Domingo, 25 de Outubro de 2015
MOKANDA DO SOBA . LXXXIV

CINZAS DO TEMPOTento aprender a viver com o vazio das coisas … Fui para longe para ver bem os recantos que em política, não podem ser vistos de perto… I

Por

soba10.jpgT´Chingange

 Estou a escrever três estórias em simultâneo para poder matar o tempo, uma forma de dizer, porque este nunca se extingue e nem eu sou um experto em matéria do buraco negro. Essa zona do espaço cósmico cujo campo gravitacional é tão intenso que atrai e suga qualquer matéria que dele se aproxima, até mesmo a luz da galáxia. E, também porque numa só, o desenlace, tornar-se-ia monótono nos acontecimentos. Estou bastante tempo sem dar andamento a uma qualquer destas, e por isso, mais tarde, tenho de reler os capítulos da inventação anterior para a ficção não descambar o sentido lógico do episódio. Tenho por vezes de me desentender com esta ou aquela personagem porque a cronologia o torna ilógico, intemporal ou desnecessário.
 Calculem que as personagens se tornam tão reais, ao ponto de a dado momento me ameaçarem de morte, assédio ou vítima de um logro corrupto ou roubo; nisto, sempre tento alijar ternuras! Em
Inventações da história, remeto-me lá para trás no tempo e espaço como secretário de fazenda de João de Câmara da Capitania-Geral do Reino de Angola com a ajuda do capataz José Nanquituka e a Kaputo da Silva, o almoxarife missionário auxiliar, no tempo do rei Umbundo Ekuikui II e, no ano de 1893.
 Sendo eu um T´Chindele Mwana-Pwó do M´puto, era o fiel depositário de sua Majestade a Rainha D. Maria II, responsável pela fazenda Pública e tendo ordens expressas de fazer uso do dinheiro Macuta em todas as transacções comerciais. Isto a propósito de substituir o uso do libongo como dinheiro nas regiões do Sumbe e Dombe Grande; convém aqui explicar que libongo era o pano dinheiro que substituía o N´Zimbo como moeda. O pagamento de funcionários do reino e militares de 1ª ou 2ª linha e funantes que recebiam o respectivo libongo ou o permutavam, coisa difícil de manusear como é evidente imaginar nos dias de hoje.
Resultado de imagem para macutas angola Houve momentos que tive mesmo de espreitar minha vida pelo cano de meu revólver; uma vida estriada em verdades misturadas nas inventações. Num entretanto, empoleirado nas horas das consequências com vénias de enrugada postura, o albino, branco de fingir, dá umas ordens aos seus monandengues e, eis que salta um t´chingange para o terreiro empoleirado em antas, zingarelhos, enfeites de ossos de hiena e facóchero ao redor do corpo. Como vêem não era fácil, cumprir minhas obrigações como zelador gweta linguajando dialectos ainda não catalogados. Falta agora descrever sucintamente as estórias de
Kianda de Zanzibar e Monangamba do Zeca Kafundanga, depois encontrar as mentiras certas para contornar as verdades.
O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 09:45
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Setembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds