Quarta-feira, 22 de Julho de 2020
MOKANDA DO SOBA . CLVI

TEMPO DE MEUS KITUCUS (mistérios). NAS FRINCHAS DO TEMPO - Crónica 3040

- N´gana N´Zambi, comendo saquinhos de muxima no M´Puto 22-07.2020

N´gana N´Zambi – Meu Senhor

Por

soba0.jpeg T´Chingange - (Ot´chingandji) - No Sul do M´Puto – Barlavento

roxo170.jpg Boligrafando minhas torpitudes, pude ler e escarafunchar nas notícias, o quanto o povo português é ingénuo, dando ouvidos a estórias de carochinha e, também em sequência, é levado na curva pelos ícones da roubalheira; trata-se de avivar gente de gabarito que, acobertados pelo nome de Espirito Santo, se agigantaram. Pois é! Havia um “cérebro” que era o supra-sumo, o conhecedor da dimensão total de sua genuína “malvadez” que de Santo, nada tinha! Chama-se Ricardo Salgado.

Um mestre de alto coturno na arte de operar por manipulação da realidade com o dinheiro dos outros; algo assim, comparável com as grandes máfias, das maiores organizações criminosas do mundo. Debaixo de um nome santificado de Espírito Santo formataram o maior império do mal em território Luso desde que o M´Puto se conhece como Pátria. Ricardo Salgado, o Dono Disto Tudo, o DDT que manobrava políticos e afins…

salgado1.jpg E, como quem limpa o cú a crianças, comparação a grosso modo para caricaturar as gentes que o elevavam às nuvens, estas tristes criaturas-bajuladoras, gente que todos os dias aparece nos écrans com holofotes de magia, descambaram da arrogante postura de subserviência, subjugados à triste inverdade em sua máxima valência. Como foi que gente supostamente da máxima competência na forma de lidar com o dinheiro, com gente diversa, se deixaram corromper tão levianamente por quem só tinha em mente o lucro, usando fraudulentamente a subtracção do bolso do contribuinte, do dinheiro dos outros (o nosso)…

E, é assim que numa longa maratona judiciosa destapam o perfeito filtro para revelar o pior de Portugal se, saltarmos essa triste estória descolonizadora, mas, e também daqui, tirarem o proveito dos decadentes territórios ditos Ultramarinos onde gente de gesta, deixaram ao desbarato suas pertenças, seus sonhos, seus suores; foi uma derrocada que paulatinamente se aninhou no seio Luso, desconsiderando as heroicidades dum povo ilustre. Esta acusação do Ministério público, deveria encher de vergonha, caso a tivessem, todos os que durante anos, se renderam ao poder do dinheiro – Ricardo Salgado o Manda-Chuva do M´Puto!

marcelo1.png Políticos que nos geriram e gerem; alguns em funções na máxima representatividade da Nação, comentadores, banqueiros, advogados, legisladores e jornalistas de craveira, exacerbaram o seu poder venerando-o sem serem suficientemente capazes de o criticarem ou acusarem. Tinham ali uma fonte de abastecimento à sua complacente vaidade de apaziguarem sua apetência, rendidos ao seu imperfeito ímpeto de também o serem grandes, subindo a qualquer custo. Uma chusma de gente que não é de bom-tom recordar – vergonha!

sergio3.jpg Passos Coelho enquanto Primeiro-ministro, se recusou a salvar esta sinistra figura chamada de Salgado! E, uns bons 90% dos portugueses, para além de não verem o alcance desta figura, fustigaram-no ao limite, imerecidamente diga-se! Passo Coelho pagou caro por essa integridade e por ser diferente, por ver mais justo e ver mais longe; sempre lhe dedicarei meu apreço – por sua verticalidade e honestidade quando ainda o nome Espírito Santo era intocável!

Ricardo salgado criou com sofisticação empresas de lavar dinheiro, de fabricar juros, vista agora como coisa inaudita mas comparável ao processo Dona Branca, só que com uma intrincada sofisticação de não deixar rasto e a coberto daqueles supra mencionados, personagens bajuladores, Ele, Salgado, actuou em Angola, na Venezuela, Uruguai, Panamá, Argentina, EUA, Suíça, Brasil e sei lá mais quantos destinos de fora-de-portas, offshores. Criou uma intrincada máquina de feitiçaria financeira…

Uma máquina desenhada para roubar com excelência e, sem que ninguém se apercebesse, supostamente credível quanto baste para engodar os lorpas com ajuda dos gestores públicos que estiveram no topo e acobertados pelas gangues designadas de partidos. O M´Puto para Ricardo era e, ainda talvez o seja, um conjunto de tolos predispostos a envaidecer-se – a perfeita máquina de fazer dinheiro com o nome de “Made in Portugal”. Os nomes são muitos e nem vale a pena publicitar sua T´xipala (fotografia) pois que seus nomes figuram nos escaparates actuais como Aníbal, Marcelo, Paulo, Soares, Sampaio e mais uma catrefada de ilustres da nossa praça – Triste Praça!…

costa araujo4.jpeg Pois! Uma intrincada rede criminosa que segundo o Ministério Público, envolveu concertadamente e de forma continuada de crimes de burla qualificada, corrupção activa e passiva, falsificação de documentos, manipulação de mercado, infidelidade, branqueamento de capitais e, um sem-fim de distinta malvadez. E, o traste, aí continua com esse aspecto impávido de sereno como se todos lhe devêssemos alvissaras. Sem aloquete nos tornozelos, nem coleira nas orelhas, com os olhos esbugalhados, ai irá continuar até que tudo se consuma em nada por via de recursos e muitos desaforos inventados por um batalhão de advogados de gabarito, poderosos, daqueles que sempre ganham até chegar na ultima instância – Para o céu, sinceramente, acho que não irá!

Foram e, são muitas nuances, coisas de que tenho que ler profundamente como os Panamá Papers, Operação LEX, Operação Marquês, Face Oculta, Luua leaks, Cambalachos e derivados de fundos sem rosto com os sempre poderosos advogados. Das promiscuidades com férias de borla no Caribe, e compras de velhas carcaças chamadas de submarinos. O Homens de Borracha que eu li quando era puto-candengue, os livros de quadradinhos com as comiquitas, teria de aprender, e muito com este homem-elástico-chwingam (pastilha elástica). Assim de Ocidente em incidente e, de recurso em concurso, protelarão o tempo até seu fim. Ámen…

arte3.jpg E, porque penso, julgo o quanto tempo mais teremos de esperar, para que seja feita justiça, neste que é o maior crime financeiro da história contemporânea, hodierna (claro que saltando a tal de descolonização). Embora se diga que a justiça está funcionar, minha carcaça estremece, meus dentes abanam de tanto rilhar, meus pistões encravam pois que tantos milhões, entopem meus neurónios, amolecem as juntas e calcificam os segmentos. É que são 3 500 000 000, creio que é isto: 3,5 Mil Milhões de Euros – Que se saiba!  Bom! A procissão ainda vai no adro e, se porventura me levarem para o chilindró por falar nisto, mandem-me charutos “Cohiba ou Romeu e Julieta” para fumar meu cacimbo num matope de casca dura…

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 04:56
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Setembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

15
17
18

20
21
22
24
25

26
27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub