Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012
MUSSENDO DO BRASIL . II

{#emotions_dlg.xa}FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

           LENDAS DO INTERIOR BRASILEIRO

Mandacaru em flôr
O Vaqueiro Misterioso

O sol do sertão queima o solo sem piedade. Mandacarus (cactos) resistem imponentes, tornando-se o único verde no meio de toda a caatinga. Neste cenário agreste, aparece a figura misteriosa de um vaqueiro surgindo do nada; ao longe, de imagem quebrada no ondulado da quentura, vem o retrato do sertão cortando o desespero, trajando vestes rotas, chapéu cambaio sobre o rosto tisnado. Montando sua égua esquálida, traz um ar de cansaço, sôfrego de sem esperança, como mais um valente dos resistentes. Quando surge no horizonte, o Vaqueiro Misterioso é a própria visão do apocalipse. Conforme se aproxima dos povoados sertanejos ou das fazendas, a imagem do vaqueiro retêm-nos na retina seu semblante trôpego de gestos lerdos. A sua égua dantesca, no inferno da seca, a mais valente das bestas, partilha consigo o perfil do indomável corisco. O Vaqueiro Misterioso emprega-se como ganhão pelas fazendas, tornando-se no mais hábil na lida, e a força de meia dúzia de homens. Embrenhando-se na caatinga atrás do gado fugitivo, traz no laço quantos se lhe deparam, sem dar mostras de fadiga. Tão logo, encerrada a tarefa, recebe a paga e parte sem destino, deixando frustrados os fazendeiros que tudo dariam para mantê-lo ao seu serviço, pois sabem, igual a ele não existe homem igual no sertão.

 O Vaqueiro misterioso

Mas, quem era aquele vaqueiro? De onde vinha? Para onde vai? Ninguém sabe ao certo. Por isto é chamada de Vaqueiro Misterioso. Tão afamada é esta figura, que os violeiros, repentistas do sertão cantam o seu “DNA” nas praças dos vilarejos, ilustrando suas façanhas na literatura de cordel, místicas de feiras. Finalizada a separação do gado, o nordeste ilumina-se para a sua festa mais tradicional, a vaquejada. Homens viris mostram o canto triste de vaqueiro, a que chamam de aboio. Após o som dos aboios, dá-se início à vaquejada. Quando os animais são soltos, surge do nada, o Vaqueiro Misterioso, como um corisco ou zorro. Surge intrépido montado na sua égua branca. De repente reluz apenas a sua brava imagem, a derrubar pela cauda, os mais possantes bois. Seu corpo trespassando a gravidade, como voando no galope do vento, põe no chão o mais feroz dos marruás. Sua sombra entrelaça-se ao corpo, no enfrentar do mais bravo dos bois, pondo-lhe o tapa-olhos, fazendo-o balir como um cordeirinho manso. Aos aplausos, o Vaqueiro Misterioso encerra a sua actuação. É o grande herói da festa. Sobe ao palanque, onde recebe a fita amarela com selo garrido de campeão, cruzando seu tronco. Humildemente sorri, e acto contínuo, joga a fita à mais bela das donzelas que por ele suspira.

 O cowboy do sertão

Todas elas se debatem para ficar com a fita de tão viril herói; muitas delas, entregariam a ele o seu coração, mas a todas o misterioso andarilho ignora. Após ser aclamado por todos, come e bebe como nenhum outro é capaz. Canta ao lado dos violeiros partilhando com todos a sua fugaz alegria. Após o rega-bofe, prepara sua égua e parte, assim como veio, se vai distanciando no horizonte. Atrás de si, gritando, perguntam-lhe pelo nome. Não responde. Ninguém sabe nem ficará a saber. Era o Vaqueiro Misterioso, que desaparece no meio da caatinga, carente de chuva. Ainda guardo um pouco de carne seca, daquela que ele portava em sua bolsa de couro que trazia presa à cintura. Foi nesse então que me disse chamar-se Cícero. Foi dele que extrai estórias de Lampião, um herói sempre presente em suas andanças. Prometi encontro com ele em Juazeiro do Norte, mas não tenho certeza absoluta desse encontro.

Mussendo: Conto de raiz popular, do Kimbundo de Angola

Referência bibliográfica. Jeocaz Lee-Meddi - Adaptação livre de para textos de Brasil, Histórias

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 17:51
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds