Sábado, 28 de Novembro de 2009
RECIFE . A SAGA DO AÇUCAR . I

FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

       A PRAÇA DAS CINCO PONTAS

 

 alemão Maurício de Nassau ...  O MAFULO MAURÍCIO DE NASSAU

 

Em 25 de Novembro de 2009, numa das celas da prisão para políticos, em Recife do Brasil, agora transformada em casa da cultura, comprei um livro que fala da saga do açucar e, como tudo começou na relação histórica entre as ilhas da Madeira, Açores e o Brasil. O açucar vingou no Nordeste Brasileiro por força da intervenção madeirense tendo, entre outros pioneiros o nome destacado de João Fernandes Vieira, um mestiço que em 1645, já era o maior proprietário de engenho do açucar em Pernambuco.

Deve-se principalmente a ele, Vieira, a restauração de Pernambuco com a retirada do Conde de Nassau, o governador Holandês que a partir de Olinda geria o império da Companhia das Indias Ocidentais.  

 

Vieira  assumiu o Brasil como  terra sua e as suas atitudes tomaram foros do que se veio a designar “o nascimento do conceito brasileiro”.

 

Antes de me aprofudar na saga do açucar, descrevo o que vi e li naquela prisão:

- A partir do átrio ou nave central deste robusto edifício de grades encastradas em grossas paredes, pude ler o romance escrito de cima abaixo ocupando um porção de parede que compõe  em altura, os três andares da prisão.

Indicado a Frei Joaquim do Amor divino li “ A praça das cinco pontas” .

Este austero bloco em forma de cruz construido no ano de 1855, foi projecto de um arquitecto Belga; dá para interpretar que a partir da governação de Mauricio de Nassau, Olinda, e Recife, se tornaram cosmopolitas pela intervenção de competentes artifeces, artistas nas várias artes e novos investigadores da natureza vegetal e animal mandados vir da Europa renascentista e humanista..

 

O Mafulo Mauricio de Nassau foi em verdade muito importante na história do Brasil pois que introduziu novos processos de gestão com uma visão mais avançada para a época. O mercantilismo e o atributo de subsidiar o investimento, fez crescer vários negócios no Nordeste brasileiro.

     

I

À praça das cinco pontas

Nasce o dia cinco vezes

Antecipa-se a vitória

De sombra

Sonho

E revezes.

Pesar do padre e da forca

E  do sol que o ameaça

- Que, enquanto dorme o menino,

Dorme o contorno da praça-:

Pesar da escolta e do sino,

E da corda que o embaraça,

À praça das cinco pontas

Frei Joaquim do amor divino.

 

II

Ao centro da praça o povo,

O confessor e o juiz.

Da relva se ergue, de súbito

Uma árvore sem raiz .

Ao pé da forca o carrasco

Nega a morte e dissimula:

- O que fazer, eu já fiz:

Tudo pronto:

O laço pede existência

Do braço firme da forca.

Tudo pronto:

A corda é corda: Ela desce.

Apenas,

Presente o povo e o juiz,

O confesor e sua prece

- E o frade à forca, presente-,

À praça das cinco pontas

A morte não comparece.

 

GLOSÁRIO: Mafulo: - Holandês em dialecto kimbundo de Angola

Mural de Frei Caneca; Autoria de Audálio Alves

( Continua... A saga do Açucar II)

O relator: O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 13:45
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds