Terça-feira, 15 de Janeiro de 2013
INVENTAÇÕES DA HISTÓRIA . VI

EM TERRAS DO SUMBE. Cemitério dos brancos

Verdade ficcionada

Por

 T´Chingange

Na condição de kianda interina, viajo no tempo da frente para trás, aleatoriamente e na vice-versa desde que Januário Pieter, o guia Kalunga me empossou em Zanzibar. Desta feita e lá pelo ano de 1768, dou comigo junto a barricas de aguardente, fardos de peixe seco, mandioca e rolos de tabaco, sentado em um baú cheio de makutas e n´zimbos. Do nada, surjo como secretário de D. Francisco Inocêncio de Sousa Coutinho, Governador e Capitão-General de Angola. Naquele terreiro de cais, assisto à azáfama das demonstrações de submissão dos sobas das regiões de Gangula, Kicombo, Sumbe e Gungo. O Governador Sousa Coutinho vestido a rigor com farda branca pendendo medalhas pombalinas, sentado em uma cadeira talhada de animais da região, assiste à cerimónia em representação do longínquo D. José e seu ministro Carvalho e Mello, o Marquês de Pombal. Descontraído mas altivo, enquanto palitava com um graveto um pedaço de nunce entre dentes, ouvia o calé, expor as ideias dos ideais do Soba Grande Gangula, seu chefe, presente na comitiva mas, recolhido mais atrás entre macotas.

 Calé, vestia uma farda vermelha agaloada a ouro e cingia à cintura um pano de lã verde azeitona. A seu lado tinha um forte negro também vestido a rigor e com um tambor a tiracolo, um jovem lanceiro e mais uma meia dúzia de negros armados de azagaias compondo uma espécie de escolta; mais atrás, os macotas ladeavam o Soba Grande, também rodeado de uns dez arqueiros. O jovem lanceiro cravou a lança no solo, simbolizando assim a seriedade e importância daquela embaixada. Neste momento, o Calé curvou-se para a frente até tocar com as mãos no chão, depois levantou-se, levou as mãos ao peito e seguidamente bateu palmas por três vezes, pedindo para ser escutado. Com tanta pompa e salamaleques, dava para entender que era uma embaixada apaziguadora honrando com protocolo à risca o rei do Puto na pessoa de Sousa Coutinho. E Sousa Coutinho deu fala ao homem fazendo um chamado à minha pessoa a fim de traduzir a  mistura de kimbundo com mussele.

 Como mazombo, conhecedor daquelas falas, dei conhecimento de todas as pretensões traduzindo as vontades do Soba Gangula e respostas sábias de Sousa Coutinho que ora geria silêncios, ora se expressava com dureza impenetrável de um conquistador. O trato a rectificar traduziria as vontades de todos os sobas da região ali presentes mais o Soba N´gunza Kabolo  que por via de maleitas estranhas não se pode representar. Foi decidido reforçar o presídio de São José de Encoje e do Sumbe na foz do rio N´gunza por modo a tentar combater o contrabando estrangeiro no litoral e captar os circuitos de tráfico de escravos de Caconga. Também ali, se decidiu destinar fazer feiras periódicas junto daqueles  presídios  tal como já era habitual fazer em Kasanje, Calandula e Bembe.

(Ver glossário no final)

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:08
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds