Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
LIMITAÇÕES DA VIDA . XII

{#emotions_dlg.meeting}AS ESCOLHAS DO CONSUL MATIAS . Johannesburg

        “Testemunhos da descolonização” -3ª Parte

 Leonel Cardoso . A entrega

Leu certo! A tropa já se tinha ido embora. Quanto a estes, o glorioso exército português, há testemunhos de video e escritos a saquearem em Luanda com a desfaçatez de o fazerem fardados; isto sucedeeu em plena avenida Brasil enquanto se ouviam  bombas, e rajadas que avulso, rebentavam nos musseques para assustar colono. Enquanto isto sucedia em Luanda, em Nova Lisboa, no meio  daquela infernália, tínhamos de discutir horas com os UNITAS que queriam entrar nos aviões para ir lá buscar pessoas, e assegurar que eles não inutilizassem o avião. Era essa a minha maior preocupação quando estava no solo". José Nico, brigadeiro da Força Aérea, na época capitão, não esconde a amargura que lhe ficou. "O que andei a fazer sobretudo, foi evacuar os militares e suas famílias. Naqueles tempos era tudo ao contrário. Evacuava-se a tropa antes dos civis. A situação era tal que um dia, quando me pediram para ir complementar a acção dos aviões civis - porque o grosso da ponte propriamente dita foi feita para eles, os civis (...) e embarcar aquela gente que estava no aeroporto de Luanda à espera era prioritária. Os soldados de uma companhia da "nossa tropa" revoltaram-se: queriam ir primeiro. Armaram uma situação tão crítica que obrigou a uma intervenção (...)". Cala-se, pensativo. Viveu a juventude em Luanda, foi estudar para a metrópole. O resto da família regressou antes da independência. À excepção do pai, que só voltou em 79. "Era empregado numa companhia que não fechou. Teve de se mudar para um quarto ao lado do escritório para não andar na rua, mas mesmo assim iam lá visitá-lo muitas vezes para o evistar. O mesmo que quer dizer roubar. Ele não se abre muito". O silêncio quebra-se uma última vez.

 A fuga . último acto

 Angola . O primeiro acto

"Foi um abandono de todo o povo português. Vivi muitos anos revoltado". É a 11 de Novembro de 1975, que tudo era suposto acabar.  Oficialmente a "Ponte Aérea" é dada por terminada no início de Dezembro. A esposa de Vítor B. regressa no dia anterior, num avião regular da TAP. Agora, e durante algum tempo, os funcionários da imigração ainda apõem nos passaportes o carimbo Luanda-Portugal - saída. Resta na cidade o alto-comissário, almirante Leonel Cardoso e os seus colaboradores mais próximos, além de uma companhia de pára-quedistas, dois helicópteros e dois navios. No palácio do governo, contra um painel do mapa-múndi com as Caravelas Portuguesas, Leonel Cardoso lê a declaração de entrega da soberania do território. Não havia mais ninguém na sala além dos portugueses e de um batalhão de jornalistas. Ninguém para cantar o hino, (...) levantai hoje de novo o esplendor de Portugal..." Logo de seguida, Leonel Cardoso, séquito e bandeiras, partem para os navios ancorados na baía de Luanda, pela calada da noite, "escondidos da vergonha, dos gritos dos nossos presos, dos nossos mortos, das centenas de milhares de vozes que clamavam por Justiça"; pelo crime, pela traição e pela cobardia dos políticos e militares que atraiçoaram séculos de História, entregando de mão beijada ao inimigo as vidas de milhões de seres humanos portugueses; à crueldade, à morte, ao abandono e à incerteza de um futuro. Esquecer!? NUNCA,… É IMPOSSÍVEL!!!

Final

Gentileza de José Matias (Consul Honorário de Manikongo) - Kimbo

O Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 05:51
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds