Sábado, 15 de Dezembro de 2012
DO BRASIL AO NAMIBE . X

{#emotions_dlg.xa}FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

Por

 T´Chingange

Para entender o porquê daqueles luso-brasileiros abandonarem o Brasil aventurando-se em terras ainda desconhecidas de África, teremos de regressar aos dias negros do Recife, Dezembro de 1847, em que arruaceiros espancam pelas ruas da cidade quantos portugueses encontram. As turbas amotinadas, gritam «mata marinheiros» e «não escape um só», entravam desenfreadas nos estabelecimentos comerciais, casas, a ferir e a matar, arrastando os cadáveres pela via pública. Certos partidos brasileiros após o grito do Ipiranga, o Fico de D. Pedro filho de D. João VI e a proclamação da independência em 1822, exigiam a expulsão dos portugueses do Império. Os portugueses de Pernambuco não se sentiam seguro

Bernardino, exilado em Pernambuco, no então Império do Brasil, foi o mentor desta primeira colónia agrícola de povoadores portugueses. As políticas de povoamento das possessões portuguesas de África estavam a ser implementadas pelo Ministério das Colónias, uma iniciativa do Barão de Mossâmedes, José de Almeida e Vasconcelos, um militar que tinha sido Governador-Geral da "Província de Angola" nos finais do século XVIII. Bernardino, que jurara fidelidade a D. Miguel, militou como tenente caçador na guerra civil entre 1826 e 1834. Nesta guerra civil, Bernardino seguia os ideais absolutistas de D. Miguel contra o exército liberal de D. Pedro IV, que veio a perder. A convenção de Évora Monte a 26 de Maio de 1834 confirmava a derrota de D. Miguel pelo que o exército deste, teve que passar à disponibilidade do exército regular do reino constituído.

 Remexido, foi um militar desmobilizado deste exército que não aceitando submissão, enveredou pela guerrilha nas serras do Algarve. Bernardino que continuou fiel à causa que defendia, passou à clandestinidade, faz-se jornalista e colabora no jornal clandestino "Portugal Velho", até embarcar para Recife a 1 de Junho de 1834 com 25 anos. É desta forma que Bernardino surge exilado em Recife. Sua história é recontada, para melhor conhecermos sua personalidade de líder, seus ideais e fidelidade às suas convicções políticas. Em Recife renuncia a toda a actividade política dedicando-se ao ensino de História, Geografia e Latim, no Colégio Pernambucano; alem de professor, escreve livros de carácter didáctico até formar a colónia expedicionária de Mossâmedes. Na terra que fundou, actual Namibe, nada consta de sua vida. Referimo-la aqui, como protesto à omissão de tal edilidade (Dezembro de 2012).

Referência Bibliográfica parcial: Uma fazenda em África de João Pedro Marques

(Continua…)

Kandandus

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:29
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

15
17
18
19
20

22
24
25
26
27
28

29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds