Domingo, 14 de Março de 2021
MALAMBAS. CCLVI

TEMPO DE CINZAS 12.03.2021

Crónica 3128 - À medida que aumentam as provações ao nosso redor, lá terei de me libertar dos espíritos coloniais…

65717897_2406334669602337_8542189892996694016_n.jp

Por  t´chingange2.jpgT'Chingange - no M'Puto

Escrevendo, esgadanho fantasmas feitos traças sem as afugentar definitivamente porque algumas até afloram minha consciência, juvenescendo em mim, uma inclinada abelhudice de, poder viver num descuido prosseguido e mascarado. Bem que podia recorrer a remédios de arruda queimada, a remédios roscofes mais latas de formicida com arsénico e creolinas mas prefiro assim ir moendo casca de laranja, distribuir pelos cantos de mim e da cubata afim de só afugentar caracóis e lesmas desmilinguidas e nojentas, que babam meu património átoa…

E, porque o boligrafo se move como se fora um autómato, deixo que corra seu tédio rolando zumbidos grilados muito diferentes que nem com osciloscópio se sentem como sempre estivéramos nessas tépidas noites de primavera, conversa entre ralos e lesmas. Um, sendo o eixo vertical (y) representando a intensidade do sinal, nossa tensão em rrrrssss; a outra (a lesma), o eixo horizontal (x) representando o tempo, como ultra-sons de submarino atómico arrepiando o tímpano…

88445879_2622183321350803_5260403226049511424_n.jp Há sempre um momento estranho quando nossos olhos se encontram bem por detrás de nossos dentes postiços sobressaindo como um portal de nossa sombria caverna, tornando aquele instrumento útil para mostrar nossos sinais periódicos, relaxando nossa apatia como que num tempo que tudo cura, num longo tempo, tempo em que nunca fomos os donos de nossas coisas!

Não! A verdade me reconheceu afirmando que não, aquele era mais um estetoscópio a medir meus azares, minha turbulência com arritmias do coração. É que por vezes falando assim tão profundamente nosso coração saltita tocando sinos como se fora o cadenciado tom das avé-marias da torre da igreja de Nossa Senhora da Assunção.

O meu património, lembro-me daquela banheira já com pés enferrujados como pata de leão velho e a máquina de costura situada na varanda, uma Olivetti com pés em ferro forjado e tendo um deles um nódulo de soldadura por se ter partido. Também da sanita anatómica com uma caixa por cima para armazenar a água; era sim o autoclismo suspenso que descarregava quando se

isabel lacuerda.jpg A corrente treliça de arame enferrujado até já estava remendada com uma união feita de fio de sisal, todo desmanchado, esfarelado e com muitos nós pra lembrar as sacudidelas; barbelas a terminar numa argola bem ao jeito de se enfiar o dedo pra descarregar o dito-cujo; depois aquele barulho da água a despencar lá do alto para empurrar aquilo. Era este o tal de ponto que clicado de cima para baixo fazia descer a gravidade varrendo a tela adentrada e na forma de tubo. Afinal nada daquilo era meu!

Tenho de me libertar dos espíritos coloniais mas, os sonhos não deixam. Embrulhado numa folha de bananeira das hortas do Malhoas, de novo me vi comendo pacotes avulso de formigas kissonde como se fossem tanajuras da Bahia nas margens da mulola do Rio Seca da Maianga – Maianga da Luua de N´Gola. E, como vou acabar com isto se, quando acordo, tudo fugiu. Nestas etapas de transformação reponho a verdade de “um quase sempre” em “um quase nunca” vestindo-me a alma de travesti num suponhamos que o vai ser, talvez o seja.

IPÉ ROXO.jpg Sabem! Mesmo assim parado num quase só, ainda necessito de tempo para estar sozinho! O mundo está mesmo a mudar-se muito no profundamente. Quis entender essa coisa de estetoscópio e vi-me grego (στηθοσκόπιο, de στήθος, stéthos - peito and σκοπή, skopé - exame), foi assim que o revi: instrumento utilizado por diversos profissionais, como médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas e veterinários, para amplificar sons corporais de humanos ou animais.

Ele, o estetoscópio, geralmente ressona, com forma de disco e dois tubos conectados a auriculares. Usado para escutar sons provenientes do pulmão, coração e intestinos, presença de gases, líquidos e movimentos peristálticos. Quando combinado a um esfigmomanômetro, serve para aferir a pressão sanguínea do examinado. Um estetoscópio que amplifica os sons auscultatórios é chamado de fonendoscópio. Ando periodicamente a substituir meu boligrafo por esta geringonça… tomara que só seja uma ligeira discinesia (um desarranjo) …

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 11:48
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Setembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

15
17
18

20
21
22
24
25

26
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub