Domingo, 18 de Outubro de 2015
A CHUVA E O BOM TEMPO . LV

NAS FRINCHAS DO TEMPO . Nem sempre é necessária a culpa para se ficar culpado… As silvas taparam-me a vontade… mas, no dia 16 de Outubro, já noite, queimei as angústias de heranças mal resguardadas.

Por

soba0.jpegT´Chingange

UM DIA DIFERENTE NA CAPITAL DAS DIREITAS - VISEU

marisa0.jpg Controlando minha missão de olhar as coisas herdadas, desloquei-me a Viseu e, disposto a não magoar a alma, vi o que tinha a ver e de triste pelo que vi, resolvi laurear a pevide, passear meu esqueleto XXL esquecendo por momentos isto, mais a austeridade e ainda o imbróglio das contendas de, ora sim ora não e, o governo que não surge! E a batota que estão a urdir que até me dão frieiras no moleirinha. Pelas 19.30 horas lá fui eu com traje de caminhar com minhas botas papa-léguas calcorrear a rua torta com nome de direita no centro deste bastião: Viseu tornada cidade por D. Sancho o Povoador em 1187 que é agora reconhecida como a capital das rotundas. Daqui saíram gentes a descobrir as índias, Brasis, Áfricas, Etiópia e Algarves formando um império que com o tempo, o deixou de ser, caducando-se molemente nas políticas do deixa andar.

MARISA1.jpg E, aqui estou eu andando entre senhoras que lutam como eu para ficar esbeltas, consumindo calorias com a vigilância atenta de Marisa Batista uma professora apetrechada de tecnologia de ponta, um gps de medir alturas e desníveis, quilómetros esticados em vontade, com gráficos e mapas ligados ao espaço. Como ET´s espaciais rodamos o centro histórico, o Grão Vasco, a Igreja de Nossa Senhora de não sei quantos degraus e, sobe e desce, mais uma e outra vez e, contornarmos as ruas cheirosas de xixi de gato e mariolas que fora de horas ali entornam suas mágoas que de novo as bebem feitas cervejas e tintol do Dão sem esquecer a subida do bondinho, um eléctrico machimbombo que sobe até a Sé e o museu Grão Vasco.

marisa01.jpg A conversa com minha sobrinha Xana alonga-se com arfaduras entrecortadas ao longo do percurso e ri-se, e funga-se no entretanto do então pessoal, tudo bem! É Marisa que vai e volta e agora… Vamos aos quarteis do regimento, viramos à direita e no sentido inverso sem dizer vira à esquerda porque a fobia deste lado virou estibordo; aqui o pessoal quer andar às direitas sem esse retrocesso dos ponteiros no tempo. As minhas falas mais periclitantes sucederam com Alexandra e Ana Luísa, minhas sobrinhas netas com respectivamente 13 e 18 anos. Alexandra é assim quase da minha altura, a raiar um metro e setenta e picos, alimentada a redbull, olhar matreiro sempre picara e Ana um pouco mais sóbria mas também muito picara; até teve a desfaçatez de dizer que eu era assim um pouco desalinhado dos carretos, tinha os parafusos desajustados; eu, até gostei de ouvir essas verdades. Foi quando em casa no lugar de Póvoa dos Sobrinhos, a condizer com este caso e estando eu de meias, senti por debaixo algo e, eram meus parafusos feitos sementes de lírio trazidas no bolso do Amieiro; falando com ela neste jeito enigmático entreguei-lhe as três sementes duras dizendo-lhe para as enterrar num canteiro. Virão a ser lindos lírios amarelos e vermelhos; estes foram apanhados à revelia da Dona Aida de Cadima, disse eu a ela, a Ana Luísa.

marisa3.jpgEsta treta da fala ficou longa e terei de voltar ao itinerário da volta com 12 quilómetros; percorremos a via de circunvalação Sul com muitas rotundas até que, chegados ao lugar do Viso bem perto do jardim Fontelo, viramos a estibordo para Gumirães com mais uma subida e uf, uf, que estamos quase. Hó tio! -Replicou a Ana: -Você que traz um quico da SIC vai ter de descrever o filme desta volta! E, como ela foi tão peremptória, aqui descrevo no meu jeito.

marisa4.jpg Sim! Era verdade que levava um quico da SIC e até relembro que logo ao começo, fez menção de me dizer que não estava sol para usá-lo. Claro que tive de lhe explicar que eu não estava habituado a este frio nocturno das terras altas, que tal e coisa, minha clareira devia ser resguardada. Ela, a Ana, fez um jogo de ombros chamando-me de totó e tozé como ela gosta de dizer mas eu, um cota mais-velho até gostei desses mimos! E os nomes de Ranhados, Repeses, Barbeita, Rio-de-Loba, vieram à baila. Termino na forma de agradecimento por tão gradáveis companhias, mais o esmero cinco estrelas da agora minha amiga do FB Marisa Batista.

O Soba T´Chingange   



PUBLICADO POR kimbolagoa às 08:23
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds