Quarta-feira, 29 de Junho de 2016
CAFUFUTILA . CXIV

NAS FRINCHA DO TEMPOKIANDA COM ONGWEVA  - Zé Peixe de Aracaju e as Sereias Roxo e Oxor surgiriam só no século XX e XXI algures num recife de Guaxuma de Alagoas - 9ª de várias partes…

Ongweva é saudade

Por

:::::T´Chingange

AS TÁGIDES DE TOLEDO - Continuamos em terras de “Castilla-La Mancha” - UM PAMBU N´JILA 

toledo20.jpg Januário Pieter o excêntrico fora de tempo, saudou-me no largo bem em frente da catedral de Toledo. Tinhamos combinado que seria ali o encontro, antes de tomar novos rumos e descortinar as notícias que respigavam lá do concílio das kiandas no palácio, praça-forte ou lá o que era Alcazar e, aonde se encontrava a tal Zachaf Pigafetta Roxo vinda dum lago mal conhecido e logo dum centro de África tão pouco desbravado; muito vistosa, cheia de zingarelhos e trogloditas estampados a imitar caçadores africanos com lanças massai…

:::::

O dia despontava com raios através das torres da catedral e, estranhamente fui saudado em amazulo com um samboniani. Recordando-me de tal saudação respondi um kunjani, meu!

- E, porquê tudo isto? Interroguei-o enquanto sinalizava em gesto, o seu aspecto, cabelos desgrenhados e ainda com falripas de ramela. Sempre pensei que uma kianda kalunga não dormia, mas pelos vistos, assim não era.

- Porque venho de visita aos mustafás de Alhambra. Tinha de condizer com os meus antepassados mouros a estes mulungos.

roxo27.jpg - E para quê, essa adaga aí na cintura? Perguntei.

- Para respeitar as tradições antigas, homem sem arma não é ninguém e eu, não atravessei a kalunga de N´Gola para fazer má figura. Também é uma homenagem aos meus mestres de Toledo, acrescentou. Caramba… pensei eu com a língua agarrada aos dentes; estes kamundongos mesmo sendo kiandas têm a prepotência dos vindouros kiluanges de N´Dongo, dos tais vassalos da Matamba e Reino do Kongo.

toledo21.jpg Dispostos a nos sentarmos naquela esplanada do largo da catedral, “plaza del ayuntamiento” surge-nos o candidato a pintor Costa Araújo Primeiro, um auxiliar do El Greco e este, ao invés de Pieter saudou com um refrescante “buenos dias”. Em realidade, embora estando um dia de sol, corria uma brisa fria e, assim rumamos até à mesa da esplanada taberna ainda despejada de gente. Havia sim movimentos de coches com cavalos a blaterar relincho afogado pelos ladeirosos empedrados, rilhando os ferros do freio e dando bufas cheirando a feno estercado. Distribuíam viveres, apetrechos para vendas ou abastos, funis, cabos de enxada mais pipos com conservas.   

:::::

Depois de todos estes entretantos mandou-se vir uma taça de tinto “rioga” e umas quantas chamussas, pois o senhor kianda extraplanetário estava com uma fome de leão da anhara; não admira, vinha de áfrica.

- Afinal, encontraste resquícios de teus familiares mulungos dinossauros? Perguntei eu com uma intimidade um tanto abusiva.

assun7.jpg - Pois! É isso que me trás aqui a Toledo; sendo assim, vou-vos contar tudo: - Meu tio Antoine, o mais kandengue, dedicou-se à igreja, foi para frade; esteve com meu segundo pai Lestienne em Burgos a trabalhar nos jardins de “Cartuja de Miraflores” mas, depois roçou madraçamento pelas sacristias do convento até que num dia seguiu integrado numa comissão-à-doca de regulamentar segurança aos peregrinos de caminho para Compostela e as novas visões da estrela-polar. Depois de muitos anos tomando conta de seus fiéis e a guarda do incensário da catedral, morreu sem deixar herdeiros. Tenho de lá ir, a Santiago de Compostela rogar preces à sua memória e assim ficar tranquilo na minha missão de kianda itinerante da Globália.

:::::

Interrompi a descrição de Pieter para lhe mostrar vontade de saber qual o mistério que o envolvia à kianda Zachaf Pigafetta Roxo a tetravô da Assunção que ora é Maria ora só é Assunção mantendo o Roxo em ambas. É que tenho de saber no espaço o tempo que se passou entre este agora e o ano de lá mais á frente com a ninfa kianda de Guaxuma de não muito longe de Porto das Galinhas.

toledo21.jpg Meu amigo T´Chingange, o tempo para nós não conta e escusas de apressar as visões porque tens de ao tempo dar tempo e, dito isto continuou sua lengalenga estória de seus tios recentes! De tinhoso, impacientou-me ainda mais mas, assim tinha de ser. 

- Talvez só te conte a estória da estirpe Roxo depois de visitar Santiago; tenho de ir por lá e, até contigo, encontrarmos juntos os deciframentos de coisas, eventos ligadas ao M´Puto, mais o “bota fumeiro”, sua ligação póstuma com meu tio Antoine. Ver pormenores daquele Pambu N´gila com ligação à nossa N´gola pelos seus símbolos; n´zimbos na forma da concha vieira, uma mabanga diferente das nossas kalungas, nossos mares.

:::::

Não valia de nada ficar em pulgas! Em seu tempo saberíamos os mistérios de Zachaf, do lago Niassa e do porquê também encontrarmos nestes venturosos episódios a Costa Araújo Primeiro que se tornou nosso amigo, quase-quase do peito. 

- É uma boa. Eu mesmo te vou falar das bikuatas cassumbuladas no nosso povo, nesse antigamente e nesse mesmo ali. Combinado, meu! Rematei… Ia fazer mais o quê?

toledo18.jpg E, Pieter continuou sua descriminação: - Meu ancestral pai e, como ides saber, esteve em Pernambuco com Maurício de Nassau; embarcando mais tarde para Loanda do reino N´gola com os Mafulos, casou com N´ga Maria Káfutila e, mais tarde, ficou como mercenário às ordens dos Tugas com Sá e Benevides, um rico comerciante de escravos a viver no Brasil. O resto, voltarei a contar mais tarde porque, com o teu desespero também me irritas o cerebelo. Até que enfim… é agora! Sussurrei eu.

:::::

Josué Pieter, o 3º mais velho dos meus tios, ficou no “Pais de Landes” tratando de vinhedos em “Vignobles Vallee du Loir” e, por lá deixou muitos primos. O 4º tio mais velho de nome Souston, ficou nos arredores de Paris roçando a vida em “Jablines du Marne”, lugar aonde nós nos encontramos pela primeira vez recordas? Nem me lembro disso mas teria pouca importância porque passou logo ao outro tio; finalmente o último!

roxo37.jpg O quinto tio, Charles Pieter, o mais velho de todos, seguiu o rumo de Burgos em “Leon e Castilla” como Lestienne e Antoine mas, singrou para Toledo aonde se tornou um homem de armas, vindo a ser mais tarde um militar da armada de “La Mancha e Andaluzia”. Foi em “Puerto de Santa Maria”, perto de Cádiz que pelo rio Guadalquivir, saiu numa armada de soberania às novas terras Espanholas de América. Bolas! Pelos vistos, isto vai mesmo dmorar; Também, com tanto tio e, filhos do primeiro pai, o que faz não haver televisão, micro-ondas e aviões….

crónicas de Costa monteiro.jpg Glossário:

Amazulu: - Dialeto Zulu; Samboniani: - Bom dia; como está (em Zulu); Kunjani: - resposta a samboniani; tá se bem!; N´zimbo: - concha, dinheiro antigo do reino de N´gola da ilha Mazenga; Mulungo - M´zungo; branco em Zulu; Adaga: - Punhal em forma de foice usado por muçulmanos; Anhara: - Zona plana e, com plantação rasteira, de clima seco ou semidesértico e tropical; Pambu N´jila: - Agente de ligação entre o espaço físico e o místico; lugar de veneração ou peregrinação; Lugar predilecto;

toledo6.jpg

kalunga: - espírito forte, divindade ou espírito das águas, iemanjá, mar, água no geral; Mabanga: - Bivalve do tipo ameijoa que sangra vermelho; bikuatas cassumbuladas: - Coisas roubadas; riquezas arrebatadas; jogo de sacar por toque brusco; Mafulo: - Holandês em quimbundo; Gente invasora da Companhia das Índias Orientais ou Ocidentais; flamengo; Kamundongo: camundongo, natural de Luanda

Ilustrações de Costa Araujo e Assunçõ Roxo

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 19:39
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds