Sexta-feira, 23 de Novembro de 2018
MUJIMBO CX

CICATRIZES DO TEMPO - Mujimbo é boato em kimbundo; diz-se por aí… 23.11.2018

Por

soba0.jpegT´Chingange em Johannesburg

Com fúteis caprichos de escritor avulso, esmiúço os tempos para saber a verdadeira razão dos paradoxos futuros recolhendo feitos e lendas do passado. Sim! O futuro de um mundo surreal, tentando compreender melhor a essência dos acontecimentos. Também observo agora, já kota mais-velho, estar num joguete de tantos portais desconhecidos.

Sendo mazombo de Angola na criação e, vivendo entre astucias enganosas e superstições intestinas, falo e penso como se fosse um africano preto na cor, captando como um íman as feitiçarias das memórias feitas tradição. E, é aqui neste hiato que o tempo me leva ao era uma vez, no tempo que não tinha minas nas picadas; a gente ainda andávamos descalços de medo.

luandino1.jpg Vistas as coisas, não será portanto, caso de estranhar de muitos de nós andarem com um olho aqui e outro lá mais adiante, com a metade do raciocínio num sítio e a outra metade no ciberespaço. Neste tempo daquele agora, ele, era um guerrilheiro de nome Makongo, amigo de Luandino, cheirava o chão, mata e ar, mas sempre queria se vanguardiar.

Por três vezes o voo da mina, por perto ou por longe, ele se cambalhotava no pó. Se diz que nessas horas ouvia-se sempre o piado do holococo (águia) voando muito alto. Nossos pés xacatavam (arrastavam) ligeiros por trilho aberto na mata ou mesmo picada da roça. Então, foi num dia, o rio calado de poucas águas, foi mesmo lá aonde lhe comeram num jacaré o camarada Vutuka.

cabinda6.jpg Foram eles mesmo que escreveram assim neste livro dos guerrilheiros quando a noite estava de gasalhar uma lua nova, na escuridão. Kimoanga Paka assim sem mais nem porquê falava do seu filho; ele estava comigo assentado em seus calcanhares, a velha carabina ao alto. Atirou uma pedrinha, o rio assustou, parou.

-Kene Vua?  Eu sofro… É assim que Luandino descreve numa mescla de testemunho e ficção, arrastando-nos por uma viagem marcada pelo risco, quebrando a sintaxe convencional, incorporando neologismos com expressões em quimbundo, abismos antigos, passados naquele tempo contemporâneo. Kene Vua o Sem Azar morreu na picada.

CABINDA3.jpg Um dia em Cabinda, numa companhia do M´Puto, num lugar chamado de Miconge, a caveira de Kene Vua, carcomida pelo Kissonde, na beira dum fiote, chamou-me nomes de vergonha: -Tu vais poder nunca lavar tua catinga de geração! Assim mesmo, assustei-me. Ali do meio da mata, perseguindo turras que eram guerrilheiros como eu, do outro lado. Eu, branquela, fiquei cismando do susto.

Recordo que naquele entretanto os kissonde, subiu por mim acima, picando matubas e tudo, foi quando aquela caveira do Kene Vua, pareceu-me de vingança, foi mesmo, piscou-me o olho e ainda se via nele, na caveira, medo de acordar outro medo. Claro que isso assim falado, nenhuma mata ia poder nunca lavar, era mesmo catinga de geração.

kalu1.jpg Kene Vua! Vê!... Posso ver ele levantar-se, feito quizango (feitiço), deu um passo só e tirou no ar flor e folhas num pequeno pau de quimbuma. Esfregou suas mãos, cheirou; mastigou. E cegou meus olhos com sua mão perfumada. Vida de pessoa devia de cheirar bem. Como flor, sempre.

Kene Vua apareceu-me mais tarde em sonho dizendo algo meio arrependido de quando falou na catinga de geração: Tu, também vais ser angolano pela tua participação nos conhecimentos, nasceste debaixo dum cajueiro, plantaste beleza feita espiga de milho debaixo das quifuacassas! Quifacassas!? Nem sei bem o que isso é!...

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 09:55
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
14
16

20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds