Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
O PARAÍSO DA MASSAGUEIRA

OS DINOSSAUROS DA AMÉRICA

A CHÁCARA PARAISO DA DONA ROSA

O Adão e Eva num passado anterior ao Jurássico

 

Foi na Massagueira, um sítio que naquele tempo era mar. A Massagueira de então era numa costa distante e só tinha bichos ossudos que grunhiam.  Ainda não havia mapas do mundo. Localizou-se muito mais tarde, uns rabiscos dum tal Vespúcio e porque a sua assinatura tinha o primeiro nome de Américo, o nome que indevidamente ficou, foi esse, o de América. Isto claro, foi triliões de anos após a criação do Paraíso  a que devido a um pau  de Ipé-rocho  e umas criaturas pintadas de vermelho se veio a chamar de Brasil. Eram, pois os homens que se procuravam, das Índias, a terra muito para lá de tudo. Terras descritas por Prestes João de gente desnuda e comedora de carne humana.

Mas voltando á Massagueira pré-antiga das iguanas com escamas.

Havia um dinossauro misto de jacaré com elefante que até tinha asas; era tão completo,  que também tinha barbatanas. Nadava, voava, corria e rastejava. Era um multifuncional animal que até trepava a árvores gigantes a recolher bolas de fruta pão do tamanho de um homem redondo, coisa nunca vista nos dias de hoje e até muito dificil de imaginar e acreditar.

Este dinossauro estinguiu-se  no correr de milénios até que surgiram umas medusas dum mangue que então começou a surgir e, as ditas coisas gelatinosas foram com o tempo tornando-se naquilo a que hoje se chama gente. Porque se não sabe bem o acontecido, deram-lhe o nome de Paraíso.

Havia cobras sábias, um grande pomar de maças gulosamente vermelhas, muita vegetação e, diz a estória pré-antiga, por  descobertas em escavaçóes e sondagens até às profundezas de um linear quilómetro de profundidade, que as ditas figuras germinavam-se fundindo umas membranas. Esta dita coisa passou a ter pernas, olhos e orgãos sexuais diferentes.

 

Num dia de queda de muitos meteoritos, um mistério indecifrado a que os mitólogos chamaram de primavera terrena,  um Ele e uma Ela esconderam-se numa gruta medonha da serra do mar daquele esboço de América, Eram o Adão e a Eva.

Ele e Ela, sós num escandaloso verde, espicaçaram-se juntos em  sentimentos nunca até ali sentidos e, após muitos grunhidos, apertos de intuição expontânea consumaram o instinto.   Num farfalho fogoso, viu a etrela polar e o cruzeiro do Sul a cair no sítio da Chácara Paraíso (consumiram o instinto); chamaram a isto o pecado original, como um  entendimento dos Zeus, e seus guardiões, uns cachorros de muitas cabeças.

 Estudados astrólogos dum antigo crescente fértil e,  posteriores descrições épicas de Homero da Eneida  e Vergilio  de Ulices escreveram mais ou menos assim: - Ele, o Adão, viu a aurora boreal, estrelas cadentes e um arco iris a caír também naquele mesmo sítio da Chácara da Dona Rosa. O primeiro par do Mundo, viram umas  cobrinhas voando para o pomar,... seguiram-nas curiosos e a tentação, um nunca sentido olfacto de sensual perlim-pim-pim,...  sucedeu!  Adão comeu  aquele fruto que não se sabe o porquê, nem por quêm, era proibido nesse então. E, chamaram a isso o pecado original.

Este mistério, é isso mesmo, um mistério que tentamos entender.

A maça ficou no pescoço de Adão, por castigo dizem os teólogos fundamentalistas;  esse caroço que nós conhecemos  como a maçã-de-Adão, uma coisa quase igual ao gogo do coqueiro que se enamorou duma sereia.

Não vale a pena entender. É o paraíso!

Esta estória de tão verdadeira até parece mentira mas,  para recordar esse paraíso de triliões de anos passados, eis que numa chácara surgem ossadas pré estóricas e na sequência do fenómeno de Nossa Senhora da Aparecida, na euforia paleontológica  de paus carunchosos, decidiram considerar esta com  uma área de reserva integral, ecológica, hidrica e paisagistica no lago de Manguaba da pilómbeta e das raposas.

 

As raposas são de muito recenta data, surgiram  vindas da serra do mar, dizimaramm  uns quantos patos (grátis) verdadeiros da Dona Rosa e da Chácara. Uma perícia recente de gente entendida, revela que as raposas só procederam assim porque foram defraudadas ao tentar deglutir uns quantos coelhinhs brancos que se engordavam naquela erva viçosa (eram a fingir, em betão).  Enganadas com os falsos coelhos foram-se aos patos com fúria e raiva detravada. Elas, as raposas ladinas, astutas e não sei que mais de agilidades, prometeram voltar. Até deixaram um bilhete escrito, meio oração à N. S.ª da Aparecida e a outra metade, com um simples dizer: - Se Você, Dona Rosa, não as come (referiam-se a patas), comê-las-emos nós.

Liberdade quanto baste para bichos larápios aprendizes de gente perfeita na arte de furtar o que é dos outros. Descarados bichos.

Estava quebrado o encanto dum lugar tão mágico. Para completar a estória, pensa-se que uns lobões feitos gente de nomes bem romanos,... Os Antónios e um tal Túlio, ali irão terminar a estória da avózinha e do capuchinho vermelho.

Os lobos vão entrar na estória. Estes déspotas,  irão pôr os anões de cócoras e enforcar aquele vira-lata do perna-longa que desafia a astúcia dum qualquer predador.

Mais uma inventação do Soba T´chingange

 

 


SINTO-ME:

PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:09
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds