Sábado, 19 de Dezembro de 2015
MISSOSSO . XXII

ANGOA . A MÃO DE DEUS no rio dos elefantes . Não há palavras para vos descrever o que senti ali acocorado entre os dedos Dele -  3ª de 3 partes

Por

DY0.jpgDy - Dionísio de Sousa  (Reis Vissapa) - Autor de “Ninguém é Santo” escrito para todos os Angolanos que amaram e amam a terra que os viu nascer ou crescer…

negro1.jpg (…) NA FOZ DO RIO QUATIR - Ninguém me ligou peva e só quando cacei o almoço e o jantar com dois tiros de caçadeira é que a vizinhança debandou alvoraçada. O trabalho não era nenhum. Medir diariamente numa vara hidrométrica as oscilações de caudal o que me ocupava pouco mais de dois minutos, sobrando-me tempo para explorar aquele paraíso que jamais se apagará da minha memória. Dei com a mão de Deus quase um mês depois de ali estar. Já calcorreara a pé os quinze quilómetros que me separavam de umas das mais formosas quedas de Angola, as quedas de Montenegro e banhara-me em piscinas naturais únicas no mundo com o fragor da água caindo em anfiteatro sobre o meu corpo.

negro2.jpg Decidi um dia explorar um rio de aluvião apelidado de Rio dos Elefantes, palmilhando a areia do seu leito seco para montante uns largos quilómetros. Alcateias de babuínos (Macaco Cão) tentando amedrontar-me com os seus latidos, as fêmeas correndo com os seus rebentos à cacunda e os mais excitados fazendo-me caretas. Manadas de impalas pulando com uma elegância ímpar e Olongos de cornos altivos fugindo ao retardador. Foi quando deparei com ela, a mão de Deus. Enormes monólitos naturais de granito, dispostos de forma circular bem em frente aos meus olhos fazendo lembrar a mão do Senhor. Mais de dez metros de altura que eu marinhei com sofreguidão para do alto poder deslumbrar-me com a paisagem.

negro3.jpg Foi quando os vi e precisaria mais que uma crónica para vos descrever a beleza e o encantamento daquele momento. No interior daquela construção ciclópica uma manada de elefantes com as suas crias banhava-se numa lagoa circular, largos metros abaixo da minha posição estratégica. Não há palavras para vos descrever o que senti ali acocorado entre os dedos de Deus. Há uns meses atrás vi em casa um filme classe B em que uma menina viera para a Namíbia para ver o pai que se separara da mãe oito anos antes, tendo vivido todo esse tempo na Europa.

negro5.jpg Uma história mal contada de um desastre de avião em que a menina se aventura pelo deserto dentro com um negro que lhe ensina os segredos da natureza e da região, à procura do pai desaparecido que se envolve numa luta com terroristas, não sei onde. A Mão de Deus é a única coisa decente do filme, embora erradamente situada em território Namibiano. Os elefantes que eu vi há cinquenta anos atrás ainda por lá andavam. A minha mulher ficou transtornada quando me ouviu a soluçar baixinho com a comoção. – Mas o que se passa homem. – Não se passa nada, foi só a Mão de Deus que me acenou de novo.

Reis Vissapa

As escolhas de T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:06
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds