Domingo, 10 de Abril de 2011
MOKANDA DE DOMINGO . IV

{#emotions_dlg.xa}CRÓNICA DO SOBA T´CHINGANGE

        “O PUTO”

    O Soba

Crónica dedicada a mim, famíliares, à Kizomba e, amigos em apuros

 Jardim espacial

Estando eu a treze mil milhões de anos luz de distância da terra rogava ao senhor Deus que providenciasse paz e tranquilidade à terra que me viu nascer, O PUTO, por ali, chegavam-me notícias por inter-espaço que havia pessoas honradas e, que sempre foram trabalhadoras, solicitando ajuda de mão estendida à porta dos hiper-mercados Modelo, Lidl, Leclerc, Plus, Jumbo, Intermarché e outras mais, que só merecem aqui detalhe porque patenteiam as novas catedrais da humanidade. Ao que tudo indica retrocede-se aos idos tempos da mediaval depedência na forma de escravidão e aparente suave bondade, não raras vezes apregoada. Sem chicotes nem cadeias de ferro ou canga visível, uns senhores fazedores de gráficos de muitos cifrões planeiam açambarcar o dinheiro todo só para si, fazendo uma guerra surda nunca vista de créditos mal parados, juros despropositados, saldos encolhidos numa desgraça que nem as preces lhe dão fim. Eu, que estou para cá do céu, peneirei minha carcaça de velhos ossos até chegar a Marte; levei seis anos para aí chegar.

 Deserto espacial

E, foi aí, que virei a página da minha estória após torturar-me tentando compreender as mentes e corações das muitas gentes, governadores, directores, comendadores e tantos outros portadores dum símbolo, um santo Instituto no peito ou na lapela. Almas amplamente democratas, politizadas e de esmerada educação, coisa arredia no correr do tempo e, sabe-se lá porquê. Gente de manifesta incontida impaciência fazendo o povo leigo e lacaio que como chefes, em um dia sem penho e empenho, comunicam sem prazo revogável ou improrogável de uns quinze dias para abandonar sua casa hipotecada ao banco ou seu carro penhorado. Terá de embrulhar a honra num lençol como de um conjunto de ossos velhos se tratasse e, enterrá-los num lugar a seu contento. A taxa de desemprego em Portugal afecta mais de meio milhão de cidadãos. Homens e mulheres, humilhados pela falta de trabalho, sentem-se rendidos e impotentes perante a maldição da pobreza.

 As minhas Lagoas

Enquanto uns sobrevivem dignamente com pouco mais de 600 euros por mês, outros, sem mérito de trabalho, dedicam-se impunemente à actividade da pilhagem do erário público. Com assombro e complacência vemos os olhos de revolta daqueles que estão cansados de escutar repetidamente que é necessário fazer mais sacrifícios quando, já há muito, foram abandonados à miséria. Este é o modelo esquelético mais verdadeiro da morte real dum cidadão que sempre labutou no bem comum; que, até tinha um clube aonde ia jogar as cartas com os amigos e, dava uns passeios com a família aos fins de semana para espairecer; junto ao farol de promessas espantava gaivotas atirando conchas à água com seu filho, competindo o saltitar. O maldito aviso de despedimento chegou como um tiro na escuridão; não teve como afastar seu alvo da trajectória da bala. Estado deplorável!

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 01:43
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19

23
24
25
26
27

28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds