Quarta-feira, 25 de Março de 2009
ERAM CINCO MILITARES

 LOBO ANTUNES

 

Finalmente, acabei de ler o Fado Alaxandrino. Havia no início um Tenente Coronel, um comandante de patente omissa, um Capitão, um Tenente Oficial de Transmisões, um Alferes e um soldado. O Oficial de Transmições acabou por se enterrar numa faca, ninguém se denunciou mas tudo indica que foi o soldado que o ajudou nisso. O macho do Tenente andava a comer as mulheres do Tenente Coronel e do soldado.  As mulheres, deusa do strip-tease, nuvem de perfume, a anã, a ajudante do ilusionista e a mulata deram volta ao miolo desses militares. São 607 páginas de suplício, descrições micro-métricas, persistentes mas belas. De todo o livro retirei um extrato último que me impressionou, fala da Beira Alta, talvez os anos 40 e poque conheço a geografia do local, aqui transcrevo um pouco dessa miséria social de então:

 

"..., e o meu padastro despia o colete, a camisa, as calças, descalçava os atacadores das botas e avançava para mim, sem uma palavra, soprando com força o pifaro dos beiços, com a cadela das codornizes a trotar nos calcanhares, tão magro e frágil e ridículo que ninguém diria poder matar um homem de indiferença tão absoluta como a do meu pai, e sentou-se ao meu lado, e segurou-me nos ombros, e obrigou-me a deitar-me, e cheirava a pólvora, a pulga de cachorro, aos lençóis da minha casa, os meus cabelos misturavam-se com as ervas, as minhas nádegas misturavam-se com o xisto, um sapo resvalou rente à minha orelha na marcha pesada e doente do farmacêutico da vila, e recebi o peso dele no meu corpo, abracei-lhe o lombo e fechei as pálpebras para o odiar ainda mais, com um ódio tão grande como os gritos dos mochos nas insônias de agosto,(...)

E a seguir a ele se vestir e ir embora, com a cadela a enrolar-se-lhe nos pés e os testículos úmidos de mim ocultos no riscado das ceroulas, enquanto me lavava do seu sumo de nêspera e das manchas violetas, quase negras, das coxas, percebi  que nessa semana, ou na seguinte, ou na seguinte, a minha mãe e ele me mandariam embora, de comboio, para muito mais longe que o longe que eu a altura concebia, muito mais longe que Viseu, e Santar, e Tondela, e Mangualde, e Mortágua, que as vilas..."

 

Um livro a não perder pelas descrições da verruga, adjacências ao Tejo e partes úmidas das zonas intimas nas noites de putaria em Lisboa

 

O  Soba T´Chingange

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 23:53
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds