Sábado, 19 de Novembro de 2016
MUXOXO . XXXIX

TEMPO COM CINSAS - MACEIÓ - 19.11.2016  

Das razões para escrever …

Por

soba0.jpeg T´Chingange

abac1.jpg Separando o sonho da realidade, tento colocar palavras no papel, para que o cérebro fique destinado a novas vibrações. Agora que já tenho alguma dificuldade em separar o sonho da realidade entre interesses e torpitudes, encavalito-me nas silabas, nos significados, nas bactérias embrionárias dum palavrório perdido entre o fio da meada e a meada do fio.

:::::

Uma crónica escreve-se quando se pretende transcrever uma mensagem ou se, se sente prazer em escrevê-la como, ou quase um exercício de mente, fazendo pesquisas adicionais e, segundo um tema respeitando sempre as motivações subjacentes da comunidade; escrever tópicos com alegrias decepções, coisas rotineiras ou esperançosas.

arte4.jpg Nem sempre a descoberta segue por uma caminho de lógica criatividade levando em conta a comunicação científica mas, teremos basicamente de sermos livres de acreditar naquilo que quisermos e transcrevê-las sem a preocupação gramatical do sujeito a cutucar o verbo mais o predicado; sem a métrica do fado ou a rima versejada e, sem pátria idolatrada, jogando búzios na zuela do feitiço.

:::::

As plantas vivem de matéria “não-viva”, que não dizem ai nem ui e, praticamente mantêm toda a vida. Sempre o têm feito desde que o mundo é Mundo e, a nossa vida depressa se desvaneceria se não houvesse uma maneira de elas, as plantas, se renovassem quase tão rápido como são comidas.

ÁFRICA2.jpg Para os animais de que somos pertença obterem os alimentos de que necessitam, têm de contar com a ingestão física de outros organismos e, porque sem esses contribuintes orgânicos, não viveríamos. A vida animal não duraria muito neste Mundo se todos fossemos carnívoros, se nos alimentássemos apena de outros animais.

:::::

Sem algum esforço intelectual, remexendo panelas de sarapatel ou tripas à moda do Porto, muito me convenço da inutilidade das bagatelas que nos preenchem o dia. Refugiando-me atrás da minha vaidade faço trocadilhos, metendo-os num pão e, acompanhando isto com uma cerveja, fico-me pelo silêncio das falas sustentáveis, para não me mentir!

ÁFRICA3.jpg Na sustentabilidade da natureza os herbívoros alimentam os carnívoros ou omnívoros. Temos de nos alimentar de três tipos básicos de substâncias a saber: glícidos, lípidos e proteínas. E, porque é na variedade que reside a segurança, saí bem cedo a fazer compras com meu parceiro de albergue, o dono da casa com o nome de Eliseu.

:::::

E, compramos na feirinha do “Cleto” frutas várias e legumes, mamão, jiló, couve, banana comprida, manga, mandioca, inhame, enfim um conjunto de coisas em sacolas reaproveitáveis para botar o lixo. Não posso esquecer os coentros nem a pimenta no propósito de esquentar o apetite e melhorar a pressão. Passando no azougue, talho, compramos alcatra, queijo de coalho e, claro a cerveja Skol redonda de 450 mililitros.

eliseu1.jpg O Eliseu respeitando sua ancestralidade bíblica de profeta rejeita este e qualquer uso de outro álcool. Bebe sua água tonificada com minúsculos fragmentos de limão a fim de chegar aos 150 anos!  Eu vou cantando que aqui a vida só é ruim, quando não chove no chão, que se chover, tem de tudo e de tudo tem de porção… e, por aí, na cantiga já popular do último pau-de-arara de Zé Ramalho.

:::::

De regresso a casa, Eliseu explica que seu nome é proveniente de um profeta que subiu ao céu vivo. E, subiu, subiu anto que por lá ficou e, porque tinha dito que poria seus pés aonde estivesse Deus. ELE, o profeta, serviu a Elias durante algum tempo, antes de este ter ascendido em direcção aos céus por um redemoinho.

jindungo0.jpg Foi um dos profetas que mais milagres têm registado na Bíblia, entre eles, o de abrir as águas do Rio Jordão com a capa deixada por Elias. Este Eliseu terreno prometeu não mais voltar a beber em sua vida, daquela forma destemperada de outros tempos mas, em verdade, sempre me parece mais fácil do que levitar no espaço e, para o infinito. Mas vinho do puro da uva vai bebendo só de vez em quando, como teste à sua vontade.

eliseu2.jpg Estou em tempo de não mais me preocupar com os muxoxos dos críticos, das alfinetadas de comentadores, dos devaneios e futilidades que nos consomem horas a fio; do gosto ou nem por isso, ou assim do entretanto, da gente que pendura seu ego nas piadas de engasgo ou mesmo rezas insólitas das redes sociais porque nem a tudo podemos ter resposta, nem a tudo podemos responder.

O Soba T´Chingange (Otchingandji)



PUBLICADO POR kimbolagoa às 14:40
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




RELOGIO
TEMPO
Weather Forecast | Weather Maps
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
CAIXA MUSICAL
CONTADOR
contador free
ONDE ESTÁS

Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

blogs SAPO
subscrever feeds