Terça-feira, 7 de Julho de 2015
MUXOXO . XIII

O CHOQUE DO PRESENTE - O maravilhoso universo paralelo dos deputados - Porquê regular as relações dos grupos de pressão com o Governo e entidades públicas e deixar de fora os deputados?

As escolhas de T´Chingange

Por

ter1.jpgLuís Reis Pires nasceu em Elvas há 29 anos. Licenciou-se em Economia no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), optando depois pelo jornalismo. Começou a trabalhar no Semanário Económico em 2007. No ano seguinte, entrou no Diário Económico, onde é redator principal e segue as áreas de macroeconomia e contas públicas. É também responsável por acompanhar os assuntos europeus. Seguiu de perto todo o programa da Troika em Portugal.

ter0.jpgTive o primeiro contacto com os bastidores do Parlamento português no final de 2004, à conta de uma reunião com um então líder partidário. No bar, dois deputados, de partidos diferentes, lanchavam e conversavam sobre um qualquer favor que um deles precisava de uma Câmara que pertencia ao partido do outro. Aproximaram-se depois do balcão, ambos fazendo questão de pagar a conta do outro. "Quanto é?", Perguntou um. A resposta veio pronta, não chegava a um euro e meio. "Epá, e ainda dizem que o país está em crise", gracejaram. Riram-se muito, pagaram e voltaram para o hemiciclo.

ter6.jpg E pronto, assim se desfaz a ilusão de um miúdo universitário sobre a forma séria como funciona a elite política. Não precisei de muito mais tempo e encontros após essa vez para perceber que o Parlamento é um universo paralelo e os deputados vivem numa realidade alternativa à do Zé Povinho, cheia de hipocrisia e episódios lamentáveis, mas infinitamente mais ‘cool'. Uma realidade onde os deputados dos diferentes partidos não se entendem em nada, a não ser na hora de arranjar maneira de meter mais uns trocos ao bolso (não, não me esqueço do lamentável episódio da reposição das subvenções vitalícias dos políticos, no último Orçamento do Estado).

ter5.jpg Não, "eles" não são todos iguais, como tantas vezes gostamos de dizer. Mas, infelizmente existem muitos mais Josés Lellos do que Marianas Mortáguas... Esta semana, mais um exemplo desse maravilhoso mundo alternativo do Parlamento. O Governo vai avançar com a lei do lobby, que vai regular as relações dos grupos de pressão com as entidades públicas e com o próprio Executivo, tudo em prol da transparência. Quem fica de fora? Os deputados, claro. Faz, obviamente, todo o sentido, porque os membros da Assembleia da República nem são o principal poder legislativo do país. Quando era miúdo, havia uma senhora que vendia gomas e gelados à porta da escola, numa banquinha que hoje em dia faria as delícias da ASAE. Claro que a minha mãe me proibiu desde o primeiro dia de aulas de ir lá comprar doces (o início dos anos 90 foi uma mina de ouro no que diz respeito a receios relacionados com droga em chocolates).

ter4.jpg É claro que eu nunca deixei de comer os doces da dona Assunção. Não ia lá, não fosse a minha mãe ver-me, mas dava o dinheiro aos meus amigos e eles compravam para eles e para mim. Agora façamos de conta que a lei do lobby é a minha mãe, eu sou o Governo e as entidades públicas, e os meus amigos são os deputados... Quem acompanhou as novelas da energia, da banca e das telecomunicações durante os anos da ‘troika', sabe bem o quão urgente é aumentar a transparência nas relações entre o poder político e empresarial.

ter3.jpg Porquê deixar o Parlamento de fora de uma lei que vai nesse sentido? A explicação de que este é apenas um primeiro passo e o objectivo é aprofundar a lei no futuro fica coxa - sobretudo porque o actual Governo está prestes a dizer adeus e não há garantias de que quem vier a seguir pegue no assunto. "Bater" nos deputados é fácil, é verdade, e chega quase a ser popularucho, reúne simpatia do povo. Mas, entre um ou outro lanche a um euro e meio no bar, a questão que os próprios deviam colocar-se é: "Se ninguém gosta de nós, será que estamos a fazer as coisas bem?"

Texto publicado a 19 de Junho de 2015 no suplemento E+

junho3.jpgOpinião: Após a leitura deste texto e de várias leituras sobre as mordomias dos ditos deputados, penso que os "boys" de cada partido falam muito, discutem muito e estão completamente nas tintas para a população portuguesa, isto é, como é sabido. Dou o exemplo de um trabalhador em funções públicas que têm como subsídio de refeição a mera quantia de € 4,27 para almoçarem. Não esquecer o "Milagre das Rosas" que o governo fez em aumentar o ordenado mínimo nacional para € 505,00. No parlamento, que deveria ser o exemplo para os portugueses, comem e bebem ao preço da "uva mijona" e podem usufruir de creche (neste caso não sei se é de graça ou o custo também é simbólico.

soba0.jpg  Estes senhores poucas vezes lá estão... têm assuntos para resolver nos seus negócios ou nas respectivas Sociedades de Advogados. No meu local de trabalho, quando trabalhava, só podia ir a consultas médicas após o expediente e se por acaso tinha de faltar por uma situação excepcional, tendo de explicar  a razão e meter um dia de férias ou lá o que fosse. Estes senhores têm as férias que têm e ainda por cima faltam quando querem... protegem-se uns aos outros! Algo vai muito mal neste país, a começar pelos deputados no parlamento! Uma das muitas vergonhas nacionais!

Muxoxo: é uma espécie de estalo que se dá com a língua aplicada ao palato, em sinal de desdém ou contrariedade…

A opção com meia opinião do Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 08:30
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

18
19
22
23

24
25
26
27
28
29
30



MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds