Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014
MISSOSSO . VII

LUANDA  . 1953 … NUVENS DE AÇUCAR NA FEIRA DS VICENTINAS…Nª Sra DO CARMO…

Missosso: Da literatura oral angolana, contos, adivinhas e provérbios com homens, monstros, kiandas de Cazumbi, animais e almas dialogando sobre a vida, filologia, religião tradicional e filosofia dos povos de dialecto quimbundu. Óscar Ribas foi o seu criador.

Por

 T´Chingange

 Juka Kibiala sozinhado frente a frente com um copo de kimbombo falava filosofias baratas entremeadas de bordoadas de aduelas de barril anilhadas no seu cerebelo e cabelo e, duma vez eu escutei o resmungo, que no desemprego crónico dele nunca que ninguém lhe pisou os calos; nas falas dele dizia que essa era mesmomesmo a sua grande dignidade! Com seu chapéu de papelão aba larga, com serpentinas coloridas e uma pena de jacó de Cabinda fazia umas horas extras enrolando açúcar num pauzinho; rola que rola, despejava sua alegria de simplicidade no riso da criançada. Rosado e leve que nem nuvem, o algodãozinho de açúcar lambuzava a gulodice dos catraios, candengues e pivetes em troca de uma quinhenta de macuta. Neste tempo de medos ainda agarrados no cu das calças, meu tio Manel Topeto do M´Puto ensinou Kibiala a enrolar o pau de bambu afiado a naifa, na nuvem.

 Naquela feira das Vicentinas e no largo da Nossa Senhora do Carmo entre a Mutamba e o Maculussu, meu tio Manel Topeto botava uma massa espremida dum pano branco com um funil na ponta que no seu jeito sódele enrolava no tacho assim-assim sempre pra direita formando uma ravianga de curvas em óleo fervente. Meu tio tornou-se um perito nessa arte de fazer farturas e as velhotas benfeitoras só o queriam a ele para fazer aquela tarefa. Corria o ano de 1953 na cidade de Luanda; eu, candengue gozava de uns trocados para rodar nas cadeiras do carrossel mais aviões, chupar uns pirolitos ou beber mission dos coqueiros. Naquela semana de feira de Nª Senhora do Carmo minha felicidade suplantava todos os caminhos corridos com carro de arame, do visgo da mulembeira, do alçapão de apanhar celestes, Januários e rabos-de-junco, com painço da venda do Hernâni do Rio Seco.

 Juka Kibiala, com seu grande coração, berridando gotinhas de cacimbo nos olhos dele, puro-sangue do Catambor, quase meu vizinho do salvo seja, ria com a boca cheia de dentes brancos e esfregados na mateba com carvão; ria mesmo de boca cheia com o menino branco que era eu, o Tonito, branco do musseque, sobrinho do Siô Manel Topeto seu capataz, vou-lhe agradar. Ele só fingia que recebia uma quinhenta e dava-me a nuvem branca de açúcar e, eu só fingia que lhe dava. De agradecido, um dia dei-lhe um bico-de-lacre numa gaiola e ele chorou de agradecimento!

 Obrigado menino Tonito! Auá, nunca que ninguém me deu nada assim! Pegou na gaiola, abriu a porta e deu liberdade nele e sorriu só! É melhor assim: -Pássaro não quer prisão! E, nem sei como, mas percebi! Dei-lhe mesmo uma grande alegria. Ensinou-me nesse um dia que a certeza não nasce feita!

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 09:22
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds