Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009
LUANDA . ENTRE OS SÉCULOS XIX E XX

 FÁBRICA DE LETRAS DO KIMBO

       Postal d’uma época - I

 

Banco_Nac_1_Angola.jpg BANCO DE ANGOLA

 

 

Bungo, ano de 1899

A serenidade daquela domingo convidava a passear ao longo da praia a partir da nova estação do Bungo, passando pela Ermida da Nazaré até aos armazens de óleo de dendê e peixe seco na base das barrocas da fortaleza de São Miguel.

Os coqueiros ao longo da areia davam um toque edílico àquela baia mas, à medida que ia chegando ao cais de pesca o mau cheiro da maré baixa fazia-se sentir entre ondas de vento sopradas da terra e o caserio; valas negras desaguavam sem ordenamento no mar das tainhas.

 

Paiva Neto, tinha ido anos atráz trabalhar na construção do Caminho de Ferro de Luanda-Ambaca e por ali ficara num sobrado de uma casa senhorial por detráz da Nossa Senhora dos Remédios, futura Sé de Luanda.

A Real Companhia dos Caminhos de Ferro teve início com a adjudicação Régia em 25 de Setembro de 1885, catorze anos atrás. O acordo de Berlim com a sequente divisão de África pelos países emergentes levou o Puto a sair da letagia e mostrar uma efectiva ocupação do território. Até então só enviavam degredados, gente desclassificada, rufias da sociedade.

Angola em verdade era uma colónia penal que albergava os indesejados da metrópole.

 

A Luanda daquele então ia desde o Bungo até ao largo D. Henrique logo a seguir ao cine Nacional ligando à cidade alta por uma ingreme ladeira calçada até ao Palácio do Governõ. Numa quase avenida larga e quase sem casas  subia-se  suavemente até o novo e imponente  Hospital Maria Pia.

 

As lojas situavam-se ao longo da rua da Sé alongando-se até às residências de mestiçagem nobre enriquecidos no negócio negreiro, tascas aonde a azafama de homens de fato domingueiro passavam o tempo falando das coisas do mato, a roça e as desventuras de vidas dos outros; por breves lapsos dum passo lento no largo dos correios apercebeu-se que contavam estórias do Zé do Telhado.

Entre nesgas de esquinas e os imbondeiros da Mutamba, via-se a encosta que dava para o bairro mulato das Ingobotas com a Igreja de nossa Senhora do Carmo em primeiro plano. Naquele aglomerado, as casas de quintal eram ladeadas por cubatas, muros contornando a burguesia crioula; frondosas árvores de mangueiras com tamarindo lá nos fundos das aduelas de barril, tinto do puto.

 

Os mamões de quintal contrastavam em beleza com as piteiras que enfileiravam um inviezado de posse-á-toa. A areia fina repisada alojava no subsolo as formigas leão que os candengues chamavam de fuca-fuca; com arcos de brincar corriam meio desnudos fazendo competição com carros de fingir feitos de arames e motores de boca com brrruns-brrruns saindo a cuspo das risonhas faces, rindo, rindo. Um negrão descalço esforçava-se para vencer o desnivel levando um barril, puxado por matebas enroladas nos estremos em coisa rotativa; de forma lenta ia rolando e transpirando muxoxos de mau grado com aquele engenho de tecnologia de ponta. Maldita vida esta, dizia e repetia.

A Cidade Alta demarcava-se pelo topo dos morros a começar no Hospital, passando pelos quarteis e terminando na ponta da Fortaleza de são Miguel. Por detrás do Hospital ficavam os arrabaldes da Samba e a Maianga da Cacimba.

 

( Continua.... Postal dúma época -II )

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 00:32
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds