Sábado, 3 de Setembro de 2022
PARACUCA . XLVI

MULOLAS DO TEMPO -17 - 12.02.2022 em Kizomba; 03.09.2022 em Kimbo Lagoa

RECORDANDO: Dia 20, no Sul do Malawi em Lilongwé 33º dia da Odisseia “HAJA PACIÊNCIA”. Nós, bazungus no PARK MVUU LODGE do MALAWI… manuscrito de 22 de Outubro de 2018 - Crónica 3241

Por tonito17.jpgT´Chingange Na Pajuçara do nordeste brasileiro e Lagoa do AlGharb no M´Puto

IMG_20170901_103102.jpg  Posso ainda recordar-me termos ficado em Mtawa Lodge no centro de Lilongwé que é, desde 1975, a Capital do Maláwi. Lilongwé foi fundada em 1906 às margens do rio com o mesmo nome; inicialmente como um assentamento para os comerciantes asiáticos, seu clima ameno atraiu rapidamente as empresas europeias, tornando-se um centro administrativo colonial britânico no início do século XX.

Devido à sua localização na rota norte-sul principal do país e na estrada rumo a Rodésia do Norte (actualmente Zâmbia), concluída em 1909, Lilongwé tornou-se a segunda maior cidade do Malwi e, foi a próspera comunidade asiática de negócios residente na cidade que a promoveu a esse estatuto. Foi oficialmente oficializada como capital pelo antigo presidente Hastings Kamuzu Banda, embora que, inicialmente somente concentrasse os poderes judiciário e executivo…

IMG_20181031_092629.jpg O presidente Bingu Wa Mutharika exigiu que todos os escritórios do governo se mudassem para Lilongwé após as eleições presidenciais e parlamentares de maio de 2004. De quando em vez, é bom falar um pouco dos lugares por onde passamos pois que após longos silêncios remoídos na sustentação das mentiras ou verdades sobre africanos, sua terra e sua origem, a gente acaba por agarrar nenhures; sem entender tudo na perfeição e, distanciados numa longínqua aridez de secura com investimentos de leveza. Ficando meios anestesiados, até falamos com osgas gordas que mais parecem crocodilos, revemos jeitos e trejeitos que mais ninguém consegue vislumbrar…

Posso agora recordar o susto que apanhei ao verificar ter dormido com um escorpião no camping do Park Mvuu Lodge. Ao desmontar a grande tenda azul, vi um escorpião preto ai com uns sete centímetros, sair bem por debaixo de minha esponja que me serviu de cama. Bem quentinho ali permaneceu nem sei quanto tempo sem pagar renda. Na saída para o “main gate” podemos apreciar manadas de búfalos, entre muitos outros e muitas capotas, rolas e perdizes. Nosso destino agora é pernoitar na Capital Lilongwé e seguir amanhã para a fronteira mais a norte de Tete de Moçambique, dia 22 de Outubro de 2018.

central-african-wilderness(2).jpg Terei de recordar aqui que nosso capitão do mato, el comandante Vissapa, o melhor condutor de África, enquanto permanecemos no Park Mvuu, decidiu sair a pescar nas margens do rio Shire River sabendo ser perigoso e, avisado do perigo que seria ultrapassar os limites de vigilância segurança. Não resultou avisar que ali havia mais hipopótamos que cassuneiras mas, de nada valeu. Um carro patrulha teve de o ir buscar, levando uma rabecada bem justificada por um dos seus patrícios africanos - um genuíno…

Vissapa - el comandante, ainda lhe disse que era angolano de gema, que edecéteras e tal e, até lhe mostrou o bilhete de identidade. Era um branco, sim senhor mas também genuinamente africano! Ele, o guarda com flechas nas divisas, torceu seu nariz achatado, deu uma baforada com rolos de índio no ar e disse que, tudo ali era para ser tal e qual conforme o regulamento. Filosoficamente disse que aqui em áfrica tudo é de todos, menos dos brancos. E, assim, engolindo desaforos ficávamos num nada, feitos genéricos. Menos mal que eu só era mesmo - melhor…sou Niassalês…

alfa1.jpg No M´Puto, na Venezuela, no Brasil, em Namíbia ou África do Sul e até no escambau aonde judas chorou desesperado com todos nós; mortais filhos da peste que nunca o deixam em descanso, pois, até em África aonde o ontem fica cada vez mais distante. Ué e, o que então era proibido, hoje já o não é, lugar de tundamunjila (thunda um n´jilla) corruptado até os fundilhos de toda a brancura. Lugares aonde agora predomina a gasosa com kumbú e fundamentalmente a postura governamental de BLACK EMPOWERMENT*; Isto quer dizer uma política de substituição do negro em detrimento do branco. Vou dizer mais o quê se foi o que vi, espoliado quanto baste pois só não o serei, ou serás se, se houver kitar yábule (ter muito dinheiro)…

Amanhã teremos de passar na fronteira de entre Malawi e Moçambique! A fronteira aqui em áfrica é sempre um grande problema, sempre criam dificuldades para vender facilidades; como eles negros de pai e mãe aprenderam tão bem estes procedimentos de brancos! Aos velhos será cruel deixá-los privados de respostas e será de bom senso até, não se lhes fazer perguntas de passados não amistosos porque dos muitos dias, das muitas injustiças pode sem se querer, saírem à luz da kúkia, gigantescas feridas. Que importância terá, saber-se agora se a mulher de Lot, em Sodoma, ao olhar para trás se transformou em sal-gema ou sal marinho ou, até saber se a embriaguez de Noé, foi de vinho branco ou de vinho tinto…

cape2.jpg Nota*: Black Economic Empowerment é uma política do governo sul-africano que visa facilitar a participação mais ampla na economia dos negros, especialmente para corrigir as desigualdades criadas pelo apartheid. (Wikipedia inglês). Na prática é a substituição do preto pelo branco, generalizada em toda a áfrica austral! As vagas são para os de cor escura, primeira os nativos, depois os indianos e no fim os brancos; estes só conseguem assegurar trabalho em empresas familiares… Isto verificado, também me foi dito por um sujeito mulatão de nome comum de Ferreira lá na Cidade do Cabo, meio a dar para indiano, um meio monhê a viver de expedientes; com colares de missangas penduradas ao pescoço e um cofió colorido, um mwadié fantasiado de africano a repetir-me: - Só quem anda por gosto, não descansa! Isto, foi quando me queixei com azedume de haver muitos arrumadores de carros, brancos nos centros comerciais (uma forma de solicitar esmola sem ferir o orgulho).

(Continua…)

O Soba T´Chingange 



PUBLICADO POR kimbolagoa às 09:53
LINK DO POST | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Dezembro 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub