Sexta-feira, 24 de Maio de 2013
MUXIMA . XXX

ANGOLA . NITO ALVES HISTORIA DA GUERRA CIVIL . 2ª de 2 partes

As escolhas de

 KIMBOLAGOA                         

Por

 Nell Teixeira Nell Teixeira

Tempo que foge27 de Maio de 1987

 Sofremos sevícias sobre um crime que nos foi imputado e que não chegou a ser provado”, continuou. William Tonet lembrou ainda as palavras do primeiro presidente angolano naquela altura: “E nunca, inclusive, se deu a oportunidade às pessoas que eram apontadas como querendo dar um golpe de Estado a Agostinho Neto, de serem ouvidas. Porque ele disse que ‘não haveria julgamento’ e que ‘nem perderiam tempo com julgamento’. Portanto, foi uma autêntica barbárie”, afirmou. Decapitados sem razão conhecida. Há relatos de famílias chacinadas, presos enterrados vivos, corpos lançados de aviões ou ravinas, fuzilamentos arbitrários, tortura aplicada com uma crueldade indescritível. As cadeias eram sucessivamente cheias e esvaziadas.

 Estudantes que estavam na União Soviética, na Bulgária, na Checoslováquia e noutros países de leste foram mandados regressar e muitos foram decapitados sem se conhecer a razão. Nas faculdades, desapareceram cursos inteiros. Desapareceram também novos e velhos militantes do MPLA, ministros e chefes militares. “O 27 de Maio foi uma ‘inventona’ [revolução imaginária] criada por parte de Agostinho Neto e pela então parte da direcção do MPLA, que aproveitou a manifestação do Nito Alves – que não tinha por objectivo a tomada do poder nem a realização de um golpe de Estado – para neutralizar facções muito importantes dentro do movimento [MPLA] que tinham divergências para com ele”, avalia.

:::::::

 Em causa estavam no fundo divergências ideológicas entre Agostinho Neto, adepto de uma via “terceiro mundista” para Angola, com características semelhantes à argelina, e Nito Alves, advogado da ortodoxia soviética. Em Angola não podia haver contra revolução popular e, por isso, Neto, o presidente poeta, foi irredutível: ‘não haverá perdão para quem pense de forma diferente da linha oficial do MPLA’. Apesar da dimensão do massacre, o tema é tabu, explica José Milhazes: “É que alguns dos intervenientes ainda estão no poder. Quero recordar que o presidente José Eduardo dos Santos, naquela altura, era já um membro da direcção do MPLA e que participou directamente no conflito”, lembra o historiador.

Muxima: saudade; que vem do coração; ongweva; lugar nobre; Nossa Sra das margens do Kwanza.

Nota: Nesta revolta, meu pai que era um simples segurança do Banco de Angola, foi raptado algures junto aos Correios da Maianga, foi levado para o fundo do aeroporto de Luanda e, tendo sido espancado, deixaram-no como morto e com um tiro que felizmente se alvejou na rótula da perna; a cápsula dessa bala só veio a ser retirada em Portugal pois que o Hospital Maria Pia de Luanda não teve hipótese de a retirar; o Doutor Boavida do Banco de Angola tratou de seu envio para o Puto por medo que perdesse a vida tal como tantos milhares que ele testemunhou, estarem por tudo quanto era canto, corredor ou lado naquele hospital; ele, Doutor Boavida, não tinha confiança na capacidade dos enfermeiros pseudo-doutores Cubanos que ali prestavam serviço. Quando recebi meu pai Manuel Monteiro no Aeroporto de Lisboa, era uma massa de carne rocha com sangue amassado por todo o corpo; de cara inchada arrastava-se com as muletas como se fosse um regressado de batalha como se vê habitualmente naqueles filmes da 2ª guerra mundial. Não mais foi o mesmo homem desde então; Só não regressou a Angola de novo porque, nós filhos, nos opusemos a tal. Foi um período duro, de um e outro lado do conflito que perdurou. De um e outro lado do Atlântico. E, tudo isto por irresponsabilidade dos políticos portugueses com a anuência da esmagadora maioria dos portugueses que fizeram de seus patrícios cobaias, entregando-os ao acaso e, nas mãos de gente imberbe e impreparada que seguiu a pior das opções: uma guerra fraticida. Esta gente toda e de ambos os lados, nunca será ressarcida de suas agruras. Por gostarmos de Angola, ficamos com o pior quinhão; um estúpido repudia e a estigma de “colonos exploradores”. Um dia, dir-se-há a verdade.

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 01:25
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds