Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2018
MOKANDA DO SOBA . CXXXVIII

ANGOLA DA LUUA XXXVIII - TEMPOS PARA ESQUECER – 27.02.2018

NA GUERRA DO TUNDAMUNJILA

Angola - 43 anos depois. Um tal de Capitão Macedo perguntou ao Alto-comissário Leonel Cardoso se podia entregar ao CPA do MPLA o armamento dos paióis do Grafanil? Pode sim! Respondeu o Almirante, mas sem as culatras retorquiu!

Por

soba0.jpeg T´Chingange - No Nordeste brasileiro

Nestas mokandas, quando analiso mais atentamente os mestres da política do M´Puto no após abrilada de 1974, duvido intensamente do sentido profundo da sua actividade porque não o foi com elevação! Não tendo a menor hesitação em chamá-los de mercenários, uns regredidos ao primário ser de vendilhões. As memórias desse então, não fazem crer agora passados 44 anos o poder propiciatório dessas suas urdidas façanhas de criação. Eles queriam uma coisa mas surgiu um monstro! Era sua intenção não o ser assim (dizem agora) - mas foi!

selo13.jpg E, tudo fica num suave esquecimento como coisa que deu pró torto e, retirando até poder ao sentido mais forte da palavra traidor. É necessário a isto, dever-se adquirir um sentimento de senso prático daquilo que vale a pena ser compreendido: a independência de Angola era um desejo da maioria que de quem de lá saiu; mas, não desta forma.

:::::

Aqueles políticos deveriam saber que isto era verdade mas tudo ficou numa merda de jogo político como se nós (leia-se retornados) fossemos as pedras dum tabuleiro de xadrez. As pedras brancas, diga-se… Para Carlucci, o diplomático americano, a questão fulcral era: saber se Portugal continuaria a permitir a expansão do MPLA no propósito de lhe entregar o poder? A resposta estava de caras: claro que sim! Tudo o mais não interessava. Os americanos só viam o petróleo de Cabinda; a viragem ia ser feita. Uns cá, outros lá.

selos01.jpg Das NT (Nossas Tropas) só restavam em fins de Setembro unidades em Cabinda, Luanda, Lobito, Nova Lisboa e Sá da Bandeira já com limitadíssimas capacidades. Agostinho Neto de forma descarada mostrou o desejo de em fins de Setembro ter as FAP (Forças Armadas Portuguesas) desarmadas em Luanda. Já dizia abertamente que a independência não se dá, arranca-se!…Um descaramento torpe vindo dum sofrível poeta de tasca ou uma descarada afronta aos seus amigos abrilistas; os tais político-militares de túji do MFA…  

::::: 

Neto dizia que ele, o MPLA asseguraria o controlo de Luanda com a segurança ao palácio da cidade alta da Luua, bairros dos ministros e do Saneamento. Nem pensem nisso! Foi a resposta do CCPA na pessoa de Leonel Cardoso. Era óbvio que queriam o absoluto comando de Luanda e o controlo do Comandante-Chefe. Esta proposta estava fora de questão, foi segundo as contingências, a resposta mais plausível do Comandante-Chefe.

selos1.jpg A preocupação de Neto, o sofrível poeta, era o que Leonel Cardoso tinha dito à imprensa estrangeira: a de que Portugal admitia recorrer à ONU porque continuava a reconhecer legitimidade aos três movimentos. Quem sabe se isto não teria sido melhor para Angola? Não para Neto, claro! Também aqui o Alto-comissário fazia bluff pois que nada mais lhe restava do que jogar desta forma, como se tudo fosse um jogo de King ou poker.

:::::

Astucia com astucia, falácia com falácia! Portugal não aceitaria uma unilateral proclamação de independência e, nem a ONU ou a OUA iriam aceitar! Neto hiena, pensou melhor, consultou seus parceiros de copos do M´Puto e recuou a contragosto! Preferiu fazer de cabra cega e berrar como uma cabra doida aos seus pares de imortais e outros que tais.

selos3.jpg Para demover qualquer outra tentativa de poder, Agostinho Neto, disse não admitir qualquer entendimento com a UNITA. Constava-se em muxoxos de revolução capianguista que havia sugestões dos heróis de aviário do m´Puto para coligar-se com a UNITA para facilitar os expedientes e, dar uma visão moderada ao mundo. Neto, o sofrível poeta cachaceiro de então e líder do glorioso MPLA, com desfaçatez, sugeriu ao Alto-Comissário entregar o poder só ao MPLA.  A golpada possível do MPLA foi assim, protelada.

:::::

Acabaram por achar melhor continuar a dar uns tiros para o ar ao jeito de fogo-de-artifício de amedrontar, umas rastejantes a pintar o céu da Luua e deixar a declaração de independência para a data aprazada, o 11 de Novembro. Tudo isto depois da largada do último reduto das NT; com a bandeira embrulhada no sovaco dum qualquer militar. Para descaramento torpe, Neto, o futuro presidente, lastimava-se do estado degradado em como eram entregues as instalações militares da Luua. Era mesmo muita cara-de-pau; muita lata!

selos8.jpg Em dado momento de bandalheira, um tal de Capitão Macedo do M´Puto, perguntou ao Alto-comissário Leonel Cardoso se podia entregar ao CPA do MPLA o armamento dos paióis do Grafanil? Pode sim! Respondeu o Almirante, mas sem as culatras, retorquiu! As culatras foram mandadas retirar ficando na Fortaleza de São Miguel para evitar qualquer dissabor. Não sei se este capitão de túji veio a receber alguma medalha de mérito; Nada me admira para revolta de tantos que como eu, foram picados até ao tutano na indignação…

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 18:42
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds