tirada naquela máquina caixote, com manga preta de esconder susto, parece agora, ter andado num tornado castanho de fúria amarela, pontilhada a cagadelas de mosca.

O relâmpago daquela coisa susteve-me os últimos soluços. Desconsegui saber que já era hiena antes de saber que bicho era esse – um puto reguila da mulola do Rio Seco. Depois foram os apitos roucos dum barco que chegava a um cais, muitas casas compridas e homens em tronco nu segurando um saco com malas de chapa pintadas, bikwatas e cacarecos vários. Gritando ordens e, entre eles dizendo palavrões mais um mwadié branco como eu gesticulando ao homem aranha pendurado numa coisa chamada de guindaste; deveria ser o capataz.

dia142.jpg Era um tio que estava chegando do M´Puto. Grandes máquinas circulando com luzes a piscar na água; muita água balouçando o azul na linha de horizonte mostrando uma ilha que mais tarde vim a saber ser a ilha da Mazenga; uns peixes brincavam voando ao redor duma cabeça e tripas, talvez dum roncador ou mariquita. Por força das circunstâncias, coisa que me transcendia, meu tio Zé, o Nosso Senhor topeto teve de atravessar o atlântico num vapor de nome Uíge.

Meu tio chegou assim calças largachonas, um chapéu palhinhas muito usado na época, de um branco besugo avermelhado pelo sol do equador. Recordo agora as fotos com ele sentado junto à mandioqueira que dava sombra ao tanque de lavar, uma selha feita de uma metade de pipo de vinho, aduelas do tintol do M´Puto baptizado com água do Beno na loja do Senhor Rente Cruz, o tio do Tony Melo, mais uma tábua ondulada aonde a Dona Arminda esfregava as flanelas da família.

Aquela foto era para entregar no Colégio João das Regras junto ao Martal – Martins e Almeida para compor meu livro de aluno. Até sobraram para mais tarde, um outro colégio chamado de Moderno que ficava bem junto da estação de Caminho de Ferro da Cidade Alta. Lembro-me de ter lido algures que o vapor transatlântico Uíge, tinha escrito numa bandeira, Companhia Colonial de Navegação. 

xicululu7.jpg Naquele tempo que pensava ser um kamundongo, percorria os bairros desde a Maianga até o Bairro do Café, com os pés entrançados na grande bicicleta do meu tio Zé Nosso Senhor; assim mesmo feito chambeta, calcorreava a Luua, as encostas dos musseques com o Pica mulato que mais tarde virou oficial superior do glorioso MPLA. Isto de glorioso era ele que dizia, mas o tempo escondeu-nos do convívio, tal como o Aninhas das motas, seu irmão, mais o preto Batalha do Catambor.

Sem sabermos, construíamos todos os dias uma descolorida amizade, impregnada duma vivência que o tempo dissolveu por ideias ou ideais mas Luanda estava ali mesmo, ai-iu-é! Naquela foto de menino, eu não tinha verdadeiramente uma cor de gente; era assim como um boneco com umas calças de ganga grosseiras, sarapintado de manchas a descair sobre uns sapatos quedes da macambira.

Vendo-a, a foto amarelecida, podia passar por uma cor de pele das que os meus amigos tinham. Podia muito bem ser cafuzo, matuto ou mameluco mas, só era mesmo um mazombo, filho de colonos saídos do M´Puto com uma carta de chamada. Até Pica e Batalha, duvidavam que eu fosse mesmo branco! Subia ao coqueiro com a mesma agilidade deles, matava sardões com a mesma pontaria de fisga tiradeira e tinha o mesmo jeito para apanhar rabos-de-junco, plim-plau, xiricuatas, celestes e januários nas lagoas do Futungo ou um qualquer charco de Belas.

xicululu6.jpg Íamos lá longe por detrás do aeroporto de Belas, Craveiro Lopes apanhar pássaros na rede. Mais tarde num dia de inspirada arte, com muito jeito, pintei de branco a minha t’xipala mas, não se parecia. Só Necas me levava a sério chamando-me de Mandrak. Um dia após uma investida de valentia no quintal do Malhoas às maças da índia, gajajas e goiabas, mostrei a dita foto à turma dos “salta muros”; a minha turma! Ué… Seguiram-se risadas desconformadas - Foi um chinfrim que trespassou o silêncio muito para além do Almeida das Vacas, o rio seco, as bananeiras.

Aquele riso não era verdadeiramente de alegria; era, isso sim, um misto de valentia lambuzada na gozação pois que parecia ser mesmo um besugo. Pica, pulou de macaquice, chamando-me de T’Chingange da Manhanga. T’chingange?! Naquele tempo perfumávamo-nos de ignorância atrás do carro da tifa chamando de monangamba aos trabalhadores da recolha do lixo. Mais tarde, fiquei a saber que aquela figura, T’Chingange, era gente de verdade; pintados com argila branca ou cal, no terreiro do kimbo, pulavam como que possuídos de katolotolo

sabão macaco1.jpg Glossário:

T’Chingange - um misto de feiticeiro, justiceiro, advogado do diabo (de quem se tem medo); mokanda - carta; M´Puto - Portugal; kandengue - moço, rapaz; kamundongo: Kaluanda - natural de Luanda, rato; rabo-de-junco - pássaro; t’xipala - fotografia (de rosto); besugo - labrego ou simplório, chegado do M´Puto - (gíria de Angola); monangamba - trabalhadores sem classificação especial (pejorativo); kimbo – sanzala (planalto central de Angola), povoado; Carro da tifa - desinfestação de ruas ou quintais para matar o mosquito e outras pragas; selha: Meio barril feito de aduelas; quedes: sapato simples de ténis, em pano; Manhanga: o mesmo que maianga, charco ou poço de água; catolotolo: Zuca, mal da cabeça, maluca, passado dos carretos, com feitiço…

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 21:18
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Sexta-feira, 6 de Janeiro de 2023
OT´CHIPULULU . 4

UM POR TODOS, TODOS POR UM - Meditação do T'Ching

Depois da SEXTA-FEIRA vem o SÁBADO... Vamos ver se nos toca algum desse tal pacote de RESILIÊNCIA…

Mau-olhado – Xicululu – Crónica 334106.01.2023 dia de REIS

Por t´chiku2.jpgT´Chingange (Otchingandji) no AlGharb do M´Puto

t´chiku1.jpg Se um membro sofre, todos sofrem - deveria ser assim! Poucas coisas na vida, são tão tristes quanto alguém insinuar a disposição de deixar de estar... Algumas vezes, o motivo apresentado é de abandono, desiludido, amargurado e, um sem numero de adjectivos ou e, também o de ficar sem vintém. Isso! Sem ver a cor do dinheiro...

Em muitos, é a falta de apoio e solidariedade, quando a pessoa enfrenta momentos extremamente difíceis, sem trabalho, sem ânimo por falta de condições para continuar. Essa indiferença com alguém ou grupos de gente, em especial como os muitos velhos, creio que 35.000 em lares ilegais, que é sempre desoladora. E, perguntar-se do porquê do estado, ter descuidado esta gravidade!

E, os políticos da oposição que nem tudo apontam à gestão do Costa! Que dizem amém a tudo fazendo de avestruz nos casos cruciais. O PCP só lembra os trabalhadores, o PSD anda na concórdia, os outros andam distraídos não falando de outros desvios que voam na TAP. Isso! Daqueles preços super facturados na compra de aviões, na ordem de 20 a 30 % perfazendo milhões em luvas, desvios para as contas de alguns. Aqueles tão falados 500 mil dados a troco de silêncio a uma alta funcionária, é só um entretém!

t´chiku3.jpg Justificativas defensivas e bolinhas de sabão por parte da comunidade e grupos do poder não ajudam a clarificar o que tantos sabem e teimam em não querer saber! Mariolas, afinal, somos todos irmãos em Cristo e devemos nos importar uns com os outros, Noé? Charles Swindoll, um sociólogo, cita um pensamento profundo de John Donne, poeta e pregador inglês do século XVII: “Nenhum homem é uma ilha inteira em si mesmo; todo homem é uma parte do continente, um pedaço do todo”.

Antes da criação de Eva e do Adão declarou-se: “não é bom que o homem esteja só” – a fim de que todos sejam um” São símbolos que devem estar sempre presentes! São estas e apenas, algumas das referências que se indicam na pertinência do envolvimento entre cristãos; mesmo entre gente que se diga ateu - porque o ser ou não ser, não o isentará de só ser mais UM

Não parece haver dúvidas de que este envolvimento será um dos grandes efeitos da conversão e necessidade de comunhão tendo como fundamento o amor sincero. Sobre os dons espirituais, também nos podemos comparar a um corpo cujas famílias que compõem uma tribo, uma nação, neste caso o M'Puto - Portugal, todos diferentes e com funções distintas, são tão interdependentes a ponto de um ser afectado pelo sofrimento do outro ou pela honra a esse outorgado.

t´chingange 0.jpg “Se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um membro é honrado, com ele todos gozarão de honrarias. Assim deveria ser mas não, Noé! Temos o simples, o lei-off com empresas que necessitam e outras contempladas que não o necessitariam! E, muitos aproveitamentos! Convém que nos envolvamos mutuamente, alegrando-nos com os que se alegram, chorando com os que choram, e não que vivamos como ilhas.

Como diz o livro dos livros: “Acima de tudo isto, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição... Instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em sabedoria” num distanciamento salutar, obrigando os perdigotos a ficarem isolados! Tenham um Bom dia de REIS no sofá, na poltrona, na butaca, no mukifo, na cubata, no chalé ou no chulé com parede de taipa... Conforta saber que, em um mundo indiferente, talvez alguém nos ame e se importe connosco. É bom pensar assim! Em algum lugar, outro alguém precisa sentir que fazemos diferença em sua vida. Vamos ver se nos toca algum desse tal pacote de RESILIÊNCIA…

O Soba T'Chingange...



PUBLICADO POR kimbolagoa às 22:06
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2023
OT´CHIPULULU – 3

A GRANDE TRAGÉDIA - Depois da QUINTA vem a SEXTA-FEIRA...

Mau-olhado – Xicululu – Crónica 334005.01.2023 na Meditação do T'Ching

Por abac1.jpgT´Chingange (Otchingandji) no AlGharb do M´Puto

booktique14.jpg Harmonizar a existência do sofrimento com a realidade é talvez, o mais antigo dilema da mente humana. Em busca de respostas, mergulhamos em especulações que resultam normalmente em dúvida e descrença. Com o pensamento voltado na busca de satisfação de alguma coisa pequena, alargamos sua importância de forma desmedida. Calma! Tudo irá passar...

Epicuro, filósofo grego, não entendia o que lhe parecia ser a inércia de Deus diante do sofrimento humano. Hoje, perante esta pandémica situação covidesca, que ainda por aí anda, muitos apelam a Ele como recurso e, as respostas não chegam como se pretendia! Numa amostra de descrença e irreverência em uma argumentação na qual se questiona o poder, a bondade e a existência do Senhor, adentram-se em considerações que nada têm de humilde seguidor...

bimbo4.jpg Cá por mim, já estou comendo terra antes que ela me coma. Verdade! Argila verde com radioactividade e, que tem zinco entre outros minerais espaciais. De facto, não podemos entender plenamente todas as nuances do sofrimento, pintando-O como injusto e até tirano, mandando às urtigas os ensinamentos; isso é com os outros, digo eu ao diogo. Se o sofrimento continua a magoar não será causa de inércia, conivência ou impotência da parte da Natureza porque as perdas e singularidade são-nos inerentes; teremos de ser nós a cuidar-nos com a integridade e confiança possível ou admissível. O mesmo ar que respiramos com seu oxigénio, oxida-nos no tempo como se o fossemos um tubo de ferro.  

Por mais cruel que seja o sofrimento com todas as suas perdas, a maior tragédia é sempre deixar de confiar nessa fé que sempre dizem mover montanhas... Ou mato, ou morro! Para onde ir? Como é? Como foi? Pois se até o ferro que é duro enferruja! Mas sempre consciente ou não, levaremos a Ele as cargas que nos oprimem, enquanto aguardamos... Quantos pára-brisas de carro, pau de arara, camião TIR têm pintado: "Deus, é fiel"

carocha4.jpg Malembemalembe! Cada qual tem de esperar na beira da vida pelo seu machimbombo. Quer se dizer: devagar se vai ao longe... Hoje ou amanhã sempre haverá aquele momento em que, “desde o minúsculo átomo até o maior dos mundos, todas as coisas, animadas e inanimadas, em sua serena beleza sucumbirão". Sempre irá ser assim! Na imperfeita alegria, na leveza do ser, teremos de encarar normal esse conflito - Nem grande, nem pequeno! Sempre foi assim… Amanhã será SEXTA-FEIRA, teremos futebol, depois virá mais bola até fim do campeonato! Vamos aproveitar o Sol, a chuva e um dia novo que como missangas lhe seguirá um outro. É a vida...

O Soba T'Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:29
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2023
MOKANDA DO SOBA . CXCV

MEDITAÇÃO DO NOVO ANO DE 2023  

*PLANO ÚNICO* - UM DIA DEPOIS DA MORTE DE BENTO XVI AOS 95 ANOS DE IDADE...

Crónica 3339 de 01.01.2023

Porsoba50.jpg T´Chingange (Otchingandji) em Lagoa do M´Puto

sesmarias1.jpg De acordo com uma lenda, quando Jesus ascendeu ao Céu, alguns anjos se mostraram curiosos para saber algo mais a respeito da experiência Dele na Terra e foram interrogá-Lo a respeito: “O Senhor fundou um grande movimento! Quantos seguidores deixou?”

Jesus teria respondido: “Geralmente Eu atraía grandes multidões, mas deixei apenas 11 discípulos, alguns poucos amigos e dedicados seguidores.”- Bem, continuaram os anjos: “sendo tão poucos, certamente devem ter sido seres humanos excepcionais, dotados de excelente carácter, pessoas influentes em suas comunidades e de sucesso profissional.”

ara3.jpgCA -  A resposta teria sido: “Realmente, eram fora do comum: alguns pescadores, um colector de impostos, pessoas simples. Os anjos continuaram: “Nesse caso, formavam um grupo extremamente leal e confiável!” Jesus: “Eles tinham uma vontade imensa de ser leais, mas, no momento mais crítico, um Me traiu, outro Me negou, e quase todos os outros fugiram.”

“E o Senhor ainda espera que esse grupo continue Seu trabalho? Tem algum plano alternativo?” - Jesus teria respondido: “Não, não tenho plano alternativo. Esse é o grupo com que posso contar.”- À parte da lenda, o facto é que os discípulos aos quais o Mestre incumbiu a tarefa de pregar o evangelho e estabelecer Sua igreja eram repletos de limitações. Mas não foram limitados na esperança de que Ele cumpriria a promessa de enviar o Espírito Santo que os capacitaria com poder para testemunhar.

sesmarias2.jpg Esperaram conforme a ordem (Lc24:49), “unânimes em oração”, em profundas e sentidas confissões, conscientes de sua incapacidade, até que, no Pentecostes, foram cheios do Espírito. O livro de Actos está cheio de factos reveladores da ousadia com que pregavam, do poder com que realizavam milagres e da pureza de vida que os caracterizava. Somente no poder do Espírito foram capazes de cumprir seu papel missionário, apesar da oposição. Para alguns, nem a vida era tão preciosa que não pudesse ser deposta no altar do sacrifício. A transformação foi radical. A igreja débil se tornou invencível!

Bom dia, feliz ANO. Com aquele grupo, Jesus iniciou o trabalho. Com o grupo do qual fazemos parte, Ele planeja concluí-lo. Não há plano B. A promessa contínua a mesma: “receberão poder”. A busca desse poder é uma experiência diária e individual. O Espírito Santo não será derramado sobre papéis, cofres, computadores, câmaras, edifícios, mas sobre pessoas como você, eu, ou o Papa Francisco

O Soba T'Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 17:27
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
16
17
18

20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub