Quarta-feira, 14 de Outubro de 2015
MUXIMA . XLVIII

ANGOLA – LOANDA . DO TEMPO DO QUININORelatos e histórias de antigamente… 

Por

luis0.jpg Luis Martins Soares - Nasceu a 8 de Julho de 1934. Tem agora 81 nos de idade. Uma biblioteca de coisas esquecidas numa Luanda que nessa altura não tinha ainda 18 000 habitantes.

 - https://www.facebook.com/luis.martinssoares.1 

loanda 0.jpg Quando morava na Maianga, ainda estudante, galgava as trilhas empoeiradas direcionadas ao Hospital Maria Pia. Do lado direito havia um sobrado antigo de um andar, avarandado. Lateralmente ao Hospital, local da nossa passagem, deparávamos com diversas tambarineiras aquelas árvores cujos frutos são os nossos conhecidos tambarinos. No solo lagartos enormes esverdeados de cabeça levantada como que estivessem em posição de alerta observando a aproximação de possíveis predadores, procuravam esquentar-se sob os raios de sol que se infiltravam pelas ramagens das árvores e, com a nossa aproximação empreendiam uma fuga pelos troncos das mesmas.

kafu24.jpg Um pequeno desnível dos pisos do terreno era transposto para chegarmos ao Largo do Hospital. A caminhada a partir daqui para a Rua da Misericórdia era feita em terreno plano pois estávamos na Cidade Alta, a região mais antiga de Luanda mas vamos fazer uma pequena pausa para relembrarmos um pouco da sua fundação: Paulo Dias partiu de Lisboa a 23 de Outubro de 1574 com dois galeões, duas caravelas, dois patachos e uma galeota, chegando à vista da Barra do Kuanza costeando mais para o norte entrou na Barra da Corimba, na época ainda navegável para as caravelas, desembarcando depois na chamada Ilha de Loanda a 11 de Fevereiro de 1575. A ilha de Luanda não era região ideal para se estabelecer e Paulo Dias mudou-se para terra firme onde fundou a vila de S. Paulo de Loanda com sua igreja dedicada a S. Sebastião santo de devoção do Rei e dos portugueses a 25 de Janeiro de 1576.

kafu23.jpg Vemos que a Vila de S. Paulo começou a crescer paulatinamente na parte baixa entre a Ermida da Nazaré e o Morro de S. Miguel, contornando as margens da baía, com a população branca fixando-se e construindo casas, se assim podemos classificá-las. A parte alta, como já relatado, começou no Largo da Feira, actual Praça do Palácio, local onde os jesuítas do séquito de Paulo Dias de Novais edificaram a Igreja e outras instalações. 

kafu1.jpg Prosseguindo com a nossa viagem ao passado saindo do Hospital D. Maria Pia onde antigamente existiu o Convento de S. José (1604), o Hospital com corpo central de frontão, de 18651883 e de frente para a Avenida de Álvaro Ferreira caminhamos um pouco até entrarmos na Rua da Misericórdia, no lado esquerdo. Na esquina das duas vias havia uma escola onde fui submetido aos exames de Admissão aos Liceus. Ao lado, uns poucos metros à frente, tínhamos o Quartel General com a sentinela indígena de guarda e com o barrete vermelho em forma de cone chamado cofió, enfiado na cabeça. Nesta região a maioria das casas eram de construção antiga construídas com paredes de grande espessura de cal, pedra e areia.

luis11.jpg Continuando a nossa caminhada pelo lado esquerdo no sentido ao Palácio do Governo passávamos ao lado da casa do poeta e escritor Tomaz Vieira da Cruz onde muitas vezes o vi sentado perto da janela, escrevendo. Dono de uma grande cabeleira, marca registada de muitos poetas parece-me que era funcionário público dos Serviços de Saúde. Mais uns passos e do lado direito um Miradouro nos permitia vista para o Parque Heróis de Chaves local de muitos encontros de namoradinhos e de lazer de casais acompanhados dos filhos, principalmente aos Domingos.

luis1.jpgGaroto ainda, na minha mente, nunca me esqueci de um soneto do Tomaz Vieira da Cruz, que embora português tinha alma angolana. Transcrevo o seu poema Romagem ao Quicombo, escrito em 1938: Romagem ao Quicombo

suku0.jpg Vinham de toda a parte esses romeiros,

em procissão de imagens quase santas;

e os de mais longe foram os primeiros

que chegaram à grande romaria...

As léguas caminhadas eram tantas

que a distância é um pranto de alegria!

Vinham de Seles e do Amboim do norte

os homens brancos e de negra cor

que servem Portugal até à morte.

cipaio1.jpg Vinham do Longa e da Quissama

todos que têm por lá o seu grande amor

a santa Muxima que os inflama.

Em fé ardente, e crente, e milagrosa

Vinham os Sobas de passadas guerras

com a sua corte altiva e caprichosa;

E moças lindas, cor da noite escura,

— negras flores do exílio em que te encerras,

ó minha Angola imensa, ó formosura!

E bandeiras daquelas mais festivas,

certo dia tornadas prisioneiras,

ali regressam, livres e altivas.

Quando Elas passam, com o seu ar contente,

batem palmas as palmas das palmeiras,

e o Sol, subindo alto, é mais ardente!

coqueiros5.jpg Diz a missa o mais velho missionário,

sobre um altar de pedras carcomidas,

que são da fortaleza o breviário.

Numa aliança de sangue, as lindas flores,

de duas raças por amor unidas

olvidam os passados dissabores

nesta Terra Africana, - a bem amada -

que Salvador Correia restaurou

em luta ardente, forte, ilimitada!

lu9.jpgPaira no ar uma oração fremente,

e um poeta que nunca mais voltou,

erguendo a voz, cantou humildemente:

Por obra e graça da divina glória,

que mais além da vida aconteceu,

Quicombo é um padrão da nossa história

que a nossa gente em devoção ergueu!

 

lifune0.jpgGritai, clarins da fama e da vitória,

rezai preces de amor por quem morreu

dando valor a quantos, de memória,

dizem os seus nomes altos como um céu!

E Tu, ó grande mar das caravelas

e dos naufrágios, conduzindo as velas

te aportaram, gloriosas, no teu fundo,

Ergue-te ao alto em torre de menagem

e ensina à voz do vento esta romagem

para que o vento a leve a todo o mundo.

::::: Com o agradeciento do KIMBO a Luis Martins Soares e um abraço de  amizade.

As opções do Soba T´Chingange

 

 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 10:20
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Setembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
18
19

20
21
22
23
24
26

27
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds