Domingo, 22 de Fevereiro de 2015
KWANGIADES . XXV

ANGOLA . TEOREMA DA AMIZADE - As Falas de Zeca…

AH! K KAMBA T´CHINGANGE - KUUABA “HERERO”!!!

Por

soba0.jpgT´Chingange

Mukanda desoba1.jpg José Santos Impregnado de paludismo duma especial Jihenda da estirpe kaluanda, Zeca colecciona N´zimbos para fabricar missangas que soele sabe fazer. Formado na Universidade do Rio Seco da Luua.

dia0.jpg De mim para todos: Se a cultura é uma invenção, ou uma construção de factos e actos históricos, nós gente da plebe, que vivemos uma experiência diferenciada, podemos afirmar que as nossas falas, apenas podem ser recolocadas contra ou na mitologia antropológica que considera que o homem produz cultura tão naturalmente como as abelhas produzem mel ou a aranha as suas teias. Querendo ou não, se nossa cultura tem uma relação com experiências recentes ou mesmo actuais, teremos de no final de tudo, acabar sempre dependentes das nossas criações. Até nos podemos entender por gestos que, não virá daí mal ao mundo.

soba2.jpegSerá grave se ocultarmos esta nossa particularidade dissimulando algo que é mais essencial: o carácter mítico que este comportamento transporta em nossa sociedade tão alheia aos fenómenos da naturalização de cada qual. Podíamos até falar por assobios ou estalidos e escrever por traços e pontos com zeros e uns, sem daí sair e, decerto seguindo um código de entendimento nos relacionaríamos perfeitamente. Tudo é uma questão de estética com ou sem normas. Se o mito é uma palavra e, esta foi trabalhada de modo a funcionar, veremos que o principio de que o mito atransforma a história em natureza real. E, o mito não oculta nem revela nada, só deforma mas, o mito não é uma mentira nem uma confirmação, é uma inflexão. Posto isto, iremos prestar atenção na mucanda enviada a mim por um kota amigo de infância, dum exemplar nato de inflexão sustentada, estando eu com gente que se comunica por estalidos, uma África pouco divulgada; Ele e eu tivemos um período de vida que marcou a realidade em mito, a vontade em um desejo, o querer em puro néctar:

mona5.jpgDele para mim: Tens a tua sorte em estares nesse "escaldão" do Arco-íris, katé tou, com medo que botes tanguinha de serapilheira de capim na tua barriga de jinguba, vires uuabuama herero pastor, de chinguiços, faças misoso na kukia  com estalinhos de katolotolo! Depois, improvises uma vara, aprendas a equilibrar-te com uma só kinamba como um Massai, durante a manha, a tarde e noite, à frente dos boi, das vaca, dos vitelinha, cus leões dando berrida no por detrás da tua t´xipala e, ospois ku teu feitiço do Mu Ukulu, juntas dois dedos, dmaleducado e o polegar, dás um estalo cueles, finfias um assobio e leão sai na berrida cu medo de tua kuia!

mugabe.jpgTu que só comes biltong seco feito do filé mignon, lombo, alcatra, picanha, caté a fraldinha pertinho do pipi…, que depois fazes figa para nós do M´puto, a gente topa, no diz-que-diz bife tá rijo demais mesmomesmo  cus  “tratamento” “os milongo” “os pós da conservação”. Meu amigo Sekulu, um dia me disse nas suas falas com “vocabulário”, que me deixou banzado e feito matumbo; licenciado nos agronomia do T´Chivinguiro, disse assim que eles do Massai bebem o sangue dos boi para lhes dar guzo. Katé, eu sei que os Massai não come francezinha, num toma cimbalino porque seu cumbú, é mesmomesmo  de kitare malé. Também nessas moda de televisão, ainda não têm o “catecismo” nem conta do banco! Hoje mesmo, aiué! Ainda!  Nada têm mesmo, nem banga da decoração com capim verde da kitanda; só teta do barril das vaquinhas nemas do kipeio. Ué será que vais botar “beiçolas”, assim um pratinho para a jinguba e os tremoços, caté com o pauzinho  de matipatipa para lavares os dente afiado.

zeca5.jpgSoeu, tou aqui no Mputu kp, nos frio, na geada, caté tuje do katotolo me apanhou numa rusga, desprezou na matumbice da minha vacinação, muito enguiçado com o zumbido dos batuke vindo da CEE, dos alcatrão por todo o chão de terra, cus malandro numa celinha cinco estrelas, com tabua para  mokandar as memórias. Tu tens sorte em seres “bicho” dos muxito do mundu, bota kubata, livre para botares faladura dura, feliz com bué jimdandu de desafixação.  Isso torna-te uma gweta com olhos de águia, Mwata de interpretar o chão por onde já passaste, lá no do sertão de lampião, teu Mundão. Dinovo na Mulemba N’Zambi dos teus Muxitos, nos veremos, teus kamba daqui, mais dali ouvindo o teu misoso, no espanto de pacaça, que teu coração guarda. Kinga só!

Do ZECA  bué cafifado neste Mputu.

O Soba T´Chingange

 

 

 

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 10:14
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds