Terça-feira, 2 de Agosto de 2016
MOKANDA DO SOBA . XCIX

TEMPOS PARA ESQUECER 02.08.2016 - ANGOLA DA LUUA IX . NA GUERRA DO TUNDAMUNJILA. Nesta lengalenga de lembrarmos coisas mortas, cada homem é um mundo.

Por

t´chingange 0.jpg T´Chingange

kianda05.jpg (…) Cada um de nós tem uma lenda! A minha foi preterida por ser o que ainda estava para ser, uma inventação lançada para fugir às realidades da Luua. Para encobrir eventos desonrosos, coisas sem heroicidade, um quarto de hora antes da meia-noite do dia 11 de Novembro de 1975, minha nação, meu barco, levantou âncoras ao largo da Luua. A bandeira do M´Puto era embrulhada num baú dum velho carcamano de colono aonde tiveram de caber todas as ilusões.

:::::

Foi assim que me tornei Niassalês. A bandeira verde-vermelha, tornada num trapo vulgar, estava condenada a criar bolor. Minha nação Niassa fez-se ao alto mar vendo-se de longe os festejos celebrando de forma dantesca o nascimento dum país. Eram tiros e rajadas a fingir de fogo-de-artifício. Já nove meses antes o Sandokam, o Sabata e o Amargoso percorriam Luanda disparando e lançando granadas a eito, matando gratuitamente quem aleatoriamente lhes surgisse no encalço. Estes chefes de grupos populares curiosamente usavam armas oferecidas pelo exército português.

NAMBUANGONGO.jpg Fazia parte da estratégia, no lançar medo, disparar contra montras, estilhaçar as mioleiras ordeiras. Que se saiba nunca foram apanhados pelas NF (Nossa Forças) e, quando isto se verificou ocasionalmente fez baixas nas NF que já não se sabia bem, se o eram. Tudo causado para provocar o pânico, travar a sociedade e espantar os brancos. E a fuga do tundamunjila fazia-se notar no Prenda, Catambor, Cazenga, Bairros Populares, Cuca, Viana, Corimba, Terra Nova, Caputo, Mulemba e, em verdade de todos os bairros periféricos da Luua.  

:::::

Logo a partir de Junho de 1974, começaram a ser infiltradas armas e munições nos musseques de Luanda. Era o Poder Popular a nascer com suas células, fanáticos de Lúcio Lara e Neto, capitães do mato às ordens de Nito Alves e Valódia dos grupos Hoji-ya-Henda; estas armas eram indiscriminadamente entregues a pessoas que as não sabiam manejar. As vítimas eram um pouco de tudo o que pudesse servir de alvo, raivas grandes e pequenas com negros, brancos e verdianos. As mortes foram tão abundantes, ao ponto de a casa mortuária já não ter mais espaço; alguns corpos surgiam mutilados, queimados, desfigurados.

brig4.jpg Neto, líder do MPLA afirmava que os portugueses não deveriam ser designados como comunidade branca por não constituírem um grupo coeso, nem terem direitos especiais na realidade pós-colonial. Seu parceiro Rosa Coutinho corroborou em tal posição afirmando: “Os brancos se quiserem ser ouvidos, filiem-se num dos movimentos”. Estas afirmações de Neto estavam bem perto da realidade porque os Tugas tinham como desporto ir à praia, ir ao cinema, ir à pesca à Barra do Quanza, fazer umas farras de quintal ao fim de semana para noivar a filha e, poucos eram os verdadeiramente politizados. Uns ingénuos!

:::::

Foi mais ou menos isto que aconteceu! Os brancos filiaram-se em um, dois e até três movimentos porque pelo sim pelo não tinham de garantir alguma segurança pelo controlo familiar pois estes pseudomilitares viriam a praticar isso, dai em diante. A caminho do sul ou do norte nas barragens diferenciadas apresentava-se o cartão do militar que surgia a controlar; o camarada recebia uns cigarros, mandava seguir na boa.

paiva4.jpg Mais à frente o irmão mandava parar e com o cartão o mano mandava prosseguir; com os fnelas era igual. Estes para mostrarem sua diferença faziam continência com bater de pés e mandavam seguir desejando uma boa viagem… Havia sempre uns cigarros francês mata ratos, ou Negrita e mesmo caricocos a dar aos zelosos controladores de tráfico e traficantes. Era a gasosa a ser instituída no meio da Luua e arrabaldes; depois generalizou-se juntando uns kumbús de dinheiro macaco: “escudos angolares”.  

:::::

Era já o medo a dominar as emoções, uma técnica persuasiva que entra no subconsciente e, por via de inseguras leis que sempre descumpridas ou alteradas, faziam do MFA uma instituição desajeitada, sem respeito ou credibilidade. Portugal já não era confiável; isto tornou-se uma infeliz realidade que viria a deixar sequelas para todo o sempre. Passados que são mais de 42 anos sinto um certo orgulho por sempre me dizer ser Niassalês e, porque foi o último vapor a abandonar a minha terra, o meu país de ilusão e, que agora, já nem sucata o é. Continuo Niassalês, uma inventação que me tranquiliza.

miss6.jpg Logo à partida, Melo Antunes aceitou que os brancos de Angola não tinham concessão à nacionalidade Angolana; que apenas os nascidos ali, teriam essa prorrogativa! Mas, até aqui, isto lhes foi tirado com o correr do tempo. Os maiores desaforos vinham exactamente dos máximos responsáveis Lusos! Tudo rolha de má cortiça! Savimbi foi o único que retaliou esta medida e, disse querer um período mais alargado para a data da Independência. Portugal, simplesmente se subjugou ao preceito de descolonização do MPLA de Neto.

:::::

E Agostinho Neto disse isto mesmo aos emissários de Fidel de Castro; que não tencionava repartir o poder com outros movimentos nem conceder-lhes condução de áreas estratégicas e os brancos, estavam ali a mais. Todos se moveram em falsidades e o Governo de Coligação de Angola por via do acordo da Penina, viria a ser uma utópica armadilha. Nada mais do que isto!

funa0.jpg Voltaremos aqui mas, entretanto as mortes registadas em Luanda resultavam de tiros disparados por armas do exército português. Isto era demasiado preocupante; era uma traição que ninguém compreendia, ninguém queria aceitar por inaudita. No interior dos Bairros periféricos, suburbanos da Luua haviam já milhares de armas de repetição que, tal como já foi dito faziam baixas nas próprias forças armadas designadas de Nossas Forças…Eram tempos de Rambos matando pokémons, usando a linguagem hodierna…

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:42
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds