Quinta-feira, 23 de Novembro de 2023
VIAGENS . 108

NAS FRINCHAS DO TEMPO

"DOS TEMPOS DE DIPANDA“ - Crónica 3519 – 23.11.2023

 “Tropas cubanas para Angola, já!” - “Missão Xirikwata”

Às margens do Cubango - Escritos boligrafados da minha mochila – Aleatoriamente após 1975 e, ou entre os anos de 1999 a 2018

Por: T´Chingange (Otchingandji) – Em Lagoa do M´Puto

valentina5.jpg Luanda, meados de 1975 - Onde quer que uma pessoa se encontrasse escutava o inevitável fragor dos combates, o rebentamento de obuses e também, observar no céu colunas de muito fumo. O medo sentia-se no ar! Camionetas passavam com feridos e mortos em direcção ao hospital e à morgue largando rastos de sangue pelo asfalto; Tem-se agora a certeza de ter sido de propósito para provocar o pânico entre os brancos. Está escrito!

Mas, sempre haverá muitos dizendo ter-se esquecido; que talvez não tivesse sido tanto assim; sempre a tentar lavar o sarro de tanta hipocrisia. Sinto-o! Segundo afirmações posteriores  de Fonte: Lusa  na voz do conhecido comentador José Milhazes, militares soviéticos receberam autorização secreta para combater em Angola… Andrei Tokarev, tradutor militar recorda: “Os nossos especialistas montaram rapidamente, numa antiga base aérea militar portuguesa de Luanda, vários pontos de treino e começámos imediatamente a treinar os combatentes das FAPLA.”

demo2.jpg  Os pseudo guerrilheiros do MPLA, sempre criativos em assuntos bélicos, davam uma nova utilidade às armas Anti-Tanque - RPG-7. Utilizaram assim esta arma visando o seu poder de fogo demolindo literalmente as sedes politicas dos movimentos rivais - UNITA e FNLA. Os estragos, como se poderá imaginar, eram astronómicos, pondo em perigo muitos civis circunscritos ao acontecimento. Na população branca, dissolvera-se de vez a ilusão de que seria possível ter um lugar no futuro de Angola. Em Luanda apenas um punhado de bravos efectivos do COPLAD, fieis ao Alto-Comissário Silva Cardoso, entre Janeiro e Agosto de 1975, defendia a vida e os bens dos portugueses. Na Avenida Brasil e na dos Combatentes da Luua, as principais sedes dos movimentos foram destruídas entre si, a tiro e, com elas, os edifícios onde se situavam.

Alguns dos edificios com dezenas de apartamentos foram trespassados por balas perdidas, por tiroteio assassino e negligente. O último grito em armamento eram os canhões sem recuo contra viaturas blindadas como é dito aqui mas, usadas para outra qualquer destruição. Esta batalha, a de Luanda, não se cingiu somente à capital. Alastrou por todo o Norte com desmandos brutais num preparado plano de tundamunjila aos brancos pelo exercito Tuga do MFA às ordens de Coutinho… Os brancos sem amas, sem apoio, sem a mínima hipótese viram-se numa de “ou mato, ou morro”. Como formigas salalé e em desordem fugiam com algumas imbambas daqui para ali mas e, principalmente sempre para Sul e, ou a Capital.

cruzeiro2.jpg Os últimos portugueses no Interior de Angola, formando comboios de carro, com muitas camionetas carregadas de pertences, puseram-se a caminho da Luua. Os funcionários da Administração Ultramarina, dita Colonial, vêem no Quadro Geral de Adidos uma saída para a sua situação recorrendo a esta hipótese como fuga para a frente. Resumindo grosseiramente, o Decreto-Lei n.º 23/75, de 22 de Janeiro, vem regular a situação dos servidores de Estado ou dos corpos administrativos dos territórios ultramarinos quando ascendessem à independência. Assim, mais tarde, o Quadro Geral de Adidos - Decreto-Lei n.º 294/76, de 24 de Abril, alterado pelo Decreto-Lei n.º 581/76 deu antecipadamente (..pelo Decreto-Lei n.º 23/75, de 22 de Janeiro) corpo à fuga de Angola; E, para os efeitos, é  criado o Serviço Central de Pessoal, pelo Decreto-Lei n.º 196/76, de 17 de Março, que tem como responsabilidade proceder à recolocação e integração dos funcionários públicos oriundos das ex-colónias. Isto veio a facilitar o processo de descolonização por via de todo o abandono dos órgãos gestores do Território…

Atravessando perigosas picadas e outras estradas aonde pululavam guerrilheiros de faz-de-conta impregnados de muito ódio ao branco sucederam-se ousadas peripécias-. Nomeadamente a fuga pela areia da Costa dos Esqueletos já na Namibia; sujeitos a serem engolidos pela maré do Atlântico ou pelas areias movediças do deserto. Isto, depois de atravessarem em balsas improvisadas o rio Cunene, uma ousadia ainda presente na memória de muitos refugiados e ainda a ser descrita por este ou aquele interveniente.

valentina3.jpg Para quem alcançava o sucesso de sobreviver, já em segurança dada pelas forças armadas da África do Sul, relembram com soluços os  muitos desafios de vingança por gente com a cabeça cheia de fumo, liamba e bebidas desinibidoras, fazendo a seu bel-prazer a justiça ocasional (pude asistir a este “filme” em outros lados). Por dá-cá-aquele-palha, até parece mentira, um cigarro, uma cerveja, um qualquer cobiçado traste, podia ser motivo de se livrar à morte. Assim e correndo grandes perigos, procuravam o lugar mais próximo de embarque… para um qualquer lado…também, a já tão propalada ponte aérea (lá iremos…)…

(Continua…)

O Soba T´Chingange



PUBLICADO POR kimbolagoa às 19:37
LINK DO POST | COMENTAR | ADICIONAR AOS FAVORITOS

Abril 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

15
16
17
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30


MAIS SOBRE NÓS
QUEM SOMOS
Temos um Hino, uma Bandeira, uma moeda, temos constituição, temos nobres e plebeus, um soba, um cipaio-mor, um kimbanda e um comendador. Somos uma Instituição independente. As nossas fronteiras são a Globália. Procuramos alcançar as terras do nunca um conjunto de pessoas pertencentes a um reino de fantasia procurando corrrigir realidades do mundo que os rodeia. Neste reino de Manikongo há uma torre. È nesta torre do Zombo que arquivamos os sonhos e aspirações. Neste reino todos são distintos e distinguidos. Todos dão vivas á vida como verdadeiros escuteiros pois, todos se escutam. Se N´Zambi quiser vamos viver 333 anos. O Soba T'chingange
Facebook
Kimbolagoa Lagoa

Criar seu atalho
ARQUIVOS

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

TAGS

todas as tags

LINKS
PESQUISE NESTE BLOG
 
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub