Quarta-feira, 11 de Junho de 2014
MISSOSSO – I

ANGOLA - Em busca do Munhungo

Munhungo: no sentido mais ousado da boémia, é sinónimo de libertinagem, lugar de sonhos com musas.

Por

 T´Chingange

Em busca de elementos que me facultassem saber aonde era o Munhungo fui à NET. A pedido de um amigo de nome Kafukena Kia Kujila, resolvi que haveria de escrever um missosso sobre o maximbombo que fazia a carreira de kinaxixe até o Munhungo; logologo, destinei esta carreira para um lugar que eu sabia ser de sonhos e o mais aproximado que me veio à ideia foi o Observatório Astronómico da Mulemba. Aquela instituição particular, foi lugar que toda a turma da Escola Industrial de Luanda visitou em estudo. Foi em final de Curso de Montador Electricista, talvez 1962, que visitamos não só o observatório de Bettencourt Faria como a barragem de kambambe. Porque encontrei dados acerca deste Observatório terei de deixar essa outra viagem de sonho, o tal missosso para uma outra ocasião, porque sendo uma ficção fica desenquadrada desta realidade fruto da carolice de um homem que nos deu em primeiríssima mão a descrição dos primeiros passos de Neil Armstrong na Lua.

  Carlos Mar Bettencourt Faria nasce em Lisboa a 13 de Fevereiro de 1924. Tendo chegado a Angola no Paquete Império, em Setembro de 1951, vai trabalhar para a Companhia Mineira Diamang na Lunda e mais tarde para uma refinaria de petróleos com o nome de Petrofina, situada nos arredores de Luanda. Em Julho de 1976, Bettencourt é assassinado. Ele era um excelente anfitrião, explicava de uma forma clara e detalhada o funcionamento de todos aqueles zingarelhos.

 Bettencourt Faria, com grandes dificuldades financeiras, lança a primeira pedra daquilo, a que ele chamou de Observatório Astronómico da Mulemba a 7 de Outubro de 1956; rápidamente expande sua actividade e vocação tornando seu sonho em uma realidade que se veio a chamar de CENTRO ESPACIAL DA MULEMBA. Fernando Ribeiro, administrador do blogue amateriadotempo, descreve aquilo que em seu tempo também observei do seguinte modo: -Encontrei Bettencourt Faria sentado a uma bancada ao lado da sua assistente, que era uma senhora negra. Estavam a escolher agulhas de seringas usadas e esterilizadas, de um lote enviado pelo Hospital Universitário de Luanda. “Estas agulhas são muito úteis”, disse ele! “Com elas posso fazer circuitos electrónicos para os aparelhos de precisão”. Acrescentou, apontando para um rádio que tinha a seu lado e que debitava um programa duma emissora francesa em ondas curtas: “Este rádio fi-lo eu e, também tem destas agulhas. Ainda hoje estou para perceber como é que se podem fazer circuitos electrónicos com agulhas de seringas, comenta Fernando ribeiro.

    Bettencourt Faria, foi um genial autodidacta; dotado de um notável dinamismo e uma enorme capacidade, deu largas à sua paixão pela exploração do Espaço erguendo com suas próprias mãos todas aquelas engrenagens de desbravar o Cosmos. Construindo aparelhos de detecção remota, telescópios, antenas e outros zingarelhos, surgiram grandes antenas feitas com sucata ferroviária. Dada a sua fraca capacidade económica e, sem apoio estatal, ele não se podia dar ao luxo de comprar coisas já feitas; fazia-as ele mesmo!

  A NASA tinha necessidade de colaboradores espalhados pelo globo terrestre, uma altura em que não existiam suficientes satélites de comunicação para recolher os dados enviados das naves. Era desta rede de centros espalhados no solo terrestre, que se contactava com os astronautas servindo assim de "ponte" entre o Espaço e a sede da NASA. O Centro Espacial da Mulemba em Angola, era o único observatório em todo o continente africano a fazer essa "ponte". Bettencourt Faria dispunha de um estúdio pejado de aparelhagem, aonde recebia e descodificava os sinais enviados pelos satélites em contacto com os astronautas. Fernando ribeiro descreve: -Tive o privilégio de ouvir a gravação de uma conversa que ele teve com o astronauta Neil Armstrong a partir da Lua. Pessoalmente, recordo-me de ter ficado com os olhos esbugalhados a ver tudo aquilo e dele se ter sorrido para mim endireitando-me o queixo caído.

   Bettencourt Faria e Eurico da Fonseca

Deste mesmo estúdio Bettencourt Faria, falava para o público kaluanda e toda Angola, através do programa de rádio de Sebastião Coelho explicando o que se ia passando no campo da exploração espacial; fazia em Angola, o mesmo que um outro notável autodidacta português chamado Eurico da Fonseca, também inventor e apaixonado pelo Espaço. Estava sempre "com a corda na garganta"! As autoridades coloniais de Angola sempre foram de uma extrema sovinice para com a sua obra. Após a independência de Angola, o regime do MPLA passou mesmo a hostilizá-lo, tendo sido assassinado em Julho de 1976. Além de tudo isto, Bettencourt Faria, fez ainda investigação etnológica e etnográfica, publicando livros sobre usos e costumes tradicionais de Angola; possuía uma notável colecção de conchas marinhas, tornando-o um bom conhecedor de n´zimbos e caurins, um antigo dinheiro usado no reino de N´Gola. Entre muitos inventos, construiu uma espécie de helicóptero individual, tendo até sofrido um acidente no qual partiu vários ossos. Pintava quadros, tocava piano, e ainda arranjava tempo para ser radioamador. Queiramos ou não, Angola está em divida com este cidadão. Este homem é um dos que se libertou da morte mas, é forçoso dar a conhecer a sua obra; se Angola esteve no espaço, a ele o deveu.

Notas: 1 - Um obrigado a Fernando Ribeiro por recordar e partilhar coisas vividas em comum na Luua; 2 – A todos os ex-alunos da EIL ou alunos do actual Instituto Tecnológico agradece-se publicarem aqui fotos que tenham desse Centro Espacial da Mulemba, aqui ou em amateriadotempo.

O Soba T´Chingange





PUBLICADO POR kimbolagoa às 06:42
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds