Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2019
MISSOSSO . XXXI

N`ZINGA E O CAVALO ALADO – 2ª de Várias Partes

- A onze mil metros de altitude em um Boing A.340 - 31.01.2019

Rodando a bobine em paratrás, voltei a Ot’chakáti, a Oschikango da Namibia, e a Ondjiva, antiga Pereira D´Eça …

Por

soba15.jpg T´Chingange - No Nordeste brasileiro

Dia vinte e dois de Janeiro. Ainda em Guarulhos, Aeroporto Internacional de S. Paulo esperando as malas vindas do M´Puto no carrocel nº 3, voo TAP, continuei a olhar para o grupo de três homens e uma mulher no carrocel ao lado, um voo vindo de Johannesburg. Não tive dúvidas de que aqueles eram efectivamente Hoji-ya-Henda e Monstro Imortal, heróis da guerra do Tundamunjila mais a Rainha N´Zinga. Fantasmas ou não, tinham corpo com olhos e tudo o mais como um qualquer de nós.

O outro matulão, mulato de feição e de estatura gigante, mirando bem a t´xipala dele não me era totalmente desconhecido. Havia qualquer coisa a dizer-me que já tinhamos estado juntos algures na Namíbia. De início não me pareceu mas, fiquei olhando especado para ele a fim de tirar duvidas e foi quando se virou de frente que me deu um vaipe de lampejo; era ele! O tal que fugiu morto pela fronteira de Namakunde. Mais tarde explico como foi esta cena passada entre a Caála e a Chibia.

n´zinga.jpg Também me reconheceu! Agora tinha a certeza, era ele! Com a minha insistência no olhar, ele dissimuladamente fez um aceno meio escondido, levou a mão à boca e com os dedos indicador e polegar, correndo pelos lábios fechados e como se ali tivesse deslizando um zipe. Era uma nítida indicação para eu ficar mudo e calado. Acenou de costas para os demais com a mão direita, movimentos curtos de baixo para cima repetidos com vice-versa para que me mantivesse ali; Kinga aí pá! Pois ali fiquei!

Suavemente e em surdina afastou-se do grupo, levou a mão esquerda ao bolso, tudo muito suave na dissimulação e aproximando-se de mim, sem nada dizer meteu-me um cartão no único bolso da minha camisa. Nem ele nem eu falamos e, assim fiquei relampejando surpresa sem saber ao certo o que dali poderia advir. Juro que ainda fiquei um pouco nervoso esperando que algo de pior pudesse acontecer. Tinha agora compenetrado a ideia de que este artista era um quase mágico.

fala4.jpg Tanto assim que em mente, já ensaiava a forma de me defender, se por esquindiva ou por bassula mas, seus gestos foram tão cândidos que esfumou meus receios. As minhocas em meu turbilhão de raciocínio estavam entorpecidas e, muito curioso por ler fora de vistas o que diria seu cartão-de-visita. Surpreendeu-me tal astucia, de tudo fazer com tanta destreza dissimulada; seus kambas de viagem de nada se aperceberam porque entretanto o matulão curibota, pegou um carro de apoio, desses de transportar bikwatas com malas e, de novo se acercou deles sem levantar vislumbre de dúvidas.

Assim sozinhado, comentei para mim, só em pensamento: - Tu que conferenciaste com uma mamba negra de Belize no Mayombe, que fumaste cigarros caricocos com um pássaro no lugar da Manhanga de Luanda, que pulaste o poço de Ot´xicoto Lake com MacGyver e que morreste pela segunda vez na curva da morte de Kalukembe, também estás preparado para tudo. Para quê esse nervosismo!? Tentei acalmar-me...

fala0.jpg Defraudado por minha própria lentidão no raciocínio, rodando a bobine em paratrás voltei a Ot’chakáti, a Oschikango da Namibia, e a Ondjiva, antiga Pereira D´Eça e, recordei que a poucos quilómetros a Norte de Tsumeb, encontrei o angolano MacGyver, zelador do buraco de sonho Otjikoto. Foi a partir deste tocador de baladas enlatadas que se proporcionou o encontro entre nós.

Tudo começou por este furtuito encontro mas havia reminiscências escondidas que pouco a pouco foram aflorando; vamos ter tempo para escalpelizar esta maka, creio! Recordo que MacGyver preto de nascimento, tinha uns olhos visgosos, que tocando com gula a vida de simpatia numa velha viola, encantando gasosas extras aos fujões e turistas.

monteiro9.jpg Pois, os turistas do buraco Otjikoto, porque eram escassos, requeriam atenção desdobrada. Tenho quase a certeza que foi aqui que conheci este curibota saído de Angola, um militar fugido da UNITA depois de morto. Posso explicar mais tarde este sucedido mas agora desesperava para poder ler o cartão que fazia arder meu coração. Estupefeito pelo rápido curriculum dos ácaros da minha vida daquele então, pestanejava incredulidades entre as brumas lembradas.

Foi naquele lugar distante de tudo, na terra do nada, junto a um poço de fundura desconhecida, a subir e a descer na maré dos oceanos que zuni uma pedra nas suas águas que por três vezes chispou a toalha lustrosa da serena água. Viver, é lembrar mas, quando a memória nos atormenta, os minutos compridos a parecerem horas, moendo e, moendo como uma dor ciática, nos arrepia a memória.

poluição.jpg A caminho do terminal dois dos voos domésticos de Guarulhos, pude vê-los a fazer o check-in no Sector E; a placa por cima do balcão indicava o voo IATAN para Cuiabá; isto fica em Mato Grosso do Norte! Que irá esta gente da pesada fazer para Mato grosso? Será que vão só ver a Chapada do Guimarães? Aqui tem coisa!? Já bem recostado no Boing A.320 da Avianca, cinto posto a caminho de casa, pude ler o cartão misterioso. O mesmo tinha uma ponta quebrada como era de boa norma antiga para desejar o reencontro.

Pois o cartão de rico timbre, dizia no canto superior esquerdo: ONG FENIX – Rua de la Paz nº 184 - Edifício LOPANA. Bem ao centro em letras quase góticas: FALA KALADO - (Coronel Emérito), tendo por debaixo em letra romana e inclinada os dizeres: Relações Internacionais. Tinha a indicação de três telefones, um deles com o DDD da cidade e estado. Quase tinha a certeza de estar a seguir uma tramóia de avultadas proporções. Nem sei se lhe telefonar porque quem tem cú, tem medo e eu não tenho rabo de lagartixa. Mas, algo terei de fazer para saber o enredo, pois!... Iremos ver…

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:33
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19

23
24
25
26
27

28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds